09 junho 2012

Alcoolismo

Alcoolismo
  • Quais as motivações que segundo o Leitor levam as pessoas a abusar das bebidas alcoólicas?
  • Como combater a difusão do alcoolismo?
  • Se o Leitor tivesse um filho/a alcoólico/a, qual seria a sua atitude? Quais as medidas práticas? 

22 comentários:

  1. Anónimo7.6.12

    Quais as motivações que segundo o Leitor levam as pessoas a abusar das bebidas alcoólicas?

    1 - Seguir o grupo. Encaixar-se no grupo.
    2 - Status
    3 - Estupidez
    4 - Necessidade (psicológico)
    5 - Gosto, paladar
    6 - Vicio (psicológico)

    Como combater a difusão do alcoolismo?

    Nem vale a pena tentar porque nunca vai parar. O aviso e o alerta começa em casa com cada um. Quem quer faz, quem acha que não deve fazer, não faz. Cada uma das escolhas vai ter um resultado. Seja ele qual for, aprendamos com ele.


    Se o Leitor tivesse um filho/a alcoólico/a, qual seria a sua atitude? Quais as medidas práticas?

    1 - Tentar perceber o problema verdadeiro que leva a pessoa a este tipo de acção e esse problema está mascarado precisamente atrás da acção, o que torna difícil a detecção Coisas que referi em cima na 1ª questão.

    2 - Ajudar no que puder tentando arranjar uma solução ou ajuda para a solução. Mostrar para a pessoa que o que faz é destrutivo. A partir daqui é com ela.

    3 - A solução começa sempre pela vontade do indivíduo em "curar".

    4 - Obrigar a pessoa a curar ou a fazer algo que vai contra a vontade dela, por vezes pode piorar a situação


    Nunca é algo fácil. Só estando na situação e passando por ela é que sabemos como reagiremos. Depende de muitos factores... tipo de criança, idade, ambiente envolvente (amigos, escola) e por aí fora.


    Abraço

    Bom blog

    ResponderEliminar
  2. Anónimo7.6.12

    Eu acho que o verdadeiro remédio está na prevenção...transmitir valores logo desde miúdo ao filho, e ensiná-lo a não cair no seguidismo...o mesmo vale para todos os outros itens.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo7.6.12

    O que leva alguém a beber? Ou a fumar? Ou a drogar-se? Ou a ter sexo arriscando a concepção de um filho? Ou...etc., etc.

    Sugestão psicológica. Estímulo artificial do desejo. Somos bombardeados dia e noite com imagens que sugestionam práticas desregradas, e que nos querem levar a imitá-las, convencendo-nos de que são a normalidade. E quando toda a gente cai na esparrela e realmente imita...então passa a constituir a nova "normalidade", como se sempre tivesse sido assim.

    Somos levados a imitar aquilo em que nos querem tornar. Querem moldar o nosso sistema de valores consoante a direcção em que nos pretendem levar e controlar, e consoante o dinheiro que ganham.

    ResponderEliminar
  4. Marcelo7.6.12

    1 - MÍDIA, MÚSICA, FILMES, MODA, PROBLEMAS PESSOAIS, INFLUÊNCIAS SOCIAIS

    2 - EDUCAÇÃO, INSTRUÇÃO

    3 - REEDUCAÇÃO, INSTRUÇÃO, AJUDA, SOLIDARIEDADE

    ResponderEliminar
  5. Anónimo7.6.12

    Daqui a bocado vêm os gajos todos do PS e do BE, de pau de marmeleiro na mão, a querer dar um atesto de porrada a toda a gente, com aquilo que estamos aqui a discutir....eheheheheh.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo9.6.12

    Bons tempos aqueles em que o blog era frequentado por fanáticos anunakis e nibiruanos. A direita retrógrada e imbecilizante, que há tudo de errado neste planeta culpa única e exclusivamente à esquerda, tá muito bem representada aqui pelos discípulos do supremo arrogante Olavo de Carvalho. O mesmo que lá no seu espaço se insinua talvez (quanta humildade, (talvez)) o maior pensador brasileiro surgido nos últimos 50 anos. Mas que ao vivo e a cores, num debate, se diz um pobre professor universitário. Lamentável. Se já não bastasse o segregacionismo pregado pelo mais "sagrado" dos livros, temos que assistir este senhor impingindo medo contra islâmicos. A idade média ainda não acabou pra este senhor que cobra uma nova cruzada à humanidade.

