06 maio 2011

O Velho e o Tsunami

A casa fica no final duma estrada de lama endurecida, uma estrada coberta de árvores caídas, carcaças de suínos em decomposição e restos depositados pelo grande tsunami de 11 de Março.

Kunio Shiga, de 75 anos, está sozinho no interior da casa escura e sem aquecimento. Não pode caminhar e não sabe o que aconteceu com a sua esposa.

Os vizinhos fugiram porque a zona fica a 12 milhas (20 quilómetros) da central nuclear de Fukushima, na área fortemente atingida pelas radiações. 

Não houve socorristas aqui. Quando um repórter da Associated Press e dois fotógrafos chegaram na Sexta-feira (finais de Março) na casa de Shiga, o agricultor, assustado e desorientado, disse: "Vocês são as primeiras pessoas com as quais falo desde o dia do terremoto e do tsunami. Têm algo para comer?", perguntou, "Eu pago".

Tinha ficado sem comida e não foi capaz de cozinhar o arroz causa a falta de electricidade e de água corrente. A casa de dois andares está intacta, mesmo com a confusão dos objectos caídos, incluindo um santuário budista. A temperatura à noite na região ainda é muito baixa.

Odaka, o bairro onde vive, é uma cidade fantasma. Os campos próximos ainda estão inundados pelas águas do tsunami. O cheiro do mar está em toda parte. O único som é o dos porcos em busca de comida.

Dramática é a história desse fazendeiro, que passou os seus dias sozinho após o desastre, sentado na cama na casa escura, ao ouvir um rádio alimentada por pilhas. Uma barba não feita cobre o rosto.

"O tsunami chegou à minha porta. Não sei o que aconteceu com minha esposa. Ela estava aqui, mas agora desapareceu. "

Shiga disse que estava ciente da ordem de evacuação, mas que não podia fazer nada, pois mal consegue levantar-se e o seu carro está coberto de lama e, obviamente, não funciona.

"Estou velho e não sei para onde ir. Quem cuidaria de mim?". E enquanto fala, o seu olhar é fixo na direção daquele que outrora foi um jardim de flores e que agora é só uma lagoa podre. "Eu não vou para lugar nenhum. Eu quero morrer aqui".

Os jornalistas relataram o acontecido e as autoridades decidiram tomar conta de Shiga.


Ipse dixit.

Fonte: Agoravox

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...