15 novembro 2011

As mãos sobre a informação

Na madrugada de ontem, ataque israelita contra Gaza. Entre os objectivos atingidos, uma esquadra da polícia naval palestina em Beit Lahiya, no Norte da região.

Um escritório da Segurança do Campo de Refugiados de Ash-Shati foi atingido por dois misseis.
Morreu um polícia, Mohammed Zaher al-Kilani, 20 anos, e quatros colegas ficaram feridos.

Hoje, outro ataque, com a artilharia de Tel Aviv a disparar contra propriedades no bairro de Ash-Shaja'iyah, Leste de Gaza. Desta vez não há vítimas.

No total, 15 Palestinianos morreram ao longo das últimas duas semanas por causa dos ataques de israel, enquanto dezenas são os feridos.


As notícias que contam

Curiosidade: vou ver como os vários jornais do mundo relatam estas notícias.

Folha de São Paulo (Brasil): nada, nem ontem nem hoje. Mas compensa com uma notícia muito interessante: Gaddafi era viciado em sexo. Notícia que, na verdade, repete um artigo publicado pelo Daily Mail (parabéns pela fonte).

O Globo (Brasil): nada. Mas há a notícia pela qual os talibã agora utilizam Twitter.

Público (Portugal): nada. Mas informa que na Síria são mesmo maus, 70 mortos. Dados da OSDH, uma Organização Não Governamental com sede no Reino Unido, óbvio.

Diário de Notícias (Portugal): Nada. Mas há o vídeo da cabra que faz surf na Califórnia. Admitimos: o miserável polícia de 20 anos mortos em Gaza não pode competir com a cabra surfista.

Corriere della Sera (Italia): Nada. Mas há a história, originária do alemão Der Spiegel, de Oskar Lafontaine, co-presidente do grupo parlamentar Linke, apaixonado pela colega de partido Sahra Wagenknecht. Fundamental.

La Repubblica: Nada. Mas de New York algo que merece ser retido: vendido por 22 mil Euros um molar de John Lennon. Cariado. Mas La Repubblica não era de esquerda? Ah, não parem tudo, eis as notícias de Gaza:
Israel toma mini-frota, navios escoltados até o porto
Os dois barcos, um irlandês e um canadense, foram contactados por rádio e aconselhados a mudar o rumo ou voltar para trás. Ninguém ficou ferido na operação.

Ok, é uma notícia velha de 15 dias, mas isso é porque em Gaza nada mais aconteceu.
Eis explicada a razão pela qual nem os diários ingleses falam do s15 mortos das últimas duas semanas.
Ou será que pode haver outras razões?

A e-mail de Lorna

A seguir o texto duma e-mail que está a criar não pouco embaraço no Reino Unido.

Mas antes, algumas explicações.

Lorna Fitzsimons é a directora da Bicom (British israel Communications & Research Center), organização no-profit que "tem como objectivo criar um ambiente mais solidário entre israel e o Reino Unido", como a mesma afirmou.

A seguinte e-mail deveria ter ficado privada, com destinatários os financiadores da Bicom; mas um erro (?) administrativo enviou o texto para a mailing list dos órgãos de informação britânicos. Nenhum dos quais publicou alguma coisa acerca do assunto.

Sophie Long é uma das principais apresentadoras do canal BBC News e da BBC 1. Seguiu e comentou com sucesso a campanha eleitoral de Nick Clegg, filho do Administrador da United Trust Bank e líder do Partido Liberal-Democrático, Membro do Conselho Privado da Rainha e actual Vice-Primeiro Ministro.

Vamos traduzir, mantendo a formatação original do texto:

--- Mensagem Original ---

From: Lorna Fitzsimons

[mailto: lornaf@bicom.org.uk]

Send: Seg 12/09/2011 16:44

Subject: A pronta resposta de Bicom aos factos acontecidos no fim-de-semana e a continuação do trabalho de Setembro e ONU

Querido ******

Encontras a análise correcta em anexo.

Acho pode interessar-te ouvir a resposta de Bicom acerca dos factos acontecidos no Egipto no fim-de-semana tal como as questões em curso na região.

Acontecimentos do fim-de-semana

*Ao longo do fim-de-semana a pronta resposta de Bicom perante os acontecimentos no Egipto, inclusive a distribuição da nossa análise acerca dos relacionamentos israel-egipcianos e os principais media do Reino Unido, tem gerado respostas extremamente favoráveis. Em anexo está o link para a análise de hoje acerca deste assunto.