    Em outra argumentação pede atenção especial contra a teoria eurasiana, embora os mísseis da Nato, quem os têm em suas fronteiras são justamente russos e chineses. E ficamos aqui a discutir se os caras podem dar suas roscas pra quem quiserem. Se é contra os planos divinos, que deus os puna, não serei eu o inquisidor. e recuso a lançar quem quer que seja na fogueira da idade média que ainda está acesa.

    Na verdade cada um deveria espreitar seu próprio rabo e parar de jogar culpa por erros históricos de suas idolatradas instituições nos outros. Desculpem pela minha mente lavada pelas esquerdas deste mundo. Mas fico à pensar: deve ser por isso que em Cuba temos muitas crianças abandonadas, manguaceiros e crackeiros pelas esquinas. Pelo que me consta quanto a prostituição e jogatina em Cuba, na ditadura do Fulgêncio, era justamente pra estas coisas que os americanos acorriam à ilha.

    Adeus meu bom Max e me desculpe, minha mente há muito foi lavada.
    Walner.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo9.6.12

    ae walner to junto contigo em boa parte do seu post. nao esperava encontrar toda essa extrema direita por aqui, inclusive acho que mutos comentarios sao frutos de uma unica pessoa. faço uma leitura muito diferente do que alguns comments fazem sobre deus, familia, sexualidade. pra mim, deus nao pede vigilias, cultos, nao faz distincoes e nao pede que me agrupe em seu favor. isso tudo eh coisa dos homens, profetas eram homens, errantes como todos. tem gente se autoproclamando profetas ate hoje, vide valdemiro santiago e seus milagres fakes. meu deus so me pede que eu esteja bem, mentalmente e fisicamente, que saiba ate onde vai a minha liberdade sem atingir o proximo e que seja justo. meu deus é papo reto.

    alem disso, nao sou comuna mas tenho uma grande simpatia por cuba, gosto muito do jornal granma.cu . tamo junto ai walner.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo10.6.12

    ó gente, se há quem culpe univamente a esquerda, há quem ache, como eu, que isto não tem a ver com esquerda ou direita...tem a ver com descambanço e engenharia social...

    e quanto a isso da "extrema direita"...aqui ninguém é nazi, que eu saiba...ninguém tem vontade de ver gente metida em campos de concentração...não façam comparações ou semelhanças desse tipo...

    ResponderEliminar
  9. Olá Walner!

    É com muita pena que observo a partida, mas tenho que respeitar a decisão e agradeço a sinceridade.

    Como já afirmado, o blog vai mudar: após dois anos chegou a altura de ter a coragem para enfrentar novos desafios, caso contrário o risco é de ficar a repetir sempre as mesmas coisas e de viver num círculo fechado onde passar o tempo a repetir que sim, temos toda a razão e os outros não percebem.

    As quatro perguntas apresentadas tinham uma finalidade, que expliquei no final, mas foram um teste valioso: há um exército de pessoas, lá fora, que têm visões diametralmente opostas às nossas, e são pessoas que têm todo o direito de expressar o ponto de vista deles, mesmo que não seja partilhado por nós.

    Recuso pensar que "nós" temos sempre razão: é este fascismo intelectual levou até as condições nas quais vivemos hoje.

    São precisas humildade e coragem para ouvir todos, sem excepções. Sobretudo se, como no caso deste blog e no futuro, a ideia é ter um mínimo de recaída no mundo real.

    Em dois anos tratámos de muitos aspectos teóricos, juntámos dados, conseguimos individuar "inimigos", até alternativas: mas não podemos esquecer que o maior entre todos os inimigos somos nós. E "nós" somos "todos".

