11 março 2011

Tudo junto

Ora essa.

Uma pessoa nem pode navegar na internet com um pouco de tranquilidade. Acontece tudo hoje?
Vamos ver quais as notícias do dia. São muitas, sem dúvida.


Japão: terramoto

Esta não seria uma grande notícia: o Japão está sentado acima duma panela de pressão e de vez em quando o vapor tem que sair. Mas desta vez a violência do sismo é notável: 8,9 graus da Escala Richter.
Se tivesse acontecido em Portugal agora as contas seriam de dezenas de milhares de mortos, centenas de milhares de feridos, uma hecatombe.
No Japão, até agora, "apenas" 38 mortos. É obra.

A seguir, dois vídeos de Russian Today:










 


China: os números

A inflação aumenta com um ritmo não indiferente: + 4,9%, mais do que esperado.
Vendas ao retalho (ou varejo): + 11,6%. Muito? Não, pouco: a estimativa apontava para um bonito + 19%.
Produção: + 14,9%, acima do esperado.

Resumo: na China produz-se muito, vende-se menos pois os preços sobem.
Solução? Exportação. Olha só a novidade...


Roubini: é o fim!

Segundo Nouriel Roubini, o eterno pessimista, quando o petróleo atingir os 140 dólares ao barril começará uma nova fase de recessão. Ámen.
O bom Roubini faz notar que 140 Dólares era o preço em vigor no Verão de 2008: e em Setembro do mesmo ano começou a Grande Crise.

Mas não tinha começado tudo por causa dos subprimes? Mah...


O rating da Líbia

Standard & Poor's continua com a inútil e desacreditada pratica do rating. Desta vez a vítima é a Líbia, País que atingiu um miserável "BB". Na prática, S&P avisa: atenção, há problemas na Líbia.

Obrigado S&P, que seria de nós sem as agências de rating?


EUA: confiança dos consumidores em queda.

O preço da gasolina continua a aumentar, a crise não passa, há descontentamentos em vários Estados, os desempregados continuam a não encontrar ocupação...e a confiança dos consumidores que faz? Cai.

Esquisito, de facto. desde -39,7 até -44,5 no prazo duma semana, segundo o Bloomberg Consumer Comfort Index.


Espanha: dinheiro precisa-se

Segundo o Banco Central de Madrid, 12 instituições bancárias no território espanhol têm que recapitalizar-se. Dito de forma mais simples: têm que encontrar dinheiro, e muito, acerca de 15,5 mil milhões de Euro.

Barclays Espana, Deutsche Bank Espana, Bankinter, Bankpyme, mais 8 cajas são os que se encontram em dificuldade.


Carro novo? Deve ser um BMW.

BMW anunciou ter aumentado o próprio útil liquido em 2010: desde 210 milhões de Euros em 2009 até 3,23 mil milhões de Euros em 2010. É o melhor resultado na história da casa alemã.

Estamos todos cheios de dinheiro? Não "estamos", mas "estão": fortes crescimentos na Rússia, na Índia e sobretudo na China (+85%!).




 


Fonte: Il Grande Bluff, Russian Today Channel

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...