01 abril 2012

Fukushima "false flag"?

Antes demais: obrigado a todos os Leitores que continuam a enviar sugestões, links e material vário. Particularmente útil, não pode haver dúvida.

No caso específico, reporto na integra o comentário do Leitor Anónimo:
Eis uma informação que , até agora, parece não ter circulado nos meios "alternativos" de Portugal:

http://rev-fin.webnode.pt/

Fukushima : Um novo 11 de Setembro ?

Jim Stone ex- analista da NSA ( National Security Agency) dos EUA http://www.jimstonefreelance.com/fukushima1.html publicou recentemente um artigo controverso onde pretendeu desmontar a narrativa oficial do desastre de Fukushima e propor uma explicação alternativa.

Stone argumenta, baseado em dados sismográficos registados no Japão, que o terramoto apresentou o grau 6.0 na escala de Richter e não 9.0 como os meios de comunicação repetidamente afirmaram. Jim acredita que a narrativa do terramoto de grau 9.0 foi usada para encobrir o tsunami de grau 9.0 que terá sido causado pela explosão de uma bomba nuclear colocada no fundo do oceano ao largo do Japão. O tsunami terá sido uma punição de Israel pelo facto de o governo japonês se ter oferecido para enriquecer urânio para o Irão.

Inverosímil ? Aparentemente sim. Mas Jim Stone apresenta argumentos verificáveis e, de acordo com as práticas seguidas em qualquer investigação rigorosa, são eles que teremos que julgar. A sua tese não pode ser excluída à priori simplesmente por estar contra tudo aquilo que nos mostraram nos meios de comunicação de massas de todo o mundo. Jim argumenta que, nos vídeos do tsunami, não se observam danos estruturais compatíveis com um terramoto da magnitude 9.0. Exceto na zona afetada diretamente pelo tsunami não se observam danos significativos em edifícios de vários andares nem pontes destruídas pelo sismo. Como comparação, afirma Stone, basta observar as imagens dos danos provocados pelo terramoto de Kobe com uns "meros" 6.9 graus na escala de Richter.

Está disponível no youtube uma entrevista de Jim Stone, que se encontra foragido no México à procura de asilo político, realizada por Kerry Cassidy do Project Camelot : http://www.youtube.com/watch?v=MzQM6x-t8sw . Nesta entrevista Jim Stone revela que Israel tem a capacidade de desencadear "acidentes" em qualquer central energética ou instalação industrial usando o vírus Stuxnet. De acordo com a wikipedia http://en.wikipedia.org/wiki/Stuxnet
o " Stuxnet é um worm de computador projetado especificamente para atacar o sistema operacional SCADA, desenvolvido pela Siemens para controlar as centrífugas de enriquecimento de urânio iranianas. Foi descoberto em junho de 2010 pela empresa bielorrussa desenvolvedora de antivírus VirusBlokAda. É o primeiro worm descoberto que espiona e reprograma sistemas industriais.Ele foi especificamente escrito para atacar o sistema de controle industrial SCADA, usado para controlar e monitorar processos industriais.O Stuxnet é capaz de reprogramar CLPs e esconder as mudanças.O vírus pode estar camuflado em mais de 100 mil computadores, porém, para sistemas operacionais domésticos como o Windows e Mac OS X, o worm é inofensivo, só funciona efetivamente nas centrífugas de enriquecimento de urânio iranianas, já que cada usina possui sua própria configuração do sistema SCADA. A origem do vírus Stuxnet ainda não foi definida, sabe-se que provavelmente tenha sido desenvolvido a mando de um país (Estados Unidos ou Israel), teoria defendida por Mikka Hypponen, não sendo possível o seu desenvolvimento por usuários domésticos e necessitando-se de informações detalhadas e de difícil acesso sobre o funcionamento da usina." 
As teorias acerca dum possível false flag em Fukushima não são novas (já no ano passado havia os gráficos do Haarp, quase em "tempo real"), mas ganharam nova força em ocasião das comemorações do primeiro aniversário do terremoto.

Então: fenómeno natural ou algo mais?

Eu não tenho todos os dados a disposição, e mesmo que tivesse não saberia o que fazer com eles, pois não sou sismólogo ou expert em desgraças. Portanto aqui deixo não "a verdade" mas simplesmente o meu ponto de vista. Opinável, como é óbvio.

