19 setembro 2011

Nós e o Sistema Besta

Abro a caixa do correio e encontro publicidade, como sempre.

Um monte de ofertas, pois empresas e supermercados estão numa corrida louca para que eu possa poupar cada vez mais. Que honra.

Depois olho para os produtos. Já repararam? Os artigos mais baratos costumam ser os que também são menos atractivos do ponto de vista estético.
Motivo de custo? Nada disso, é marketing.

Não custa nada usar combinações de cores mais bonitas ou mais fantasia (que é grátis): os produtos mais baratos são propositadamente mais feios.
Não "tão feios", pois caso contrário ninguém os compraria. Mas esteticamente piores dos mais caros sim.

Não é uma grande descoberta, este é marketing.
Queres o produto mais barato? Cá está, mas olha quanto é feinho, coitado, não seria melhor gastar um pouco mais para algo de mais agradável (que, casualmente, pode encontrar aí mesmo ao lado)?


Como afirmado, é marketing, que depois é uma forma de condicionamento.
Quanto marketing encontramos no nosso mundo?
Pergunta errada, pois a forma correcta seria: quantos exemplos de não marketing existem nas nossas vidas?

Pergunta inútil? Não acho.

Como podemos ser "nós" quando tudo o que podemos ver é o produto do Sistema Besta?
O que temos de verdadeiramente nosso nessa sociedade?
Podemos ser considerados "livres" quando as nossas escolhas são pesadamente condicionadas pela propaganda?

Estamos num supermercado, perante muitas garrafas de vinho tinto. Produtos novos, que não conhecemos. Como podemos escolher? Com base em quê?

Quais são os parâmetros que podemos utilizar na escolha? 90% dos vinhos vendidos são o produto de contrafação sistemática, obviamente legalizada.

Então, a escolha é baseada em quê? No preço e nas sugestões de apresentação, são estes os dois parâmetros mais utilizados cada vez que a nossa ideia é comprar alguma coisa.

Mas podemos definir esta como uma escolha "nossa"?
Na verdade, seguimos o ""livro de instruções" que o Sistema Besta tem preparado, desfrutando a nossa escassa capacidade crítica, a tendência conformista e a obra estupidificante dos media.

Pena, pois a consciência das nossas necessidades e a capacidade de encontrar as justas soluções deveriam ser um mecanismo tido em máxima conta e valorizado.
Pelo contrário, o Sistema Besta não "valoriza" mas "relativiza". Relativiza a verdade, relativiza as nossas necessidades: o que seria supérfluo num mundo racional, no nosso torna-se imprescindível, isso significa relativizar.

Mas relativizar a realidade é, além de paranoico, auto-destrutivo: esquecemos o que é importante, os valores fundamentais e gastamos as nossas energias em algo de inútil. Relativizar traz a frustração, pois já não é importante ter um carro para deslocar-se do ponto A ao ponto B: é importante ter um carro que seja "imagem", que possa subentender o nosso nível de bem estar, por isso não um carro qualquer, mas um BMW, um Audi, um Mercedes.

Os outros são carros para "pobres", apesar de desenvolver as mesmas funções.

Problema: enquanto nós ficamos satisfeitos com o nosso Mercedes, eis que sonos ultrapassados por um Ferrari. E, outra vez, a parece a frustração: aquele um Ferrari e eu um miserável Mercedes?

Hoje podemos aplicar esta "relativização" a qualquer coisa, até aos sentimentos.

Diz Cristiano Ronaldo, o futebolista: "Todos me invejam porque sou lindo e rico".

A inteligência nem sequer é tomada em consideração (verdade, no caso de Ronaldo este é um assunto tabu): o que conta, o que provoca inveja, é o facto dele ser lindo e rico.
Depois pode ser um emérito idiota, mas isso não conta, pois as capacidades cerebrais não são um valor importante no Sistema Besta.

O resultado é que o homem "relativizado" é desprovido dos pontos de referência que existiam no passado.
Ao longo de séculos, a Igreja tinha desenvolvido um papel fundamental neste aspecto: podemos não aprovar as ideias, podemos não gostar dos princípios, mas não é este o ponto: a verdade é que havia um conjunto de valores nos quais a sociedade ocidental encontrava as próprias bases.

Hoje este conjunto não existe (e a Igreja tem a sua boa dose de culpa nisso) e foi substituído por...? Condicionamento.

