20 dezembro 2010

Jin (ouro)

Porque os Chineses estão a comprar tanto ouro?

Em 2010, foi a procura anormal da China um dos factores importantes no aumento dramático do preço do ouro. O ouro subiu cerca de 26 por cento este ano e a maioria dos analistas espera que aumente ainda mais em 2011.

Assim, a China está a comprar ouro em alta velocidade, pois é visto como um bom investimento ou existem outros factores em jogo?

Os Chineses consideram o ouro como um refúgio contra a inflação?

O ouro acaba de se tornar muito mais atraente do que as moedas de papel, como o Euro e o Dólar?
Ou a China está a preparar-se perante o iminente colapso financeiro, que muitos economistas prevêem?



É sempre difícil dizer exactamente o que estão a combinar na China, mas uma coisa é certa: estão a comprar ouro, sem freios.

Foi anunciado recentemente que a China importou 209,7 toneladas de ouro durante os dez primeiros meses de 2010: cinco vezes o ouro que a China importou no mesmo período em 2009.

Como é possível explicar um aumento tão dramático? A China precisa de todo esse ouro para uso doméstico?

Sem dúvida, o ouro está a tornar-se muito popular na China, mas não é que a China não possa produzir por si uma enorme quantidade de ouro. Na verdade, até 2007, a China tinha sido o maior produtor mundial de ouro e certamente não tem escassez do metal amarelo.

Se assim for, o que mais poderia explicar o facto da China comprar ouro desta forma?

Bem, parecem existir quatro teorias fundamentais sobre o porquê de a China está comprando ouro, neste momento, e muito.

1. Um abrigo contra a inflação

Já começamos a ver um início de inflação séria na China. Em particular, a inflação dos alimentos ameaça de fugir, fora de controle. E numa condição de inflação, o ouro é sempre um bom investimento.

2. Uma alternativa aos Bond 

Na verdade, até agora, o governo os EUA são devedores de quase mil biliões (!!!) de Dólares: todos Títulos de Estado (Bonds) que os Chineses adquiriram. No entanto, nos últimos um ou dois anos, a China reduziu drasticamente as compras de Bonds e está a trabalhar para encontrar alternativas de investimentos. O ouro sempre foi um investimento muito seguro e com a instabilidade atual do sistema financeiro faz muito sentido investir em ouro.

3. Falta de confiança na moeda de papel

Durante a última década, a China acumulou enormes quantias de dinheiro estrangeiro, mas recentemente as moedas de papel, como o Euro ou o Dólar dos EUA, estão a tornar-se cada vez mais instáveis. A crise da dívida soberana Europeia ameaça derrubar o Euro a qualquer momento. O Quantitative Easing 2 e o acordo sobre os cortes nos impostos com o qual Obama e os Republicanos tentam avançar no Congresso, estão a desperdiçar muita da confiança no Dólar dos EUA. Nestas condições, tornou-se muito menos tentador acumular papel-moeda.

 4. Preparação ao iminente colapso financeiro

Não é preciso ser um génio para perceber que estamos a vivendo a maior bolha de dívida da história do mundo e que, em qualquer altura, o sistema financeiro mundial pode "explodir". Se isso acontecer, a condição mais segura seria deter metais preciosos e outras matérias-primas. Os Chineses estão muito ocupados em devorar ouro, prata e muitos outros produtos, estão a preparar-se melhor do que outras nações a superar a tempestade financeira.

Novamente, é sempre difícil dizer exactamente o que a China está a fazer. Talvez em seis meses ou um ano, a China mudará de rumo novamente. Mas de momento, a China está a devorar grandes quantidades de ouro, e se isso continuar, vai criar um enorme desequilíbrio nos mercados financeiros globais.

De facto, se todas essas compras chinesas continuarem por algum tempo, poderiam "explodir" muitos daqueles que detêm significativa "posições curtas" em ouro. Mas não é só o governo chinês a ter sido atingido pela "corrida do ouro" neste momento.

Os cidadãos chineses estão a comprar ouro a um ritmo nunca antes visto.

Na Bolsa do Ouro de Shangai, os volumes de comércio aumentaram 43 por cento durante os primeiros 10 meses de 2010.

Desde que os Chineses de classe média aumentaram, o ouro tornou-se cada vez mais na moda. É surpreendente que as famílias chinesas tenham comprado, desde 2007, quase metade de todo o ouro adquirido pelos investidores em Wall Street juntos

Este é outro sinal de quão longe a China chegou. Pequim já não é um actor de segunda categoria no cenário mundial. A verdade é que hoje a China é uma importante super-potência económica.

E na arena global, a China parece estar consistentemente quatro ou cinco jogadas à frente dos Estados Unidos.

Assim, se a China é tão empenhada na aquisição frenética de ouro é, talvez, porque sabe exactamente o que ele está a fazer.

Fonte: The American Dream

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...