23 maio 2012

O ciberespaço no Utah

Numa pequena e calma comunidade no oeste dos Estados Unidos, onde a maioria dos 7.000 moradores são mórmones, o simpático Obama decidiu implementar a maior central de espionagem alguma vez vista.

A cidade é Bluffdale e fica no deserto e montanhoso estado de Utah, cuja população olha com espanto para o gigante que está em construção com as obras do Corpo dos Engenheiros do Exército.

Esta é a nova poderosa base da Agência de Segurança Nacional (NSA), que se tornará no centro de uma enorme rede mundial destinada a espiar todos os cantos do planeta onde podem estar em jogo os interesses de Washington. Ou seja: todos os cantos do planeta.

Carroll F. Pollett, director da Agência do Sistema de Defesa de Informação (DISA), fica contente como uma criança cada vez que falar do novo centro:
O ciberespaço tornou-se um novo campo de batalha. Adquiriu uma importância semelhante ao dos outros campos, terra, mar, ar e espaço. É evidente que devemos defender e torná-lo operacional
Ciberespaço? Ah pois, estamos a falar daquele que os militares definem como o "quinto campo de batalha".

O centro de dados de Bluffdale é uma estrutura enorme, cinco vezes o tamanho do Capitólio, que vai abrigar a mais recente tecnologia para interceptar, armazenar, descodificar e analisar a complexa rede de comunicações do mundo. Os seus computadores vão engolir dados ​​adquiridos por satélites, extraídos a partir da rede dos telemóveis e da internet.

Durante as primeiras fases, o projecto tinha sido mantido rigorosamente segredo até que foi revelado por uma investigação realizada pelo jornalista James Bamford, um especialista em intelligence.

Dona absoluta do novo centro será a NSA, a mais poderosa agência de os EUA, cujas capacidades e recursos estão a deixar atrás cada vez mais CIA e FBI. A especialidade da casa é a comunicação e análise de códigos.: basicamente um Big Brother de dimensões formidáveis, destinado a ultrapassar as polémicas de três décadas acerca do Echelon.

O complexo estará hospedado num bunker cujo custo final deverá rondar os 2.000 milhões de Dólares (não mal num País em crise) e ficará operativo a partir do próximo ano. Apesar da aura de secretismo, os media dos EUA fornecem alguns dados: quatro salas de 2.300 metros quadrados, cada uma cheia de servidores. E outras estruturas semelhantes para o sector técnico e administrativo. Isso sem esquecer o necessário sistema de arrefecimento e o fornecimento de energia.

Neste último aspecto, supõe-se a utilização de potência média, a mesma utilizada em pequenas cidades, e, obviamente, o facto do complexo ser auto-suficiente.

Para os especialistas, a guerra no ciberespaço entrou numa fase nova e perigosa, onde o desenvolvimento tecnológico será uma fonte de poder e controle.

Tome as informações serão recolhidas pelos satélites, em particular com a rede Echelon e as outras agências e centros de vigilância instalados no mundo; em seguida, os dados serão depurados, analisados e o que for relevante será enviado para a sede da NSA, no Maryland.

A origem do projecto? O terrorismo, óbvio.
Foi esta a motivação que levou a NSA a pensar na nova central logo após o 9/11, quando Geroge W. Bush ainda ocupava a Casa Branca.

O terrorismo não presta? Presta, presta...


Ipse dixit.

Fonte: Tercera Información

7 comentários:

  1. Descalabro total em Portugal, só falta cobrarem o ar que respiramos.
    .
    Hoje dei conta que a Câmara de Almada ( comunas de merda parasitas ), colocaram uma portagem ( cancela eletrônica ) para arrecadarem umas massas á malta que quer ir a praia.
    Bem, a notícia em si não me surpreende, o que me causa impressão, é de quem parte esta iniciativa, os comunas de merda parasitas.
    Até tu Alvaro Cunhal !!!!!!!!!!!!
    Venho aqui sugerir aos comunas de merda parasitas uma nova medida para aumentar as receitas, CHIP´s RFID no CÚ de todos os Portugueses ( homens / mulheres / crianças / maricas, os maricas vão adorar ), tudo monitorado via satélite, os americanos já tem a tecnologia, é só pedir ao Black Men OBAMA.
    Cobram ao quilometro percorrido desde que saem da porta de casa, tipo um euro por KM, vai ser uma razia na malta, já viu ........... muitos milhões só para a malta da Câmara aí de Almada.
    Depois dessa experiência pioneira das novas tecnologias, podia se expandir a todo nosso querido Portugal, como o Pinóquio Passos do Coelho, mais o Maçonico do José Relvas " o das secretas " que me faz lembrar um antigo presidente militar da república brasileira que dizia EU PRENDO E ARREBENTO ( um tal de João Figueredo, muito simpático militar da ditadura brasileira ).