O Sistema Besta criou novos "valores" (relativizando a realidade, como vimos) e, ao mesmo tempo, fornece estímulos que possam satisfazer o lado irracional, na tentativa de mantê-lo em constante função para atordoar o lado racional.

Pornografia (causa de frustração também), caça e pesca (quem precisa de caçar ou de pescar para sobreviver?), mundo do espetáculo (onde a aparência fica em primeiro lugar, depois, eventualmente, o resto), comida e bebidas (bem confecionada e apresentada, mas os ingredientes?), uma escola ao serviço do Sistema e, sobretudo, um universo de publicidade.

Etica? Moral? Já foram, ninguém ganha com isso.

Mas a verdadeira obra do Sistema Besta consiste na ideia de viver num mundo livre. Este, sem dúvida, é o ponto mais alto, pois permite manter os presos sem correntes: não apenas não fogem, mas querem ficar aqui quanto mais tempo for possível.

Porquê? Porque nas há cordas que vibrem dentro de nós, não há reacção, não há desejo que não seja um dos contemplados pelo Sistema Besta.

Não há livre arbítrio nem é desejado.
Há, neste sentido, um nivelamento para baixo que nem nos piores regimes comunistas tinha sido alcançado, uma homologação total.

A Humanidade acabará num enorme anúncio publicitário?

Não. Porque a Natureza criou limites em todas as áreas, na nossa também.
E quando o limite será alcançado, começará um novo ciclo: não gostamos de lembrar (o Sistema Besta não gosta de lembrar), mas sempre foi assim e sempre assim será.

Aquele será um dia divertido.


Ipse dixit.

12 comentários:

  1. Anónimo19.9.11

    Precisamos achar soluções para isso, tem que haver uma saída..

    ResponderEliminar
  2. Esse sistema é alimentado cada dia mais..Não pára nunca, e é preciso cada vez mais, mais, mais..

    Quando que irão acordar?

    Ao invés de aceitarem o problema e tentar resolvê-lo sem agredir nossos recursos e a natureza, não, eles preferem diminuir a população global e colocar impostos, querem o controle das mentes e a inversão dos valores morais e tradicionais das nações.

    Estão a fazer tudo da maneira errada...

    ResponderEliminar
  3. Quando lí o texto me senti culpado, pois por mais que estejamos conscientes ainda assim temos atitudes bestiais em relação ao sistema, pequenas, mas devo confessar que tenho as vezes, o exemplo é quando vou ao mercado e acabo levando um produto mais caro, e o Max tocou bem na ferida, e ví claramente que não adianta eu ser consciente disso e "de vez em quando" me submeter ao sistema, devemos confessar que até pra nós que temos uma visão realista sobre isso, as vezes caimos na armadilha do marketing.
    Obrigado Max, por me fazer ver que ninguém pode ter a presunção de achar que está totalmente livre desse sistema bestial.

    Abraços

    ResponderEliminar
  4. Ricardo19.9.11

    Somos escravos sem correntes... não há dúvidas... e deveria ser diferente? Somos meros humanos... o mundo não é nosso... estamos usufruindo essa grandiosidade... a (como disseram no post anteior) super-classe é a dona desse mundo... devemos à eles... não podemos reivindicar nada...

    Mas é, e provavelmente vocês são, carnívoros... por mais que estejam concientes e tenham feito somente escolhas certas quanto aos produtos, etc. e tal...

    Quando se sentam para comer... e vem um suculento bife no seu prato... vocês pensam em como isso chegou lá? São os restos mortais de alguém. Você pensa no que esse "ser" passou até o dia em que ele virou sua refeição? Se você vê um animal sendo abatido você tem compaixão? Se você vê um animal pastando você tem compaixão?

    Por que a super-classe deveria ter compaixão para conosco e mudar o sistema DELES para que NÓS saiamos ganhando???

    Vocês estão dispostos à mudar o sistema de vocês para que os animais saiam ganhando???

    ResponderEliminar
  5. Ricardo19.9.11

    Paremos de reclamar e voltemos à pastar... como animais que somos!

    Lembrem-se que esse sentimento de que nós pertencemos à mesma espécie do que eles é algo bem recente, tem de 200 à 300 anos... antes disso, todos nós sabíamos que não pertencíamos à raça deles... os sangue azul...

    ResponderEliminar
  6. max, vc ja leu aynd rand ?

    a revolta de atlas ( no brasil se chama assim )

    . o livro repassa uma valiosa lição sobre a coletivismo , o individualismo , o capitalismo e o comunismo.

