30 abril 2011

9/11: os Voos Delta


Ano importante este.
Além do meu aniversário, e do aniversário de Informação Incorretca, que outros eventos podemos lembrar? Talvez os primeiros 10 anos após o 11 de Setembro, data que mudou de forma radical as nossas vidas.

O terrorismo existia também antes, mas foi apenas após a queda das Torres Gémeas que surgiu como o novo demónio da nossa sociedade. A invasão do Afeganistão começou com o álibi de "combater os terroristas". Bin Laden ficou conhecido como o Senhor do Mal enquanto antes, aos serviços da CIA, era um simples agente revolucionário. Nos Estados Unidos e no resto do mundo foram introduzidas regras de segurança mais apertadas, sempre em nome da luta ao terrorismo.

Apesar disso, ainda há muitos pontos obscuros nesta história. Mas muitos mesmo. A maioria dos cidadão dos Estados Unidos, por exemplo, está convencida de que o governo do próprio País mentiu acerca do assunto.

Informação Incorrecta começa aqui uma série de artigos dedicados ao 11 de Setembro de 2001.
Objectivo é lembrar e pôr em evidencia as notas desafinadas dum concerto político-militar-mediático que não convenceu o público.  Publico que pagou, e bem, para assistir ao concerto. Só que pagou depois e sem direito ao reembolso.

Como sempre acontece perante casos destas envergaduras, não é fácil poder escrever algo de certo: ao longo dos anos surgiram as mais variadas teorias acerca dos atentados. Auto-atentado, terrorismo, ataque militar estrangeiro, conspiração. Sem esquecer os omnipresentes reptilianos.

A única coisa que é possível fazer sem correr o risco de perder-se nos meandros da fantasia mais desenfreada, é limitar-se aos factos.
É isso que vamos fazer.




Cleveland: o caso dos dois aviões

Nas primeiras horas da caótica sequência dos atentados de 11 de Setembro, entre as 10 e 11 horas, um avião foi forçado a fazer uma aterragem de emergência no aeroporto de Hopkins de Cleveland, Ohio.

As vozes diziam que tinha sido sequestrado ou que havia uma bomba a bordo. O avião foi evacuado pelo FBI, que, com cães treinados, começou a procurar explosivos. Falso alarme.

O avião, o Voo Delta 1989, não tinha sido sequestrado e não havia uma bomba.

Mas um exame mais detalhado dos factos traz à superfície uma série de declarações contraditórias. Assim, na prática, não está claro nem no momento da aterragem, nem o número de passageiros, nem a localização do avião aterrado. Para cada aspecto da história, existem duas versões diferentes. Não é 1 ou 3 ou 4, mas apenas duas versões.

As teorias baseiam-se nas notícias da imprensa local e da rádio nos dias 11 e 12 de Setembro (principalmente o Akron Beacon Journal e o Cleveland Plain Dealer), nas declarações das testemunhas e nas mensagens enviada a meio internet na manhã de 11 de Setembro (pessoas que ao ouvirem a rádio, imediatamente colocaram a notícia no Web).
O voo envolvido foi de facto o Delta 1989. Mas parece existir outro, desconhecido, que vamos chamar "Flight X".

Começamos com um breve resumo dos acontecimentos, em Cleveland.

Às 10 horas o aeroporto foi evacuado. Sem dúvida, isso tinha a ver com os rumores de que um avião sequestrado estava prestes à aterrar. Os passageiros foram autorizados a deixar o aeroporto, mas não a usar os seus próprios carros. Tiveram que caminhar. Autocarros não foram autorizados a deixar o aeroporto. Foi uma situação muito tensa. E estes são factos incontestáveis, que podem ser verificados com extrema facilidade.

O prefeito de Cleveland, Michael White, realizou uma declaração televisiva às 11 (após a aterragem). De acordo com o Cleveland Plain Dealer, disse que havia um relatório extra-oficial que falava num sequestro ou numa bomba.

Mas pouco depois da conferência, afirmou que o avião não tinha sido sequestrado e, posteriormente, acrescentou que não havia bombas a bordo. Mas esta não foram as únicas versões que mudaram no decorrer do dia.
Na parte da manhã, White tinha dito que os controladores aéreos podiam ter ouvido gritos no avião, mas à tarde não mencionou este assunto.

