05 outubro 2011

A "importância" dum blog

Diz Pedro:
É o caso dos leitores do blog que "não têm pensamentos próprios e se alimentam dos pensamentos dos outros".
Cara, vc é muito ofensivo e pavio curto. O do outro blog (o Libert...)é muito mais gentil. São pessoas como nós que dão aos blogs muitas visitas e alguma importância.

Caro Pedro (não H.),

Eu tenho as minhas ideias, os meus pontos de vista. E tento defende-los, até alguém demonstrar estarem errado (o que acontece, claro, pois só os idiotas não mudam de ideias).

Os Leitores mais antigos podem lembrar, por exemplo, como mudou o meu ponto de vista acerca da Nova Ordem Mundial: quando abri este blog, simplesmente recusava a ideia. E, de facto, passou muito tempo antes de eu falar disso.

Estava eu errado? Sim, estava. Então? Acham que tenho medo de errar? Como dizia o fulano, se tivesse recebido um Euro por cada erro, agora não precisaria de trabalhar. É normal, é a vida de todos.


O que acontece é que há por aqui  pessoas que frequentam o blog (e nem percebo a razão, mas tenho as minhas hipóteses) cuja palavra de ordem é contrariar (sem argumentar) e até insultar.

Se ao ler o meu post ficou ofendido, deveria perguntar porque ficou ofendido. E não olhe para mim, pois quando escrevi isso não estava a pensar em você.

Quanto ao facto de "Não ter pensamentos próprios".
Lamento Pedro, mas há pessoas assim. Há pessoas que visitam outros blog, nos quais são devidamente ensinados, depois passam por aqui e ficam histéricos porque não encontram os mesmos pontos de vista.

O que posso eu fazer acerca disso? Nada, mas será meu direito constatar isso ou não? Tenho obrigatoriamente que escrever coisas simpáticas que façam todos felizes?

Já falamos amplamente acerca destas teorias de tretas que circulam na internet, devidamente suportadas por blogues que operam (alegadamente) no campo da informação alternativa.

Pediram-me para analisar dados, ver vídeos, debater. Eu fiz tudo isso, forneci todos os instrumentos (aqueles que eu conheço, claro, pois não posso saber tudo) para que as pessoas percebessem que há por aí indivíduos sem escrúpulos que desfrutam as nossas fraquezas para ganhar fama mas, sobretudo, dinheiro.

Falam de coisas que não têm nem pé nem cabeça. Mostram teoria que até um miúdo da escola primária pode demonstrar estarem erradas. E eu digo: meus senhores, não acreditem em mim, mas porra, vejam os factos pelo menos.

Mas nada.  Como minhocas mentais, absorvem o que aprendem nos vídeos delirantes, visitam blogue e sites onde encontram outras minhocas que repetem o que viram em outros vídeos, depois descarregam a frustração aqui.

"Repetir", caro Pedro, "repetir", não pensar. Porque há pessoas que não sabem o que é um parsec mas "pensam" que Elenin possa ser uma estrela de neutrões, uma nave espacial ou um planeta.

Chegamos ao ponto em que quando o descobridor de Elenin anuncia que o cometa ficou na prática destruído, eles acham que o descobridor está a mentir e que faz parte dum engano global realizado pela Nasa.
Mas consegue ver a ideia? A pessoa que descobre o cometa e anuncia ao público a descoberta dele, passadas poucas semanas é visto como um grande conspirador.


O que é possível fazer contra cérebros assim?

Continuam a frequentar este blog e a insultar. Até em Inglês, se for preciso.
Depois chega o Pedro e diz que sou muito ofensivo e pavio curto, Com certeza, era só que faltava.

Nem tenho o direito de ficar chateado, pois o Pedro fica ofendido. Tenho que encarar os insultos (que outros blogueiros simplesmente apagam) com o sorriso e, porque não, pedir desculpa se for o caso.

"São pessoas como nós que dão aos blogs muitas visitas e alguma importância".

Errado, Pedro, errado.
Se fosse mais atento já teria reparado em algumas intervenções minhas nas quais convido os Leitores (e não um) a abandonar o blog, sem meios termos.

Porquê? Porque, a diferença de outros blogues, não estou aqui para somar visitas, não é este o meu objectivo. Esta é uma coisa que repito há muito, muito tempo.

Se o meu objectivo fosse este, acredite, o blog trataria de bem outros assuntos.

Para mim, a importância dum blog não pode ser medida com base nas visitas. Por isso, Pedro, eu não estou em dívida consigo ou com outros Leitores, da mesma forma que nenhum Leitor está em dívida comigo.

Porque a ideia é encontrar pessoas com as quais seja possível compartilhar, trocar ideais, pontos de vista.

E, felizmente, a maior parte dos Leitores deste blog perceberam a ideia. Aprendi muito com eles e espero que, embora em medida menor, eu possa ter retribuído.

Por isso, Pedro, pode facilmente perceber que o número dos Leitores não afecta minimamente a importância que eu dó a este blog. Não é a quantidade, mas a qualidade que conta.

Mas Pedro, você acha que eu estaria satisfeito com 6.000 Leitores diários, 5.900 dos quais estão preocupados porque viram um fulano no Youtube a dizer que Elenin é um buraco negro? Mas se for por isso, então fecho o blog e vou passar o meu tempo num café.