    Á Portugal, o que te fizeram .................... já ninguem mais salva este país !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Pelo andar da carruagem, só falta cobrarem pelo ar que respiramos, e quem não pagar ....... mete-se uma rolha na boca, mais duas no nariz, e por ultimo o grande finale, uma rolha no meio do cú para quem não pagar a taxa do ar.
    Portugues que não tem dinheiro para pagar impostos, mais vale estar morto, na opinião dos nossos ilustres governantes:

    - Presidente da República das Bananas Anibal Cavaco Silva
    - Primeiro-ministro Passos Coelho
    - etc ....................................

    Para mandar 470 milhões de euros este ano para os países africanos + Timor, para isto há muito dinheiro, é claro, temos nós os palhaços dos contribuintes Portugueses.
    Quero que enfiem a solidariedade Portuguesa com outros países no meio do cú dos politicos Portugueses.

    Estou farto destes cabrões todos !!!!!!!!!!!!!

    Um abraço Portugueses, mostrem os dentes PORRRA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ramiro Lopes Andrade

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23.5.12

    Vejam isso!!

    Palestra sobre o clima na USP -SP

    "A ONU achou um jeito de implementar seu governo global, e o mundo será gerido por painéis pseudocientíficos".

    A avaliação é do Dr. Ricardo Augusto Felício, pesquisador em Climatologia Antártica e Variabilidade Climática, que denuncia os novos planos dos eco-imperialistas e a insistência em mentiras como o "aquecimento global".


    Vídeo:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qjHIYgeLKas

    O mesmo professor que foi ao programa do Jô.

    ResponderEliminar
  3. Olá Ramiro!
    Qual cancela? ainda não dei conta disso...

    Mas não fico surpreendido. Contrariamente aos comunicados oficiais, Almada é uma autarquia com dívida.

    E que acontece quando uma autarquia tem dívida? Baixa os ordenados de quem aí trabalha, causa evidente incapacidade?
    Não: obriga os cidadãos a pagar.

    Sempre acerca de portagens: http://a-sul.blogspot.pt/2012/01/memoria-futura_29.html

    A nova IC32 (Funchalinho-Coina, de facto uma autoestrada) é uma obra em boa medida inútil, pelo menos até quando não será completada: já existem a Nacional 10 e a autoestrada A2, todas vias paralelas.

    Faria sentido como via gratuita para aliviar o trânsito da Nacional 10 uma vez acabada. Mas não: paga-se desde já, mesmo com as obras ainda em curso.

    Resultado: desde Coina até Amora a estrada está vazia. Não com pouco trânsito: vazia mesmo, não passa ninguém.

    Doutro lado: se quero poupar utilizo a Nacional 10, se tenho pressa vou pela autoestrada que me leva até a Ponte para entrar em Lisboa.

    Mas não, os gajos têm que facturar, recolher até os trocos...

    "mostrem os dentes PORRRA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"
    Pois...

    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  4. Caro Max

    Foi ontem que vi na RTP.
    Os comerciantes a beira do mar , restaurantes estão com os cabelos em pé.
    Agora é que não vão ter fregueses mesmo.
    Anda tudo louco aqui em Portugal.
    Colocaram uma cancela com ticket, por 15 minutos é de " graça " depois é a pagar.
    Deve ser para a malta ir molhar os pés a correr, e voltar para casa.
    AMOR, FUI A PRAIA, MOLHEI OS PES E CÁ ESTOU , NEM PAGUEI PARA ESTACIONAR.
    hahahhahahahaha

    Nunca pensei ver disto em Portugal, é o fim da linha.

    Um abraço.

    Ramiro

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23.5.12

    Boa tarde Max, e o que voc~e pensa do Projecto Bluebeam, verdade ou contra-informação?

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. maria23.5.12

    Olá Max: interessante que de uns dez anos para cá, tudo que se refere a segurança tende a ser feito debaixo da superfície da terra. É bunker pra cá, e bunker pra lá. Parece que estão a considerar que alguns lugares da superfície vão ser mesmo varridos, é não é por efeitos climáticos. Ou então, tem tanta certeza que a miséria vai se espalhar feito peste pelo ocidente, e as populações podem se tornar mais "impetuosas", e aí sim praticar o terrorismo que o império pratica dentro e fora de suas fronteiras, acusando sempre "os outros". Ora...ora, pois os poderosos estão se enterrando, deve ser porque "é morrendo que se vive para a vida eterna". Abraços

    ResponderEliminar
  7. Sim, e o nosso governo já vendeu tudo o que sabia acerca destes dez milhões de infelizes a esta empresa chamada ingenuamente de EUA, que por sua vez venderá à peça a quem quiser, fazendo uma gigantesca fortuna. Mais do que o ouro Max, o que tem valor é a informação...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...