Vamos agora examinar alguns aspectos deste pousa aterragem de emergência:

1) O momento da aterragem
2) O início da evacuação dos passageiros
3) O número de passageiros
4) O lugar onde os passageiros foram entrevistados
5) A localização exacta onde a aeronave pousou-se 

Para cada um dos parâmetros listados há duas versões diferentes, o que não deixa de ser esquisito, e que sugere a existência não de um mas de dois aviões.

1) O momento da aterragem

A Associated Press e dois jornais reportam as 10:45 como horário (Versão 1A). Delta Airlines tem registrado 10:10 como o momento do desembarque e os bombeiros de Cleveland confirmaram que a aterragem ocorreu antes das 10:30 h (versão 1 B). Dado que a Delta Airlines nunca perdeu o controle do seu veículo, o avião que aterrou às 10:10 só podia ser o Delta 1989. Então, é provável que o avião das 10:45 h fosse outro avião, o Flight X.

2) O início da evacuação dos passageiros

O Akron Beacon Journal relatou na edição extraordinária  de 11 de Setembro que os passageiros deixaram o avião às 11:15. Isto é confirmado por algumas mensagens publicadas na Internet, em tempo real (2A). Mas um dos passageiros do Delta 1989 afirma que teve de permanecer com os outros no avião 2 horas e esperar que o FBI acabasse as investigações. O Cleveland Plain Dealer relatou que o avião foi evacuado às 12:30, confirmando assim a declaração da testemunha. (2B).
Podemos assim concluir que o Delta 1989 aterrou às 10:10 e foi evacuado às 12h30. O Flight X aterrou às 10:45 e foi evacuado às 11:15.

3) O número de passageiros

Os relatos da imprensa em primeiro lugar relataram 200 passageiros. O Prefeito White reportou na conferência o mesmo número (3A), sem todavia mencionar como tinha conseguido o número. Uma passageira do Delta 1989 no entanto, descreve acerca de 60 passageiros. E esse número é confirmado por relatórios posteriores e a história mudou rapidamente. Afinal, o número 69 ficou como total oficial, muito perto dos "acerca de 60". Mas 69 não é a mesma coisa de 200, a diferença é grande.
Podemos então concluir que o Delta 1989 aterrou às 10:10 e que os 69 passageiros foram evacuados às 12h30. O Flight X aterrou às 10:45 e os 200 passageiros foram libertados às 11h15.

4) O lugar onde os passageiros foram evacuados

Quase todos os relatórios afirmam que a maioria dos passageiros foi transferida para uma centro da Nasa nas redondezas (4A), o Nasa Glenn Research Center, localizado perto da extremidade oeste do aeroporto. A testemunha do Delta 1989, porém, afirmou ter sido enviada num prédio de segurança no interior do aeroporto. Isto é confirmado por um relatório segundo qual os passageiros do Delta 1989 foram evacuados no escritório principal da Federal Aviation Administration (FAA) (4B). E a FAA está localizado no interior do aeroporto, não no centro da Nasa.

Podemos então concluir que o Delta 1989 aterrou às 10:10, às 12:30 os seus 69 passageiros foram levados para a sede da FAA. O Flight X aterrou às 10:45 e às 11:15 os 200 passageiros foram levados para o centro da Nasa.

5) A localização exata do avião 

Esta é a prova definitiva da existência de dois aviões.
Ambos estavam localizados numa pista, mas a muita distância um do outro. Um avião estava na extremidade Oeste da pista 28/10 e, coincidentemente, perto do centro da Nasa. Isto é confirmado pela Associated Press e por uma testemunha (5A).

O outro avião encontrava-se no extremo Sul da pista 18/36, perto do Centro I-X, facto confirmado por duas testemunhas (5B). A situação geográfica do aeroporto sugere que os passageiros no extremidade ocidental foram transportados para a NASA e os passageiros da extremidade Sul para a FAA.

Resumimos, eis os os resultados:



Os 69 passageiros do voo Delta 1989 estão (esperamos) vivos e em boa saúde. Sobram todavia umas perguntas: donde vinha o voo Flight X? Quem eram os 200 passageiros? O que se passou com eles?


Flight X: um voo desconhecido?

