19 outubro 2010

União Europeia, uma estúpida história

As Mentes Brilhantes da União Europeia hoje estão em grande. Um blogger não acaba de escrever algo que eles, zac!, outra ideia luminosa.

Antes a notícia, que já com o título provoca gargalhadas:

Bruxelas propõe a criação de IVA europeu para financiar orçamento da UE

A Comissão Europeia pôs hoje sobre a mesa várias opções para criar novas fontes de financiamento para o orçamento da União Europeia e reduzir as contribuições dos Estados nacionais, entre as quais a criação de um IVA (imposto sobre o valor acrescentado) europeu.


O executivo europeu sugere uma introdução progressiva de "um ou mais recursos próprios, por exemplo, uma parte das receitas de uma taxa sobre as transacções financeiras, ou actividades financeiras, sobre as vendas de quotas de emissões de gás com efeitos de estufa, uma taxa ligada ao transporte aéreo, ou uma taxa de IVA europeia, uma parte das receitas das taxas energéticas ou um imposto sobre as sociedades".

O objectivo é "reduzir as contribuições dos Estados", explicou a Comissão em comunicado. 
Mas como correram as coisas?

Muito bem, tentamos adivinhar a cena.
Bruxelas, impenetrável escritório nos meandros do edifícios da União.
- Pessoal, é quase Natal.
- Sim, então?
- Como "então"? As prendas, as férias...
- Queres um aumento, é isso?
- É isso.
- Então fala claro. Tá bem, vamos aumentar o teu ordenado: quantas dezenas de milhares de Euros ganhas? Não, espera: vamos aumentar os ordenados de todos, assim acabam duma vez as queixas.
- Epá, não, assim não...que dizer, os gajos lá fora já estão irritados, se descobrirem que vamos aumentar os nosso ordenados...
- Mmmmhhhh, ok, tens razão. E mas assim que podemos fazer?
- Sei lá...que tal um imposto?
- Um imposto...um imposto europeu...boa, mesmo boa. Boa! Começamos já: um imposto sobre os gatos, cada gato paga 50 Euros de taxa, isso mesmo, parasitas peludos...
- Epá, já pensaste nos animalistas? Credo, aqueles começam a manifestar, a choramingar...não, e depois qual a graça? Com uma taxa assim os gatos voam para fora das janelas de todas as casas!
- Estás preocupado com o destino dos gatos agora?
- Mas não, que se f***m os gatos: é que assim não vamos receber nada!
- Pois, tens razão. E que tal um imposto sobre o ar que cada cidadão respira? Eh?
- Não, não dá, ouvi dizer que o Barroso tem já algo do género na calha...em vez disso, criamos um novo IVA.
- Mas claro, um novo IVA que juntamos ao IVA de cada País! Genial! Ah, mas não fomos nós a dizer que na Europa não pode haver dupla tributação?
- Sim, então?
- Ahahahah, és o máximo. É bom trabalhar na União, não é?

Eu sei que esta história é estúpida.
Mas pensar que as Mentes Brilhantes possam ter imaginado de introduzir um novo IVA "para reduzir as contribuições dos Estados" e agravar ainda mais a situação financeira dos cidadãos, numa altura em que milhões de desempregados estão no desespero, enquanto as ruas se enchem de pessoas em protesto, bom, isso é ainda mais estúpido.

Por isso acho que a minha verão é a correcta.

Ipse dixit.

Fonte: Público

2 comentários:

  1. NunoSav19.10.10

    E ainda dizem que está pior nos EUA, nem sei como é possível mas aparentemente a União vai mostrar-nos como nos próximos meses.

    Algo interessante é como eles nem se preocupam se vão provocar alguma revolta (que já acontecem), as leis simplesmente continuam a sair a um ritmo escandaloso. Será sinal de pressa perante um cenário que tem de estar pronto daqui a x tempo?

    A este ritmo daqui a um ano a situação do mundo vai ser muito interessante de ver. Com o inevitável colapso do Dollar, como tu já referiste, a restante economia global será arrastada provocando grande histeria entre os povos e antes dos governos se deixarem derrubar é de contar que fomentem uma guerra para manter o "josé" e o "Manel" ocupados. Não foi ao calhas que a seguir à noticia dos confrontos em França falaram sobre o estado de alerta sobre um possível ataque terrorista que segundo fontes (provavelmente fictícias) tem maior probabilidade de acontecer na França.

    Ao ver esta novela desembrulhar não deixo de pensar em temas mais esotéricos que encaixariam na perfeição, quem estiver interessado que pesquise "Rik Clay".

    Agora o grande medo dos poderosos é a minha ansiedade, como vão as pessoas menos alertas(maioria) ao que realmente acontece nos dias que correm reagir. Com o acelerar da situação será cada vez mais difícil as pessoas acreditarem à primeira no que se passa, a imagem não é bonita e as pessoas têm tendência a não querer lidar com os problemas.

    Bem já chega, bom posto.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia Rick Clay, interessante. Provavelmente um dia percebeu em que raio de planeta tinha nascido...

    E interessante também é o que se passa na Europa.
    Na prática, a elite da União está a concentrar-se exclusivamente no assunto económico, deixando para trás qualquer aspecto social.

    O lema poderia ser "o deficit ou morte".

    Agora, é óbvio que uma atitude como está vai causar problemas, nomeadamente provoca a exacerbação dos ânimos: Grécia, França, Roménia, Bélgica, Islândia...são os sinais.

    É este o objectivo? Criar um clima de tensão para poder adoptar medidas mais apertadas? Era este o pensamento de Durão Barroso ao dizer que algum Países arriscam desaparecer como democracias?

    Ou a ideia é que seja possível manter os incidentes ao nível de episódios pontuais e por isso facilmente controláveis?

    E qual o objectivo final? Qual é a "graça" em ter um Europa de mortos de fome mas com um deficit no 3%?

    Até pensei que o plano final fosse a introdução duma moeda única Norte América (EUA, México e Canada) e Europa: um velho sonho nunca abandonado definitivamente e que de vez em quando reaparece.

    Mas alguns pormenores permanecem obscuros.

    Temos só que aguentar e continuar a observar...

    Abraço!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...