18 maio 2012

Culpados

Onde estará o Leitor?
Onde estará cada um de nós?
Onde será possível pôr os olhos? Com qual cara?

Será altura para esconder-se na sala, em frente à televisão? Quando os filhos estiverem envenenados, com uma vida miserável, tensos, abatidos. Quando já não houver esperança? Quando o futuro for das gerações que terão de pagar pelos nossos erros?

Quando o futuro estiver nos sonhos das lotarias. Quando o trabalho for fonte de traumas, de litígios em famílias. Quando não for possível dizer o que passa pela cabeça.

Não é assim que o Leitor sonha o futuro dos próprios filhos, claro que não. A escola, a universidade, o trabalho, o matrimónio, os netos. Não uma vida onde será cada vez mais fácil ficar doentes, porque o corpo tem que desabafar de alguma forma. Não uma vida onde à noite se mergulha na almofada para não fazer ouvir as lágrimas.

Naquela altura será possível lembrar. Dos disparates lidos na internet, ainda livre. Dos sinais. Dos avisos. Das reflexões. Das ideias. E da apatia. Do não fazer nada porque "os outros é que se mexam". Ou do "mas o que era possível fazer?". Do "eu sempre trabalhei, eu não tinha culpas". Do "culpa dos outros, foram eles". Do "já estava casado, não tinha tempo". Do "sempre paguei as minhas taxas, sempre votei, não estava à espera disso".

Espreitei o blog. Assim, por alto. 1.900 post, alguns inúteis, outros supérfluos, outros ainda retóricos, outros simplesmente estúpidos. Outros interessantes, com sinais. Até sugestões.
É só um entre um oceano de blogs. Alguns bons, outros menos.
Multipliquem alguns sinais vezes milhões de blogues e páginas espalhadas pelo mundo fora.
Acrescentem as imagens, os dados dos media.
Juntem a vossa experiência, no dia a dia.

Não será possível dizer "Eu não sabia". Esta será a única desculpa que não poderá ser utilizada. Será preciso encontrar outra, credível. Porque será mais digno dizer "Sim, eu sabia e apoiei". Mais digno, sem dúvida, porque em qualquer caso é uma escolha. Mas a apatia, meus senhores, a apatia não.

A apatia é culpa.
E sobretudo os Leitores que frequentam o mundo da informação alternativa são culpados. Mais culpados do que os outros. Porque os outros podem ser estúpidos, mal informados, até enganados.
Mas vocês sabem. E não fazem.

Mais culpados do que os políticos, mais culpados do que os sindicatos. Mais culpados do que os Rockefeller, do que os Rothschild.
Afinal eles têm uma ideia, perseguem um desejo.

Mas o Leitor?
Estão a quebrar-nos,a destruir as nossas vidas e, sobretudo, a vida dos nossos filhos.
Acabar como um pai, um avô, sentir-se pequenos, culpados de não ter actuado.

Engraçado, não é?
Ninguém terá a força para pedir desculpa naquele dia.
O fim será em frente duma televisão.


Ipse dixit.

30 comentários:

  1. Estava aqui pensando... Coisa rara inclusive, a respeito da situação na europa e em como a mídia convergiu sobre o assunto e em como os banc... digo, politicos estão a administrar a situação, e me passou pela cabeça uma teoria:
    Todos sabemos que unificação da europa além de um exemplo é também um laboratório, as pessoas pensam que ela está a afundar por causa da ganancia dos banc... digo governos, mas eu acho que a imagem que querem passar é muito mais profunda, acho que querem passar uma imagem de que falta a unificação real, de a europa tranformar-se em um único estado, e querem que o povo fique revoltado agora com a "queda" de qualidade de vida para quando a resposta para todos os problemas (Europa País) for apresentada, a salvação seja aceita de braços abertos, e quando o País europa passar pela crise e renascer como uma Fênix, todos os outros blocos do mundo podem vir a seguila como felizes cordeirinhos, levando um passo a diante para a unificação do autoritaris... Digo, democracia global.
    E ja que falamos de global, me vem a mente o por que de Israel sem implementada no meio da eurasia... até aqui espero que tenham ligado os pontos. Isso mesmo na minha teoria, minha ótica, tudo nao passa de teatro para recebermos a facada em nossa liberdade de peito aberto, e darmos graças a quaisquer deuses pelo grande ideia de nossos politicos.
    Imaginem só! um mundo em decadencia economica e social com guerra (de nivel mundial provavelmente), Imaginem se pessoas desesperadas nao aceitariam a troca de suas liberdades por segurança e um pouco de conforto e comida? Sim, pois que não tem nada (imagina nao ter) se contenta com bosta em pó quando o vendedor lhes apresenta guaraná.

