04 agosto 2010

O alegre quase atentado

Segundo algumas fontes, o presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad foi vitima dum atendado.
Segundo outras fontes não, ora essa, era só que faltava.
Segundo outras fontes ainda alguém teria lançado uma bomba mas foi assim, mais para fazer algo que outra coisa.

Então, como ficamos?

Ficamos com as notícias da televisão al-Arabiya, pela qual uma bomba artesanal foi lançada em direcção do grupo de pessoas entre as quais se encontrava Ahmadinejad. O qual, todavia, saiu ileso e continuou o próprio programa, com um discurso na cidade de Hamadan.
Sempre segundo a emissora, houve alguns feridos entre os jornalistas que acompanhavam o presidente.
Esta é a primeira versão.

Segunda versão: a presidência iraniana desmente a notícia. Houve sim uma explosão, mas foi um fogo de artificio. Enfim, uma explosão de felicidade.

Terceira versão: a televisão iraniana al-Alam fala dum homem que efectivamente teria lançado uma bomba, mas não uma verdadeira bomba, uma bomba artesanal que nem tinha a vontade de matar alguém. Demonstração: ninguém ficou ferido (pelo que podemos deduzir que as bombas que não provocam vitimas não são bombas à sério).
Afinal foi uma bomba para matar o aborrecimento e nada mais.
Na dúvida, a polícia prendeu o homem, caso o aborrecimento entenda fazer uma participação às autoridades.

Outra história interessante que vamos seguir.
Relatos podem ser encontrados também em Prova Final.


Ipse dixit.

Fontes: Ansa, Reuters

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...