19 dezembro 2011

Holanda, dezenas de milhares de abusos sexuais

Em 50 anos, mais ou menos, dezenas de milhares de crianças e rapazes foram abusados por padres pedófilos. Esta é a conclusão da Comissão de inquérito independente que tinha como objectivo analisar o novo escândalo da Igreja católica.

A Comissão, com base em 1.795 queixas, conseguiu individuar os nomes de pelo menos 800 pessoas, das quais uma centena ainda em vida. A Comissão foi o fruto de várias pressões exercitadas também pela imprensa holandesa: em Março de 2010 foi formada tendo como investigadores seis pessoas: um ex-ministro (Wim Deetman), um juiz, professores universitários e uma psicóloga.

Segundo a Comissão, os abusos foram cometidos por sacerdotes e laicos (que trabalham ao serviço dos bispos), incluem violações e foram sistematicamente encobertos pela Igreja.


Os bispos holandeses estão chocados pelos abusos e as praticas pormenorizadas contidas no relatório. E a Conferencia Episcopal ofereceu "sinceras desculpas". Os religiosos acusam também as autoridades da Igreja que não actuaram de forma correcta e não deram prioridades aos interesses das vítimas.

Quantas vítimas? Entre 10 mil e 20 mil. Dezenas de milhares de actos pedófilos no interior das instituições católicas, como orfanatos.

Explica Deetman:
A afirmação pela qual as pessoas não sabiam é insustentável: o problema dos abusos sexuais era conhecido desde a década dos anos '40, a Igreja católica holandesa sabia e tentou resolver o problema mas não foram tomadas medidas eficazes.

O escândalo da Holanda não é o primeiro e segue os da Irlanda, da Alemanha, dosa Estados Unidos, do Canada...e pensar neste como um fenómeno ligado exclusivamente à Igreja católica seria um erro.

No link a seguir é possível ver um vídeo que ganhou em 2006 vários prémios mas que aqui, nos Países mais religiosos, passou despercebido: conta uma realidade muito diferente, feita de violações, raptos, assassinatos, e que tem como protagonista não apenas os católicos mas todas os principais ramos da Cristandade.

O vídeo é em língua original (Inglês), dura quase duas horas e se alguém encontrar uma versão traduzida é favor apitar.

Link: Unrepentant: Kevin Annett e o genocídio do Canada.

Voltemos ao problema dos padres pedófilos.

Além do desgosto pelas notícias, não podemos não realçar a maciça campanha para o desmantelamento dos valores e princípios que constituíram as bases da nossa sociedade ao longo de séculos. 

É um assunto delicado: dum lado temos criminais (os padres pedófilos), que não têm desculpa possível; doutro lado a Igreja, que com a sua vergonhosa atitude encobriu os acontecimentos ao longo de décadas e que permitiu o sofrimento de milhares de crianças e rapazes (que, em princípio, deveria ter protegido e ajudado); doutro lado ainda temos esta obra de demolição controlada, que tem como objectivo destruir os já citados valores e substitui-los com os novos (nunca chamados com os nomes deles mas sempre repetidos de forma obsessiva com o auxílio dos media).

Claro: se a Igreja tivesse feito o trabalho dela, nesta altura um tal problema não existiria. O Catolicismo, tal como a Cristandade no geral, poderia erguer-se como autentico "farol" no meio da obscuridade imperante. Mas isso não pode acontecer, pela simples razão que a Igreja abandonou há tempo a função primária para abraçar outros interesses; a Palavra do Cristo ficou no Novo Testamento, a Igreja de hoje está bem mergulhada em interesses muito mais "terrenos" e economicamente satisfatórios.

Resultado: a Igreja não pode apresentar o nível moral requerido a quem deseje ser uma "guia". E, mais uma vez, assistimos aos pedaços da nossa antiga sociedade que caem no mar da indefinição, substituídos pelo nada absoluto.

Muitos entre os Leitores deste blog vêem a religião como algo de negativo, como uma droga dos povos, parafraseando as palavras de Marx. E encontram nestes escândalos razões para argumentar o próprio ponto de vista.
Eu, que Católico não sou, discordo fortemente desta visão simplicista e simplória: é curioso observar as pessoas queixarem-se das perdas dos valores e, ao mesmo tempo, renegar as próprias raízes (eis, Rita, algumas das nossas) com os princípios nelas contidos.

Mas este é outro discurso que mereceria bem outro espaço.
Por enquanto nada mais podemos fazer a não ser observar uma Igreja doente que mergulha num oceano de vergonha, arrastando uma boa fatia do nosso passado.


Ipse dixit.

Fontes: Il Fatto Quotidiano

9 comentários:

  1. Por razões que demorariam muito a explicar sempre considerei as mulheres mais perfeitas que os homens em termos evolutivos, assim não consigo compreender porque razão a igreja católica votou as mulheres ao ostracismo de cargos subalternos vetando-lhe o acesso não apenas aos cargos de decisão mas o acesso aos simples cargos sacerdotais, parece-me salvo melhor opinião a violação de um direito fundamental e constitucional sobre o qual ninguém se pronuncia, muito perde a igreja católica ao não contar com a sabedoria e instinto materno (para grande pena minha) Outra questão que se afigura como anti-social e anti-humana é a negação aos sacerdotes de constituir família (a tal família que a igreja católica tanto defende) e consequentemente a privação á vida sexual, é certo que aqui só aceita quem quer, mas trata-se da ablação de uma característica inegável do ser humano ( ate de qualquer animal) que contribui entre outros para um equilíbrio da saúde mental.
    Ainda assim, isto não chega nem de perto para justificar a crise de fé que assombra a igreja católica nem resolveria o “holocausto” da pedofilia , mais grave é a cultura do silêncio que deturpadamente visa minimizar os danos na opinião pública através da sua ocultação, um acto de gestão política que se equipara ao acto doméstico de varrer o lixo para debaixo do tapete, que tacitamente pactua e favorece esses vampiros do sec. XXI que são os pedofilos
    Ainda assim apesar do caos os valores morais que persegue a igreja catolica são actuais e validos , será caso para que se diga como bem terá dito Jesus Cristo, Perdoai-lhes Senhor , que não sabem o que fazem!