    É mais ou menos isso que penso, sei lá fui só escrevendo, acho que preciso trabalhar mais essa ideia.

    ResponderEliminar
  2. Bruno António18.5.12

    Tens toda a razão Max, mas ( há sempre um: “ mas…” ) Como aprendi na minha profissão , não basta ter razão é necessário demonstra-la , e acontece que muitos blogs de informação alternativa são um verdadeiro veneno que falam do que não sabem e confundem o que veem com o que temem, descredibilizam-se a eles próprios e confundem ainda mais as pessoas ao propagar informações FALSAS com o intuito de fidelizar leitores através do ocioso “copiar / colar” sem nunca ler as fontes ( da trabalho) sem nunca questionar a veracidade ( se fala mal do sistema então deve ter razão) Poderia dizer aqui nomes de posts bem recentes totalmente errados e falsos do ponte de vista jurídico (apenas falo do que conheço) …mas nem me dou ao trabalho porque as fontes estão disponíveis no diário da republica e ninguém se deu ao trabalho de ler ( Ahh pois é do sistema..não presta) Propagam-se mentiras, inventam-se factos …A questão é a seguinte : Dos blogs alternativos que temos, quantos falam atualmente dos seguintes temas de forma credível: 1- Perda de soberania. 2- Perda de qualidade de vida 3 - Perda de poder de compra. De forma credível? Atenção, eu perguntei: “de forma credível”! Na minha opinião….muito….muito…muito… poucos
    Há uma teoria em circulação na net sobre a possibilidade das elites acabarem com a internet livre? Nunca! A internet livre neste momento serve mais para desinformar que para informar, a esmagadora maioria dos blogs são uma treta e a ninguém é dada formação para discernir entre quem é serio e quem apenas visa o show-off e a fidelização de leitores e os contratos publicitários.
    O meu trabalho é ínfimo nessa matéria mas é feito com gosto e não apenas estou de consciência tranquila pois sei o que faço como estou seguro que ultrapassarei esta fase com sucesso e do mesmo modo acredito que coletivamente a apatia será ultrapassada. Sou utópico? Talvez…mas é um direito que me assiste e do qual não renuncio!
    Mas devolvo-te a questão Max…o que fazer? Medidas concretas? Que tal publicar uma espécie de “10 mandamentos” sobre as medidas a tomar?
    Sugiro a 1.ª e a minha mais querida medida…acabar com as poupanças bancarias! Ok pode nem ser a mais importante…mas é um ódio de estimação.

    O tal abraço!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18.5.12

    Pedro Henrique poderia escrever um livro com tal história. Seria interessante. hehe

    Brincadeira.
    Bom raciocínio, é difícil saber, pois a elite da elite sempre estão muuuuitos anos a nossa frente quanto o quesito "planejar um futuro melhor", estão sempre avançando, com seus comites, grupos, ongs, entidades, políticos, especialistas, cientistas, conselheiros, etc. Possuem grupos de pessoas inteligentes para serem consultadas o tempo todo.

