07 fevereiro 2011

A Costa do Marfim Faliu

Duas notícias:

1. A Costa do Marfim faliu.
Como assim? Assim, faliu.
Eh sim, faz impressão: aqui na Europa, por exemplo, ninguém pode falir. Salvam-te, a qualquer custo.
Tu não queres? Não importa, és salvado na mesma. Mas não seria melhor falir? Shhhhht, cala-te, tens que aceitar a ajuda e ponto final.

Isso, como dito, na Europa.

Mas um País africano? Um País pequeno? Não pequeno em tamanho, pequeno do ponto de vista económico. Este pode falir, não há crise.

A Costa do Marfim: 20 milhões de habitantes, 2 mil milhões de Dólares de dívida. Falida.
E que acontece agora? Os investidores ficam com as perdas, natural consequência de ter aceite o risco do investimento.
Pode fazer impressão, mas é assim que funciona um capitalismo normal.



Além da Costa do Marfim, há outros Países em forte risco. Eis a lista, com a percentagem de risco (dados da CMA Vision):

Lituânia (16,4%)
Croácia (16,8)
Letónia (17,3)
Bélgica (17,9)
Roménia (18,7)
Líbano (19,2)
Islândia (19,2)
Italia (19,3)
Vietname (19,4)
Iraque (23,1)
Hungria (23,6)
Dubai (25,5)
Espanha (27,7)
Ucrânia (30,6)
Argentina (35,4)
Portugal (35,9)
Irlanda (41,2)
Venezuela (51,4)
Grécia (58,8)

Portugal está pior do que o Vietname...

2. Nestlé

O blog do amigo Gilson acaba com o publicar um artigo acerca da Nestlé.

Em qualquer outro planeta, a Nestlé já teria sido fechada enquanto os povos estariam a dançar por cima dos destroços da empresa.
No planeta Terra nada disso acontece, pelo contrário: a multinacional pode continuar a fazer o que mais lhe apetecer.

No caso concreto, o problema é a água.

Aconselho a leitura. Gilson é declaradamente de Esquerda, mas apesar disso é boa pessoa :)

Este o link: As águas turvas da Nestlé


Fontes: Il Grande Bluff, Business Insider, CMA Vision, Gilson Sampaio

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...