08 agosto 2011

Fé vs. Religião

O post Rezamos já sortiu o efeito: o número de seguidores perdeu uma unidade.
Normal.

O blogueiro inteligente driblaria o assunto, pois quando se fala de Religião são despertadas paixões que mexem no íntimo de cada um: há pessoas que conseguem lidar com isso, e encarar o discurso como a tentativa de procura, há outros que recusam até ler opiniões que possam divergir dos sagrados textos.

Mas como por aqui não há um blogueiro inteligente, continuamos com o assunto, para que fique claro que Informação Incorrecta não é um blog católico (mas nem anti-católico).
É um blog de dúvidas, as minhas e de todos os Leitores que tentam encontrar respostas.

E continuamos para fazer um pouco de limpeza (passem o termo) também: se houver Leitores que julgam as críticas aos sagrados textos uma blasfémia, então esta pode ser uma boa ocasião de migrar para outros portos. Porque neste blog não há certezas e ainda menos dogmas, de nenhum tipo.

Diz Anónimo:
Vejo que todos falam de religião.
Quem poderá descrever a criação?
Quem dentre vocês é tão sábio para conhecer as coisas do Altíssimo?
Tudo o que há nos universos, céus e terra é criação, mas Deus é Criador de tudo e é diante d'Ele que devemos dobrar os nossos joelhos em adoração e louvor. Deus é Único, não pode ser comparável, nem com árvores, nem com animais, nem com estrelas, mares, rios, nem sequer com pessoas. Tudo foi criado por Ele e para Ele (Eclesiastes 5:2).
Olá Anónimo.
Em primeiro lugar (além de agradecer por ter escrito, isso é implícito): ninguém consegue descrever a Criação.

Cada religião formulou uma história bastante simples, que fosse facilmente entendida por todos.
Na Religião cristã temos Deus que em seis dias fez tudo e no sétimo descansou (pois de facto tinha sido uma trabalheira).


Hoje sabemos que nada daquilo que os primeiros capítulos da Génesis conta pode ser verdade: até Santa Romana Igreja reconhece que as provas encontradas indicam outra versão e não há nada de mal nisso. Simplesmente, os nossos conhecimentos aumentaram e passaram a incluir dados que antes eram desconhecidos.

Mas há um aspecto preocupante: com o passar do tempo, o papel de Deus foi cada vez mais marginalizado. Isso obriga a reflectir.

Os homens primitivos viam os relâmpagos e pensavam: é a ira de Deus (ou dos Deuses).
Hoje sabemos que o relâmpago é um fenómeno natural e a dúvida, no caso, é como é que Deus não utiliza isso para incinerar os bancos. Mas este é outro discurso..

Os antigos pensavam num mundo como o centro do Universo, pois assim estava escrito. Mas assim não é.
Ainda na Idade Média era normal pensar que o Sol rodasse à volta da Terra. Mas é o contrário.

Até foi criado um sistema de esferas de puro cristal que fosse em sintonia com as Sagradas Escrituras. Isso até que Galileo apontou o telescópio, pois ficou claro que não havia esfera nenhuma.

Estes poucos exemplos demonstram uma coisa simples e ao mesmo tempo lógica: a Bíblia não é nem pode ser interpretada como um livro científico.

A Bíblia foi escrita para pastores, analfabetas, pessoas sem um mínimo de instrução. Não teria feito sentido tentar explicar a Teoria da Relatividade ou a função do DNA, ninguém teria percebido.

Infelizmente há pessoas que não entendem isso e continuam a ver a Bíblia como a única verdade, mesmo que isso seja contrário às regras básicas do senso comum, mesmo que tudo indique o oposto, mesmo que a Igreja diga que sim, de facto a Bíblia não é um livro científico e que a ideia do Big Bang pode ser aceite.

"Quem dentre vocês é tão sábio para conhecer as coisas do Altíssimo?"

Quem entre os Leitores é tão sábio para demonstrar a existência do Altíssimo? Porque, como escrevi no já citado post, uma coisa é a Fé, outra é a Razão: e o amigo Anónimo mistura Fé e Razão. Então as coisas ficam complicadas.

Se o nosso desejo for misturar, temos de estar prontos para discutir. Neste caso, eu pergunto: onde fica Deus?

A prova não está na Bíblia, pois este não é um livro científico e tudo o que temos aí são palavras ou contos escritos há séculos, que ninguém pode comprovar.