    Como dizia o ex maçom de grau 33, Alber Pike: "Na política, nada é por acaso"

    Portanto, tudo que vemos acontecer pode sim ter sido planejado ha muito tempo.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18.5.12

    Eu li este artigo, ou melhor este puxão de orelhas, e senti um dedo acusador a apontar na minha direcção. Concordo com tudo, e muitas vezes pergunto o que é possivel fazer-se para mudar algo, ou melhor o que é que eu posso fazer?

    Aquilo que realmente tinha vontade de fazer levar-me-ia para a penitenciária e não iria atingir qualquer objectivo palpável.

    A história está cheia de resistentes que tentar lutar contra o sistema das mais variadas formas. O resultado depois de todos eles, é o que temos actualmente.

    Chequei por isso à conclusão que resta apenas tentar todos os dias mostra a mais alguem o que realmente nos espera.
    Pode ser que essa pessoa faça tambem o mesmo. Com o tempo serão cada vez mais.
    Aceitam-se sugestões.

    abraço
    Krowler

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18.5.12

    Cada dia mais vejo os esforços de Max em tentar atingir os leitores para que façam alguma coisa e tomem alguma atitude.

    ResponderEliminar
  6. maria18.5.12

    Olá Krowler: concordo em cheio contigo. Não querendo entrar na clandestinidade, resta tentar explicar as coisas para quem estiver mais perto. Mas não pensa que é tarefa fácil, não. Porque é muito simples as pessoas concordarem contigo, sem entender patavina, ou apenas para não se envolverem em polêmica. Aprendi que falar sobre o mundo, e obter reciprocidade, é uma tarefa que envolve cativar, obter simpatia do outro, uma certa empatia é necessária entre ambos. E especialmente começar tratando das coisas próximas, cotidianas, que afetam muito mais a sensibilidade do que o conhecimento. Enfim, é um caminho que também eu persigo...sei lá se alcanço. Abraços

    ResponderEliminar
  7. O que fazer? É a pergunta mais difícil de todas. Dentro de um projecto de salvação colectiva, desculpem o pessimismo, mas eu acho que não existe saída. A informação está aí disponível, para quem tiver acesso à Internet, mas as pessoas não querem saber a verdade. O que as pessoas querem é ouvir mentiras consoladoras, que lhes digam que tudo se vai resolver, que a crise vai terminar em breve, que os decisores políticos vão acabar por encontrar uma saída e acabaremos todos numa dança de roda e a comer marisco com cerveja fresquinha.
    A realidade, porém, é que o capitalismo está a dar as últimasm porque a ideia de crescimento económico infinito é uma falácia e uma estupidez. Os políticos continuam a prometer soluções agradáveis porque doutro modo não seriam eleitos. Enquanto isso, vão cumprindo a sua agenda "secreta" de transferir dinheiro e recursos da maioria para a minoria, dos 90% para o 1o%. Enquanto o povo não perceber a realidade, será impossível travar o projecto da nova ordem mundial, que é exterminar a classe média e retroceder para a realidade económica do sec. XVIII, em que só havia duas classes: os pobres e os aristocratas. Ou, mais provável, criar um mundo bipolar, com meia dúzia de países ricos, e todos os outros a viverem das migalhas; digo isto porque me parece pouco provável que povos habituados há muito ao bem-estar, como ingleses, franceses, alemães e norte-americanos aceitem pacificamente retroceder dois séculos; mas os povos que sempre foram pobres ou que só há 20 ou 30 anos saíram da pobreza, como os portugueses, será que vão oferecer resistência a esse retrocesso? Duvido. Para que isso acontecesse, no mínimo teriam de perceber o que lhes está a acontecer. E o que os factos nos dizem é que a generalidade dos portugueses não percebe nada do mundo à sua volta: continuam a papar a treta da austeridade necessária, a propaganda do "portamo-nos mal e agora temos de pagar", e continuam convencidos de que os políticos são bem intencionados e lhes vão resolver os problemas. Se alguém chega ao pé do cidadão comum e lhe fala de dividocracia, da farsa que é a guerra ao "terrorismo", e da inevitabilidade da desaceleração de consumo de recursos finitos, as pessoas dizem que somos loucos ou paranóicos. Porque a verdade, para quem vive há décadas no mundo de fantasia propagado pelos media, só pode soar como um loucura. Portanto, eu não conto com nenhuma iluminação súbita por parte do povo. Assim sendo, e por muito triste que seja, a única "salvação" possível é individual. Como? Cortando ao máximo todo o tipo de dependências face a um modelo económico que está em ruptura. E esse passo só pode passar pela criação de pequenas comunidades auto-sustentáveis, baseadas na frugalidade e na partilha. Pensar que existe uma salvação colectiva é uma loucura. O barco está-se a afundar, como se percebe pelos movimentos dos "ratos" da finança, e a nossa única esperança é arranjar uma ilha isolada do mundo. É a unica coisa que está nas nossas mãos fazer. Tudo o resto são ilusões.

