07 setembro 2011

Sinais

Muitos gostam os Americanos de listas.

Eis uma das últimas.

25 sinais de que o mundo financeiro está preste
a carregar na tecla vermelha "Pânico"

1. De acordo com um recente estudo da Merrill Lynch, a economia dos Estados Unidos tem uma probabilidade de 80% de voltar em recessão.

2. Bank of America será a próximo Lehman Brothers?

As ações do Bank of America caíram mais de 40% nos últimos dois meses. Apesar de Warren Buffett recentemente ter marcado posição com 5 bilhões de Dólares, a realidade é que os problemas do Bank of America estão longe de serem resolvidos.

De acordo com as estimativas dos analistas, de facto, Bank of America precisa duma recapitalização entre 40 ou 50 bilhões de Dólares. O que não é pouco....


3. As ações dos bancos europeus foram massacradas ao longo das últimas semanas.

4. Os grandes bancos internacionais anunciaram mais de 60.000 (sessenta mil) despedimentos, além de outras reduções de pessoal para o próximo Outono. O New York Times dedicou um longo artigo à questão:
Uma nova vaga de despedimentos é emblemática desta mudança com as quais quase todos os grandes bancos compromete-se na redução dos custos [...].
UBS anunciou 3.500 despedimentos,  5 % do seu pessoal, e Citigroup está calmamente a cortar dezenas de empregados.
Bank of America pode cortar até 10.000 empregos, 3,5 % da força de trabalho. ABN Amro, Barclays, Bank of New York Mellon, Credit Suisse, Goldman Sachs, HSBC, Lloyds, State Street e Wells Fargo têm anunciado nos últimos meses planos para cortar postos de trabalho.

5. Os mercados do crédito estão a secar. Lembram do que aconteceu em 2008? O mesmo. Muitos acreditam que o cenário esteja a repetir-se.

6. O americano Índice da Confiança do Consumidor caiu de 59,2 em Julho para 44,5 em Agosto. O pior resultado desde o fim da recessão de 2009.

7. O índice "Predisposição do Consumidor", da Universidade de Michigan, caiu quase 20 pontos no quarto trimestre, atingindo os níveis mais baixos dos últimos 30 anos.

8. O Philadelphia Fed regional manufacturing activity  saiu com valores de pesadelo.... de 3,2 em Julho para -30,7 em Agosto, o menor patamar desde Março de 2009.

9. Ao ler Bloomberg, verifica-se que desde a Segunda Guerra Mundial, sempre que o crescimento trimestral do PIB ficou abaixo de 2%, a economia mergulhou numa recessão:
Desde 1948, todas as vez que a o valor do quarto trimestres tem caído abaixo de 2 por cento, a economia entrou em recessão. É difícil argumentar contra esse indicador, com uma longa história de precisão.

10. A "atitude económica" está a diminuir na Europa também de forma vertical, como podemos ler num recente artigo da Reuters:
Um inquérito da Comissão Europeia acerca da percepção económica nos 17 Países que utilizam o Euro, uma boa indicação da actividade económica futura, mostra como esta caiu para 98,3 em Agosto desde 103 em Julho, com um declínio em todos os sectores.

11. O rendimento dos Títulos de Estado gregos a 2 anos ultrapassou 42%.

12. O Banco Central Europeu está a comprar dezenas de bilhões de Euros em Títulos de Estados gregos, portugueses, espanhóis e italianos.

13. A maioria dos principais bancos europeus também têm forte exposição nos Títulos de dívida dos Países europeus.

14. O debate político na Europa continua a questionar o pacote de ajuda para a Grécia. Num recente artigo, Satyajit Das descreve o que está a acontecer por trás da cortina na UE:
O nó é que a Finlândia pede uma garantia de 500 milhões de Euro em dinheiro face ao novo plano de concessões. Ao saber isso, Áustria, Países Baixos e Eslováquia pediram também para ter as mesmas garantias, realçando que os seus bancos estão menos expostos em relação aos Títulos gregos e que, portanto, uma intervenção deve ser recompensada, porque ditada pela pura dedicação à causa da Europa. Depois de algumas horas, o Parlamento alemão pediu ao seu governo a razão pela qual a Alemanha deveria aceitar de tomar medidas sem ter garantias muito similares.