    O risco, como afirmado, é tornar este um blog onde repetir sempre as mesmas coisas, sempre entre "nós", quais fossemos um grupo de "escolhidos" donos da verdade.

    Se alguém tiver a necessária paciência, verá que em vários artigos do passado tinha alertado acerca da criação duma pequena "elite", um grupo de "eleitos" entre Leitores e autor: e tinha dito que este era um perigo, algo a evitar. Esta ainda é uma das directrizes deste blog, pois apesar de ser este um blog com contradições (e é, de facto) alguns pontos conseguem permanecer coerentes.

    Walner, foi um imenso prazer poder conhece-lo, sendo Vc. uma das melhores vozes que passaram pelo blog (digo isso porque li "adeus", pelo que suponho seja uma despedida). A única coisa que posso aconselhar é voltar para espreitar após o Verão.

    Entretanto, fica aqui um grande abraço e, quem sabe: no caso duma visita no Rio, já sei qual táxi apanhar :)

    Grande Abraço!!!

    ResponderEliminar
  10. Anónimo10.6.12

    Não, meu bom Max, não exijo pensamentos uniformes. Digo e dou demonstração. Aqui tínhamos a presença, que considero marcante, de gente que pensava de forma muito diferente da minha. Quem me vem logo à mente é Saraiva, simpatizante do espiritismo, ao qual tenho meus questionamentos. Sempre o respeitei e admirei por suas colocações e ponderações. Assim como Bruno Antônio.

    O que de fato me deixou impressionado em toda esta discussão são os ataques e a impositura, associados à uma total falta da assumição da responsabilidade sobre acontecimentos históricos por algumas correntes de pensamento. Se tornou muito fácil depois do malfadado advento soviético falar mau dos movimentos de esquerda. E virou "mudernoso" imputar tudo na conta da esquerda. Eu tenho cá comigo, uma visão que já expus anteriormente, que estes senhores globalistas nada criam. Eles captam sinais de manifestações e cooptam através da infiltração. Pode ser um pensamento simplista, mas é assim que vejo. George Soros hoje se aproxima de movimentos considerados de esquerda. Com certeza George Soros é um comunista!? Na verdade fizeram uma sopa de entulhos, em que de repente Bronfmans, Rothchilds, Rockfellers, Walburgs, Morgans se tornaram de fato agentes comunistas. Como se também, de fato, todos eles fossem judeus.

    Mas voltando a questão. Quem de fato transformou o mundo em mercadoria? Quem já anda a olhar os leitos dos oceanos como a nova fronteira extrativista, depois de exaurirem as reservas dos continentes? Quem acha que o sistema de mercado pode sofrer transformadoras mudanças nos seus enraizados conceitos, ou seja, produção no pico, crescimento econômico ao máximo, controle do desenvolvimento tecnológico visando ampliar vendas e deixando atrás de si um museu de novas tecnologias (a tal da obsolescência programada), com a desculpa (sempre o capitalismo as tem), de manter o mercado de trabalho. Que falácia, mais uma vez a culpa recai na conta do ser humano. De certo nada disso pode ser imputado aos alienados da esquerda. Aqueles que frequentaram os bancos universitários e foram lavados mentalmente. Um período que pode durar uns 6 anos. Mas a massificação consumista é por toda a vida. Basta um clique do botão pelas pequenas gerações. Botão já era... um aperto no controle remoto. Isso ocorre logo depois de balbuciar mamãe, e antes do papai. Realmente concordo contigo: todas as questões por ti levantadas enveredaram pelo caminho das crenças políticas e religiosas. Depois de ler tantos afrontamentos, que sei não serem pessoais, mas que contêm uma conveniência em acusar o pensamento de esquerda pelos males da humanidade, sendo que ainda por cima afirmam: todo pensamento de esquerda é resultado de doutrinação, de lavagem, como se algo puro em essência saísse dos canais televisivos corporativos e dos mais variados setorers eclesiásticos de todo o planeta. Me senti incomodado com o raciocínio, que sei partir de pensadores, não de frequentadores do blog, mas que por estes últimos são invocados. Este incomodo me fez participar, mesmo que em desacordo com os assuntos propostos.