    ResponderEliminar
  8. voz a 0 db18.5.12

    Mais uma...

    A culpa é da Internet!

    ResponderEliminar
  9. Bruno António19.5.12

    Nada disso meu caro, a culpa nunca é da internet, seria como levar uma pedrada na cabeça e achar que a culpa era da pedra. A culpa é de quem na internet escreve patranhas e de quem acredita nelas, veja lá meu caro que num post no site Octupus sobre uma lei que regulamenta o Estado de Sitio e o Estado de Emergência alguém achou que a lei só servia para “actualização de termos” ( como se aquilo fosse um novo acordo ortográfico) e que “crime de responsabilidade passou a crime de desobediência” deve ter passado mesmo há muitos seculos atrás porque o crime de responsabilidade nunca existiu !
    Mas olhe que este ainda nem é dos piores …
    Mais duas … : )

    ResponderEliminar
  10. voz a 0 db19.5.12

    Deixo como sugestão a leitura, para os patranhas que por aí andam na net, a leitura do artigo 7.º da Lei 44/86... agora alterada!

    Caso não saibam procurar na net uma lei avisem! Caso não saibam ler em Português aAO azar!

    Mas deixo já o aviso que não ajudo qualquer um...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo19.5.12

    «Artigo 7.º
    Crime de desobediência

    A violação do disposto na declaração do estado de
    sítio ou do estado de emergência ou na presente lei,
    nomeadamente quanto à execução daquela, faz incorrer
    os respetivos autores em crime de desobediência.

    Krowler

    ResponderEliminar
  12. Olá Krowler...

    É chato...ou sou chato, melhor dizendo...

    Mas já que te deste ao trabalho de aqui escrever o actual artigo 7.º, então eu ajudo e deixo a seguir o original artigo 7.º o tal publicado na Lei 44/86 (esse que escreves-te foi o que foi publicado este ano e que alterou o que a seguir podes ler!!!)

    "Artigo 7.º
    (Crimes de responsabilidade)

    A violação do disposto na declaração do estado de sítio ou do estado de emergência ou na presente lei, nomeadamente quanto à execução daquela, faz incorrer os respectivos autores em crime de responsabilidade."

    Este artigo foi publicado no Diário da República I Série - Número 225 de Terça-feira 30 de Setembro de 1986.

    Foi alvo de alteração em 11 de Maio de 2012 através da publicação da Lei Orgânica n.º 1/2012. D.R. n.º 92, Série I de 2012-05-11.

    Se quiserem mais aldrabices, é só pedir!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo20.5.12

    Pois...

    É caso para dizer: mudaram a mer.. e as moscas ficaram no mesmo sitio.

    Em conclusão, moldura penal agravada para quem tiver ideias de mexer com as moscas

    As mentes pensantes não param.

