25 agosto 2011

LulzsecBrazil: assistir ou fazer?

A seguinte entrevista foi publicada no site Galileu, do grupo O Globo, conduzida pelo jornalista Tiago Mali e sinalizada pelo Leitor Anónimo, que agradeço.

Dá para reflectir.
Eu acho que uma luta contra o sistema deve ser conduzida no âmbito da legalidade: não podemos descer ao miserável nível das oligarquias no poder.

Todavia, isso faz lembrar o fulano que à noite não trancava o carro.
"Ehi, mas não trancas o carro?"
"Não, e porque deveria?"
"E se alguém o roubar?"
"Ah, não, isso é proibido pela lei".

Será que não estamos a trancar o carro?


A entrevista

Quando o braço brasileiro do grupo se formou?
Após conversamos com a liderança da LulzSec, todos decidiram que seria uma ótima ideia criar uma extensão no Brasil. Somos um grupo único, com apenas diferença de língua.

Mais precisamente, quando começou? De onde se conhecem?
No mês passado [maio, a entrevista foi feita no fim de junho], mas já vínhamos com contato há mais tempo, não posso revelar a cidade.

Vocês já interagiam antes de se unir em fóruns de hackers?
Sim. A base do grupo, sim. 

Quantas pessoas têm a base do grupo?
Não vou informar precisamente, mas mais ou menos cinco.

Qual o perfil do membros do lulzsec? São todos hackers?
A liderança sim, mas temos diversas pessoas aliadas, nas mais diferentes profissões. Programadores, webdesigners, estudantes, advogados, engenheiros... são tantas que não daria pra colocar todas.

Quantos anos você tem?
Olha eu não vou poder te revelar isso. Mas digamos que acima de 20 e menos que 30.

O grupo, na média, tem a mesma idade?
A média sim.

Vocês se conhecem pessoalmente?
Não posso te revelar essa informação.

Como começou sua participação no Lulzsec?
Antes de eu entrar, já mexia nessa área de informática e participava de alguns grupos de hackers. Junto com o líder que está se movimentando no Brasil, que eu também não posso estar revelando quem é, nós resolvemos fundar o grupo aqui e conversamos com o líder internacional, o Sabu, através do site IRC. A gente decidiu criar aqui também porque não é só lá fora que tem as coisas erradas no governo. 

Vocês se encontram fisicamente? O que discutem?
A forma de que mantemos contato não poderei informar, mas conversos todos os dias, sobre o movimento que estamos fazendo. Traçamos metas, analisamos emails recebidos através do site, conversamos com aliados

Pelos ataques, parece que vocês aqui no Brasil estão mais politizados que o lulzsec lá fora.
Queria até deixar claro que vários ataques que ocorreram não foi o nosso grupo que fez.

Quais vocês fizeram?
Presidência.gov, o site da Petrobras, o da fazenda. Foram quatro. Brasil.gov também.

Mas e quanto à politização?
A gente seguiu o modelo deles [lulzsec internacional]. No começo eles realmente começaram com uma brincadeira, eles mesmo disseram isso. Depois a coisa foi ficando um pouco mais séria, eles viram que poderiam movimentar muita gente, e começaram a fazer ataques contra o governo... Aqui no Brasil pensamos assim: vamos atingir o governo, vamos chamar a atenção da população para a nossa causa. E a única forma de fazer isso é causando danos.

Qual é a ideologia do grupo? O que vocês querem mostrar?
Queremos mostrar para os brasileiros que eles podem e devem mudar este país e acabar com a corrupção que assombra nossa população.

Como? Vocês propõem desobediência civil?
Propomos que a população faça manifestações em suas cidades em prol do movimento ou a qualquer outro para a melhoria dos serviços públicos, etc. Não propomos que a população faça desobediência civil.

Quais são suas influências políticas?
Não posso responder por todos os integrantes, mas eu, bile_day, vivo politica e respiro politica, desde criança que venho acompanhando nosso governo corrupto e sempre fui a favor de campanhas e manifestações contra tudo o que está errado no país.

O que está errado? Pode citar exemplos?
Tudo está errado no país, a começar pelo modo que os pobres são tratados, são apenas lembrados em épocas de eleições. Saúde Pública está a beira de um colapso, educação é lamentável, as escolas não tem o mínimo de suporte para dar educação aos alunos, sem contar os professores que ganham muito pouco.

Mas por outro lado, deputados ganham muito dinheiro, tem auxilio moradia, auxilio terno, auxilio disso, auxilio daquilo, sem contar que não trabalham todos os dias da semana e os dias que trabalham não fazem nada que presta.

