15 abril 2011

Kill Team

ATENÇÃO
Leiam antes de prosseguir com leitura, leiam quanto segue:
as imagens que seguem são particularmente violentas e chocantes.
É desaconselhada a visão por parte de crianças e de pessoas sensíveis.

É fácil escrever de Moral e de Valores ficando aqui, na frente dum ecrã, no conforto da própria casa, rodeado de objectos amigos.

Mais difícil é lembrar de tais conceitos quando a casa fica longe milhares de quilómetros, quando os rostos amigos são poucos e à nossa volta há só lugares desconhecidos, que não contam histórias familiares. 

Mas há limites. Há sempre limites, ultrapassados os quais entramos num território desconhecido, feito de pulsões que pouco têm a ver com o juízo que costumamos ter acerca do Homem e da alegada superioridade dele.

É por isso que nos Países "desenvolvidos" os exércitos são disciplinados, de forma que os Valores sejam preservados. Em guerra é isso que diferencia um País civil dum País não civil.


Por isso sobra uma pergunta: qual o lugar da Companhia Bravo?
No seio do exército mais desenvolvido do Mundo, o mesmo que espalha ideias como Democracia e Liberdade?
Ou no campo dos adversários, os cruéis talibãns?
Ou noutro ainda, um exército sem bandeira feito de homens que afinal são apenas o que parecem: homens e nada mais?

Difícil responder, mesmo ficando aqui, sentado com toda a comodidade em frente do ecrã tão familiar.

Nota: no link abaixo podem encontrar o artigo completo (em língua inglesa) com a história da Companhia Bravo.

Fonte: Uruknet


ATENÇÃO
As imagens que seguem são particularmente violentas e chocantes.
É desaconselhada a visão por parte de crianças e de pessoas sensíveis.




























No dia 15 de Janeiro de 2010, os soldados da Companhia Bravo, destacados perto de Kandahar (Afeganistão), "justiçaram" na vila de Mohammad Kalay o rapaz Gul Mudin,  de 15 anos, desarmado e  não ligado à resistência dos Talebãns. 
Segundo o testemunho de dois soldados, Cpl. Jeremy Morlock e Pfc. Andrew Holmes, foi organizada uma cilada com o fim de matar o rapaz por meio duma granada.
A fotografia mostra o corpo do rapaz. 



























Seguindo os procedimentos de rotina, os soldados retiraram os vestidos do rapaz , scanerizaram a iris dos olhos e retiraram as impressões digitais.Tudo foi fotografado.




























Andrew Holmes com o rapaz morto numa foto-souvenir. Holmes levou consigo o dedo trancado de Mudin num envelope fechado: "Tinha intenção de ficar com o dedo e de seca-lo, estava orgulhoso do dedo", confessou de seguida.posa con il corpo di Mudin.



























É o turno da foto-recordação de Jeremy Morlock. 
 
 


























Um soldado não identificado sorridente perto dum veiculo da policia afegã explodido perto da base americana. Foi no meio destes destroços que o soldado Gibbs encontrou um AK-47 utilizado depois para demonstrar o "ataque" do rapaz de 15 anos.




























O exército dos Estados Unidos tentou esconder os homicídios de civis.
Nesta imagem, os corpos de dois civis afegãos ligados e colocados perto duma estrada.




Um cartaz escrito no papelão que costuma conter as rações do exército. A escrita diz: "Talebães mortos".
Segundo o testemunho da Companhia Bravo, fonte que pediu o anonimato, não eram talebães mas agricultores inocentes que, após terem sido mortos, foram levados até uma estrada.
























Entre as várias fotografias que os soldados da Companhia Bravo tinham como troféus, e que faziam feitas circular enquanto tais, é possível encontrar dezenas de vitimas não identificadas que "fogem " às estatísticas oficiais. 
É o caso desta cabeça amputada.





















Outra fdas foto-trofeus da Companhia Bravo. Civil ou combatente? A dúvida fica.
Em qualquer caso: desrespeito pela vida humana.

















4 comentários:

  1. Anónimo16.4.11

    ... sem comentarios

    ResponderEliminar
  2. O ser humano a cada dia se distancia do seu natural, tornando-se um ser nojento, perverso, imoral, irracional e etc... (Eu ia falar que estão se tornando animais, mas nem os próprios animais chegam a isto). Não dá mais pra ser alienado a esta elite assassina... Vamos mostrar a nossa diferença!

    ResponderEliminar
  3. Vitor17.4.11

    Infelizmente a estes atos, somam-se muitos outros...


    http://www.youtube.com/watch?v=P9jREF0mohk

    http://www.youtube.com/watch?v=o8Q3dOWomVI

    ResponderEliminar
  4. isso é coisa de satanás, tenho certeza que essas pessoas que fizeram isso, ja nao sao mais chamada de filho de Deus, mas sim de filho de satanás, como fazer tal coisa com imagens e semelhanças de Deus.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...