    Krowler

    ResponderEliminar
  14. voz a 0 db20.5.12

    É... no final disto tudo é preciso é ter sempre cuidado com os tipos que andam por aí na internet a escrever patranhas... isso é que é!

    ResponderEliminar
  15. Bruno António20.5.12

    Menino Krowler e menino Voz:
    Muito bem, gostei da pesquisa e como foram uns alunos bem comportados, vou-vos explicar o resto…Sim, porque não basta ler uma lei para a compreender é fundamental conhecer todo o edifício jurídico senão acabamos a cometer patranhas…Senão reparem :
    L 44/86 art.º 7 - (Crimes de responsabilidade)

    A violação do disposto na declaração do estado de sítio ou do estado de emergência ou na presente lei, nomeadamente quanto à execução daquela, faz incorrer os respectivos autores em crime de responsabilidade."
    Nesta norma encontra-se uma previsão ( quem violar ) porém não se encontra a estatuição ( especificamento o que?) e muito menos se encontra a punição… logo se uma norma jurídica tem de ter previsão/ estatuição e sanção…esta está incompleta, e mais grave ainda….não prevê forma de punir a infracção, logo o crime não pode existir, porquê? Porque a definição de crime é : Facto típico ilícito e culposo declarado punível por lei anterior ( estou a citar de cor)
    E alguém se apercebeu disto…embora tarde..
    E eis a razão porque a Lei orgânica 1/2012 logo no art.º 1.º retifica o artigo 7.º da lei anterior …porque ele era inócuo ….de nada servia , LEGALMENTE ERA INEXISTENTE, e assim ao remeter a punição da violação das normas ao estado de sitio e de emergência para o art.º 383.º do CP a norma fica finalmente completa uma vez que o crime de desobediência art.º 348.ºdo Código Penal já esta tipificado e prevê uma moldura penal de prisão ate 2 anos ou multa ate 240 dias .
    E assim o ciclo completa-se…previsão / estatuição / sanção. Perceberam? È que as leis são feitas por pessoas ( deputados) e a esmagadora maioria deles nada percebe de legislação…e estas coisas acontecem
    Alias se vocês fossem uns rapazinhos perspicazes tinham notado logo que o famigerado artigo 7 tinha o titulo genérico de “crimes ” ( como se um subcapítulo se tratasse) para no seu corpo falar de “crime ” havia um discordância semântica que instalava a duvida…e a duvida em direito penal …é uma chatice tremenda porque absolve qualquer suspeito…
    Agora um doce; vou-lhes revelar um segredo muito bem guardado…destes lapsos existem muitos, ou porque é que pensam que tantos criminosos conseguem ludibriar os tribunais? E pior ainda é quando se suspeita ( estou a ser simpático) que alguns lapsos são criados com determinado propósito…mas isto não é para as vossas cabecinhas…
    Agora a sanção por terem desafiado o professor, vão , como trabalho de casa, escrever 100 vezes no vosso caderninho:
    “Não escrever patranhas na internet”
    P.S. Obrigado por este momento : )

    ResponderEliminar
  16. voz a 0 db20.5.12

    Aleluia... Aleluia!!!

    Felizmente que o Iluminado veio explicar aos miseráveis a Luz da Lei.

    Continuas na mesma...

    ResponderEliminar
  17. Bruno António20.5.12

    Que a paz esteja contigo.
    Nada tenho de iluminado, estes conhecimentos para mim são considerados “mínimos olímpicos” , porém faltam-me muitos outros conhecimentos sobre diversos assuntos…é essa a razão pela qual só falo do que conheço, quando não conheço , não afirmo…pergunto.
    Não vejo aqui ninguém como miserável (essa expressão é tua e dela nada partilho) tenho mais respeito por ti que aquilo que pensas e se calhar mais que aquele que pareces nutrir por ti próprio, nunca esqueças que isto é apenas retorica, nada de pessoal.
    Aliás como já te tinha dito este exemplo de patranha onde caíste não é dos piores nem me parece censurável, por isso não sejas tão duro contigo mesmo, descontrai.
    Sim de facto é possível que continue na mesma…mas sempre é melhor do que piorar como parece ser o teu caso, mas ainda não perdi a esperança em ti.

