06 dezembro 2010

TAAG bombardeia Informação Incorrecta

Tinha que ser.

Depois de ter ofuscado o blog ao longo do mês de Agosto (pois, aqui não esquecemos), agora é a vez dum novo ataque para silenciar Informação Incorrecta.

Desta vez foi a aviação de Angola que tentou uma operação-surpresa nos céus da nossa cidade.





Investigação, eh? Sim, sim, estou mesmo a ver: foi um ataque brutal e ponto final.
Mas o bunker resiste: Leonardo está à janela pronto para lançar o alarme caso apareça alguma coisa no céu.

Agora, admitimos por um segundo a hipótese do "acidente"  e vamos analisar isso como se mesmo dum acidente se tratasse.

Estes aviões são praticamente novos, o primeiro Boeing da série 777 entrou em serviço em 1995. Como é feita a manutenção? A "olho"?
- Está tudo bem?
- Sim, vi de passagem e parece estar tudo ok
- Ah, então pode voar.
- Sim, na boa: ainda não caiu nenhum a peça.

É assim que funciona?

A TAAG, a Angola Airlines, já está inserida na lista negra da União Europeia: desde o dia 28 de Junho de 2007 a companhia não pode efectuar voos para e da Europa, causa o escasso nível de segurança dos próprios aviões.

Sucessivamente, no dia 3 de Julho de 2009, a TAAG recebeu a permissão de voar de e para Portugal apenas com um tipo de avião, o Boeing 777-200ER, o mais seguro. Tão seguro que perde as peças.

Verdade, há forte ligações económicas, comercias e não só entre Angola e Portugal. Mas justifica isso uma espécie de roulette russa cada vez que um avião da TAAG descola?

Em qualquer caso: Informação Incorrecta resiste!

Fonte: SIC

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...