A prova não está no mundo, pois tudo o que existe pode ser:
a) explicado cientificamente
b) explicado sem recorrer a uma intervenção divina.

Então, sem excluirmos a Fé (e os relativos dogmas), não conseguimos provar a existência de Deus. Este é o maior perigo que deriva da mistura entre Fé e Razão: são dois mundos paralelos e sem pontos de contacto.
Os contactos encontrados são empíricos, inseridos à força, não naturais.

A Fé é perfeitamente capaz de descrever um mundo totalmente criado e gerido por Deus.
Mas a Razão pode fazer a mesma coisa.

Quem dentre dos Leitores é tão sábio para demonstrar o contrário?

"Tudo o que há nos universos, céus e terra é criação, mas Deus é Criador de tudo e é diante d'Ele que devemos dobrar os nossos joelhos em adoração e louvor." diz o amigo Anónimo.

Eu costumo dobrar os joelhos só para apertar os sapatos ou se cair algo (e na altura digo más palavras, admito), mas além disso não é necessário um Criador para justificar o Mundo.

O Big Bang? Pode ter existido, pode não ter existido. Temos indícios de que sim, algo aconteceu há 14 bilhões de anos. Foi Deus? E porque deve ter sido Ele? Porque a partir do nada nada pode ser criado? Têm a certeza disso?
E se eu dissesse que há uns 20 anos foi publicado um extraordinário livro que demonstra o contrário, escrito por dois conhecidos e respeitados astrofísicos? Ah, pois, meus senhores, as informações existem, é só ter a vontade e a paciência de procurar e ler.

Mas temos também suspeitas de que o Big Bang pode nunca ter acontecido. E as dúvidas não são minhas, são de Stephen Hawking, prémio Nobel e provavelmente único génio hoje em vida (isso sem contar Max, claro).

Um Universo que se expande, contrai, volta a expandir-se, sem passar por "Grandes Explosões"; um Universo cíclico (possível também com o Big Bang, só um pouco mais "radical"), muito mais em linha com as religiões orientais de que com os contos da Bíblia.

Diz ainda o amigo Anónimo: "Deus é Único, não pode ser comparável, nem com árvores, nem com animais, nem com estrelas, mares, rios, nem sequer com pessoas".
E neste caso não posso não concordar: se Deus existir, então deve ser algo que nós dificilmente podemos sequer imaginar, algo de muito diferente de tudo, de imensamente superior. Caso contrário não seria um Deus.

Mas o resto? Aceitar os dogmas da Fé ou apostar na pura Razão? Ou tentar uma impossível conciliação?
Cada um tem que escolher o próprio caminho, sem impor a própria visão aos outros. Ser um Soldado de Cristo pode ser uma boa ideia, mas só se for Cristo em Pessoa a fazer a investidura, caso contrário arriscamos ser apenas fanáticos sem raciocínio.

Eu, por exemplo, não sou ateu. Tenho a minha religião (que não é o Satanismo ou algo de parecido, fiquem descansados), mas falei disso apenas uma vez, há bastante tempo (nem lembro onde fica o relativo post), porque continuo a pensar que a Fé seja algo de profundo e pessoal.

Tão profundo que não pode caber nas páginas dum livro, por sagrado que possa ser.  

O Anónimo diz:
Tudo foi criado por Ele e para Ele (Eclesiastes 5:2).
Que, como prova, deixa bastante a desejar. É um pouco como entrar num restaurante e perguntar "Como é o vinho aqui?". Resposta: "É bom, fique descansado". Ou conhecem alguém que diga "Nesta casa servimos apenas vinho de treta"?.

Não é um assunto simples, e não há hipóteses de diálogo se cada um reconhece apenas como válido o próprio ponto de vista. É uma conversa entre surdos. Então é melhor ficarem calados ou discutir só com quem partilha as nossas opiniões.

Para todos os outros, que não têm a presunção de saber tudo, existe este blog. Pelo menos não fico sozinho...

Amen.

30 comentários:

  1. Anónimo8.8.11

    Nossa, bem radical este post.
    Diria melhor, bem polêmico.

    Sinceramente, acredito eu que se existe algum Deus, este é uma entidade cósmica, é um tipo de união, de unificação do conhecimento e forças, uma consciência universal, algo que está em todo lugar, em todo momento, uma energia que move os universos. Não é um Deus com aparência igual a nossa, muito menos um Deus que está no céu, também não é um Deus que julga, muito menos que interfere. O Deus é a força vital que brota em cada ser vivo, em cada forma, matéria ou átomo, é a "Sequencia de Fibonacci".