    P.S. Já fizeste os trabalhos de casa? : )

    ResponderEliminar
  18. voz a 0 db20.5.12

    Não mudaste mesmo nada... Continuas a retirar coisas do contexto e a escrever os teus delírios... continuas a distorcer a teu belo deleito o que lês, e não sais disto... provavelmente tens que começar a treinar a capacidade de ler para além do 1º ou 2º parágrafo...

    E esta tua última aventura pelo mundo das patranhas está ao mesmo nível que a bela patranha contida em "acabar com as poupanças bancarias", que além de ser uma coisa de "ódio de estimação" algo de estranho para quem se faz de moralista sobre o ódio, fica mesmo ao nível de "mínimos olímpicos"...

    Como sabes não tenho tempo para TPC's deste nível de exigência, pois o serviço de distribuir malas ocupa muito tempo, e no final é muito, mas muito mais proveitoso...

    Só falta mesmo ver-te na TV a ganhar a medalha olímpica das "Patranhas!" agora mesmo em Londres! Ou em alternativa a da "Acabem com as Poupanças Bancárias!"

    ResponderEliminar
  19. Bruno António20.5.12

    Tu tens mesmo mau perder ….deves ser daqueles que quando perdem a jogar as cartas rasgam o baralho todo…que mau feitio…apesar de te repetir varias vezes que isto não é nada de pessoal é apenas retorica, do mesmo modo que ter um “odio de estimação aos bancos” é uma imagem de retorica, não são pessoas e o odio é um sentimento humano…consegues compreender isto? Vá lá faz um esforço…
    Curioso achares que eu devo treinar a capacidade de ler para além do 1.º ou 2.º paragrafo para quem ainda há pouco “jurava a pés juntos” a existência do crime de responsabilidade…
    Gostavas de me ver na TV ? ok… vou tentar só para te fazer o gosto, já agora qual é o teu programa preferido? As tardes da Júlia ? Ou as manhãs do Goucha? : )

    Vozinha, obrigado por estes momentos hilariantes, já me doem os abdominais de tanto rir…

    O tal abraço!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo20.5.12

    Bruno António, a azia teima em não passar, ou é falta de outra coisa?

    Se o chá de cidreira não fez efeito sempre podes tentar outra coisa:
    http://foruns.pinkblue.com/archive/index.php/t-58793.html

    krowler

    ResponderEliminar
  21. Bruno António20.5.12

    Azia? Estas a brincar? Sinto-me bastante bem : ) mas parece que ai o teu colega de turma pode estar a necessitar de um pouco mais de atenção, talvez esteja numa altura mais sensível..fala ai com ele sobre as tuas mezinhas caseiras , depois de fazeres os trabalhos de casa, claro.
    E se ele não quiser que faça como diz ai a tua Klowdia : “é chupar e calar”
    Atenção, não sou eu que digo é ai a tua colega do blog do qual me envias-te o link…Klowdia…Klowdia?….Krowler ?…
    Vocês são gémeas?

    O tal abraço : )

    ResponderEliminar
  22. voz a 0 db20.5.12

    ihihih Só mesmo um Bruno como você para me fazer rir... De resto a tua técnica continua sempre a mesma... E até acho engraçado, se bem que já começa a ficar maçadora... mas na falta de melhor! Continuemos...

    Então não existia "crime de responsabilidade"? Ó Professor Doutor Bruno , tem dificuldades em interpretar textos escritos em Português do século XX? Deixe lá... Isso passa com a idade!
    Existir existia... Não tinha era a consequência... Provavelmente os bacanos que você bem conhece esqueceram-se de ir alterar a outra lei, para castigar devidamente os criminosos... De resto já vi que a sua escolha de programas não faz muito o meu estilo, realmente os que menciona estão próprio para pessoas como você...