    ResponderEliminar
  2. Marcelo19.12.11

    É muito triste e estranho isto que está acontecendo...
    Pelo que sei, é na Holanda que estão transformando igrejas em livrarias e bibliotecas; e é na Holanda em que muitas drogas são liberadas. Grande parte da população, cerca de 30%, está inutilizada. Além disso, existiu e ainda existe a corrupção e infiltração de líderes religiosos corruptos e impostores na igreja.
    Agora não me recordo o nome, mas teve um autor que relatou toda esta história documentada desde os anos 40! Sobre esta infiltração na igreja e a ordem de selecionar propositalmente também aprendizes de padre com desvios psicológicos e tendenciosos para o homossexualismo e pedofilia. Imaginem agora, se isto existe ou existiu desde aquela época até hoje, o que acabou virando? Todos esses casos de abusos e polêmicas pela igreja. Isto tudo faz parte do antigo sonho e do antigo plano de desmoralização e destruição do cristianismo. E é também mais um plano de engenharia social.

    Sobre engenharia social, recomendo este rápido vídeo:

    http://www.youtube.com/watch?v=Nkw01Mxb5ug

    ResponderEliminar
  3. Olá todos: os verdadeiros cristãos deveriam odiar com todas as suas forças as igrejas. São elas que deturparam todos os ensinamentos dos primeiros evangelhos, concílio após concílio, ao longo de 2000 anos, modificando o que foi dito pelos primeiros seguidores de um profeta chamado jesus, ocultando e fazendo desaparecer tantos outros e tornando apócrifos outros mais. É o eterno desconhecimento da história, tão ao gosto das máfias poderosas, igrejas incluídas, que leva os religiosos a confundirem religião com participação em igrejas, espiritualidade com leitura de bíblias ao gosto das igrejas, mal estudadas, mal digeridas e mal entendidas. Podem crer que a pedofilia é talvez um dos menores crimes das igrejas, esta é a minha opinião. Abraços

    ResponderEliminar
  4. Anónimo20.12.11

    Jesus é com letra maiúscula.

    ResponderEliminar
  5. ó maria... põe-te a pau que andam por aqui uns tipos sensíveis como as carraças... eheheeh "jesus é com letra maiúscula" JASUS

    Ele ainda não viu que Maria é com letra pequena... por isso está confuso!

    ResponderEliminar
  6. Ih,Ih,ihhh Voz...quantas inteligentes vozes seriam necessárias para dar ao minúsculo sua real dimensão!? grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. maria...maria... tenho aqui um documentário que acho que vais gostar, isto se ainda não o viste... podes descartar as palavras soltas que escrevi e ver apenas o doc!

    Vem a propósito da "sua real dimensão"... é que nós não temos noção do que isso é...

    Abrs

    ResponderEliminar
  8. Anónimo25.1.12

    Por favor, não confundam religião com espiritualidade, nem culpem a mesma pelas falhas e desgraças que as igrejas provocaram. Vocês não estudaram o mínimo sobre o assunto, assim como a maioria dos ateus.

    Abaixo, coloco alguns significados e interpretações de algumas metáforas bíblicas:

    Le-se Símbolo - Significado

    Paraíso de Deus - A consciência original da humanidade antes da sua queda na carne

    Árvore da Vida - Os centros espirituais do corpo, tais como o coração e a pituitária, que se tornam perfeitamente sincronizados

    Anjo da Igreja - A força inteligente que governa um centro espiritual dentro do corpo

    Satã - Egocentrismo, auto-satisfação, comodismo, presunção, farisaísmo, orgulho, auto-glorificação, auto-complacência, auto-condenação, ego, 'eus', o falso deus, a besta

    Livro da Vida - O registro coletivo inconsciente de todas as almas (memória)

    Terra - O corpo físico

    Nova Jerusalém - A mente superconsciente despertada

    Nudez - A exposição das culpas

    Sete Lâmpadas - A sabedoria dos sete centros espirituais dentro do corpo


    A bíblia é muito mais do que uma história, é necessário muito estudo para entendê-la por completo.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo25.1.12

    Casamento do Cordeiro - A união da pessoa com a consciência Crística

    Palavra de Deus - O logos, a consciência Crística, a conclusão do padrão evoluído da humanidade

    Lago de Fogo - A área de repressão do subconsciente, o ‘id’ [de Freud]

    Primeira Ressurreição - A reencarnação das almas avançadas

    Gog e Magog - Influências mundanas

    Os mortos em julgamento - Almas que reencarnam

    Inferno - Remorso, auto-condenação, culpa e frustração

    Segunda Morte - A destruição de todas as condições involutivas criadas pelo homem

    12 tribos de Israel, 12 portões, 12 anjos, 12 fundações, 12 discípulos - Os 12 padrões básicos da personalidade humana, o zodíaco.

    Templo de Deus - A mente superconsciente, a consciência Crística.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...