    Bem sei, que o socialismo soviético e o chinês (um governo "dois regimes", não podemos nos esquecer) em nada diferem da selvageria capitalista no que se refere à guerra propagandista. Agora, quando focamos nossos olhos no futuro, dá pra afirmar sem medo de errar: o capitalismo é o sarcófago da humanidade.

    Daqui à seis mil anos abrirão a tumba do faraó Max Ramsés I e o encontrarão ainda de olhos arregalados, dentes a mostras, cabelos energizados e com algo que poderá ser confundido com algum armamento na mão, mas que na sua contemporaneidade se chamava controle remoto, e a faixa da Sampdória campeã de 2028, com a seguinte inscrição: "Vítima de fulminante AVC aos 45 do segundo tempo." A questão no futuro seria decifrar os hieróglifos e saber se de fato tinha o título havia sido conquistado, ou se Max havia sido atingido por fogo amigo. Um enigma para a eternidade. Conspiracionistas interpretarão as evidências.

    Ah! Volto após o verão Max.
    Walner.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo10.6.12

    Mas que dramatização essa do Walner.
    Parece uma criança que ouviu o que não queria.

    Este é o mundo real, onde ideais, facções, verdades e mentiras se afrontam. Tenha coragem para buscar o que acha certo, digno e verdadeiro, mesmo que seja dolorosa a verdade.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo10.6.12

    Walner não é o primeiro chegado a esquerda a fugir, podemos notar, ultimamente, que vários outros de mesmos ideais estão meio sumidos. É uma atitude típica dessa mentalidade, estão tão acostumados a criticar e falar mal das mesmas coisas, que quando confrontados com argumentos e fatos mais elaborados sobre o impacto de seus próprios ideais, ficam bravos e desviam o assunto, ou então, abandonam o debate. Uma pena, pois procuro aprender com ambos os lados, e enxergar dos 2 jeitos. Bom, o futuro vai mostrar quem está certo ou errado.

    ResponderEliminar
  13. Rapaziada não sejamos medíocres, não reduzamos o debate, vocês falaram suas baboseiras w wu contra argumentei. Cadê suas argumentações em contráriuo? Isso que deveria contar. Mas a verdade é que todos nós temos nossas verdades pré-estabelecidas, qualquer debate se torna um mero embate. Nada se transformará na canbeça de ninguém. Apenas expus o que penso e não li nenhuma contra argumentação. Apenas acusações de covardia. Ora vão plantar batatas. Apenas para irritar um pouco mais estas mentes tacanhas, digo que a instituição idolatrada aqui por parcela considerável, é um antro de homossexuais pedófilos. Agora uma coisa posso lhes garantir, dentro do movimento da teologia da libertação ainda não conheci e nem tive conhecimento de um único participante admirador de menininhos espadaúdos. A conversa pra boi dormir de que uma conspiração comunista anda interessada no desregramento de toda sociedade é uma tremenda babaquice. É jogar a culpa nos outros pelas suas imbecilidades. O capitalismo não precisa ser denegrido, ele é e sempre foi uma aberração e se o homem não trtansforar os seus conceitos basilares, já era. Na minha outra participação expus o que penso. Pra mim isso é fato. Espero contra arguentações não tolices. Estou aqui e sempre assinei meu nome. Nunca me escondi no anonimato. Portanto, não me chamem do que vocês são.

    Walner.

    ResponderEliminar
  14. Marcelo11.6.12

    O anonimo tirou as palavras da minha boca, também penso como tal.


    Sabia que tinha algo no meio disso tudo Walner, já reconheço de longe as ideologias como o anonimo comentou.

    O que tem de gente sendo paga por organizações ou governos de esquerda para se infiltrar dentro da igreja e desvirtua-la não é brincadeira.Isso é feito desde a década de 30 quando a KGB pagava agentes para se disfarçar de religiosos dentro da igreja católica.

    O resultado principal disso chama-se teologia da libertação e essa decadência que vemos hoje na igreja católica. Não basta para esquerda, se infiltrar na cultura, nas escolas, na política, agora também estão infiltrados na tradição milenar do cristianismo, estão a distorcer tudo.