    Continuo a ver que odeia falar/escrever de ódio, apesar de sentir o sentimento e de este ser de estimação... Olhe que isso faz mal ao espírito e qualquer dia anda nas consultas de psiquiatria a tomar daquelas drogas que fazem rir... Às tantas até já anda daí a fuga! Mas não se preocupe que os médicos dizem que isso são efeitos secundários.

    Não sei porque teima em se fazer de modesto... Depois de uma lição daqueles de Direito e Cozinha Legislativa devia estar orgulhoso. Não é todos os dias que temos a hipótese de brilhar daquela forma, apesar de na sua elevada modéstia se considerar um ser escuro e sem luz!

    É pena... passou ao lado de uma bela existência...

    ResponderEliminar
  23. Bruno António20.5.12

    Meu caro discípulo:

    O crime existe…mas não tem consequência ? hmmmm … sem consequência …tal como te expliquei…o ciclo não se fecha…logo, legalmente não existe, foi um “aborto juridico” repara, não estamos a falar de poesia mas de legislação…há substanciais diferenças.
    Bem, mas vendo as coisas pelo teu exemplo talvez tenhas uma certa razão…afinal de contas tu és um autêntico aborto e ainda assim tiveste consequências …tristes…mas consequências.
    Epá , admiro a tua capacidade de te auto infligires com essas divagações és um verdadeiro kamikaze da internet … és realmente duro! ( de cabeça)
    Tens toda a razão esses programas não fazem o teu género…és mais do tipo “ cartas da Maia” porque gostas de inventar umas tretas para entreter o publico.
    Agora vai fazer os trabalhos de casa e nada de perderes tempo pelo caminho a colares autocolantes nos multibancos … mesmo sabendo que a SIBS não te pode acusar do crime de responsabilidade…afinal de contas és um verdadeiro irresponsável.

    Vozinha…O tal abraço ; )

    ResponderEliminar
  24. voz a 0 db20.5.12

    Meu caro Professor Doutor...

    Cada vez mais surpreendido fico com a sua selecção de canais e programas a que assiste... Já lhe disse que lá porque você adora ver essas coisas não tente impingir aos outros...
    De resto, acho que tem que pedir ao seu psiquiatra para aumentar a dose... a actual está a perder a eficácia!

    Então estava escrito numa Lei... E não existia?... Só mesmo vindo do sub-mundo da escuridão!

    Mas continue... Afinal no escuro todos os caminhos são iguais...

    Realmente adoro o ramo do entretenimento... Que é sempre bem melhor do que o seu!

    Além do mais acho que está a começar a sofrer de Alzheimer... Já lhe tinha dito que não tenho capacidade mental para fazer TPC com esse nível de exigência... Na próxima consulta não se esqueça... espere... é melhor escrever num autocolante e colar na testa, porque Alzheimer não perdoa e ainda chega ao consultório e não se lembra do que queria dizer ao médico, esqueceu-se! Tristeza... Uma mente brilhante assim perdida!
    Provavelmente são efeitos secundários... Muitas drogas dão nisso...

    E que coisa melhor pode haver na vida do que ser um verdadeiro cabeça dura e irresponsável... Só assim posso ter o privilégio de ter um Professor Doutor (Iluminado mas modesto) a tentar me converter... e olhe que se conseguir converter um aborto do meu nível vai ter direito a nomeação para Prémio Nobel no mínimo... Mais um Diploma e uma Medalha e uma Mala com Dinheiro... Para ajudar mais abortos, ou se preferir, e ainda estiver lúcido, ir passar férias num local com poucas setas e poucas casas, que é para não se perder...

    Estou nas sete quintas...

    Vá lá... Continue... Mas tente melhorar o nível dos programas que esses que você anda a ver, e a recomendar, ainda o fazem perder as qualificações olímpicas!