No dia 11 de Setembro apareceu na Internet uma curiosa página, a seguinte:


Logo a seguir este artigo foi removido do site.
Vamos traduzi-lo:
Um Boeing 767 saído de Boston fez uma aterragem de emergência no Aeroporto Internacional Hopkin de  Cleveland devido aos receio de que poderia haver uma bomba, disse o Prefeito Michael White.
White disse que o avião tinha sido movido para uma área segura do aeroporto e que foi evacuado.

A United identificou o avião como o Voo 93. A companhia aérea já comunicou o número de passageiros.

A United também afirmou estar profundamente preocupada acerca dum outro voo, o Voo 175, um Boeing 767 que fazia a ligação entre Boston e Los Angeles.[...]

A United está a cooperar com as autoridades, inclusive a FBI, para obter ulteriores informações acerca destes voos. .
Esta mensagem, enviada às 11:43, não se encontra actualmente em outro lugar. É o único indício de que o voo Flight X pode ser na verdade um voo da United Airlines. 
E muito interessante é o código fornecido pela companhia aérea, que identifica o próprio avião como o "Voo 93".
Esquisito também o facto da United Airlines não comunicar qual o número dos passageiros: afinal, aos jornalistas tinha tido serem 200.
Voltamos ao Voo 93: onde é que podemos encontrar tal voo?
Fortuita coincidência, o Voo 93 da Unites Airlines resulta ser um dos quatro aviões sequestrados pelos "terroristas": os dois que abateram as Torres Gémeas, um que atingiu o Pentágono e o último, o Voo UA-93, que despenhou-se após a heroica luta dos passageiros contras os piratas do ar.
Todavia há uma importante discrepâncias: segundo a United Airlines, o Voo UA-93 sequestrado, e que acabou por despenhar-se, transportava 33 passageiros, enquanto o Voo 93 de Cleveland totalizava 200 passageiros.


O avião de Toledo

Sempre o Prefeito White, afirmou que outro avião tinha sido desviado para Toledo (nos Estados Unidos, não em Espanha!). Akron Beacon Journal, 2001/09/11
 
Ele disse que, segundo funcionários do aeroporto, um segundo plano em perigo tinha passado atravesso do espaço aéreo de Cleveland espaço aéreo em direcção de Toledo. Os funcionários do Aeroporto Express de Toledo, todavia,  não tinham recebido qualquer informação acerca dum avião de Cleveland. Associated Press, 2001/09/11
 
Por isso, e aparentemente, temos outro obscuro avião numa situação de emergência, e à luz das novas evidências, poderíamos perguntar se o avião de Toledo não fosse afinal o Flight X.
Temos de lembrar que a situação na manhã de 11 de Setembro era caótica e que o Prefeito White não era a pessoa melhor informada em Cleveland, tendo mudado as versões várias vezes durante o dia.


A declaração de Virginia Buckingham

É uma declaração que faz pensar. Virginia Buckingham não era apenas responsável pela segurança no aeroporto de Boston, no dia 11 de Setembro, mas também a directora da Autoridade Portuária.

Ao 09:40, de acordo com os ditames da Federal Aviation Administration (FAA), todas as operações de vôo foram interrompidas.

A prioridade era avaliar a situação dos aviões em voo, quando foi recebida a notícia de que um voo da Delta, perto de Logan, havia perdido os contactos  rádio com a torre de controle.

Quando, exatamente, o Delta 1989 perdeu os contactos? Às 9:36, o centro de Cleveland advertiu o avião para ficar longe do voo 93 , enquanto no US Today o relatório confirma que o piloto pediu aos controladores de Cleveland para aterrar logo após às 09:45.

Por isso, por voltas das 09:45, o Delta 1989 estava em contacto com a torre de controle.

Victoria Buckingham disse:
Eu senti-me mal. Levaria mais de uma hora antes de receber a notícia de que o avião se tinha pousado em segurança em Cleveland.

Por isso, levou mais de uma hora antes da Buckingham aprender o destino do voo: isso dá 10:45h-11:00h, a altura exacta da aterragem do Flight X.

Victoria Buckingham estava a falar mesmo do Flight X? O voo Delta 1989, de facto, tinha aterrado às 10:10, em Cleveland.