    A Teologia da Libertação simplesmente ignora que historicamente foi a esquerda quem persegui e matou milhões de cristãos em todo o mundo. Grande parte dos sofrimentos que a Igreja sofreu nos últimos duzentos anos se deve à esquerda. A esquerda é a grande propagadora, a nível mundial, do ateísmo e de doutrinas anticristãs. Nas últimas semanas de dezembro de 2009 o Papa Bento XVI condenou novamente a Teologia da Libertação (TL). Nas palavras do Pontífice a TL realiza uma interpretação inadequada da Bíblia, nega-se a pregar o evangelho, direciona a estrutura da Igreja para atividades que são incompatíveis com o cristianismo e o mais grave, elimina a fé que existe nos fiéis.

    A TL afirma que o pobre é o lugar de Salvação e, por isso, a Salvação se dá por meio do pobre. Isso contraria gravemente os ensinamentos bíblicos e a doutrina da Igreja. Para a Bíblia e a para a Igreja o lugar da veracidade da teologia é toda a humanidade, com todos os seus grupos e segmentos sociais e, não apenas o pobre. Cristo veio para toda a humanidade e não apenas para os pobres

    O real intuito da TL não é libertar o pobre. Se realmente a Teologia da Libertação desejasse libertar o pobre, ela não apoiaria abertamente regimes tirânicos como Cuba e a Coreia do Norte. O pobre não passa de massa de manobra dentro dos planos da TL. O que realmente ela deseja é implantar na América Latina um regime fechado nos moldes de Cuba. Na prática a Teologia da Libertação funciona como uma cabeça de ponte, ou seja, de um lado, é uma forma de ideias e doutrinas não cristãs entrarem dentro da Igreja. Entre essas doutrinas cita-se: o secularismo, o ateísmo, a defesa de um Estado totalitário e, por causa disso, a opressão de toda a população.

    Do outro lado, a Teologia da Libertação funciona, a nível latino-americano, como um grande palanque político da esquerda. Não é crime uma facção religiosa ter uma ideologia política. Muitos grupos religiosos adotam posições e ideias políticas. Na prática o que realmente ela deseja é angariar a simpatia e os votos dos pobres para a esquerda.

    É preciso afirmar que sem dúvida a teologia e, portanto, toda a Igreja devem estar preocupadas e empenhadas em combater a pobreza, principalmente a pobreza extrema que causa a morte física do indivíduo. A sociedade cristã não pode admitir a existência de pobres e de pessoas morrendo de fome. Entretanto, a luta contra a pobreza deve ser feita por meio da doutrina social da Igreja e não por meio da ideologia marxista, opressora e totalitária defendida pela Teologia da Libertação. Os países que a TL apresentam como modelos (Cuba, Coreia do Norte, Venezuela) não extinguiram a pobreza.

    ResponderEliminar
  15. Marcelo11.6.12

    O líder da TL, Leonardo Boff, sempre foi um inimigo da Igreja. Desde os temos de seminário, Boff sempre deixou claro que seus propósitos não eram seguir a Cristo e ser fiel ao seu corpo - a Igreja, mas usar a Igreja visível – instituição - para seus propósitos revolucionários. Usar a Igreja, nesse sentido, seria arrebanhar fiéis e leigos na tarefa única de interpretar o livro o apocalipse em sentido político, sendo que o salvador do mundo não seria mais o juiz do mundo, pois tal tarefa passaria aos líderes políticos revolucionários. Tal visão de mundo, além de implicar em um juízo sobre o mundo e sobre a história que não respeita as diferenças entre ficção e realidade, soa como blasfêmia aos olhos de um verdadeiro fiel cristão, que reconhece no seu Cristo o Poder para salvar o mundo e transformá-lo através do Espírito Santo, e não por uma atitude política de grupos marxistas.

