14 março 2012

Títulos de Estado: Primary Dealers

Dívida pública.
Bom, vamos ver: se houver uma dívida deverá existir um credor, justo?
E quem é o credor, a pessoa que compra a dívida pública dos Estados?

No geral a explicação é que os credores são "privados": instituições, pessoas que querem pôr as próprias poupanças a render, fundos de investimento. O termo utilizado muitas vezes é:especuladores.

O pequeno especulador

Porque é disso que falamos: eu, João Pedro Paulo de Vasconcelos da Arrabida, tenho na minha conta 100 Euros (porque sou um bocado pobre, mas enfim). Com uma normal conta bancária os juros chegam apenas para pagar as despesas de manutenção da conta, se a ideia é ganhar algo a estrada é outra.

Então vou ao banco e pergunto: "Olhe lá, seu Director que outra coisa não é: como posso tornar as minhas poupanças mais rentáveis?".
O Director olha a nossa conta no ecrã dele e diz: "Você é um morto de fome, saia desta instituição respeitada".

Porque é assim: com 100 Euros que raio de investimento podemos ter? Nem o depósito da gasolina conseguimos encher.

Mas eu, João P.P.d.V.d.A., consigo outros 9.900 Euros. 100 + 9.900 = 10.000 Euros!
Não que seja muito, mas algo é possível fazer.

Então o Director olha, estuda, aprofunda o caso e afinal diz:"Olhe, Sr. João P.P.d.V.d.A., para os meios mortos de fome como você temos a possibilidade de investir nos Títulos de Estado da Grécia. Rentabilidade: 20% (nota: na verdade os Títulos de Estado da Grécia estão actualmente fora do mercado, mas fica como exemplo)".
"20% num ano?"
"Não, em 6 meses. Ou um ano, ou dois anos, ou cinco anos, é o senhor que escolhe."
"Qual senhor?"
"Você".
"Ah, eu. Bom, parece um óptimo negócio mas...é seguro?"
"Seguríssimo, a Grécia nunca irá falir".

Porque o banco está nas tintas: o dinheiro é vosso e a comissão deles é obtida logo após a assinatura do contracto. O que interessa ao Director do banco é vender um produto, o que interessa ao chefe dele é que o banco consiga lucrar com uma nova operação. Então eu, João P.P.d.V.d.A., assino e fico com os meus Títulos de Estado. Nesta altura sou um "especulador".

Tudo isso é muito bonito mas representa apenas uma pequena fracção da verdade. Os pequenos especuladores são apenas uma parte bem limitada nesta área financeira. A fatia maior (quase o bolo todo) pertence a outros, os grandes investidores.

Os grandes especuladores

Mas quem são estes?
O Ministério da Economia e das Finanças do Estado Italiano publica uma lista com os nomes dos "Especialistas dos Títulos de Estado". Estes "Especialistas" são, obviamente, os que adquiriram os Títulos de Estado italianos, mas as diferenças com os "Especialistas" de outros Países são mínimas: pode variar alguma percentagem mas os actores são sempre os mesmos.

Vamos ver a lista. E não esperem surpresas.




Não falta ninguém, não é? Vamos resumir:
Banca IMI (Italia)
Barclays (Reino Unido)
BNP Parisbas (França)
Citigroup (EUA)
Commerzbank (Alemanha)
Crédit Agricole (França)
Credit Suisse Securities (Suíça)
Deutsche Bank (Alemanha)
Goldman Sachs (EUA)
HSBC (Reino Unido)
ING (Hollanda)
JP Morgan Securities (EUA)
Merryll Linch (EUA)
Monte dei Paschi di Siena (Italia)
Nomura (Japão)
Royal Bank of Scotland (Reino Unido)
Société Generale (França)
UBS (Suíça)
UniCredit (Italia)

7 instituições anglo-americanas, 3 francesas, 3 suíças, 3 italianas, 2 alemãs mais outras. São estes os "especialistas" da dívida pública.
Como curiosidade, vamos espreitar a lista relativa ao ano 2011:



Nenhuma variação entre os que o documento define como Primary Dealers. E não podia ser de forma diferente: os Primary Dealers são uma verdadeira casta, uma elite entre as instituições bancárias, com direitos especiais.

São eles, de facto, que têm o direito de negociar directamente com a instituição que emite os Títulos de Estados (por exemplo, nos Estados Unidos tal instituição é a Federal Reserve). Os membros deste grupo são as mais influentes e poderosas instituições não-governamentais dos mercados financeiros globais. Só para ter uma ideia, são eles que fornecem informações para a abertura das negociações dos Títulos, que participam activamente no Tesouro dos EUA, funcionam como consultores tanto no Tesouro dos EUA como na Fed quando o assunto for a política monetária ou o deficit do País.

