23 agosto 2011

O ouro de Tripoli

Nada, não há nada a fazer: uma pessoa vai de férias e pronto, as Bolsas precipitam, Khadafi cai, Strauss-Khan é ilibado e o Brasil derrota Portugal no campeonato do mundo de futebol sub-21.


Milagre! Fátima? Não, Tripoli.

Tentamos perceber. Aliás, reparamos num facto: ninguém tenta perceber.

A notícia é que os rebeldes conquistam a capital da Líbia, Tripoli, e ameaçam o simpático Khadafi.

E ninguém, mas mesmo ninguém, explica uma coisa: como é que uma cambada de incapazes (Nato mais "rebeldes"), que ao longo de seis meses ficaram a contemplar as dunas, de repente torna-se um exército invencível?

Eis as respostas possíveis, cabe ao Leitor escolher a opção que parece mais adequada:


1. A Nato e os rebeldes decidiram aproveitar das férias de Informação Incorrecta para atacar sem o risco de serem criticados. O que faz sentido.
2. A Nato e os rebeldes quiseram acabar esta guerra antes da chegada do cometa Elenin, que como sabemos trará grandes novidades para todos os seres humanos.
3. A Nato e os rebeldes organizaram uma rifa para a recolha de fundos, graças aos quais puderam adquirir meio quilo de munições e 10 litros de gasolina para os tanques. Desta forma conseguiram atacar Tripoli.
4. Após Hugo Chavez ter retirado 100 toneladas de ouro do Banco de Inglaterra, era preciso encher os cofres vazios com 143,8 toneladas de ouro; casualmente a mesma quantia guardada pelo simpático Khadafi.

Eu ainda estou na dúvida.
Em qualquer caso, em breve os Líbios poderão festejar a chegada da democracia.
Estão feitos.

Os Estados Unidos já se empenharam para pôr em segurança o arsenal químico do Coronel. Doutro lado, são de confiança, pois tinham feito o mesmo com as armas de destruição maciça de Saddam Hussein.
Só não se percebe como é que estes malvados, mesmo ao dispor de armas terríveis, nunca escolhem utiliza-las.
Deve ser por serem malvados e estúpidos também.

A França convidou oficialmente o leader do Conselho de Transição, Mahmoud Jibril, em Paris, onde encontrará o marido de Carla Bruni.

E o governo italiano convidou Abdessalam Jalloud, ex número dois de Khadafi, possível futuro primeiro ministro.

Os abutres cheiram a refeição.

Bolsas: qual novidade?

Das Bolsas nem vale a pena falar. Aliás, é esquisito que esta seja uma notícia tão realçada: uma  nova recessão (a segunda parte da crise começada em 2008) está a chegar, seria esquisito para os mercados não pressentir isso.

Como a Europa abranda (caso Alemanha, com crescimento zero), a América à procura dum milagre, as outras praças mundiais em fase de espera, o que podemos obter? Proibir o short é a solução? "Doutor, fui atropelado pelo comboio, perdi duas pernas, um braço e uma mão, socorro!" "Calma filho, tudo está controlado, tome uma aspirina".

A coisa melhor é estar preparados para um final de 2011 quente (bolha imobiliária na Europa, entre as outras coisas?).

Strauss-Khan é virgem?

Strauss-Khan. Afinal o coitado é um santo.
O advogado de Nafissatou Diallo, a alegada vítima:  
Na audiência [judicial] de 16 de Maio o próprio Ministério Público considerou que as provas contra Strauss-Kahn eram substanciais e que o exame médico confirmava a ocorrência de um ataque sexual
Mas a Procuradoria considera agora como duvidosas as conclusões da perícia médico-legal, pois descobriu que Diallo manteve relações sexuais na noite anterior ao alegado ataque.

Fica portanto uma dica: se a intenção das Leitoras é serem violadas, melhor não ter relações na noite anterior, pois as perícias não são capazes de distinguir entre um acto consensual e uma violação.


Brasil 3 - Portugal 2

O que sobra? Ah, pois: Brasil 3 Portugal 2.

Os Leitores brasileiros podem não saber, mas aqui o evento ganhou uma ressonância de todo o tamanho.

Na minha óptica, quando um País fica acordado até 4 da manhã para poder encontrar alguma razão de orgulho, então significa que não apenas chegámos ao fundo do poço, mas que começámos também a escavar.
Mas é isso que se passou.

Parabéns ao Brasil.
E eu volto de férias. Até amanhã, claro.


Ipse dixit.

14 comentários:

  1. Aeeee!! Voltaste! Nem precisamos mais invadir Almada para resgatá-lo? kkk!

    A tal crise em W volta a tona então. O acontece depois que a crise terminar de contornar a letra?