    Assim, segundo a teologia da libertação, a humanidade não pode mais esperar que o mundo seja julgado por Jesus. Os líderes mesmos deveriam ocupar o trono de Deus e iniciar um juízo sobre a terra, sendo motivados pela idéia de que milhares estão presos por um sistema econômico cruel e que a libertação desses escravos do capitalismo viria por uma transformação operada pela luta, e não pelo amor.

    A Teologia da Libertação é mesmo uma teologia revolucionária, que parte do pressuposto de que verdade não está em Deus e nem na Palavra, mas na dialética econômica materialista marxista que, segundo Boff, origina todas as sociedades. A teologia da libertação é o braço do movimento secular que quer destruir a Igreja por dentro. Sua natureza advém de um plano programado, voltado para a transformação do mundo pela ação dos falsos profetas. O apocalipse seria realizado, no sonho fictício de Boff, não por Jesus na Parusia (Segunda Vinda), mas por ele e seus seguidores. A mudança não é obra do Espírito de Deus, mas da luta desses grupos marxistas “angélicos” contra os “demônios” capitalistas. A teologia da libertação é uma teologia secular. Não surpreende. Hans Urs Von Balthasar já havia constatado isso: de que a Igreja do século XXI deveria se preparar para receber um ataque de dentro, promovido pelos falsos cristos e falsos profetas que apareceriam como herança do iluminismo humanista.

    A visão fictícia de Boff seria insignificante não fosse a maioria de nossos acadêmicos brasileiros com alguma intimidade com a Igreja serem adeptos fiéis desse movimento marxista. Claro. Para não ficar chato e nem entrar e contradição com os cristãos fiéis remanescentes que não se rendem aos sonhos de Boff, eles utilizam a autoridade da “bibliografia estrangeira” para legitimar o mesmo discurso proferido por Boff.

    Dessa forma, estamos assistindo a destruição da Igreja por dentro e por fora. A visão de Boff, como de tantos falsos profetas ao longo da história da Igreja, demonstra uma tentativa de substituir a autoridade de JESUS por uma outra teoria sobre o sentido da história, qual seja a teoria marxista.


    A esquerda e a TL são tão sujas, que estão até editando e republicando a Bíblia com suas próprias interpretações, querem ter sua própria Bíblia, não é possível que alguém não enxergue estas coisas.

    ResponderEliminar
  16. Marcelo11.6.12

    A Teologia da Missão Integral é uma variante protestante da Teologia da Libertação.

    A ideologia gosta de lidar com dinheiro, principalmente dinheiro dos outros. Enquanto na vida cristã cada seguidor de Cristo usa seus próprios recursos para abençoar quem está em necessidade, os adeptos da ideologia usam o dinheiro que é tirado dos outros, muitas vezes pela força. E usam não somente para ajudar quem supostamente precisa, mas também a si mesmos, tal qual fazia Judas.

    Judas, o apóstolo que traiu Jesus, era responsável pelo dinheiro que as pessoas voluntariamente doavam para os pobres. Ele usava o dinheiro para ajudar não somente os pobres, mas também a si mesmo, e ainda assim aceitou suborno para trair o Mestre.

    A traição ao Mestre pode ocorrer de diversas formas. Quando um cristão só ajuda os pobres com o dinheiro dos outros, vive disso e promove uma ideologia que defende o Estado no papel de tirador do dinheiro dos outros para supostas caridades, o nome de Jesus não é glorificado. É traído.

    Tanto os adeptos da Teologia da Libertação quanto os adeptos da Teologia da Missão Integral se julgam mais apóstolos do que os doze apóstolos de Jesus. Os primeiros apóstolos tinham na igreja um ministério de caridade não voltado aos descrentes ou à sociedade, nem mesmo a todos os crentes. Era voltado exclusivamente às viúvas que preenchessem certos requisitos.

    A ajuda da igreja era seletiva. Todas as viúvas em necessidade não tinham um direito automático de receber assistência. Elas tinham primeiramente de passar por alguns testes de qualificação moral.

    Contudo, mais comumente adeptos de teorias cristãs de linha marxista se baseiam na decisão dos primeiros apóstolos orientando toda a igreja judaica a entregar suas propriedades à liderança apostólica. Mas, ao contrário do que uma interpretação de Teologia da Missão Integral (MTI) faria, a intenção dos apóstolos jamais foi transformar a igreja numa mega-agência de caridade para toda a sociedade.