Ficamos nos Estados Unidos e vamos espreitar a relativa lista dos Primary Dealers que trabalham com a Fed:
Scotiabank (Reino Unido)
BMO (Canada)
BNP Paribas (França)
Barclays (Reino Unido)
Cantor Fitzgerald & Co. (EUA)
Citigroup (EUA)
Credit Suisse (Suíça)
Daiwa (Japão)
Deutsche Bank (Alemanha)
Goldman Sachs (EUA)
HSBC (Reino Unido)
Jefferies & Company (EUA)
J.P. Morgan (EUA)
Merrill Lynch (EUA)
Mizuho (Japão)
Morgan Stanley (EUA)
Nomura (Japão)
RBC (Canada)
RBS (Reino Unido)
SG Americas (França)
UBS (Suíça)

  
Estes são os Primary Dealers dos Estados Unidos e trabalham da mesma forma dos homólogos das listas europeias (em muitos casos são os mesmos Dealers): compram Títulos de Estado e revendem (ou guardam) Títulos de Estado.

Agora, só para acabar, pensamos nisso: temos a concepção do poder dum banco que tem a prioridade na aquisição dos Títulos de Estado dum País?


Ipse dixit.

Fontes: Ministero dell'Economia e delle Finanze (Pdf, em italiano), Wikipedia (em inglês)

12 comentários:

  1. Anónimo14.3.12

    Depois andam para aí a dizer que a culpa disto tudo é do Socrates. Eu nem votei nele. Nem nele nem nos outros

    Krowler

    ResponderEliminar
  2. 1.Oração de um ateu crente !!!!!!!!!
    .
    Pai-nosso que estas no céu português, ouve esta prece desesperada!!!!!!!!

    Levai o Aníbal Cavaco Silva para o teu lado, urgentemente.

    Aproveita levai também:

    - Levai José Sócrates, o tal do Freeport, o da lixeira da Cova da Beira, e dos 383 milhões de euros depositados em offshore em nome da santa mãezinha/ titio e priminhos

    - Levai Mira Amaral, o tal que depois de ter trabalhado 18 meses como administrador da CGD, tem uma reforma de 18 mil euros por mês, desde 2004 + reforma de deputado + reforma de ministro da economia de cavaco.

    - Levai o Dias Loureiro que enterrou Portugal em mais de 9 mil milhões de euros com o BPN

    - Levai o Paulo Portas, este desgraçado dos submarinos que nos custaram mais de 1500 milhões de euros.

    - Levai os 230 deputados mamões da Assembleia da República das Bananas, de Portugal, que andam a mamar nas tetas inesgotáveis de nossos impostos

    - Levai os ex-presidentes da república, que custam aos contribuintes 300 mil euros por ano em Mamas.

    - Levai todos os mamões dos generais / capitães das forças armadas, que só sabem mamar em nossos impostos.

    - Levai a Celeste Cardona, que mamou desde 2004, 17 mil euros por mês na CGD.

    - LEVAI TODOS OS CABRÕES DOS POLITICOS PORTUGUESES ……. E SE POSSIVEL, OS DESPACHE PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS !!!!!!!

    Livrai-nos de todos estes aldrabões senhor ………….

    Livrai-nos de todo este mal que infesta Portugal !!!!!!!!!

    Faça este povo imberbe e adormecido com o futebol, com a religião, com os fados, e com as novelas, que finalmente acorde, e arreganhe os dentes.

    Que arreganhem os dentes contra as SCUT´S

    Que arreganhem os dentes contra os aumentos da eletricidade/ agua / gas/ etc ……..

    Que arreganhem os dentes contra os políticos corruptos que infestam Portugal.

    Que arreganhem os dentes contra as religiões que os condicionam, e os transformam em carneiros amestrados, por terem medo da morte, e são transformados em marionetas por todo o poder, Opus Dei/ Maçonaria/ Bilderbergs/ Imprensa corrupta / etc ……….

    OIÇA MINHA PRECE DESESPERADA SENHOR, ALELUIA SALVE ALELUIA !!!!!!!!!!!!!!

    Amem !!!!!!!!!!!!!!!

    Um abraço religioso para todos.

    Ramiro Lopes Andrade

    ResponderEliminar
  3. maria14.3.12

    olha Max: eu acho que cada vez que um estado permite que o controle financeiro do seu país fique nas mãos de meia dúzia de bancos, que nem do país são,é como se entregássemos o controle financeiro da nossa casa para uma pessoa estranha que sabemos de antemão que lhe interessa nos usurpar ao máximo.Aqui em casa, embora eu não entenda de economia, entendo de contabilidade, e um centavo não me escapa. Num país os bancos centrais não deveriam ser independentes para fazer o que bem entendem. E a relação público/privada em matéria de riqueza financeira,latifúndio e recursos naturais deveria ser milimétricamente balanceada.
    Chega o momento, em que a vampirização dos países é tamanha, que de duas uma; ou morre, ou reage. Sempre tem acontecido assim. Abraços

    ResponderEliminar
  4. Bruno António14.3.12

    Naqueles dias, Jesus caminhava pela palestina quando viu na beira do caminho um homem chorando e perguntou-lhe: Pobre homem, porque choras?
    Ho, senhor, sou cego, nada vejo.
    Jesus colocou as mãos sobre o homem e disse: Cego vê!
    O homem explode de alegria e gritava em êxtase: Milagre!!! Milagre!!! Eu vejo!!!
    Pouco depois no mesmo caminho , Ramiro Lopes Andrade chorava “baba e ranho”…e jesus perguntou-lhe: Ramiro, filho… porque choras?
    Ramiro, olhou Jesus nos olhos, fez beicinho, e chorou ainda mais, Jesus segura-o no rosto e insiste:
    Ramiro? Ramiro? Porque choras?
    Senhor, sou Português e o meu pais esta infestado de políticos corruptos…
    E Jesus abraçou Ramiro…e chorou também….