15. A chanceler alemã, Angela Merkel, está a tentar manter unida a frente do resgate da Grécia, mas uma espécie de "histeria" acerca dos resgates está a atingir a opinião pública alemã e, como observado por Ambrose Evans-Pritchard, também parece que a Merkel não tem os votos necessários para aprovar o resgate

16. O Ministro das Finanças da Polónia, Jacek Rostowski, avisa que o status quo na Europa levará até um "colapso" caso a Europa não escolha o caminho duma maior integração económica da Zona Euro, que caso contrário não sobreviveria muito tempo;
A escolha é: ou integração macroeconómica muito mais profunda da Zona Euro ou colapso. Não há outras escolhas.

17. Os eleitores alemães opõem-se aos "Eurobonds" segundo uma proporção de 5-1, o que torna a integração económica muito difícil.

18. Se o pacote de ajuda para a Grécia for travado, para a Grécia seria o fim. Aqui está um excerto dum recente artigo de Puru Saxena:
Na Grécia, a dívida pública é agora 160% do PIB e o rendimento médio dos títulos gregos é de cerca de 15%, o que torna impossível para a Grécia refinanciar-se no mercado, porque iria pagar em juros anuais 24% do PIB! [tecnicamente esta afirmação é um disparate, NDT]

19. O sistema bancário mundial tem um total de 2.000 bilhões de Dólares de dívida dos Países PIGS [Portugal, Irlanda, Grécia, Espanha: mas não podemos esquecer Italia, Bélgica...]: esta exposição pode determinar um reset do sistema financeiro em caso de default.

20. O novo diretor do Fundo Monetário Internacional, Christine Largarde, advertiu recentemente que os bancos da União Europeia precisam duma "recapitalização urgente."

21. Caso a crise europeia entre em erupção, as coisas vão acelerar rapidamente, como ilustrado por John Mauldin num recente artigo:
É apenas uma questão de tempo até a Europa ter uma crise verdadeira, o que efectivamente vai acontecer mais rapidamente de quanto podemos agora imaginar. Pensem uma Lehman com esteroides. Os Estados Unidos deram o nosso problema dos subprimes para a Europa. A Europa começa a retribuir o favor com uma crise bancária ainda mais severa.

22. O mercado imobiliário dos EUA ainda é um desastre. Os preços da habitação nos EUA caíram 5,9% no segundo trimestre de 2011, o maior declínio desde 2009, e mesmo com os preços baixos faltam compradores: a vendas de casas caiu 3,5% em Julho. A terceira queda nos últimos quatro meses.

23. De acordo com John Lohman, o declínio geral dos dados económicos dos EUA nos últimos três meses não tem tido precedentes.

24. Morgan Stanley adverte que tanto a Europa como os EUA estão "perigosamente perto da recessão" e que há uma grande possibilidade desta explodir nos próximos 6-12 meses.

25. O presidente do Federal Reserve de Minneapolis, Narayana Kocherlakota, afirma estar  tão alarmado com a situação económica de estar pronto a desistir da sua oposição contra novas intervenções monetárias. Ainda uma vez, fala-se dum possível Quantitative Easing 3...


Em conclusão:

Os dados são escuros, como não eram desde 2008.
Ninguém quer reviver o que passamos em 2008, mas tudo indica que estamos a cair nas mesmas armadilhas.

Nenhum dos problemas que causaram a crise em 2008 foi abordado e/ou resolvido, o sistema financeiro não é nada mais de que uma montanha de dívida e risco. E o perigo é que o castelo de cartas colapse muito rapidamente.

Esperamos assim o melhor, mas entretanto é previdente preparar-se para o pior.


Ipse dixit.

Fonte: The Economic Colapse, via Rischio Calcolato

4 comentários:

  1. Anónimo7.9.11

    Estão lançadas as sementes de mais uma revolução. Mais sangrenta, mais destruidora? Ninguém sabe!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo8.9.11

    As vezes me pergunto se tudo isso é montado propositalmente para provocar
    "mudanças" na nossa sociedade...

    Pode ter certeza de que "eles" pensam em tudo.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo12.9.11

    O Post é interessante, mas precisa ser revisionado, tem muitos erros.
    Há partes que parece que foi usado o google translate se m revisionar.

    ResponderEliminar
  4. Olá!

    Verdade, este post "saiu" mal.
    Às vezes, ao ter tempo, posso escrever e rever; outras vezes, com muita pressa, não revejo e as minhas origens estrangeiras vêm à tona.

    Vou corrigir agora.

    Abraço!!!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...