Diz Pedro H.:
pois nem sempre ele [Max, eu!] está certo.
Exacto, aqui não encontram Grandes Verdades, não as tenho, repeti isso muitas vezes também. Aqui encontram dúvidas, que nunca faltam, os pontos de vista dos Leitores que comentam (que discutem que perguntam, que participam) e os meus.

Pelo contrário, quem comenta só para ofender está cheio de certezas.

Se o Pedro (não H.) ficou ofendido, lamento, mas a solução (não apenas para ele) é ficar com o blog Libertar (por acaso um blog que aprecio e aconselho em qualquer caso), de certeza mais gentil do que eu.


Abraço!!!

6 comentários:

  1. Anónimo6.10.11

    É Pedro.

    Bem, primeiro quero dizer que Max não me nomeou seu advogado. Creio que ele nem precise de um. Mas gostaria de dizer que, assim como o afitrião, também penso que o intuito de um blog que deseja discutir os eventos deste mundo, não pode trabalhar como muitos usuários do facebook: que competem pelo campeonato de popularidade. Lá disputa-se adesões, aqui levanta-se questões. Eu mesmo tive o pequeno dissabor aqui de ter minhas mini certezas quanto a Zecharia Sitchin desencorajadas - embora ainda acredite parcialmente em algumas de suas teorias, muito por não crer nas religiões prevalescentes. Este é outro papo. Nada do que foi dito, me fez sentir ofendido. A intenção deixada clara por Max, por diversas vezes, foi de que este espaço é pra discussão e não para adoração. Correto. Nada a acrescentar. Espero que o blog siga sempre assim.

    Um abraço.
    Walner.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo6.10.11

    Tamo junto II !

    Tem uma coisa que os blogues mais "espiritualistas" falam que é que essa reação nada mais é do que o ego ofendido por alguma coisa. Gosto dessa hipótese.

    ResponderEliminar
  4. Olá Max e aos leitores do blog...

    Caraca!!! Fui parar no Informação Incorrecta!!! Não acredito!!! Que honra!!!

    Como vc já sabe sou teu leitor a bastante tempo... visito aqui pelo menos umas 3 vezes por semana...
    E eu afirmo e reafirmo... Seu blog Max é um aprendizado pra mim...
    Eu aprendi a questionar mais as coisas...
    E então tenho amadurecido bastante o meu juízo...
    Por aqui passam leitores dos quais eu anseio ter uma visão igual a deles...

    É claro, não vou ser injusto... Lá no meu blog o pessoal é bom também! hehe...

    Mas como você tem falado, aqui se discute e questiona mais...

    Eu ainda estou num momento de desintoxicação do Elenin...
    Pois como havia falado anteriormente, cai nestas historinha...
    (Alguém pode achar.. "Putz que cara burro, vai pesquisar...", mas é o velha pensamento: "Tenho que divulgar a verdade, tenho que divulgar aquilo que a mídia não informa...") Aí vc sabe né... Um cometinha que 'provoca' terremotos... Foi uma só... E ainda até que eu demorei pra falar destas coisas... haviam pessoas que até me cobravam....
    Mas nunca isso aconteceu porque eu me interesso à quantidade de acessos ao site...
    Tenho algumas vezes muitos acessos porque eu divulgo muito o site, principalmente no meio cristão...
    As vezes posso ser meio sensacionalista, confesso, mas não por má intenção, mas é por falta de dialogo... Sim, isto mesmo... O blog é mais voltado a divulgação de acontecimentos... E então não converso muito com os leitores durante as postagens...
    Mas tenho a total consciência limpa que entre as informações do blog, tento passar a minha mensagem... Minhas opiniões/ pontos de vista...

    Um dia eu chego lá...

    Meu caro colega... sua amizade é muito importante...


    A paz...

    Marcos Paulo

    ResponderEliminar
  5. O que importa são as perguntas que fazemos.

    Se quer uma boa resposta, primeiro precisa formular uma boa pergunta ou questionamento.


    São as dúvidas que movem o mundo.


    A curiosidade é o segredo do conhecimento.

    abraços

    ResponderEliminar
  6. maria9.10.11

    Olá todos:vivo sempre com esta preocupação de conseguir distinguir o que pode ser de verdade e o que é posto para ser verdade. E mais ainda com tudo que acontece e não aparece, com tudo que representa ser mas não existe.
    Não sei se dá certo sempre, mas acumulei algumas regrinhas que para mim vêm funcionando:
    1)tudo que me é apresentado como fato, desconfio.
    2)aprecio aquilo que se apresenta como interpretação, opinião, sensação ou sentimento.
    3)sou levada a compartilhar as interpretações daqueles que por um certo tempo observo ou leio e, depois disso me convenço que possuem bom senso, coerência e conhecimento. Por essa razão gosto do blog do Max, e passei a ler regularmente. Blogs são, sim importantes, e muito, embora não seja aficcionada de internet, não entendo do assunto,nem dos seus múltiplos usos, tenho um computador fraquinho, sou mais papel e lápis e fundamentalmente vida vivida.
    Por tudo isso quando quero me informar, "salgo a caminar", leio literatura, biografias individuais ou coletivas, passo por blogs que para mim faz tempo substituiram os jornais impressos,irradiados ou televisivos.
    Só para acabar, não estou convencida de ter muitas idéias pessoais, e acho que a maioria de nós, por mais informados ou cultos ou inteligentes que sejamos, não conseguimos tê-las mesmo. Se eu conseguir ao longo da minha vida parir 3 idéias genuínas, juro que vou me considerar um gênio, o que é pouco provável. Abraços

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...