26 maio 2011

Os pombos chineses

Imaginem um pombo.
Que faz o pombo? Nada de especial: voa, procura comida, molesta os turistas, constrói o ninho.
Como passatempo gosta de sujar os transeuntes, assim, para divertir-se um bocado. Coitado do pombo, merece um pouco de diversão.

Agora, imaginem o pombo que começa a construir não um mas 20 ninhos, 19 dos quais ficam vazios.
O que podemos pensar? Pensamos: "Coitado do pombinho, tem uma pancada qualquer".

Agora imaginem muitos pombos que constroem 64 milhões de ninhos, que ficam vazios.
"A raça dos pombos tem uma pancada grave mesmo. Estará perto da extinção?".

E agora, como último esforço, substituam os pombos com os homens. Preocupante, não é?
Mas é mesmo isso que acontece.

Na China existem actualmente 64 milhões de casa vazias. São cidades modernas, dotadas de todos os serviços necessários. Têm lojas, transportes, escritórios, escolas, bibliotecas, até centros comercias. Tudo pronto para acolher dezenas de milhões de habitantes.

Nestas cidades poderiam caber todos os Portugueses, e ainda sobraria espaço para Espanhóis, Gregos e Irlandeses. As cidades dos PIGS.
Ao considerar três moradores por cada apartamento, estas casas dariam para acolher todo o Brasil.



Mas, tal como os ninhos dos pombos com pancadas, estas cidades estão vazias.
Então, porque construir? Uma forma de prevenção?
Sim e não.

Oficialmente sim, é uma medida para preparar o País: a explosão demográfica é uma realidade que preocupa as autoridades (que tentam controlar com a lei de 1 família = 1 filho). Mas a verdadeira razão é outra: chama-se PIL em continua e infinita expansão.

A China, como qualquer outro País neste esférico planeta, tem que crescer: sempre, sem parar. E um dos motores da economia é o sector da construção. Por isso: vamos construir e o PIB agradece.

As casas ficam vazias? Paciência.
Os Chineses nem tem o dinheiro para adquirir todas estas casas? Azar deles.
Estamos a criar um enorme bolha? Não me digas.
A bolha vai rebentar cedo ou tarde? Acontece.

Entretanto o PIB cresce, cresce, cresce. E no estrangeiro os investidores pensam: olha o PIB da China como cresce!
Pode haver algo de mais importante?

Última nota: a maior parte das casas está vendidas. Não ao futuros inquilinos, mas aos investidores. Gente que comprou ninhos vazios com a ideia de que "cedo ou tarde vão encher-se".
Com certeza.
Cedo ou tarde.

E aqui um vídeo. Em Inglês. Paciência.






Ainda não difundiu este artigo de Informação Incorrecta? 
O quê?!? Ainda não difundiu?!?!? 
Clique abaixo em share!



Share


Fonte: SBS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...