Isso é uma vergonha para nosso país, isso não é justo com a população brasileira que se mata pra trabalhar e ganhar um salário mínimo pro governo vim e ainda tirar mais da metade em impostos. Lamentável. 

Você disse que respira política. Pode contar sua experiência na área? Já participou de algum grupo político antes?
Olha, participar da política, mesmo... agir... não cheguei a participar. Já fiz movimento na internet, por exemplo, já fui em passeata sobre diversos assuntos. Desde muito tempo eu já sou um pouco, meio, envolvido com a questão da política do Brasil. Porque eu não concordo como o governo está levando o Brasil. Não concordamos, né? Por isso mesmo, somos um grupo e é o mesmo pensamento de todos nós.

Os outros integrantes da base também não tem essa experiência prévia na política?
Olha... A maioria da base, sim. A maioria já teve relações, digamos, com governo. E... e já participaram de vários assuntos relacionados a isso.... E a gente não começou do nada. A gente não ta entrando numa coisa que a gente não conhece, entendeu? Nós sabemos o que estamos fazendo.

Por que esta onda de ataques agora?
Já não estava na hora de alguém fazer alguma coisa que chamasse a atenção da população brasileira?

Como funciona dentro do grupo? Você é o interlocutor?
Isso. Qualquer email que eu respondo pra jornal, TV, etc, primeiro eu consulto todos no grupo. Alguns têm alguma discordância... mas, no final, acabam concordando pra fazer a entrevista, responder emails. No caso eu sou praticamente o porta-voz do grupo, eu que faço a divulgação, eu que administro o site, o facebook.

Existe um objetivo final delineado pelo grupo?
Sim. Primeiro, pra chamar a atenção, todos olharam pra nós. E logo em seguida, revelar à população brasileira o que acontece nos bastidores do governo. Porque nós todos sabemos, não precisamos fazer ataques para descobrir, que há várias coisas erradas no governo. E nós estamos reunindo provas, documentos. Tudo o que nós temos nós vamos estar divulgando nas fases, fazendo mais investidas para conseguir mais informação. Nós não aceitamos o que acontece no país. Não é justo os governantes fazerem o que bem entender com a população.

Você diz em termos de corrupção?
Isso. Corrupção.... É um absurdo o que acontece no Brasil. E ninguém faz nada. Já tava na hora de alguém fazer alguma coisa, entendeu? Se não é assim não ia ser de jeito nenhum. O povo do Brasil é muito acomodado, entendeu? Aqui no Brasil, as pessoas são muito acomodadas. Eles acham que a solução pra eles vai vir do governo. Não adianta, não vai vir. Não é um Bolsa Família, não é R$ 200 por mês que vai ajudar uma família. A saúde pública que nós temos não é uma das melhores. Para mim é a pior do mundo, entendeu? Isso não é saúde pública. 

O grupo quer o fim do governo? Um regime que não dependa desse tipo de organização?
Não. Nós não pregamos o fim. Queremos transparência. Queremos que os governantes façam o que tenham que fazer, realmente, que cumpram a lei. Porque a lei para eles não existe. Eles criam, mas eles são imunes à lei. Eles mesmo aumentam os próprios salários. Não é justo um policial, um bombeiro, como tivemos o caso do Rio de Janeiro. Aquele prefeito de lá (sic), dizer que são vândalos.. Eles não são vândalos. Não é o prefeito que vai ajudar as pessoas quando tem problema. Não é o prefeito que vai lá apagar o incêndio quando tem fogo, entendeu?

Vocês se vêem exercendo um papel de fiscalização?
Isso. E levar a população a se revoltar, entendeu? Outro objetivo nosso é esse. Por meio de vídeos, matérias, posts que a gente faz, entrevista que nós damos. É fazer com que a população se revolte contra tudo isso. Porque não é possível que até hoje nada acontece, nada vai pra frente. Apesar do governo falar que o Brasil daqui a uns anos vai ser a quinta economia do mundo, isso praticamente não quer dizer nada. Porque o Brasil como eu, particularmente, conheço... No bairro onde eu moro, na cidade onde eu moro... Nada muda, entendeu? Nada muda. O governo... só acontece alguma coisa em época de eleição. Vem aqui... tapa um buraquinho na rua, dá algumas coisinhas pras pessoas, mas não muda nada.

Já tiveram repressão governamental?
De tal proporção, não. Primeira vez.