Acho que um false flag em Fukushima não teria feito muito sentido.
Em primeiro lugar: alguém pode apresentar provas de que uma potência qualquer possa desencadear um terremoto (isso partindo do pressuposto que o problema principal tinha sido um fenómeno sísmico) num determinado ponto do globo?
Resposta: não.

Temos teorias, que não faltam, temos a questão do Haarp (americano, israelita, russo, chinês...), temos suspeitas. Mesmo assim, afirmar com certeza que alguém possa fazer isso não é possível.

Mas assumimos que isso seja possível; assumimos que alguém (por exemplo os Estados Unidos) tenham essa capacidade. Com todos os inimigos e as "bases do terror" espalhadas pelo mundo fora, Washington escolheria como alvo o Japão?  E por qual carga d'água? Qual a graça em pôr em apuros o segundo País do mundo em termos de aquisição de Títulos de Estado estadounitenses? Washington não tem já suficientes problemas económicos?

Acho que faria mais sentido provocar um terremoto no Irão, nomeadamente perto duma alegada instalação nuclear militar. O que tornaria felizes os israelitas também.

A propósito: se os Estados Unidos já tivessem esta arma sísmica, porquê ainda não foi utilizada contra o Irão (que, desde já, fica numa zona de reconhecida actividade sísmica)? Seria só ligar o Haarp, apontar e carregar no botão: com um pouco de sorte e de pontaria seria possível pôr fora de uso as terríveis armas atómicas de Teherão (ou, no mínimo, as centrais de desenvolvimento e pesquisa) ou abrandar a construção (ou até destruir) um dos oleodutos que tanto irritam Washington.

Mas nada disso acontece. Talvez não seria mal perguntar a razão pela qual isso não aconteça...

Segunda hipótese: uma atómica israelita no fundo do mar.
O terremoto não tinha grau 9, isso já parece estabelecido. Pelo menos, não tinha perto da costa, no epicentro é outro discurso: o grau nono foi utilizado para justificar as falhas na projectação da central e Fukushima. Mas este é um problema que está relacionado com a Tepco (a empresa privada que gere as instalação) e a corrupção no governo japonês.

Segundo a teoria, israel teria "punido" o Japão por ter-se oferecido para enriquecer urânio para o Irão.

O Irão tem uma central nuclear (a única) no Golfo Pérsico, na localidade costeira de Bushehr. Mesmo à beira do mar, parece gritar "um tsunami, por favor, atinjam-se com um tsunami ou pelo menos um terremoto nuclear!". Mas nada: os israelitas, espertos como raposas do deserto, atacam o Japão.

Mais: segundo Jim Stones "Israel tem a capacidade de desencadear "acidentes" em qualquer central energética ou instalação industrial usando o vírus Stuxnet". Um vírus contra o Irão e uma atómica com terremoto contra o Japão? Mas faz sentido?

Mais a derradeira questão é outra: o Japão na altura ofereceu-se para enriquecer o urânio como uma manobra para arrefecer as tensões internacionais, tal como o plano da AIEA (Agência Internacional para a Energia Atómica), que previa o envio de urânio iraniano para o enriquecimento na Rússia e na França. Neste sentido, o Japão nada fez contra a vontade da frente ocidental contra o programa nuclear de Teherão. Pelo contrário: era esta uma outra tentativa para controlar, de qualquer forma, o combustível nuclear do Irão.

Irão que em final de 2011 concluiu a construção da própria estrutura de enriquecimento. Coisa que os serviços secretos ocidentais e israelitas bem sabiam.

Então israel teria provocado um terremoto nuclear no Japão para evitar que Tóquio participasse na tentativa ocidental de controlar um enriquecimento que, em qualquer caso, teria começado no Irão no prazo de poucos meses?

O Japão fica numa das zonas mais perigosas do planeta do ponto de vista sísmico, o assim chamado Ring of Fire (Anel de Fogo). E contra isso não há nada que possa ser feito.


Ipse dixit.

8 comentários:

  1. voz a 0 db1.4.12

    Max!!! Não vez o canal História? Vê este vídeo

    Supondo que a teoria da conspiração por parte do Canal História é verídica, junta a esta teoria da conspiração (Homens conseguem produzir terramotos!) a teoria da conspiração retirada dos arquivos nacionais do EUA sobre o teste "Operation Wigwam"...
    Deixo a seguir as ligações dos vídeos, que são um pouco entediantes, pois falta-lhes aquele toque de Hollywood... os efeitos especiais e a nova tech do 3D... e a moça em perigo!