Viceversa, se a senhora estava a falar do voo Delta 1989, porque afirmou ter esperado mais de uma hora antes de receber a notícia da aterragem, coisa que tinha acontecido 40 minutos depois?
Não é possível pensar numa falta d ecomunicação entre o Aeroporto de Cleveland e o centro de controle de Boston.


A declaração do Coronel Alan Scott

Eis a declaração do Coronel Alan Scott, do dia 23 de Maio de 2003, perante a Comissão do 11de Setembro: 
Às 9:27, a FAA que Boston comunica que falta um quinto voo, o Delta 89... e ninguém tinha ouvido falar deste voo antes.
Chamamos-lhe o primeiro "chamariz" do dia porque havia muitos possíveis seqüestros que foram relatados após os primeiros ataques.
Entretanto, esta é uma notícia errada, pois o avião aterra após poucos minutos... mas às 9:49 o FAA relata de novo que o Delta 89 pode ter sido sequestrado.
   
Voo Delta 89? Mas não era o Delta 1989? Não é a mesma coisa.

E, de facto, naquele dia houve dois voos Delta: o 89 e o 1989.
Confuso, não é? Pois é.


25 milhas

Segundo a versão oficial, os voos Delta 1989 e Delta 89 eram a mesma coisa. 
Mas a versão oficial é desmentida pelo arquivo das comunicações do Norad (North American Aerospace Defense Command), a agência responsável pela defesa do espaço aéreo dos Estados Unidos e do Canadá, e do Neads (Eastern Air Defense Sector), unidade da Força Aérea dos Estados Unidos.



E das mesmas comunicações é possível perceber que o Delta 89 era um avião que estava a tomar parte numa exercitação militar. 

Esta não é uma novidade: sabemos que no dia 11 de Setembro de 2001 havia uma tal exercitação nos céus dos Estados Unidos. 

Neste caso, o voo Delta 1989 era utilizado como "escudo" para esconder o voo Delta 89, que simulava um avião sequestrado. 
Mais: os dois voos partilhavam características similares (ambos Boeing 767), idênticos códigos de chamada, idêntico aeroporto de partida (Boston) e coordenadas de voo muito parecidas.

Quando o voo Delta 89 desligou o transponder (o dispositivo dos aviões que transmite uma série de dados e que permites aos operadores de terra de seguir o voo), tornou-se invisível aos radares. E meia hora depois da aterragem do voo Delta 1989, um outro voo (o Flight X) aterra em Cleveland.


Delta 89 e Flight X: o mesmo avião? Pode ser, embora faltem provas.


Por isso abrimos o database do BTS, o Bureau of Transportation Statistics, que reune as informações relativas à todos os transportes no território dos Estados Unidos.

Acerca do voo Delta 89, o BTS fornece a seguinte informação (o itálico é meu)

Código Transportadora: Delta
Data: 9/11
Número Voo: 89
Tail Number: N196DN (este é o código de registação do avião)
Aeroporto de Origem: JFK (e não Boston)
Hora Prevista de Chegada: 18:09
Hora Efectiva de Chegada: 00:00 (isso é, nunca chegou)
Atraso de Chegada (Minutos): 0 (nunca aterrou)
Hora de Aterragem: 00:00 (nunca aterrou)

E interessante resultam ser também as informações relativas às partidas do Aeroporto JFK em New York:

Código Transportadora: Delta
Data: 9/11
Número Voo: 89
Tail Number: N196DN
Aeroporto de Destino: LAX (Los Angeles)
Hora Prevista de Partida: 15:00 (!!!)
Hora Efectiva de Partida: 00:00 (isso é, nunca partiu)

Resumindo: o voo Delta 89 oficialmente nunca existiu. Apesar de ter sido observado pelo Norad, apesar do seu transponder ser visível, apesar de ter sido comentado pelo operadores dos controladores de tráfego aéreo, o voo Delta 89 nunca descolou do Aeroporto de New York. 
Doutro lado, a descolagem estava agendada às 15.00 da tarde...

Por isso sobra a pergunta: quem avião era o misterioso Flight X que aterrou no aeroporto de Cleveland?

Se a pergunta pode parecer superflua, será bem lembrar que tudo isso passou-se a 25 milhas de distância dum outro Boeing 767, o voo United Airlines 93, o mesmo que acabou por despenhar-se (?) no chão às 10:03.