    ResponderEliminar
  5. voz a 0 db14.3.12

    Dúvida... minha... claro!

    Portugal está infestado de políticos corruptos porque razão?

    ResponderEliminar
  6. Bruno António14.3.12

    Meu caro , talvez porque ainda não se dedicou á politica…porque espera? Prevejo em si um formidável salvador da pátria na senda de outros ilustres políticos como o Dr. António de Oliveira. Mas em todo o caso não leve demasiado á letra a pseudo “passagem bíblica” supra citada, olhe que uma das piores razões dos fundamentalismos religiosos foi a interpretação á letra dos livros sagrados, bem sei que esta ciente deste contexto pois por dentro desse belíssimo fato armani esta um verdadeiro poço de cultura. Bem-haja pela sua achega!

    ResponderEliminar
  7. voz a 0 db14.3.12

    Não me parece... segundo consta por aí sou corruptor... logo se fosse para a política era apenas mais um no meia da infestação!

    Vamos lá... mais um esforço... É capaz de melhor!

    ResponderEliminar
  8. Bruno António14.3.12

    Não se subestime meu caro, olhe que a falsa modéstia também é pecado, a questão do corruptor como já tive o privilégio de lhe explicar tratou-se de mera retórica, não seja tão fundamentalista, o meu caro pela sua postura, nunca seria “mais um” alguém que ornamenta o blogg com uma guilhotina a cortar cabeças nunca é mais um em lado algum.
    Depreendo do seu desdém que ainda estará magoado comigo, se assim é lamento-o com pesar, mas fico sensibilizado por ainda me dirigir a palavra, tomá-lo-ei como sinal de apreço…Estarei certo?


    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  9. Magoado com o quê? Como o Bruno não me conhece virtualmente o suficiente não se deu ainda conta de que não aprecio este tipo de formalidades de "Meu Caro" e "V. Ex.ª" et cetera e tal...

    Mas se gosta... por quem é! Já aqui me trataram com nomes e formas de tratamento mais picantes e nem por isso deixei de escrever (dirigir a palavra) a esses pessoas.

    No entanto, eu é que reparo que o Bruno foge da minha pergunta como jesus de portugas! Gosta ou não de debater?

    Castigue... Castigue... Beba mais um copo, ganhe coragem e bote cá para fora! É para isto que serve esta Tasca... A minha como refere, e bem, não é aconselhável a cérebros... sensíveis!

    ResponderEliminar
  10. Bruno António14.3.12

    E eu aqui a esmerar-me para o tratar com todo o requinte que acho que merece e a Voz parece agora a querer libertar o “Paco Bandeira” que há em si…pois saiba que sou um cavalheiro e jamais o trataria da forma que outros energúmenos o fizeram.
    (Apenas insinuei que me parecia corrupto, mas como já expliquei foi no “bom sentido”)
    Não o quero castigar de forma alguma, seria uma patifaria, eu que tanto aprecio os seus comentários. Não bebo meu amigo (posso-lhe chamar amigo?)
    Não fujo de pergunta alguma, nada temo, mas que coisa! Parece um inquisidor que insiste numa resposta pronta, e pois bem sabe que tenho um cérebro sensível… já falamos longamente sobre a seriedade e a falta dela, não vale a pena estar-me a repetir.
    E não diga heresias Jesus não foge dos Portugueses, Jesus é Português, ou porque é que pensa que andava com aquela barba grande e sempre com a mesma roupa?
    Por quem sou? Pelo Estrela da Amadora! E vós?

    ResponderEliminar
  11. Anónimo14.3.12

    Terminada que está a diálise entre o Voz e o Bruno António vai um AMEN para a oração do Ramiro Andrade. Pode ser que ajude a livrar-nos do mal. AMEN outra vez.

    Krowler

    ResponderEliminar
  12. voz a 0 db14.3.12

    Vê... eu bem digo! "Não bebo meu amigo" Como não bebe?
    Ou deduziu automaticamente que estava a sugerir o ingerir de líquidos com álcool?

    Apenas disse "Beba mais um copo, ganhe coragem e bote cá para fora", se "não bebe bebidas com álcool" pode sempre pedir um sumo de fruta, uma água com lima, um chá... sei lá... a Tasca (botequim) do MAX serve de tudo um pouco...

    E enquanto isto... seguimos para bingo... mas sem linha feita!

    Eu... por nenhum...

    E por mim pode-me tratar por "tu" ou por "V. Ex.ª" ou por "amigo" ou por "Armani"... esta última até que é uma alcunha engraçada "Armani"... "Voz Armani" ihih

    É verdade que já andamos a trocar palavras sobre seriedade, mas agora o tema é outro...

    Mas pronto... tá bém... Mais uma que fica no prego!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...