20 outubro 2011

Outro Senhor do Mal cai

Até que enfim morreu.

Tinha que ser: Khadafi era mau.
Fez coisas horríveis, é verdade.

Não piores de quanto já fizeram um Obama ou um Cameron qualquer, mas sempre horríveis.

E, sobretudo, Khadafi era estúpido: não teve a capacidade de escolher o campo dos Bons.

Sobretudo era velho, desactualizado: Khadafi era um dinossauro analógico num mundo digital em contínua evolução.


Khadafi pensava que se o petróleo nascia na Líbia, então tinha que pertencer aos Líbios: pode-se dialogar com um individuo destes?
Khadafi pensava que um banco central tivesse que ser controlado pelo governo: ridículo, fora de moda.

Khadafi acreditava ainda na resistência, na luta física, quando hoje os grandes conflitos são perpetrados com teclas. Por isso foi morto por tropas especiais camufladas de rebeldes, por alqaedistas armados pelos Americanos.
Dizem que lutou até o fim: honra para ele, no meio de burocratas que matam com cortes nas pensões ou banqueiros que arruínam vidas com assets.

Nos telejornais podemos ver as imagens do corpo dele, pisado, empurrado por Árabes. É importante que sejam Árabes a fazer isso, todos têm que ver como Khadafi era odiado no próprio País.

Ao mesmo tempo outras duas mensagens chegam com aquelas imagens.

A primeira, a mais evidente, é que foram os Árabes que mataram o homem, não nós ocidentais, que estamos inocentes.
Se Khadafi tivesse caído nas nossas mãos, teria sido morto, com certeza, mas só após um processo farsa, não assim no meio da rua.

A segunda mensagem, menos palpável mas nem por isso não presente, é que os Árabes são animais: mesmo os que lutam para "libertar" o País deles, são como bestas ferozes que não resistem perante a vista do sangue e do inimigo ferido.
Nós, os ocidentais, não somos assim, somos bem educados.

Mas que interessa isso numa dia como hoje?
Um outro Senhor do Mal morreu, derrotado pela Justiça: é isso que interessa.
Após o bom Bin Laden, após o Número Dois de Al-Qaeda, agora é a vez de Khadafi.

Quem sobra?
A Coreia por enquanto está debaixo do chapéu chinês, pelo que não conta.
Cuba já não é o que era.
Chavez? Cão que ladra não morde.

Por isso temos Bashar al-Asad, na Síria, e toda a banda de Teheran, no Irão.
Um pior do que os outros, todos Senhores do Mal.

Não sei porquê, mas se eu fosse al-Asad não faria planos de longo prazo.

Ipse dixit.

16 comentários:

  1. Mas agora que o povo líbio está "LIVRE" vai poder sentir o cheiro da Democracia... deste cheiro destaco os Aromas:
    - Petróleo já não é vosso;
    - Banco Central passa a ser comandado pelo BIS;
    - Ao dólares que estavam no estrangeiro... vão continuar no estrangeiro;
    - O ouro... puf capute... se o morto o escondeu agora os gajos que sabem onde ele o escondeu (se alguém souber) estão a esfregar as mãos de satisfação...
    - e o pouco que sobrar vai servir para pagar às Multinacionais do Ocidente a reconstrução do vosso País que todos nós de bom grado ajudamos ou fomos complacentes com a invasão, destruição e ocupação...

    Bem vindos sejam vós Líbios ao Reino da Democracia... bem vindos ao Sistema Supremo da Ilusão.

    ResponderEliminar
  2. olá Max, olá todos: quando é assassinado um ditador que dava um bonus em dinheiro aos jovens casais (e não era pouco) para que iniciassem uma vida próspera, eu me sinto derrotada; quando cai um ditador que do deserto tirou água em abundância para 6 milhões de pessoas, eu me sinto traída; quando morre um bandido que assegurou para a África o primeiro e único sistema de telecomunicações que êste desgraçado continente já teve, eu sinto ódio pela estupidez humana, de ricos e de pobres, os primeiros na ânsia de tudo atropelar para tudo dominar, os segundos porque não conseguem deixar de ser fantoches. Eu lamento profundamente mais êste assassinato de um ditador que poderia fazer uma diferença para melhor num mundo que desaba.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20.10.11

    Bem analisado voz.

