03 fevereiro 2011

O fundo



E quando pensamos ter atingido o fundo, eis que alguém começa a cavar.

JP Morgan, a infelizmente conhecida JP Morgan, é a maior fornecedora de vales-refeição dos Estados Unidos.

Sim, leram bem. Os desempregados, os sem abrigo, todos os que estão a atravessar momentos de dificuldades e não conseguem juntar dinheiro suficiente para a comida, recebem os vales-refeição a partir desta sociedade financeira, uma das responsáveis pela actual crise.

"Wow", pode pensar o leitor, "afinal também eles têm um coração!".

Eh não, o coração aqui não entra.
Mas continuamos.



Fome tua, lucro meu

JP Morgan ganhou o concurso para a distribuição dos vales em 26 Estados, além do Distrito de Washington.
Mas a coisa divertida é que a JP Morgan recebe uma compensação por cada vale entregue.

Isso mesmo: mais vales = mais lucros para a empresa.

Ou, dito de outra forma: mais Americanos famintos = mais receitas para JP Morgan.

No vídeo que é possível encontrar neste link (vídeo em língua inglesa), o director geral da JP Morgan, Christopher Paton, admite que este é "um negócio muito importante para JP Morgan" e está fazendo muito bem.

Considerado que o número de Americanos que dependem dos vales tem crescido exponencialmente, desde 26 milhões em 2007 até os 43 atuais, é fácil imaginar o aumento dos lucros neste sector para o JP Morgan.

O director da JP Morgan na entrevista faz o seu melhor para realçar os aspectos positivos desta situação, mas é realmente assustador que um grande banco de Wall Street (e não um banco qualquer...) possa lucrar com o sofrimento de dezenas de milhões de Americanos.
Não que isso seja uma novidade: é uma novidade a forma tão descarada.

Paton afirma que ainda pode haver "crescimento" neste sector. E não se percebe se esta é uma simples previsão ou uma ameaça.

Mas como funciona a coisa?
Simples: os Estados descobriram que é possível poupar dinheiro com a privatização do serviço.

Então, liga-se para o centro de atendimento da JP Morgan.
Ao fazer isso, há uma boa possibilidade de ser ajudado por um funcionário dum call center da Índia.
Pois a JP Morgan descobriu que é possível poupar dinheiro com a deslocação do serviço para o estrangeiro.

A mesma empresa que distribui os vales-refeição para os desempregados, cria lugares de trabalho, sim, mas no estrangeiro.

Quando a ABC News solicitou esclarecimentos sobre esta questão, a empresa não especificou quais chamadas são desviadas para a Índia e quais são tratadas dentro dos Estados Unidos.
Justo: afinal o segredo é a alma do negócio.

De momento a JP Morgan é ainda a única empresa a ter call centers fora das fronteiras que operam no âmbito da assistência pública. Após pressões políticas, a empresa está agora a deslocar alguns destes call-center no interior do País; no entanto, este é um óptimo exemplo de como a "economia global" está a afectar a classe média americana.

Mas não é tudo.

Casa tua, lucro meu

A JP Morgan admitiu ter erradamente impossibilitado o resgate da hipoteca de dezenas de famílias; e ter imposto custos excessivos a outros milhares de famílias.
A JP Morgan, olha o acaso, é a mesma empresa envolvida no escândalo das execuções hipotecárias "fáceis".

Mas não a única.
Goldman Sachs, Citibank e Morgan Stanley têm participado activamente na actividade.

Renda não paga? Casa penhorada, já.
Pagar a penhora? Talvez, mas com os custos estabelecidos empiricamente pelo banco.

Portanto, as mesmas grandes instituições financeiras de Wall Street que não hesitaram em pedir ajuda do governo dos EUA durante a crise financeira, ajuda fornecida com o dinheiro dos contribuintes, demonstraram ser bem pouco disponíveis quando os mesmos contribuintes precisaram de um pouco clemência e compreensão.


Eu nem comento, arrisco ser ordinário...


Ipse dixit.



Fontes: Wall Street Journal, ABC News, The Economic Collapse, Youtube

1 comentário:

  1. Vitor3.2.11

    Excelente pesquisa Max! Eis um artigo que a complementa:

    http://www.inacreditavel.com.br/novo/mostrar_artigo.asp?id=853

    Abraços!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...