    Não é um ser bondoso, muito menos perverso, é uma força que dita as leis do universo. E o universo vivem em constante equilíbrio, pois toda ação tem uma reação, temos prótons e os elétrons, o positivo e o negativo, a informação e a contra-informação. Não existem bem ou mal, existe pontos de vista, interferência no equilíbrio natural das coisas, pois nada e ninguém nasce mal ou bom, simplesmente nascemos nos moldamos tentando nos adaptar a sociedade que nos acolheu (ou não).

    Ouvi dizer uma vez, que não podemos ler a bíblia ao pé da letra pura e simplesmente. A bíblia e suas histórias em si é uma gigantesca biblioteca de metáforas e conhecimento. A grande maioria não consegue "enxergar" a verdadeira mensagem por trás de cada história. Histórias que necessariamente poderiam não terem acontecido, mas que estão ali para que poucos possam vê-la e interpretá-la. Não podemos ler a bíblia com olhar e crítica científica, pois nada que ali se encontra está no sentido literal. Além disso, não podemos esquecer de que a verdadeira história pode ter sido adulterada, interpretada e até traduzida errada. Já se perguntaram quantas vezes a bíblia ja foi traduzida e reescrita? Vamos fazer o seguinte, pegamos a biblia mais atual que temos hoje e guardamos para daqui a 30 anos. Depois de 30 anos compramos novamente uma biblia atual e a comparamos com aquela que guardamos tanto tempo. Certamente terá diferenças na linguagem, entre outras coisas.

    Então, só teremos a resposta para tudo isso quando deixarmos de viver, todo este mistério existe por causa da morte, vamos ficar calmos que cedo ou mais tarde, todos nós encontraremos a resposta quando morrermos.

    ResponderEliminar
  2. Aloha! Muito bom. A limpeza desses programas infelicitantes de um Deus lá e nós aqui precisa ser permanente. Por isto tenho dito e afirmado que; O SISTEMA É ESCRAVAGISTA, ALIENÍGENA , INUMANO E ANTROPOFÁGICO. Nunca desliguemos nosso detector de mentiras. Ninguém virá nos salvar...
    Nada, religião alguma, lei alguma, substituirá a responsabilidade 100% dos julgamentos, escolhas e decisões de cada um de nós.
    Mantenhamo-nos na vibração do amor infinito, todos os espíritos, corações e mentes estão interconectados.
    Só podemos escolher entre o medo catabólico e a gratidão anabólica ao amor incondicional.
    A verdadeira maravilhosa revolução é intrapessoal e intransferível.
    "Você não pode ensinar a um homem qualquer coisa,
    você só pode ajudá-lo a descobri-la em si mesmo." - Galileo Galilei

    Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato.

    ResponderEliminar
  3. Sugestão: Vamos começar lendo a Bíblia. Senão vamos parecer fofoqueiros falando de coisas que não lemos. E como de costume lemos um livro inteiro, pois para entendê-lo assim se faz necessário, não devemos ler só partes, ou frases. Ler assim é meio mediocridade... Acho.
    Quem já leu um trecho do livro de José Saramago e saiu por ai dizendo que conhece suas obras, entrou em rodas de debates, teorizou sobre seus feitos, etc., Da mesma forma com qualquer outro autor? Acho que ninguém, só se for louco!
    Então; vamos ler a bíblia antes de falar dela. Olha que são dezenas de livros num só, quem sabe daqui um ano, parte terá lido todo. Então poderemos voltar ao tema.
    Temos ainda o Torá e o Alcorão, isso para começarmos o debate sobre religião e suas vertentes.
    Esquece; falei besteira, o melhor é debatermos sobre o que não lemos...

    Abraços

    “Um homem é feito pelos seus atos, não pelo o que ele acredita pensar ou saber”

    ResponderEliminar
  4. O 1º comentário está um must! Na mouche!
    Além de ser uma presunção humana crer que fomos feitos à semelhança de Deus, é muito redutor sermos dogmáticos... essa é uma causa das guerras no Mundo.
    O "Santo" homem que representa o Vaticano, o "deus" na Terra e "pastor" dos católicos apostólicos romanos, para a semana, aqui mesmo ao lado, em Espanha: mais de um milhão de pessoas, 50 milhões de euros! 50 milhões enquanto a África morre de doença e fome e depois de ler isto:

    Cutting food aid during crisis a scandalous decision
    EN
    07/07/2011

    "Drastically cutting the food aid programme during the worst economic and social crisis is a disgrace" the GUE/NGL's Ilda Figueiredo told the Commission today in the European Parliament debate on cuts to the food aid programme.