Mesma hora, apenas 25 milhas. 



Fontes que confirmam as afirmações contidas neste artigo: 

(1A) Aterragem das 10:45
The airplane landed at about 10:45 a.m., but the airport released no information about the plane's intended destination. Associated Press 9/11/01
The flight to Los Angeles landed at Hopkins at 10:45 a.m., and was directed to a secure area of the airport. Akron Beacon Journal 9/12/01
Delta Flight 1989 made an emergency landing at Hopkins about 10:45 a.m., nearly two hours after the World Trade Center towers were hit by two hijacked planes. Cleveland Plain Dealer 9/12/01 

(1B) Aterragem das 10:10
10:30 a.m. Flight quarantined. On a remote taxiway at Hopkins International Airport in Cleveland, Delta Flight 1989 is quarantined. Since early reports that a bomb, then hijackers, might be aboard, Delta CEO Leo Mullin, 58, had nervously tracked the flight from the company's headquarters in Atlanta. Every five minutes, a new report came in. None seemed clear. Still, the flight landed uneventfully in Cleveland at 10:10 a.m. USA Today, 8/12/02
After treatment and transport to the hospital, reports over our radio confirmed the south tower had collapsed. ... My chief put out an order to return to quarters. He received reports there was a plane sequestered on the runway of Cleveland Hopkins Airport, because of a possible hijacking or a bomb on board. Responding back to our firehouse my heart started pounding faster as we became closer to our station, which is only a few hundred yards from the south side of the airport. The second tower now had collapsed. There it was a huge plane standing eerily still. Police, EMS and fire are positioned in the distance. Scott Boulton, Cleveland firefighter. The reports of the suspicious plane on the runway obviously came in BEFORE the WTC North Tower collapsed (10:28). A 10:10 landing time fits very well into Boulton's chronology (set between the first and second WTC collapse), while a 10:45 landing time contradicts it. 

(2A) Evacuação da 11:15
The 200 passengers were reportedly released from the plane at 11:15 a.m., though White said the pilot was still concerned that a bomb remained. Akron Beacon Journal 9/11/01
A Boeing 767 out of Boston made an emergency landing Tuesday at Cleveland Hopkins International Airport due to concerns that it may have a bomb aboard, said Mayor Michael R. White. White said the plane had been moved to a secure area of the airport, and was evacuated. WCPO-TV, Cincinnati, 9/11/01, 11:43:57. So at 11.43, the evacuation was already finished.
"We have lost track of a number of planes," quote from FAA. From Scott P at PTE - Just heard an unconfirmed report that a plane on the ground at Cleveland-Hopkins Airport has a bomb on board with approximately 200 people on board. PT Cruiser Club Forum Posted by Cruisin in Calgary at Sept?11,?2001,?8:14?AM PST (=11:14 EST)
The plane at Hopkins has been deplaned and they are going to search it for a bomb now. PT Cruiser CLub Forum Posted by Terry J at Sep?11,?2001,?8:41?AM PST (=11:41 EST) . So there were no passengers on the plane anymore at 11:41. 

(2B) Evacuação das 12:30
After our emergency landing, our plane was directed to go to an isolated area of the airport, and we waited for over two hours in quarantine before FBI agents and bomb sniffing dogs came out to the plane. Delta 1989 passenger's story
About 12:30 p.m. baggage cars and shuttle buses approached the plane. The 69 passengers and nine crew members then walked down a portable staircase and onto the buses, which took them to FAA headquarters nearby. Cleveland Plain Dealer 9/12/01 

(3A) 200 passageiros
The 200 passengers were reportedly released from the plane at 11:15 a.m., though White said the pilot was still concerned that a bomb remained. Akron Beacon Journal 9/11/01
The plane was sitting on a runway at the airport's west end with approximately 200 passengers on board. Associated Press, 9/11/01
About 200 passengers were aboard the plane. It will be checked for a bomb. News Channel 5, Cleveland-Akron,9/11/01
A few hours after Mayor White's first news conference, FBI Special Agent Mark Bullock confirmed that the Delta jet with 200 people aboard had landed safely and had not been in danger. WCPN radio, 9/12/01
The mayor of Cleveland has announced that an airplane containing 200 passengers has been sequestered at the Cleveland Hopkins Airport. They believe there may be a bomb on the plane. Metafilter.com forum posted by turaho at 8:37 a.m. PST (=11:37 EST) 