Mas o que de concreto houve de repressão? Tem gente tentando entrar em contato com vocês?
Tem, a todo momento. Pelo nosso site, twitter, facebook, a todo o momento tem governo, jornalistas, advogados, deputados...

Várias pessoas entrando em contato.

Não tem como respondermos a todos, mas a maioria pede pra não ser identificado, falam que estamos certos. Até nos surpreendemos com alguns dos emails que a gente recebe, várias pessoas de vários estados entrando em contato.

Até comoveu um pouco o grupo. Muitas pessoas pedindo ajuda, implorando para que façamos alguma coisa na sua cidade, nos seus bairros.. Implorando, praticamente. Isso revoltou o nosso grupo. 

Deputados chegaram a entrar em contato com vocês?
Sim. Não confirmamos, mas pelo menos pessoas que diziam ser deputados.

E a polícia? Já chegou alguma vez até vocês?
Nenhum de nossos integrantes foi capturado. Mas fazemos de tudo para que isso não aconteça. Porque o movimento não pode parar. A polícia federal tá caçando a gente como se fosse bandido, entendeu? Não somos bandidos. O governo quer que nos peguem, mas por que eles não vão prender político que rouba as pessoas, que é pior? Queira ou não, nós estamos lutando a favor do Brasil, não contra ele. Prender o Palocci, ninguém prende, mas mandar a polícia prender a gente eles mandam.

Vocês chegaram a roubar algum dado dos sites do governo? O que?
Olha, temos alguns dados sim. Apesar do governo dizer que não invadimos. Alguns sites, realmente, nós não tivemos acesso, mas outros sim.

Quais?
Não vou estar divulgando agora para não comprometer. Mas nós vamos divulgar.

Há informações comprometedoras?
Digamos que tem.

Mais alguma mensagem que gostariam de passar?
Acho que é só isso. Dizer à população brasileira que acordem para isso. Não é pelo fato de os políticos estarem eleitos que eles podem mandar no Brasil, podem fazer o que bem entender. E a população tem direito, sim. A população tem como fazer uma revolução nesse país, é só cada um querer. Não basta ir só votar.


Fonte: Galileu

10 comentários:

  1. Pregar transparência e se esconder atrás de mascaras nao faz nenhum sentido para mim, temos sim é que unir o povo e ir para as ruas, revoluçao nao se faz sentado!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo26.8.11

    Gostaria de fazer uma correção; a máscara do V de Vendetta, usada na segunda imagem, na verdade, cabe aos Anonymous, outra organização hacker. A que diz respeito aos Lulzsec's é essa: http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2011/06/20/20-lulzsec-300.jpg

    Há um certo receio em torno desse tema, pois se analisarmos, podemos chegar a conclusão que isso terrorismo virtual. Porém, só chegariamos a essa conclusão devido ao atual significado de "terrorismo", que está incrustado em nossas mentes. Não podemos negar que, em outras épocas (quem sabe em outros lugares), isso poderia ser apenas uma "romântica" insurgência (ou não).

    O método hacker pode ser interessante porque pode-se não ter necessariamente um tamanho de um estado para peitar com um, e não necessariamente o poder de um empresa para peitar e até lesar uma desta; vide Visa, Mastercard. Uma das razões disso vem do fato do anonimato de cada usuário ser realmente possível. Alguns aplicativos "nublam" a sua conexão de forma que fique muuuuuito difícil de te pegarem. Tanto que os que mais caem, sofrem de uma certa "contra-engenharia social".

    A respeito da utilização de máscaras, eu apoio totalmente e embaso meu pensamento no seguinte: se esses caras mostrarem as faces, serão perseguidos, denegridos, malfalados, presos, etc. Enquanto a internet ainda for livre(?), essas pessoas tem condições de realizar ações sem serem descobertos, graças a programas de anonimato.

    Mas não podemos deixar de considerar que há sempre o lado "evil" da história, que diz que "o poder pode corromper o indivíduo. E aí?