    "All this comes just after the 2010 European Year for combating poverty and social exclusion and goes against declared aims. With over 80 million people living in poverty in the EU and millions reliant on food aid, the Commission and Council must reinstate the €500 million which has been shamefully slashed to €113 million. The right to food aid is a fundamental right." she said.

    Figueiredo also pressed the Commission for a time frame on the European Parliament's call for a guaranteed minimum income of 60% of the average income in each member state.

    Aqui eu se fosse católica, deixaria de o ser.
    No mínimo é uma religião que se baseia no "olha para o que eu digo e não para o que eu faço".
    Gosto muito do seu bom senso, humor e do seu prisma de ver as coisas do "cimo da montanha" e da maneira como nos faz chegar a mensagem... de forma que não está só de forma nenhuma, MAX! :)
    Pessoas de carácter há cada vez menos e essas são para preservar.
    Este blogue é de grande qualidade!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Olá Max,
    Um raio incinerador de bancos, de livro que prega o antagonismo entre os povos, de gente que vive a implantar o temor através de intimidações do Altíssimo... Indulgências e coisas que tais, ainda existem, basta ver que em alguns templos, nos "desafios lançados à Deus", o fiel deve demonstrar o tamanho de sua fé depositando-a uma grande porção dela numa sacolona. Olha, não sei se todos aqui leram a bíblia como um comentarista acima questiona, mas não posso supor que alguém vá entrar numa discussão sem conhecimento de causa. Me desculpe, mas seria muita presunção da minha parte. Para todo ato inqualificável no livro, tem sempre aquele que diz que tudo é metáfora. Daí então, a discussão se estingue na raiz. Desculpe caro Max, mas tenho uma visão que pode ser considerada radical a respeito do livro, principalmente do Antigo Testamento. Uma das muitas interpretações é que aquele Deus opressor, guerreiro, punitivo, assim o era devido ao estágio em que a humanidade se encontrava, muito embora no mesmo período, escreveu numa tábua dada à Moisés "Não Matarás", para nalgumas páginas mais tarde ordenar a morte por fio de espada de todos os inimigos dos hebreus, incluindo nesta mulheres e crianças. Essa "metáfora" é incompreensível, um verdadeiro mistério pra mim. Mais uma vez peço desculpas, desta feita por ter-me desviado bastante do foco central do post. Até Max.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo8.8.11

    Este fim de semana fui tomar Ayahuasca, e na hora de tomar a segunda dose quase não consegui mais (parece óleo de motor de carro hehe). Chamei um rapaz que estava cuidando das pessoas que estavam "viajando", todas deitadas, e ele me disse para pedir ao "mãe" para que o gosto não fosse tão intragável que eu iria conseguir beber. Estava tão "chapado" que pedi intensamente a "mãe", e no fim consegui, com muito esforço, e posso dizer que o gosto ficou menos pior. Mas isso me lembrou um pai de um amigo, que falou que viu em um programa da Hebe Camargo uma "formula mágica" de concentração onde o paciente podia fazer coisas mirabolantes no dentista e não sentiria dor.

    ACHO que estas coisas remetem a um lugar comum: criamos um placebo para ter fé em nós mesmos e auto confiança. Tem gente que pede a Deus forças para prosseguir, o pai do meu amigo pede para a Hebe, e eu estou (aprendendo) a pedir a mim mesmo. Simples assim.

    ResponderEliminar
  7. Olá Max parece que acertaste com os temas no blogue, pelo menos a avaliar pelos comentários a malta gosta disto :)

    Deixo aqui um link para uma palestra do Nassim Haramein:

    http://www.youtube.com/user/hiddenresistance#p/c/0/d2Q_YaMPdko

    são umas 8 horas mas vale bem o tempo para quem quer realmente questionar e, quem sabe, encontrar algumas respostas.

    O link é para a 1º parte, as restantes 46 (!) estão na barra lateral do canal.

    Abraço e tudo de bom.