    Fico imaginando: no Brasil o Banco Central pouco se incomoda com o povo. A finalidade é que a inflação nunca se estingua e que permaneça sempre a postos, como desculpa para a manutenção da política de juros altos. Quem lucra todos nós sabemos. Sobre o petróleo, mesmo que nossas reservas estejam rateadas, sempre sobra cobiça para ratos mais ambiciosos. As reservas hídricas deste planeta ainda não fazem parte, ao menos de uma forma ostensiva, dos planos destes ratos, mas todos sabemos da importância da água muito em breve. Para nos tornarmos alvos, só nos falta um líder bolivariano. Nacionalizante, estatista a demarcar nosso território. Nada de Petrodólares... O negócio é uma cesta de moedas... Aí a porrada come solta e a Santa Casa da Misericórdia* vai lucrar horrores. Nossa imprensa livre trabalhará com afinco para que isso não causa traumas desnecessários ao mercado.

    *Instituição que cuida dos que partiram desta pra melhor aqui no Brasil.

    É Maria,

    A propaganda da corporatocracia e seus veículos serviçais, descaradamente cooptados, ou seria, engajados? No jornal Globo de hoje (no de ontem também), uma matéria fala do processo movido pelo governo venezuelano contra a Globovision. Tem que ver a cara de pau do artigo. Acusam o governo de querer amordaçar a liberdade de imprensa. Entreguismo, este é o jogo da imprensa dita livre. Liberdade de conveniência.

    Walner.

    ResponderEliminar
  4. Até Goering e os amiguinhos foram julgados em Nuremberga. Esta geração prefere assasinar à vista de todos. O nojo que tenho por estes hipocritas é enorme.

    Yemen ou Siria serão os próximos se bem que o Irão também esteja ali mesmo a jeito, mas esses implicariam um esforço maior e a Rússia e China podem não gostar muito de que a Pérsia seja invadida.

    O que vale é que agora sim, finalmente, teremos a tão desejada paz...

    ResponderEliminar
  5. O povo líbio será recompensado pela ONU... com tabacos e cigarros.

    ResponderEliminar
  6. Ricardo20.10.11

    É isso que acontece... se nós, que temos idéias, não participarmos dos protestos, será sempre assim: acéfalos seguindo cegamente as regras do jogo. Seja na Líbia, na Espanha, Egito ou em Wall Street.

    Continuemos sentados! Com o orgulho arrogante de termos mais conhecimento. E ponto.

    Assim, quando o sistema ruir, ninguém ouvirá nossas idéias. Ao contrário das pessoas que estão por detrás dos protestos... serão unânimes... afinal, os outros são acéfalos e não terão voz para competir...

    ResponderEliminar
  7. O kadafhi se fosse americano ganhava um Nobel, infelizemente para ele, era presidente de um país com petróleo e não gostava muito dos EUA, o que por si só faz dele um ditador sanguinário...

    Mas eu gosto de ouvir é os dirigentes Europeus a falar, parece que até a pouco tempo não o apoiavam e convidavam para cimeiras, e para negociatas....

    Tenho pena do povo Líbio, agora que vão ser "ajudados" por nós, o que nunca dá bom resultado.....

    ResponderEliminar
  8. Morreu Kadafih porque era ultrapassado, mas quantos o Bush matou e quem se atreve a ir contra o neoliberalismo? Eles me matam todos os dias que nem uma guerra fiz, que nao tenho petroleo e que sei muito bem quem governa a economia. Sera que nos que escrevemos esses blogs, sabemos o que e um computador e tantos links da vida, nao morremos todos os dias nas maos dos neoliberalistas? Nao acho que o Kadafih seja pior do que o Bush e a guerra e um grande negocio. Com certeza devem estar fazendo as licitacoes para as construcoes das novas guerras, isso tudo e uma barbarie. Na Libia tem petroleo e no Brasil tem Amazonia e a ambicao de quem destruiu suas proprias riquezas ambientais, acabaram com seus proprios indios, tem o olhar voltado para as riquezas ambientais alheias.
    Odeio a guerra e todos que fazem a guerra e agora virou moda enforcar gente, matar gente e colocar na midia para que todos vejam, como se estivessemos na Idade Media. Esses sao os demonios imperialistas e a palavra demonio que cito nao e esse demonio que as igrejas sensacionalistas pregam, e o demonio que vem do latim.

