10 novembro 2010

Os bancos fecham? Não...por enquanto.

A amiga Ravena enviou um link bem interessante: o blog é Trinity a Tierra, é espanhol, e o artigo trata da possibilidade de que os bancos americanos possam fechar ao longo dum tempinho.

Vamos ler? Boa ideia, vamos.

Voltam os receios dum fecho temporário dos bancos

Com o mundo que está à beira duma guerra de moedas, com a Federal Reserve que continua o seu programa de flexibilização quantitativa e mata o Dólar, os boatos sobre um "feriado bancário" ou fecho temporário dos bancos, ao longo do qual os cidadãos não pode retirar o dinheiro ou, pelo menos, vão existir fortes limitações, está de volta.

Há rumores de que o bank holiday (literalmente, o "feriado bancário" em Inglês), terá lugar esta semana, com o dia 11 de Novembro qual data mais provável.


Segundo um convidado da rádio de Steve Quayle , um sacerdote recebeu informação dum dos seus superiores de que um grande banco na costa leste [dos EUA, NTD] ficaria fechado por tempo indeterminado e, quando aberto, "poderia retirar-se com cheques um máximo de 500 Dólares por semana, independentemente do saldo da conta."
Limitar a quantidade de dinheiro que os clientes podem retirar ou bloquear esta capacidade faz lembrar uma circular enviada pelo Citigroup aos clientes no início deste ano , que dizia que o banco "reservava-se o direito de exigir  7 dias aviso para retirar dinheiro das contas."
[...]
Receios dum "feriado bancário" voltou novamente em Junho do ano passado, quando havia rumores de que os bancos teriam fechado as portas em Setembro. Estes receios aumentaram por causa de relatórios que falavam de embaixadas dos EUA a adquirir grandes quantidades de dinheiro em moeda local.
Com o Brasil e outros Países que estão agora a ameaçar  medidas drásticas em relação à moeda de proteger contra uma crise do Dólar, o ambiente financeiro está a encontrar idênticos medos.
O bank holiday tem precedentes nos Estados Unidos. Em 5 de Março de 1933, o recém-eleito F. Roosevelt declarou um “bank holiday” que durou 4 dias, durante o qual foi aplicado o Emergency Bank Act, que garantia a Roosevelt um control quase ditatorial sobre os assuntos bancarios. O Act também obrigou todos os cidadãos e empresas do País a desistir do próprio ouro em troca de dinheiro de papel.
O bank holiday de 1933 serviu como mecanismo para salvar os bancos, muitos dos quais nunca reabriram as portas após o período de fecho.

Que dizer?
Procurei outros pormenores na internet mas não encontrei rigorosamente nada: parece que o único bank holiday foi o na cabeça do sacerdote...

A minha ideia é que não vamos assistir a nenhum fecho, por uma simples razão: é verdade que muitos bancos dos Estados Unidos já fecharam as portas nos últimos dois anos (mais de 200 até agora), mas é verdade também que foram instituições de pequena ou média dimensão. Nenhum grande banco foi envolvido nesta vaga de falências. 

O que significa isso? Significa que a cada pequeno ou médio banco que fecha corresponde uma nova garrafa de champanhe aberta num grande banco. O qual pode contar com menos um concorrente.

Além disso a situação financeira (não a económica) não é comparável com a de 1933: Wall Street não evidencia perdas, bem pelo contrário. Verdade, estamos perante uma Bolsa "drogada": mas os activos são sempre activos e os bancos ganham com isso.

E, para acabar: um fecho dos bancos seria uma terrível demonstração de fraqueza económica de todo o País. Assustaria não pouco os investidores internacionais numa altura em que os Estados Unidos estão à procura de capitais estrangeiros, pois um bank holiday significa "Meus senhores, os cofres estão vazios e não há nada para fazer".
Mas a Federal Reserve acabou de injectar 900 biliões de Dólares (uma parte deles, para ser mais precisos) no mercado, com o Quantitative Easing 2.


Mesmo assim há uma coisa que não pode passar despercebida: há alguém que fala no assunto, o que teria sido impensável só um dois anos atrás. Na altura este alguém teria sido internado num instituo para doenças psiquiátricas, hoje não é bem assim. E isso significa alguma coisa...


Ipse dixit.


Fonte: Trinity a Tierra,

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...