    ResponderEliminar
  8. Caro Max
    Excelente texto,parabéns.
    Os humanos não precisam discutir tanto sobre religião, se puderem olhar um pouco para os animais e ver como eles vivem, verão que Deus está ali, entre os animais não há inveja, não há briga por poder, não há disputa por religião. No mundo animal, não existe uma igreja dizendo o que é certo ou errado, não existe governo, no mundo animal cada um se governa e se respeita.
    Max olhe para o Léo e pergunte se ele tem fé, nós animais não temos fé, nós somos a fé, nós somos a paz. Mas infelizmente os humanos ainda não se deram conta disso, continuam querendo ser racionais.
    No mundo animal nós somos espiritualizados.
    Se nós animais pudessemos falar, com certeza diriamos em unissono:
    "Pai perdoa-os eles (humanos) não sabem o que fazem."

    Muito obrigado Max por existir esse blog, que coloca toda essa mentira que foi contada a séculos para a humanidade.

    Um abraço pra ti e Leo

    ResponderEliminar
  9. Para quem quiser ler, um post que coloquei de um historiador.
    Muita coisa está errada no mundo dos humanos. Vale a pena ler.

    http://burgos4patas.blogspot.com/2011/05/algo-esta-errado-no-mundo-dos-humanos.html

    ResponderEliminar
  10. Luiz9.8.11

    Amigos, Jesus nao criou nenhuma religiao ! Somente pediu para espalharem o evangelho (boas novas), que existe um Deus que perdoa, e que trara bencaos aos que se entregam e ele. Os templos foram criados apos 300 anos da morte de Cristo.

    Jesus é exemplo de como perdoar, nao se corromper, amar os inimigos, nao se importar com materia e sim com pessoas e é por isso que ele é odiado.

    Alguem pode responder:
    ----Historicas
    1) Por que o Imperio Romano nunca negou que crucificou Jesus? E porque o faria, se nao cometeu crime. Ele era contra a religiao.
    2) Por que um Senador Romano muito importante na epoca e sua familia nunca negaram que deram a tumba onde Jesus ressuscitou? E porque o fariam.
    3)Porque os Egipcios simplesmente deixariam ir sem revoltas os Hebreus escravos de seu territorio ? E porque os deixariam.
    4)Porque os Judeus, com mais de 2 mil anos sem territorio manteram as tradicoes ?
    ---- Emocionais
    5)Qual o proposito de mais de 1 quatrilhao de celulas estarem unidas para me formarem ?
    6)Porque falaria de espectros, relatividade, dna, se ninguem sabia nem ler na epoca dos manuscritos?

    Jesus ensinava coisas para a essencia humana. Quem abusa de droga, alcool, prostituicao, fornicacao e consumismo tera o que como fruto? E quem abusa de amar ao proximo, caridade, bondade e mansidao, tera o que como fruto ?

    Tudo que o homem inventou nos afasta de Deus, pois achamos que tudo podemos, e nos da confortidade.

    Posso viver sem tecnologia, sera duro mas eu viverei.... e sem agua ? sem luz ? sem comida ? sem ar ? dentre essas, quais os homens inventaram ? e se inventassem, quanto custariam ??????

    ResponderEliminar
  11. Ricardo9.8.11

    Se alguém acredita em algum deus, é por pura especulação... e não tem nenhuma razão plausível para acreditar.

    As religiões foram desenvolvidas para o domínio da massa. Assim como a televisão e os campeonatos de futebol.

    Pior é a Bíblia e livros como o velho testamento: são coisas doentias! Algo totalmente amoral... existem bons ensinamentos? Sim... há uma ou outra passagen que se faz refletir um bom comportamento... revesando com diversas atrocidades... então, quem quer um bom carater à ser moldado... melhor não ler de forma passiva...

    Enfim...
    E tenho dito! :)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo9.8.11

    Max, continue falando sobre política ou outros assuntos. Menos religião.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo9.8.11

    O importante é termos a mente aberta.
    Isso serve tanto para os que acreditam ou não em Deus.

    Vamos nos respeitar, nenhum ser é igual ao outro, cada um tem suas diferenças, opiniões, particularidades, vivencias, cada um está em uma luta por uma vida melhor.

    Temos que saber viver com estas diferenças, só assim estaremos em juntos em paz.

    Um abraço a todos!
    E viva as diferenças!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo9.8.11

    li o comentário do anônimo.
    que inveja!
    seria tudo mais simples se assim todos nós pensássemos.
    mas,
    uma dúvida: (sempre tem uma!)
    serão os crentes melhores que os outros?
    a dúvida é do emerson57.

    ResponderEliminar
  15. Olá Anónimo!

    "Max, continue falando sobre política ou outros assuntos. Menos religião."