    ResponderEliminar
  9. Será que o Khadafi realmente morreu? Ou será que os média mataram ele, igual fizeram com o Bin Laden meses atrás? Com a suposta morte do líder líbio, fica mais fácil para os EUA e seus coleguinhas escolherem o próximo alvo a ser destruído, invadido e saqueado, ou simplesmente, "democratizado".

    ResponderEliminar
  10. Grande Israel está se formando.


    'Porque a nação e o reino que não te servirem perecerão; sim, essas nações serão de todo assoladas.

    Também virão a ti, inclinando-se, os filhos dos que te oprimiram; e prostrar-se-ão junto às plantas dos teus pés todos os que te desprezaram; e chamar-te-ão a cidade do Senhor, a Sião do Santo de Israel.'

    -Isaías 60:12,14;

    O Senhor fará ouvir a sua voz majestosa, e mostrará a descida do seu braço, na indignação da sua ira, e a labareda dum fogo consumidor, e tempestade forte, e dilúvio e pedra de saraiva.

    Com a voz do Senhor será desfeita em pedaços a Assíria, quando ele a ferir com a vara.

    Isaías 30:30-31

    ---

    ResponderEliminar
  11. Você é rídículo, que pensamento mais idiota o que você escreveu. Apesar dele ser um ditador, estas coisas que você disse retrógradas como o banco central, são estas manipulações que estão acabando com a economia mundial, onde nos EUA, o banco central é privado e imprime dinheiro sem lastro algum, o dinheiro que o FED imprime não vale mais do que o papel que você usou para limpar sua bunda.

    Aqui no Brasil, graças aos militares esta elite global, também não transformou o banco central em privado.

    Kadhafi foi morto porque não aceitava pressão sionista, queria desvincular o petróleo líbio do dólar americano, fora as reservas de ouro que o país tem.

    Portanto, estude um pouco mais a história antes de escrever tanta bobagem.

    ResponderEliminar
  12. Augusto21.10.11

    O socialismo acabou mesmo. Agora não sobrou mais nada. Eu quero ver como vai ser daqui para frente. O país será totalmente engolido pelo EU/França/Inglaterra. Os líbios, um dia, ainda vão se arrepender. A questão é: as demais ditaduras árabes continuaram de pé???

    ResponderEliminar
  13. Só enquanto interessar, depois SE IMPLANTA A "DEMO" digo "DEMOCRACIA".

    ResponderEliminar
  14. Anónimo21.10.11

    Max,
    Tá faltando o kkkkkkkkk, o rsrsrsrsrs, ou até um huahuahuahua para o pessoal entender onde você quer chegar.

    ResponderEliminar
  15. Fiquei sem palavras quando soube, tento acreditar, mas meu cérebro não obedece, talvez porque assim terei que admitir que o mundo não tem mais salvação, ontem o ódio tomou conta de mim, e a certeza de que estamos totalmente dominados.
    Me sinto como quando criança que no cinema sempre torcia para os índios nos faroestes hollywoodianos, esperei um contra-ataque na época de Saddam, esperei agora com kadhafi e nada, parece que continuo dentro de um cinema, esperando a justiça que não vem nunca, ontem tive vontade de sair as ruas gritando e chamando a todos de covardes e hipócritas, mas não fiz, como no passado fiquei sentado como numa poltrona de cinema esperando que talvez no próximo roteiro se faça justiça.
    Quantos países invadidos, quantas guerras temos vistos, quantas crianças morrendo, e ficamos TODOS assistindo, assistindo e esperando, esperando, esperando e chorando desanimados, pois no fundo sabemos, como nos faroestes os índios foram exterminados e nós já estamos todos dominados, mas ainda insistimos com nossos teclados nas mãos como se fossemos os índios com seus arcos e flechas, atirando posts para todos os lados achando que vamos acertar e talvez melhorar alguma coisa.
    Hoje estou cansado, talvez amanhã eu tenha um pouco mais de ânimo e recomece tudo de novo, afinal é para isso que estamos aqui.

    Abraços a todos meus irmãos guerreiros

    ResponderEliminar
  16. Anónimo21.10.11

    É lamentável. Mais uma vez a cena volta a repetir-se, e mais um povo que é 'libertado'. Vai começar o festim do costume, com a partilha dos despojos.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...