22 dezembro 2011

Armas

Um caso complicado na Finlandia, digno dos anos '70, no auge da Guerra Fria. E apanhar um autocarro em Vitória, Espírito Santo, parece coisa perigosa, melhor acautelar-se.

69 Patriotas americanos

As autoridades locais controlaram um navio mercantil, o The Liberty,  no porto de Kokta (sul do País) e encontraram 160 toneladas de explosivos. O que já não é agradavel.
Mas em outras caixas mais surpresas: 69 mísseis Patriot, de produção americana.

Segundo os documentos oficiais, o navio transportava fogos de artifício, o que afinal não estava tão longe da realidade.

A The Liberty tinha chegado no dia 13 de Dezembro no porto alemão de Eden e deveria ter partido com destino Shangai (China) após ter carregado outro material. E a origem dos mísseis? Mistério. Talvez a Coreia do Sul, talvez um País ao longo da viagem.


As autoridade finlandesa foram chamadas por causa da carga não propriamente acondicionada, mas esta poderia ter sido uma cobertura: a polícia da alfandega pode ter recebido uma "dica". Spy Story!

Os Patriots são mísseis de fabrico americano que Washington vendeu também a Países "amigos". Mas quem pode ter comprado quase 60 mísseis para depois vende-los de forma oculta? Há uma ligação com a crise da Coreia do Norte? Ou o destino final era outro? E qual?

Por enquanto ninguém responde.

Vitória: 16 anos, uma metralhadora e uma Beretta

Uma adolescente de 16 anos, na posse de uma metralhadora, foi interceptada pelas autoridades brasileiras, esta quarta-feira, numa paragem de autocarro em Vitória, capital do estado do Espírito Santo, no Brasil.

De acordo com a polícia, a menor transportava consigo uma Beretta semi-automática, de calibre 6.35, e um carregador com 11 munições.


Segundo avança o Globo.com, as autoridades detectaram a menor através de uma denúncia anónima, numa paragem de autocarro na rua Serafim Derenzi, no Bairro São Pedro, em Vitória.

A adolescente, que continua detida no Departamento da polícia Judiciária de Vitória, afirmou às autoridades que estava apenas a apanhar o autocarro para ir para casa.


Ipse dixit.

Fontes: Il Corriere della Sera, Diário de Notícias

1 comentário:

  1. Anónimo22.12.11

    Enquanto isso nosso exército brasileiro usa armas da Segunda Guerra...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...