    ,vejo q vc tem uma visao de mundo pelo coletivista, a tendendo para socialismo.

    será q e tao ruim o individo trocar seus posser por outro constantimente, se isso que agrada entao q seja . afinal o maior sentido de nossas vidas e realização da nossa propria felicidade independente do fatores externos .

    ResponderEliminar
  7. No dia que o sistema não mais se sustentar, será tão divertido quanto triste...

    ResponderEliminar
  8. Anónimo19.9.11

    Alguém se recorda do livro/filme: Admirável Mundo Novo? E se recorda também do pobre rapaz que procurou lutar contra aquele sistema? As pessoas o viam como algo patético e engraçado. Finalmente, ele se matou 'e a caravana continuou passando'.

    ResponderEliminar
  9. maria20.9.11

    Olá Max, Burgos e demais: isto é das coisas mais fáceis de resolver, convenhamos! Se sabemos que vivemos numa sociedade de espetáculo, que nos estimula a consumir muito além do necessário,e nos direciona a fazer escolhas que não são nossas na verdade... É simples: não entra no estilo de vida da maioria idiotizada, ponto final.
    Max: gostas de um bom vinho? Ótimo, vinho é melhor do que água para beber aí em Portugal, porque o vinho é bom e a água não tanto. Não vou te dizer para fabricá-lo em casa porque provavelmente moras em apartamento, e talvez não te apeteça mudar para o campo e tratar de videiras. Mas será que não encontras aí pelas redondezas de Almada alguma adegazinha familiar, fabricantes pequenos, que trabalhem para si, suas famílias e vizinhança? E que façam um bom vinho, daqueles que nem vai para o supermercado? Apenas um pequeno e simples exemplo...sem nenhuma pretensão. Abraços

    ResponderEliminar
  10. Um bom meio para compreender o Sistema em que estamos, é o livro 'Propaganda' de Edward Bernays.

    "A manipulação consciente e inteligente dos hábitos organizados e opiniões das massas é um elemento importante na sociedade democrática. Aqueles que manipulam este mecanismo oculto da sociedade constituem um governo invisível que é o verdadeiro poder do nosso país. "- Edward Bernays, Propaganda.

    ResponderEliminar
  11. maria21.9.11

    olá Vitor e outros tantos; acho muito interessante isso que tu comentas. Acredito realmente que existe uma arma potentíssima que funciona silenciosamente e cumpre o papel de assassinar mentes. Como ela funciona? Construindo mentalidades, fabricando consensos. É muito perigosa e não nos damos conta dela porque não é material, apenas flui...e gruda.

    ResponderEliminar
  12. QUER GANHAR DINHEIRO COMPRANDO DA CHINA



    Você gostaria de comprar produtos direto da china a preços muito baixos? Vender esses produtos em sites de leilão como o Mercado Livre e outros e tudo sem nehum trabalho, sem precisar de estoque, sem gastar nada para comprar os produtos e sem ter que ficar enviando produtos? O material do site mostra como você pode Ganhar Dinheiro trabalhando na internet sem sair de Casa, visite o site:
    http://www.onlinerenda.com.br/importar-da-china.htm





    como importar produtos dos estados unidos
    download como importar da china gratis
    aprenda a importar da china
    aprenda importar da china
    comercio da china
    como exportar e importar
    como importar
    como importar celulares
    como importar china
    como importar da china
    como importar da china para o brasil
    como importar direto da china
    como importar dos estados unidos
    como importar dos eua
    como importar eletronicos
    como importar perfumes
    como importar produtos
    como importar produtos da china
    compra da china
    compra dos estados unidos
    comprar da china
    comprar direto da china
    comprar dos estados unidos
    compras dos estados unidos
    compre dos estados unidos
    direto da china dos eua
    exportar importar
    importacao da china
    importador da china
    importadoras da china
    importadores da china
    importados da china
    importar
    importar celular
    importar celular da china
    importar da china
    importar da china download
    como comprar da china
    comprar direto da china
    como comprar direto da china
    comprar celular da china
    comprar produtos da china
    comprar da china pela internet
    como comprar produtos da china
    como comprar direto da china para revender
    comprar da china para revender
    comprar direto da china frete gratis
    comprar direto da china para revender
    comprar celulares da china

    Visite o Site:
    http://www.onlinerenda.com.br/importar-da-china.htm
    ebookrevenda@gmail.com

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...