    Eu posso até fazer isso, mas não seria mal explicar a razão.

    Assim como está este comentário, após ter lido, a minha primeira e óbvia reacção foi: vou escrever algo sobre a religião.

    Mas não tendo nada de novo a dizer, abdico.

    No entanto, não abdico de fazer uma pergunta e uma observação.

    A pergunta:
    estamos tão certos de que a religião seja coisa tão diferente da política e da economia?
    Que as coisas não estejam interligadas?
    Que Santa Romana Igreja (e não só ela) trate apenas das almas e descuide dos negócios?

    Deixo a dúvida.
    Mas só por enquanto.

    A observação:
    este post mais o outro (Rezamos) totalizaram 28 comentários em poucos dias.
    Isso significa que a religião é um assunto que interessa, e não poucos.

    Alguém pode explicar-me porque deveria descuidar dum assunto que interessa boa parte dos Leitores (e o autor também)?

    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  16. Se Deus criou tudo, quem criou Deus?

    ResponderEliminar
  17. Olá Max!
    Este vídeo, vem mesmo a calhar!
    Aqui está a separação da Fé da religião.
    Aconselho a todos a verem este filme.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  18. Anónimo9.8.11

    Max! Não vá na onda deste anônimo, continue escrevendo sobre o que calhar. Este texto ficou muito interessante, isto está provado pelos comentários. Parece que as pessoas ficam mais ouriçadas com religião do que com outros temas. Temos que quebrar tabus e continuar discutindo tudo que calhar. Abraço!

    ResponderEliminar
  19. Os Mestres na Evolução da Consciência e as suas Revelações. Filme ainda mais revelador que o filme anterior que aqui deixei.
    Pensem bem nisto, pode ajudar muito no futuro imediato.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo9.8.11

    Livro por livro sou mais o Tao...

    ResponderEliminar
  21. maria9.8.11

    estamos tão certos de que a religião seja coisa tão diferente da política e da economia?
    Que as coisas não estejam interligadas?
    Que Santa Romana Igreja (e não só ela) trate apenas das almas e descuide dos negócios?
    Leitores e comenteristas crentes e descrentes, religiosos ou não e nem tanto, que excelentes perguntas Max relega inicialmente a nossa reflexão?
    Como todos concordamos que Max é no mínimo, inteligente, um homem pautado no conhecimento racional e, ao mesmo tempo um homem de fé, nem que seja na humanidade (caso contrário não se daria ao trabalho de escrever êste blog!), um homem com genuina esperança no bicho homem (talvez sentindo isso, nós interlocutores, gostemos tanto dele!)...bem, por tudo isso não valeria a pena pensar sobre estas perguntas? Eu vou jogar alguns pitaquinhos do que penso a respeito, desejando que o Max se digne a desenvolver, é claro, muito mais adequadamente do que eu.
    Para mim religião, economia e política estão muito próximas. Sabem porque? Todas se afirmam por dogmas. Querem ver!? Na religião: existe um Deus que é senhor de todas as coisas e seres. Na política: a democracia é o mais perfeito regime político que assegura a liberdade dos cidadãos.Na economia: fora do capitalismo só resta o socialismo que já se revelou inadequado a livre iniciativa do cidadão.
    Outra proximidade entre as 3 áreas: seus dogmas são totalmente questionáveis e questionados por indivíduos tomados como céticos.
    Uma outra proximidade ainda: é preciso ser um sujeito de muita fé para acreditar nos principios das 3 áreas que são jogados ao vento para ser estratégicamente colhidas pelos incautos tanto de fé como de razão porque esses últimos ainda acham que tais princípios são ciência (outra entre tantas religiões, com milhares de fanáticos)
    Sim, religião, economia e política estão totalmente interligadas, ou seja, na minha modesta opinião as religiões são invenções dos homens para melhor controlar político-moral e econômicamente multidões de outros homens.
    Finalmente para a terceira oportuna questão do Max, ora, ora, as religiões, foram, são e me parece que serão sempre grandes negócios para aqueles que estão a frente delas.
    Desculpa Max, se me antecipo, e escrevo toscamente o que me passa pela cabeça. Na verdade não resisto a boas perguntas. Mais uma vez, desculpas.

