06 dezembro 2010

Uma questão de escolha

A seguir uma opinião acerca da situação irlandesa, o que pode ser uma boa antevisão do futuro próximo de Portugal e de outros Países em risco na Zona Euro.

Não é possível comparar a economia de Dublin com a de Lisboa, verdade: todavia as intervenções do FMI e do BCE parecem seguir um padrão que será implementado também nas próxima ocasiões. E isso levará para as mesmas dúvidas, em muitos casos.

Uma advertência: o autor é  Mark Weisbrot, Co-Director do Center for Economic and Policy Research (CEPR) de Washington, EUA. DC).
Portanto um Americano, que interpreta as intervenções da Federal Reserve segundo uma óptica bem diversa da de muitos dos seus conterrâneos (que gostariam ver Bernake dedicar-se à agricultura em vez da economia).




Há outras formas
Mark Weisbrot
Como com todas as outras nações do grupo chamado "PIGS" (um acrónimo formado pelas iniciais de alguns países europeus economicamente endividados, Portugal, Irlanda, Grécia e Espanha) que é conduzida para o abate, vale a pena perguntar se o massacre apoiado pelas autoridades europeias é realmente necessário. A Irlanda está no seu terceiro ano de recessão, e o rendimento per capita já caiu mais de 20% desde 2007. A taxa de desemprego mais do que triplicou, passando de 4,3% no final de 2006 para 13,9% hoje.
A projecção de base do Fundo Monetário Internacional vê a estabilização da dívida perto de 100% do PIB em 2014, mas isso também depende das opiniões inconstantes e por vezes contraditórias dos bond vigilantes, que nem sempre parecem saber o que querem. Um dia, os mercados dos bond (mercados financeiros onde os participantes compram e vendem Títulos de dívida, NDT), alegram-se porque o governo está a cortar o orçamento e está a demitir funcionários, no dia seguinte, ficam tristes porque percebem que tudo isso irá encolher a economia e tornar o endividamento mais elevado em relação ao PIB.
Infelizmente, as autoridades europeias sabem o que querem: querem forçar a Irlanda, querem um aperto e restringir o tamanho do governo. E querem isso agora, mesmo que isso signifique a Irlanda afundar ainda mais na recessão.

Portanto, é compreensível que o governo irlandês esteja  a resistir a um acordo com as autoridades, que incluem a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o FMI. O Fundo Europeu de Estabilidade Financeira foi criado em Maio com o entendimento de que as condições de recessão seriam aplicadas a qualquer "ajuda". Existe uma alternativa? Sim, na verdade, há mais do que uma. Para as autoridades europeias é perfeitamente viável ajudar a recuperação da Irlanda, sem expor a economia e as pessoas a outras torturas.

A Irlanda é uma pequena economia de apenas 4,5 milhões de pessoas, com um PIB de cerca de 166.000 milhões de Euros. Com uma pequena parte dos fundos já previstos para este efeito, as autoridades europeias e do FMI podem fornecer à Irlanda qualquer financiamento que for preciso para o próximo ano, ou dois, com uma taxa de juros muito baixa. Estamos a falar de algo como 90.000 milhões de Euros para os próximos três anos, num total de 750.000 milhões de Euros do fundo.
Uma vez que estes empréstimos forem garantidos, a Irlanda não terá de se preocupar com picos de despesas como os que causaram a crise actual, onde as taxas de juros dos seus Títulos a 10 anos subiram 6-9 % em poucas semanas. Isso criou profecia auto-realizáveis, segundo as quais o peso da dívida tornou-se insustentável porque os bond vigilantes pensam que assim é.

As autoridades europeias poderiam permitir que a Irlanda obtivesse um estímulo fiscal temporário para que a economia volte a crescer novamente. E esta é a alternativa mais plausível e prática para acabar com a recessão constante.

Pelo contrário, as autoridades europeias estão a tentar o que o FMI, no seu Artigo IV de Julho de 2010 acerca da consultação com o governo irlandês, chama de "desvalorização interna". Este é um processo de encolhimento da economia e de criação de  tanto desemprego até o ponto que os salários caem drasticamente, e a economia irlandesa torna-se mais competitiva a nível internacional graças ao menor custo do trabalho. Isso permitiria a recuperação da economia, graças ao estímulo da demanda externa (ou seja, com o aumento das suas exportações).