(3B) 69 passageiros
The sixty or so passengers were thus able to gather some alarming details of the unbelievable fates of the other two LA-bound planes. Delta 1989 passenger's story
The 69 passengers and nine crew members then walked down a portable staircase and ontothe buses, which took them to FAA headquarters nearby. Cleveland Plain Dealer 9/12/01
The plane was evacuated of its 78 passengers shortly before 1 p.m. Akron Beacon Journal 9/12/01 (78 = 69 passengers + 9 crew members) 

(4A) Evacuação no Centro NASA
They (the passengers) were taken to NASA Glenn Research Center to be interviewed by FBI agents. The center had been evacuated about an hour before.) Akron Beacon Journal 9/12/01
The Boeing 767 was evacuated and searched, said Della Homenik, spokeswoman for Mayor Michael R. White. Passengers were taken to a nearby NASA facility. The Post, Athens, Ohio, 9/11/01
I thought the target could also have be NASA's Glen/Lewis Research Center that is right next to the Cleveland Airport.The news reported that the plane landed because of a suspected bomb on board but they haven't released anyone that was on that plane. The closed NASA and transported everyone that was on the plane there for questioning. E-Mail Repository, posted by "Connie", time unknown. 

(4B) Evacuação no centro FFA
While our personal effects were examined we were taken to a secure building at the airport where for three hours we were interrogated at length. Delta 1989 passenger's story
The 69 passengers and nine crew members then walked down a portable staircase and onto the buses, which took them to FAA headquarters nearby. Cleveland Plain Dealer 9/12/01

 (5A) Avião perto do Centro NASA (Oeste)
The plane was sitting on a runway at the airport's west end with approximately 200 passengers on board. Associated Press, 9/11/01
At the same time that we passed the Cleveland airport, the radio was reporting that a plane had been quarantined at the airport and forced to stay away from the terminal. There was some concern that a bomb might be aboard. As we went by, we say the plane with a number of vehicles surrounding it. Lights were flashing. We wondered if there were hijackers aboard that very plane. Rudy K, personal report. Rudy K was on the way home from Toledo to Rochester, N.Y., taking Interstate 480. This highway runs parallel to runway 28/10, a few hundred yards more to the North. The I-X-Center is three miles away - too far away for Rudy K's eyes to recognize vehicles. He was watching a plane near the northern boundary of the airport. His report confirms the existence of a plane near the NASA Center. Thanks to his precise description, we can also conclude that he passed the airport at about 11 o'clock as he began his ride at 9:30 in Toledo and arrived at 4 p.m. in Rochester (with a little stop). Flight X was already there at 11 o'clock. 

(5B) Avião perto do Centro I-X (SUL)
Kurt Voelkel, 18, of Parma watched as the Delta sat on a remote area of the Hopkins tarmac near the I-X Center. Akron Beacon Journal 9/12/01
He received reports there was a plane sequestered on the runway of Cleveland Hopkins Airport, because of a possible hijacking or a bomb on board. Responding back to our firehouse my heart started pounding faster as we became closer to our station, which is only a few hundred yards from the south side of the airport. The second tower now had collapsed. There it was a huge plane standing eerily still. Police, EMS and fire are positioned in the distance. Scott Boulton, Cleveland firefighter. Boulton works with the fire department of Brookmark, a small city south-east of Hopkins Airport. His station is on Holland Street, just opposite the end of runway 18/36 ("only a few hundred yards from the southside of the airport"). So he is talking of the plane near the I-X Center, too. 

Dados: 
BTS
Norad e Neads



Fonte: Subito 911

1 comentário:

  1. Bruno2.5.11

    Excelente artigo, melhor ainda pelas fontes muito bem visíveis. Me impressiona a trama, a verdadeira bagunça realizada, que de certa forma, ou como objetivo de encobrir ações duvidosas. Fica mais fácil criar essa bagunça, pois desencoraja as pessoas a buscar a verdade.
    Com essa serie de artigos acredito que irá falar sobre o "avião" que atingiu o pentágono e da famosa torre nº 7.
    Ficarei aguardando!
    Abraços

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...