    (modo profeta on)Há de chegar o dia em que a Internet (e toda sua teia) será devidamente colonizada, catequisada e controlada, e esse momento será duro para aqueles que viveram o passado.(modo profeta off)

    ResponderEliminar
  3. Desculpem-me, mas fica difícil acreditar em um grupo que deu uma entrevista exclusiva para a revista Galileu que pertence a Rede Globo de Telecomunicação, que é a mídia mais manipuladora e infame que existe no Brasil.
    Qualquer brasileiro com um pingo de inteligência sabe disso. No Brasil a Rede Globo tem o apelido de Pig (porco), por deturpar as notícias e tentar manipular o povo.
    É no mínimo estranho, um grupo que se diz tão inteligente, vai, exatamente no lugar mais corrompido para dar uma entrevista.
    O primeiro ataque desse grupo ocorreu justamente ao site da Presidência da República e ao site da Petrobras, eles dizem querer mostrar para os brasileiros que eles podem e devem mudar este país e acabarem com a corrupção que assombra nossa população, e ironicamente eles vão ao local mais corrompido para dar entrevista?
    Talvez isso seja exatamente o que as organizações Globo desejam, que é, censurar a internet.

    Fica difícil Max, fica muito difícil acreditar.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo26.8.11

    Eu acho que estes pessoal achou a os seus cinco minutos de fama e é só, e no decorrer da entrevista pode-se perceber a fragilidade dos seus argumentos sempre com evasivas criando uma aura mística para o conteúdo. Nada de útil se aproveita apenas a pregação de um anarquismo capenga que sumirá do mesmo jeito que apareceu.

    Saudações

    Luiz Vieira

    ResponderEliminar
  5. Assunto controverso, né?

    Estamos realmente perante homens insurgentes com bons propósitos que pretendem acordar e movimentar a massa inerte?

    Ou estamos perante um ataque de falsa bandeira? Dando abertura à discussão sobre a segurança na internet?

    É muito cedo para fazer esse juízo. Uma coisa é certa, eles não podem dar a cara, senão, são perseguidos...ou então, temos mais uns tantos Julian Assange's que transpiram contra-informação.

    ...

    Afinal, o que é a realidade? E o que é real, é verdadeiro?... ... ...

    ...
    -- --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar
  6. Interessante, consultei a fonte do post...e achei curioso não ser possível comentar o artigo.

    Vá-se lá saber porquê...

    Abraço,
    -- --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar
  7. Anónimo26.8.11

    Eles aceitaram fazer entrevista para GALILEU justamente para atingir a grande massa/população que acessa estes meios. Hora pois, a Galileu é do Grupo da Globo, e a maldita Globo é a que tem maior audiência e público, não ha como negar, o povão brasileiro em sua grande maioria assiste quase somente a Globo.
    Então, se a intenção do grupo for atingir o maior número de pessoas, fizeram a coisa certa. O problema agora, é as pessoas acreditarem nisso, eu particularmente prefiro ficar do lado deles ao invés de ficar ao lado da nossa política mega corrupta. E penso as vezes, que somos hipócritas, pois queremos mudanças, queremos que seja feita alguma coisa, que alguem faça algo, e no entanto, quando resolvem fazer, tomar alguma atitude, jogamos pedra e julgamos sem se informar e estudar antes, não é assim que devemos agir, me desculpe. Por hora, apoio o Anonymous.


    Programação da Globo:
    90% novela, 5% futebol, 5% notícia (totalmente tendenciosa e manipulada)

    ResponderEliminar
  8. Ahahahah, Tony não sabia como pôr um link no comentário!!!

    Ehi, mas nem eu sabia. :(

    Obrigado Voz! De facto, torna os comentários mais úteis, vou utilizar.

    ResponderEliminar
  9. Pra quem não viu o comentário do anonimo no outro post, aqui vai alguns dos links dos vídeos deles:


    1
    http://www.youtube.com/watch?v=qFNYBE5cGAM

    2
    http://www.youtube.com/watch?v=Qs_55FM9pDc

    3
    http://www.youtube.com/watch?v=PO2XeOZcG18

    4
    http://www.youtube.com/watch?v=JbIWRbB9icc

    5
    http://www.youtube.com/watch?v=90A9dNehBhM&feature=related

    6
    http://www.youtube.com/watch?v=Y-P8fTRIlr8

    7
    http://www.youtube.com/watch?v=7Am1TCt3qR4

    A minha dúvida é, qual a diferença entre a LulzSec e o Anonymous? São 2 grupos diferentes? Tinha lido uma vez que esses 2 grupos se uniram em um só, mas não sei se essa informação é verídica. Alguém pode me confirmar?

    Obrigado

    ResponderEliminar
  10. entre no site: www.piolhodasanta.com.br esse é o grito de um bairro que foi abandonado pela prefeitura e governo brasileiros e depois quem sempre reinvidicou coleta de lixo, saúde pública para os drogados e SEGURANÇA... está agora sendo desapropriado!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...