Além do enorme custo social e económico envolvidos nessa estratégia, é difícil pensar num exemplo onde isso realmente já funcionou. E é ainda menos provável, neste caso, se olharmos para os principais mercados de exportação da Irlanda: a Zona Euro, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, que não parecem possam tornar-se uma fonte de expansão da demanda para as exportações da Irlanda no futuro imediato.
Se desejarmos constatar como as autoridades europeias estão a tornar-se a ala direita e brutal do século 19, é apenas preciso compara-los com Ben Bernanke, o presidente republicano da Federal Reserve dos Estados Unidos. Recentemente, iniciou uma segunda fase de "flexibilização quantitativa" (Quantitative Easing), criação de dinheiro durante os próximos seis meses. 
E hoje, anunciou que o propósito da criação desse dinheiro foi garantir que o governo federal pudesse usa-lo para outra rodada de estímulos fiscais. O BCE poderia fazer algo de semelhante, se não fosse por causa da sua ideologia e politica de Direita.

Embora a Irlanda possa parecer indefesa em qualquer confronto com as autoridades europeias, isso está longe de ser verdade. As autoridades europeias e os aliados banqueiros não querem ver uma Irlanda incumpridora perante as suas dívidas ou sair do Euro. Mas a Irlanda já perdeu mais em termos de produtividade e do emprego, do que teria perdido em caso duma reestruturação ou, provavelmente, até em caso de saída do Euro.

A questão é: quão grande é ainda a vontade do povo irlandês para o sacrifício, a fim de satisfazer os desejos das autoridades europeias?
Pormenor interessante: de facto o Banco Central Europeu acabou de anunciar um Quantitative Easing "à europeia", com dinheiro ilimitado para os bancos ao longo dos próximos seis meses.



Fonte: Guardian 
Tradução: Informação Incorrecta

4 comentários:

  1. Você está procurando um emprestador de empréstimo legítimo? Você realmente precisa de empréstimo urgente para iniciar seu próprio negócio? Você está em dívida? Esta é a sua chance de alcançar seus desejos e damos empréstimos pessoais, empréstimos comerciais e empréstimos corporativos e todos os tipos de crédito de 2% para aconselhamento ou mais informações entre em contato conosco por e-mail beverlyloan.institute@gmail.com ou beverlyfinance084@gmail.com

    Especialização em empresas.
    1) Eu dou para fora o empréstimo à taxa de interesse de 2%.
    2) Nós também podemos comprar uma casa de sua escolha em qualquer um de sua escolha local.

    ResponderEliminar
  2. Dia bom,

    Isto é para informá-lo sobre a nossa oferta de empréstimo em, oferecemos empréstimos privados, comerciais e pessoais, com taxas de juros muito mínimas, tão baixas quanto 3% dentro de prazo de reembolso de 1 a 20 anos e você pode emprestar entre US $ 1.000 e US $ 25.00000, no entanto, Se você estiver interessado por favor, envie um email para: accessloanfirm2030@gmail.com

    A principal vantagem de obter empréstimos da firma de empréstimo de acesso é que a garantia não é necessária.

    Somos certificados, confiáveis, confiáveis, eficientes, rápidos e dinâmicos.
    Sinceramente, o Sr. Scott
    Envie-nos um e-mail para: accessloanfirm2030@gmail.com


    ResponderEliminar
  3. Olá. Isto é para informar o público em geral que a Sra. Christi World Personal, um credor de empréstimos privados credor abriu uma oportunidade econômica para todos aqueles que precisam de ajuda financeira. Você precisa de um empréstimo urgente para limpar suas dívidas ou você precisa de um empréstimo hipotecário para melhorar sua empresa? Você foi rejeitado por bancos e outras instituições financeiras? Não procure mais, porque estamos aqui para todos os seus problemas financeiros. Nós garantimos empréstimos de taxa de juros de 2% para indivíduos, empresas e empresas em termos claros e compreensíveis. Garantido 100%, contate-nos hoje via e-mail: (christiworldpersonal@gmail.com)

    ResponderEliminar
  4. Olá. Isto é para informar o público em geral que a Sra. Christi World Personal, um credor de empréstimos privados credor abriu uma oportunidade econômica para todos aqueles que precisam de ajuda financeira. Você precisa de um empréstimo urgente para limpar suas dívidas ou você precisa de um empréstimo hipotecário para melhorar sua empresa? Você foi rejeitado por bancos e outras instituições financeiras? Não procure mais, porque estamos aqui para todos os seus problemas financeiros. Nós garantimos empréstimos de taxa de juros de 2% para indivíduos, empresas e empresas em termos claros e compreensíveis. Garantido 100%, contate-nos hoje via e-mail: (christiworldpersonal@gmail.com)

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...