31 março 2011

Um pequeno conselho de amigo

O blog amigo Prova Final realça um artigo que apareceu no passado dia 27 de Março no diário irlandês Independente.

Vale bem a pena reportar o artigo, escrito sob forma de carta enviada para um País todo: Portugal.

"Caro Portugal, daqui é a Irlanda."

Assim começa esta carta, assinada pelo colunista Brendan O'Connor e publicada na primeira página do diário.

“Não quero intrometer-me mas tenho lido sobre vocês nos jornais e acho que estou em condições de vos dar alguns conselhos sobre o que têm pela frente”.

O poder político é um dos temas fortes. “Sei que estão sob pressão para aceitar um resgate e que os vossos políticos dizem estar determinados em o recusar. Eles dirão que nem por cima dos seus cadáveres. Segundo a minha experiência, isso significa que serão resgatados muito em breve, provavelmente num domingo”, antecipa.



Brendan O’connor também esclarece que resgatar e ajudar não são sinónimos. “Dado que o inglês é a vossa segunda língua, talvez possam pensar que as palavras ‘bailout’ e ‘aid’ significam que serão ajudados pelos nossos irmãos europeus para superar as dificuldades do presente”. Na Irlanda, escreve, “o inglês é a nossa língua materna e era isso que nós pensávamos de saber o que ‘bailout’ e ‘aid’ significavam”.

"Se desejares traduzir correctamente a palavra "bailout", então procure no dicionário palavras como emprestar dinheiro, hipotecas, usura, engano. Isto dará uma tradução mais exata do que vai acontecer".   

No entanto, continua, “permitam-me que vos avise: esse ‘bailout’ não vai resolver os vossos problemas, vai, provavelmente, arrastá-los para as gerações futuras”.

A crise política portuguesa também não passou despercebida. “Também sei que vão trocar de governo nos próximos meses (…) Nós também mudámos de Governo e é uma boa diversão durante algumas semanas (…) Verão que o novo governo fará todo o tipo de promessas durante a campanha eleitoral”, avisa.

O documento termina assim: “Portugal, aproveita enquanto podes porque a realidade estará à espera para irromper novamente quando toda a diversão desaparecer”.


Fontes: Prova Final, Independent

7 comentários:

  1. Xenofonte31.3.11

    Esse artigo do jornal irlandes e' um belo aviso no que toca as intencoes dos amigos FMI e World Bank.
    O cerco vai comecando a apertar, basta ver os valores dos juros das dividas soberanas e o ataque cerrado das agencias de rating ao estado e bancos portugueses. Enfraquecer o euro e surropiar mais uma pequena economia europeia e' o objectivo.

    PS: Deixo-te este artigo.

    http://cnsnews.com/news/article/going-broke-treasury-has-only-586b-cash

    ResponderEliminar
  2. FMI e World Bank

    Um grupo de larápios de fatiota que cometem um grave delito: EXTORSÃO!

    Como convencer o estado de que não queremos esta ajuda sagrada?
    Petições? Manifestações?

    Enquanto o Sócrates, Cavaco, Passos Coelho & Cia. andarem de chouffer, andarão sempre em caminhos longe dos interesses da população...

    FMI EM PORTUGAL - Resultado?
    As maternidades passarão a ter cobradores nas equipas dos partos - os bebés ainda não saberão falar e já estarão hipotecados.

    Que Jesus nos abençoe!
    -- --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar
  3. O bancos irlandeses precisam de mais 24mil milhões de euros, parece que a situação não está a melhorar para a Irlanda e eles continuam a passar fome para pagar a banqueiros literalmente....

    O FMI só vai assegurar que portugal se continue endividar cada vez mais, dando garantias aos investidores, garantias essas que nós deixarão a comer terra literalmente.....

    Literalmente a festa ainda nem começou....

    ResponderEliminar
  4. Olá Xenofonte!

    Portugal faz lembrar os bonecos dos Luna-Park. Há bolas a voar por todos os lados, sabemos que uma irá acertar, só não sabemos quando.
    Mas irá acertar, com certeza.

    Pois está escrito.

    "Enfraquecer o euro e surropiar mais uma pequena economia europeia e' o objectivo."

    Como disse: está escrito.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  5. Olá Saraiva!

    "Extorsão" é de facto um bom termo.

    Impedir? Lembro das palavras de Durão Barroso acerca dos Países que poderiam deixar de existir como democracias caso não seguissem as instruções...

    Este é um jogo pesado, muito sério: em Portugal estamos preocupados com a chegada do FMI, mas a verdade é que os vários Sócrates, Passa o Coelho ou Cavaco Silva contam mesmo pouco, para não dizer nada.

    Estamos envolvidos em algo de bem maior.

    O destino de Portugal, tal como o da Grécia e da Irlanda antes, já estava escrito, e não desde ontem.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  6. Olá Carlos!

    Acabei de ver os resultados dos "stress test" dos bancos irlandeses. Stress test verdadeiros, não as brincadeiras oficiais.

    Resultado: os primeiros quatro bancos têm um buraco de 25 mil milhões, tal como referiste.

    Os maiores bancos devem vender para angariar algo como 72 mil milhões.
    Setenta e dois mil milhões de Euros!

    E tudo isso depois da "ajuda", claro. Sem dúvida, foi uma boa ajuda, ao que parece...

    ResponderEliminar
  7. Olá Saraiva!

    Ia esquecer: o que é isso das maternidades??? Cobradores nas equipas de parto?
    Temos que começar a pagar antes de nascer? Lolololol...

    Abraço!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...