    ResponderEliminar
  22. Max, aceita uma sugestão?
    No Brasil, no meio jornalístico, agente aprende que falar mal da igreja católica é igual falar de cachorro vira-lata. Em outras palavras: Moleza!!! Que tal se você falar dos muçulmanos. Tenho certeza que se você falar o que pensa, de como eles são, e de tudo que mais que gira em torno dessa religião e de Ala será super interessante, afinal, é uma religião
    Abraços
    Obs. Uma vez fiz a mesma sugestão a outro blog, porém, o blogueiro, disse-me que ai a coisa complicava, talvez ele não tivesse coragem, o que não é o seu caso.

    ResponderEliminar
  23. Max,

    Caberia perguntar se aqueles que frequentam templos, já leram a bíblia. Pois todas as vezes que estive em igrejas nunca ouvi leitura de algum trecho que suscite questionamentos. Sempre é o lado mais palatável que entra em cena. Sempre um tópico bem digerível para a platéia. Não sei se isto só acontece comigo, posso estar sendo injusto, mas é minha impressão.
    Hoje temos as ações sionistas. Para cada ato escabroso cometido contra aqueles que lutam contra o expansionismo israelense, encontra-se presente nas páginas do livro sagrado, uma narrativa adequada as necessidades judaicas. Todo expansionismo, toda tirania, toda arbitrariedade, cometida em nossos dias, encontra salvo-conduto no antigo testamento. Palestinos são tratados como outrora foram hetitas, emoritas, canaanitas, perizitas, hivitas, etc., etc, etc..., na base da espadada no pescoço. Não quero dizer que o judeu comum seja um agente do mal, mas sim, que ele tem sido ao longo de milênios usado como massa de manobra por algum tipo de força fora de nossa compreensão, que não Deus (Zecharia Sitchim tinha uma tese muito interessante sobre o tema). Penso em um Deus ou Deuses, como uma ou várias força(s) que não coaduna(m) com tanta mesquinharia, tanta violência, tanta iniquidade. É um Deus que tenho cá com meus botões. Inté Max.

    ResponderEliminar
  24. "Pois todas as vezes que estive em igrejas nunca ouvi leitura de algum trecho que suscite questionamentos"

    É, eles realmente não citam o antigo (e sanguinolento) testamento.

    Já diziam em Deuteronômio 32, 41 e 42:
    "Se eu afiar a minha espada reluzente, e se a minha mão travar o juízo, retribuirei a vingança sobre os meus adversários, e recompensarei aos que me odeiam. Embriagarei as minhas setas de sangue, e a minha espada comerá carne; do sangue dos mortos e dos prisioneiros, desde a cabeça, haverá vinganças do inimigo."

    Não que no antigo não existam ensinamentos. Considero este um dos mais concretos e sábios:
    Jeremias 17, 9:
    "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto, quem o conhecerá?"

    ResponderEliminar
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  26. Ora ainda bem que ninguém viu o filme e se por acaso houve alguém que o tivesse visto e se remeteu ao silêncio, foi porque estes filmes são uma armadilha perfeita para os internautas!!! Tavistock Institut em acção!
    O filme não visa a razão de quem o assiste, mas pelo contrário, visa a emoção e atingir os receios mais profundos do ser humano, que é a destruição da espécie e da Vida.
    1 o filme tem um fundo sonoro com uma cadência rítimica monótona de princípio ao fim.
    2 a repetição frequente das imagens tem um efeito de imprinting no nosso subconsciente. E repetição constante da frase bem/mal, luz/sombra
    3 a voz é cadenciada e monocórdica, calma e harmoniosa tal como o fazem psicanalistas que usam a hipnose.
    4 as imagens a reter são de violência, caos e destruição.
    5 o filme é baseado em factos que ainda não aconteceram a não ser em filmes e crenças antigas.
    6 efeitos visuais muito devastadores para o nosso subconsciente, uma vez que usam as mais catrastróficas utilizadas em filmes de ficção.
    7 baseado também na Sabedoria ancestral, mas ao mesmo tempo "arruma" os mestres espirituais para u canto, como se eles fizessem parte do complot... e assim se eliminam aqueles que podem fazer frente.
    8 fala do amor do altruísmo mas nunca explica o que é isso e não mostra imagens de harmonia, não dedicando tempo nenhum yambém a explicar o que é a introspecção e a meditação. Não indica mínimamente como podemos ajudar oos outros, pelo contrário, induz à inércia e isso não é altruísmo.
    9- Conseguem colocar um filósofo como Depaak Chopra ou Augusto Cury ao lado da senhora e no mesmo +patamar, que escreveu o engodo do livro o Segredo e ao qual estes Mestres se opõem. Desacreditação dos Mestres.
    10 Fala no cometa Elenim... isso não existe! Vi uma série sobre astro-física, física quantica, astronomia, de 2006, cada CD tem quatro horas e são 6 CD. Nessas 24 horas preenchidas de informação não existe uma única vez em que o colectivo de cientistas se refira ao Elenim, pelo contrário, referem-se várias vezes ao meteoro Apophis que pode colidir com a Terra em 2029 e estão a ser enveredados todos os esforços para o desviarem da rota até essa data.