    Não se esqueça que devemos recomendar o melhor!

    ResponderEliminar
  25. Anónimo20.5.12

    Bruno António lê o texto abaixo.

    O que provoca a subida dos sucos gástricos?

    Em atenção a todos esses sofredores e também aos outros quase “merecidos” sofredores, que precisam de perceber um pouco mais sobre o a razão de termos azia e quais os melhores remédios caseiros para a combater, que propomos este artigo.

    fonte: http://www.dicascaseiras.com/2010/02/03/qual-melhor-tratamento-para-combater-a-azia/

    Enquanto não vem o proximo post do Max sempre vamos aproveitando para trocar boas ideias.

    Krowler

    ResponderEliminar
  26. voz a 0 db21.5.12

    Atenção caros leitores... Concurso aberto a quem quiser participar! O autor (pseudónimos) e respectivos familiares não podem... é das Regras!

    Quem adivinhar o autor desta frase leva um autocolante com a frase "Acabe com as suas Poupanças Bancárias" e pode ir colá-la na Caixa M.B. mais próxima de si!

    "é curioso como a falta de argumentos credíveis é proporcional as tentativas de descredibilização do interlocutor até roçar a fronteira do insulto… "

    É divinal... Se não tivesse lido, até pensaria que se tratava de uma patranha...

    Muito bom!

    ResponderEliminar
  27. Minha Nossa Senhora do Santíssimo Santuário de Guadalupe!

    O que é isso? Abro o blog após um fim de semana feio como tudo, com dor de dentes, terremotos, atentados, e que vejo? Pessoas que litigam, eis o que vejo!

    Mas eu digo: "Os últimos serão os primeiros"!
    Que não tem nada a ver, mas é só para lembrar que o blog aprecia a troca de ideias enquanto fica horrorizado com os ataques pessoais, que não têm razão de ser.

    Nobre Bruno, Nobre Voz, enterrem os machados de guerra, vivam como dois irmão num abraço de sabedoria e esperança, na iluminada estrada do Conhecimento que desperta as mentes.

    E mais não digo.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  28. Anónimo21.5.12

    ò Max, olhe que esse seu comentário quase parece maçónico... (ironia)

    ResponderEliminar
  29. Olá MAX... Não tenho culpa que só encostes a porta no trinco e deixes a taberna abastecida para o fim de semana!!!

    De qualquer forma, estou a adorar este breve momento lúdico, e no final disto tudo e, como gosta tanto de reiterar o nosso Professor Doutor Bruno António, "nunca esqueças que isto é apenas retorica, nada de pessoal"

    Por isso não te apoquentes que não vale a pena... Aliás acho meritória a tentativa que o Professor Doutor Bruno António está a fazer de tentar fazer com que um "aborto de consequências tristes" deixe de o ser...

    Cheira-me é que (pelo andar da coisa) ele não é lá grande Professor... Tem a mania dos TCP ultra-complexos e anda com umas ideias/afirmações muito ambíguas! Mas há que dar uma hipótese... Afinal de contas temos que ser uns para os outros! Só espero não acabar como o Abel...

    Um abraço MAX (não aquele, o outro!)... E se não quiseres bandalheira na Taberna II então fecha a porta à chave durante o fim de semana, e leva-a contigo, não a deixes é debaixo do tapete! eheh

    ResponderEliminar
  30. voz a 0 db24.5.12

    Bem... O pessoal anda a perder as qualidades lúdicas... Isso é mau...

    Para, eventualmente, encerrar a Comédia deixo a seguir o texto que os bacanos que a propuseram:

    "Tendo ainda em atenção a evolução do Ordenamento Jurídico Português ocorrida desde a publicação da Lei cuja alteração se propõe (1986), incluindo a revisão constitucional de 1997, e aproveitando o impulso legislativo, procede-se a um conjunto de actualizações." meu realce! Entre as quais o Artigo 7.º o meu favorito!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...