    Parte 1 de Operation Wigwam

    Parte 2 de Operation Wigwam

    Parte 3 de Operation Wigwam

    Bem... mas como se vê na parte 1 nem era preciso produzir um sismo... a própria detonação produz os dois eventos "sismo e ondas grandes!!!"

    Mas ei... foi sem dúvida alguma um evento natural!

    É lá o Homem capaz, hoje em dia, de alterar algo no Planeta! Tirando o Aquecimento Global e as Alterações Climáticas, é claro! Para isto já somos mais que capazes!

    O facto de o Japão se ter oferecido para ajudar o Irão, foi tão bem acolhido pelos Sionistas que acharam a Ajuda tão boa e tão amiga que também decidiram dar uma mãozinha aos japoneses! Ele é só amigos... E com amigos assim quem precisa de terramotos e tsunamis!?!

    ResponderEliminar
  2. voz a 0 db1.4.12

    Do melhor! Penso em escrever A mas escrevo B, e deixo o verbo do pensamento A em vez de escrever o do B...

    Corrijo:"Não vez o canal História?" passa a ler-se "Não vês o canal História?"

    Tá bonito tá!

    ResponderEliminar
  3. AHAHAHH!! ESTA VOZ NÃO TEM PARELHA!!!
    "GANDA" VOZ!! :)) mesmo a zero decibéis! :))

    ResponderEliminar
  4. voz a 0 db1.4.12

    Fadinha... só espero é que o pessoal não deixe de ver os vídeos da Operação Wigwam...

    É curioso é verificar a quantidade de visualizações que já tiveram... Vários foram os utilizadores que os colocaram on-line mas as visualizações são... bem é só ver!

    Assim sendo, é normal que a maioria continue a acreditar que só somos capazes de provocar Alterações Climáticas!

    Só espero que o Tronco seja almofadado! ihihih

    ResponderEliminar
  5. Para maiores informações "conspiranóicas" sobre o assunto veja o link e tire as sua conclusões:

    http://www.trinityatierra.com/2012/02/22/el-311-fue-el-11s-japones/#more-8172

    ResponderEliminar
  6. Anónimo2.4.12

    Minha opinião:
    Os japoneses atualmente parecem comprometerem-se ao extremo com o progresso, por exemplo as alternativas ao petróleo; isso deve incomodar alguns;
    O senso de fraternidade sem dúvida fala bem forte àquele povo. Ao mesmo tempo em que são fechados a outros povos, comprometem-se uns com os outros. Acredito que não venderiam seu próprio povo e sua própria pátria;
    Apesar de todo o ser humano ser falho, o respeito, a dignidade e moral vêm antes do que é amparado pela lei;
    O problema ao tratar desses assuntos é que é necessário termos uma visão muito ampla, pisando em um lamaçal onde não sabemos o que é verdadeiro ou não.
    Assim, uma grande quantidade de abstração é necessária, onde as informações estão tão escondidas ou perdidas que é difícil encontrar. Sem falar das informações fidedignas que são misturadas em meio a um montão de entulho de mentiras, deixando sua depuração penosa, quando possível.
    - O interessante é que um palestrante, há uns 15 anos atrás falou sobre o atentado de ll|O9, e falou justamente da possibilidade de parte do Japão afundar, além do aumento de estudos em meios científicos sobre universos paralelos (física quântica).
    E não era vidente.
    Abraços,
    Tiago

    ResponderEliminar
  7. Olá Max
    Não acredito em um atentado de país contra país, mas visto que o Japão é a ponta que aparece de 3 placas tectónicas... e que estas estão tentando se entenderem com os vulcoes e todo aquele magma... não me surpreenda que tenha havido um sismo terrível sob esas placas... e que resultou no que já sabemos. O que me surpreende é que os japoneses sabendo disso tenham se arriscado a ter tantas usinas num territorio tão pequeno. Podiam ter inventado um meio de usar as águas do mar e as correntezas para produzir energia elétrica ao invez de alimentar o risco de sumir do mapa a qualquer momento! Algo aconteceu sob o manto terrestre por lá, briga de Ets, de vulcões quem sabe?

    ResponderEliminar
  8. voz a 0 db3.4.12

    Olá... gostei especialmente da parte do terramoto ter como uma provável causa os ETs... é muito mais provável que atentado de país contra país...
    Obrigado por me fazer rir... bem necessitamos de Alegria e RISOS com fartura.

    Abraços

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...