    ResponderEliminar
  2. MAXXXXX!
    Graças a Deus você voltou, já estávamos a combinar o seu resgate, achamos que você tinha sido levado pelos Ets. Que bom que você voltou.

    Não vou comentar sobre Trípoli, nem Nato, nem khadafi, muito menos do Sr Strauss Khan.

    O futebol

    Isso sim devemos comentar, esse esporte espetacular!!!
    Onde atletas com "cérebro inteligente", não conseguem fazer outra coisa na vida que não seja chutar uma bola e isso tudo para desviar a atenção da massa de humanos que não passam de ovelhas.
    é o espírito de competição que foi colocado na cabeça dos ignorantes.
    O homem ainda busca ser o "melhor" do melhor do mundo, nem que seja no Futebol.

    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Apenas os distraídos acreditam que a "Guerra" na Líbia é para Libertar e Democratizar... e pelos vistos HÁ muitos distraídos!

    ResponderEliminar
  4. :)))

    Obrigado pessoal!

    Depois da "W"? Simples Toni: vamos em frente até a próxima crise. Só que cada vez as coisas ficam mais complicadas, pois os recursos são o que são: poucos. A próxima crise será mais em breve e pior.

    A única maneira para ter uns 20 ou 25 anos de paz e prosperidade seria um guerra, mas daquelas mesmo engraçadas, com milhões de mortos (algumas dezenas se for possível), destruição, terror.

    Um paraíso: imaginem os investimentos, as obras de reconstrução, os mercados que voam.

    Mas fiquem descansado, há já quem esteja a trabalhar nisso. Se a China não estivesse na posse da maior fatia da dívida americana, já teria sido alvo duma guerra de libertação e democratização.

    Esperamos no Irão, embora seja demasiado pequeno...

    Verdade Burgos, mesmo ontem estava a ver uma entrevista ao treinador do meu clube favorito em Portugal, o Glorioso Benfica: nem sabia falar e ganha como 100 trabalhadores por mês.

    Doutro lado é preciso: há que manter os cérebros dos escravos ocupados com alguma coisa. "Panem et circenses" diziam os Romanos, "pão e jogos", óptima receita.

    Voz, acabei de ver o vídeo da tartaruga em "O Tempo Chegou". quando vejo estas coisas penso que afinal das conta a nossa extinção não seria uma grande perda...

    Abraços!!!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23.8.11

    gostaria de compartilhar uma foto um tanto quanto contraditória... um rebelde líbio com a camiseta da unicef....

    http://p2.trrsf.com.br/image/fget/cf/619/464/img.terra.com.br/i/2011/08/23/1997418-4708-rec.jpg

    ResponderEliminar
  6. Anónimo23.8.11

    caro max, é a primeira vez q deixo um comentário, apesar de estar planejando algum escrito à tempos. O fato é q fiquei sem entender de q forma, e quando hugo chavez retirou tamanho montante de ouro da inglaterra

    ResponderEliminar
  7. Max

    Para mim, já há muito tempo que considero que a nossa extinção seria provavelmente a melhor coisa que podia acontecer ao Planeta e aos Seres Vivos que nele habitam...

    Fazemos cá tanta falta como a SEDE e FOME.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Grande Max!

    Que tal essas férias?
    Espero que tenhas recuperado as energias para continuares a invadir-nos com questões todos os dias. :)

    Quanto a Nós...realmente, se a Terra beneficiaria com alguma coisa, era umas férias em relação aos Seres Humanos.

    Grande abraço da Margem Norte do Tejo,
    -- --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar
  10. Enfim,
    muitas reviravoltas

    ResponderEliminar
  11. Benvindo de novo Max.
    Aqui está, a quem pertence o ouro. Para quem não souber. como vi numa pergunta que foi removida e à qual não responderam.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  12. Max

    Recomendo a todos que visitem o site abaixo urgentemente.
    É um relato de Brizola Neto sobre sua viagem a Libia. Vale a pena ler.

    http://www.tijolaco.com/libia-o-relato-da-viagem-frustrada/

    ResponderEliminar
  13. vivian24.8.11

    valeu burgos.... muito bom esse depoimento
    bem esclarecedor ,concordo com os comentarios tambem.kkk
    recomendo tambem...
    http://www.tijolaco.com/libia-o-relato-da-viagem-frustrada/

    "um pouco de verdade, não faz mal a ninguem"

    ResponderEliminar
  14. @BURGOS Belíssimo artigo, obrigado.

    Acaba por não trazer nenhuma novidade, mas sim mais certezas sobre o acto colonizador.

    Como podemos fazer algo?


    Grande abraço,
    -- --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...