Análise Bicom: relacionamentos israel-Turquia após relatório Palmer
http://www.bicom.org.uk/context/research-and-analysis/latest-bicom-analysis/bicom-analysis-israel-turkey-relations-after-the-palmer-report , que mostra em pormenor os acontecimentos que tiveram lugar, as consequências e as implicações. Em particular, a informativa examina as explicações das hostilidades entre israel e Egipto e as reacções aos eventos em israel, Egipto e internacionalmente.

*Ao longo de todo o fim-de-semana, a equipa do Bicom ficou em contacto com uma inteira série de dirigentes e jornalistas dos noticiários BBC e SKY, assegurando-se de que a linha editorial ficasse mantida mais objetivamente favorável, oferecendo também opinionistas, adequados para comentar as crónicas dos desenvolvimentos. O principal analista da Bicom, Dr. Noam Leshem, forneceu informações ao conselho editorial da BBC World News, Sábado à tarde, sobre as consequências negativas resultantes do cerco à Embaixada de israel no Egito. Depois de tomado contacto com o Bicom Media Team, Sky News mudou a sua narração dos factos para explicar os acontecimentos anteriores na região que levaram até este fim-de-semana, finalmente admitindo que tanto israelitas que Egípcios forma mortos no Sinai há duas semanas.

Esta semana

*Bicom tem um dos principais condutores da BBC News numa idónea delegação. Enquanto planeava a sua primeira visita à região, Sophie longe entrou em contato com o Bicom para ver se poderíamos ajuda-la para as reuniões na região. Sophie está agora a passando três dias em viajem com Bicom em israel, a visitar a Cidade Velha e encontrar Mark Regev e o Dr. Alex Yacobsen, além de visitar Ramallah e Sderot.

* O meu segundo artigo para o Huffington Post no Reino Unido intitulado "Como tornar-se menos provável o próximo 11 de Setembro: desmontar o mito e dizer a verdade", será lançado hoje. É uma atempada resposta que resume as mensagens que é possível deduzir do 11 de Setembro com os enervantes eventos em curso entre o Egito e israel. A versão americana do Huffington Post tem 1,2 milhões de leitores no Reino Unido e 38 milhões em os EUA.

Setembro e ONU

* Tenho informado Johnathan Ford, o editor chefe do Financial Times, acerca do seu editorial no jornal de amanhã.

* Bicom tem contactos regulares com o editor-at-large do Prospect Magazine, David Goodhart, ajudando a informar sobre a próxima votação da ONU acerca do Estado palestiniano. O Spotlight do Bicom exclusivamente feito à medida - http://www.bicom.org.uk/context/research-and-analysis/spotlight/un-vote-on-palestinian-statehood - tem as notícias mais actualizadas, como também as análises Bicom e os podcast acerca da campanha palestiniana na ONU.
Espero que achas isso interessante. Tua, Lorna

Repito a pergunta: porque será que os diários não tratam dos assassinatos em Gaza?


Ipse dixit.

Fontes: Infopal (1), Infopal (2), Folha de São Paulo, O Globo, Público, Diário de Notícias, Corriere della Sera, La Repubblica (1), La Repubblica (2), Bicom, Information Clearing House, TotallyJewish

6 comentários:

  1. Olá todos: "tá tudo dominado", como diz o pessoal da favela.

    ResponderEliminar
  2. De forma explícita, demonstra como a grande mídia é controlada por certos grupos. E ainda nos chamam de conspiracionistas!

    ResponderEliminar
  3. Receios de levarem com: atentados, assassinatos, países à beira mar, tsunamis, países com falhas sísmicas credíveis, explosões nucleares "under-ground"... ou em último caso 3 meses de propaganda nos MCS a afirmar que tal país é Terrorista após a qual os amigos da OTAN fazem visita ao dito...

    Fora as tangas que acabei de escrever... no fim de contas se até os EUA se submetem ao PODER DE ISRAEL o que não farão os outros ratos! Aliás basta uma rapidinha neste sítio e umas quantas busca inteligentes num qualquer motor de busca e zás... é luzes a piscar por todo o lado! As luzes é sinal de que se entendeu o que se leu!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15.11.11

    Maria,

    Se você quiser ajuda, e se não for invasão de minha parte, talvez possa te dar um auxílio sobre os filmes. Envie um e-mail para walnerj131@gmail.com Através do teu correio eletrônico te passo o pouco que sei à respeito de como baixar filmes, documentários e livros. Desculpe Max, mas Maria merece uma resposta para seu pedido em artigo anterior.

    Walner.

    ResponderEliminar
  5. @Walner, @maria - Eu já coloquei links diretos para alguns filmes no dito post. Os links permitem a visualização em streaming, ou seja, sem necessidade de fazer download.

    :)


    Abraço,
    --
    R. Saraiva

    ResponderEliminar
  6. Anónimo16.11.11

    Muito obrigado Saraiva.

    Walner.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...