    ResponderEliminar
  27. continuação:
    A quem pertence a NASA e silicone Valey? Pois... está tudo visto.
    11 Misturam Fé com ciência, crenças e Religião, o absurdo chega ao ponto de tentarem acelerar o processo de chegada do cometa Elenim, talvez porque os acontecimentos lhes tenham saído de control e estejam a tentar ligar o mito de 2012 com os acontecimentos reais!
    12 O ser que transmite a luz, que aqui me deixou perplexa, é um indivíduo tipo palhaço com uma máscara e não sei porquê, muito parecida com a máscara do anonymous... a tão famosa.
    Quando foca a palavra perdão, foca a imagem facial de Bush!
    Quando se referem a uma NOM, apenas mostram o Obama... de certeza que se esqueceram da China e da eEuropa, conjuntamente com a Federação Russa.
    Nada garante que vá existir uma guerra com o Irão... seria auto-extermínio. Um novo messias?! Devem estar a brincar...

    Depois de ver o filme fiquei a pensar que isto não segue os padrões dos bons ensinamentos que nos dizem:

    Dai-me Universo:
    a) Paciência para aguentar o que não posso mudar.
    b) Dai-me coragem para mudar aquilo que posso.
    c) Dai-me Sabedoria para que consiga distinguir entre ambos.

    Ficamos a saber internautas, que somos alvos destes ataques porque usamos os seus meios para comunicar e que estamos sujeitos a muito mais lavagem cerebral.
    Deixem a Fé a descansar um pouco e usem e abusem do cepticismo, porque a Fé aliada ao medo é devastadora. Nós interpretamos o que vemos, fica no nosso subconsciente e depois somos potenciais disseminadores do medo e de falsas mensagens para aqueles que nos estão próximos.
    Muito mais poderia ser dito, mas para uma coisa serviu, é importante colocarmo-nos de fora, observarmos e sempre mas sempre, com uma dose de cepticismo que nos proporcione espírito crítico!
    Não sei se repararam, o filme tem vindo a ser "melhorado" e alterado conforme se vão desenvolvendo as situações!
    Muito mais haveria a dizer, mas penso que não vale a pena. É um EMBUSTE e muitos mais virão.
    Para quem conheça as cartas do Steve Jackson, vê que estão lá os cometa, o falso profeta, a máscara do anonymous, aliens, etc. etc. etc. Farão uso de tudo para nos deixarem reféns do terror e à mercê dos maiores embustes e provávelmente seremos os melhores meios de disseminação!
    Como a interpretação destas mensagens captadas na blogosfera é subjectiva os internautas podem ser um verdadeiro perigo, pois quando seram por isso, passaram a mensagem que eles desejam que seja espalhada, logo utilizarmos esta ferramenta poderá ser um pau de dois bicos.

    ResponderEliminar
  28. Anónimo10.8.11

    Preciso desabafar aqui,
    vou revelar uma coisa que ando refletindo...

    Desde muito tempo a religião é associada ao dinheiro, e isso é de propósito.

    O NOVO DEUS É O DINHEIRO!
    Isso é um plano daqueles Senhores,
    Louvamos, amamos e fazemos de tudo por DINHEIRO! VIVA O DINHEIRO!

    IGREJAS? NÃO! BANCOS!!!

    O Deus, o arquiteto, o olho que tudo vê! ESTAMPADO NA NOTA DE 1 DOLAR. Este é o novo DEUS! Nosso DEUS, o amado DINHEIRO!
    PRATICAMENTE TUDO GIRA EM TORNO DELE, O DINHEIRO!

    É a religião aliada ou transformada em dinheiro!

    ResponderEliminar
  29. Hélio Duarte24.8.11

    Parabéns pelo blog!

    A questão religiosa deve sim ser debatida e desmistificada.
    Sobre religião e outros assuntos, acessem o sítio:
    http://ceticismo.net . Contém debates interessantes sobre a questão e em bom nível cultural.

    E que o Boitatá esteja convosco.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...