    A União Soviética, modelo do comunismo mundial como um todo, era oficialmente hostil à religião e oficialmente ateísta; não era irreligiosa, sem nenhuma posição quanto à religião, queria fazer crer que não havia Deus. Além disso, esse ateísmo se transformou numa espécie de vício anti-religioso. Esta prática começou com a alvorada do Estado comunista e hoje continua sob várias formas nos países comunistas, desde a China, desde a Coréia do Norte, e desde Cuba.

    A origem desse ódio e intolerância à religião está na essência da ideologia comunista. Marx alcunhou a religião como o "ópio das massas" e afirmou que "o comunismo começa onde o ateísmo começa".

    Protestantes, católicos, muçulmanos e budistas - os comunistas torturaram a todos. E membros de todas as crenças têm grande interesse em ver essa conspiração perversa recebendo a luz da verdade. Ninguém, muito menos uma organização central, contou as histórias das vítimas. Muitas delas são amargas, e estão todas frustradas porque esta vasta rede de intolerância brutal nunca foi exposta completamente. Os livros de história das escolas estão cheios de considerações sobre as Cruzadas, mas completamente caladas sobre a guerra comunista contra a religião, que é imensamente mais repressiva.

    ResponderEliminar
  17. Marcelo, minha nossa!

    Um Leitor decide afastar-se temporariamente do blog e ficam envolvidos Jesus, a Coreia do Norte e as Cruzadas?

    Lololol...no dia em que o blog fechar será o fim do Sistema Solar :)

    Calma, pessoal, peço um pouco de calma e de respeito. Este é um lugar para debater ideias, não para julgar o próximo.

    Abraço (e calma) para todos!

    ResponderEliminar
  18. Marcelo11.6.12

    Só estou mostrando o e falando o que ninguém tem coragem de dizer hoje em dia. Já que nós, como sociedade também somos parte do problema. É triste ver que muita gente é enganada com falsas doutrinas e ainda defende uma ideologia que distorce a realidade, as tradições e a história.

    Talvez eu esteja exagerando, mas só estou mostrando que tudo isso não é bem como acham que é, só não quero que continuem sendo marionetes do sistema. Não ligo a mínima se sou 1 entre centenas ou milhares de internautas ou leitores que pensa diferente.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo11.6.12

    Não se preocupe Max, só voltei porque não sei se fui chamado de covarde mais uma vez. Voltei para entender.

    Marcelo,

    Não entendi, quanto ao seu acordo com o anônimo. Espero que não seja em relação ao conceito covardia.

    Quanto ao assunto de alienação, é questão de ótica. Na minha mente lavada pelas esquerdas a igreja e as religiões de uma forma geral, total, são alienantes. Usei a Teologia da Libertação como armadilha já que sabia das acusações que pesam sobre ela, mas realmente penso que tudo que denigre a instituição igreja em nada deve a participação de seus clérigos, é tudo coisa de vira latas comunistas infiltrados. Resta saber a partir de quando, porque o manifesto comunista foi escrito no século XIX.

    A igreja não precisa do empurrão de ninguém pra descer a ladeira. O histórico dela nunca foi obra de ficcionista algum. Desde o conhecimento guardado a sete chaves nos arquivos do vaticano, que mantem a sociedade afastada de conhecimento que poderia abrir novos horizontes pra toda a humanidade, como até, as adulterações dos próprios evangelhos, que criaram cismos na instituição. Aí podemos nos perder por entre venda de indulgências, cruzadas, usura, a inquisição e suas festinhas juninas com fogueirinhas... até chegarmos aos nossos dias com as estropolias nazifascistas e a pedofilia. Desculpe se me esqueci de alguma outra virtude daquele banco de virtudes usado para a venda de indulgências.

    Não adianta Marcelo, você está perdendo tempo se a tua intenção é acusar a quem quer que seja pelas capetices da santa sé. Comunismo, ou até mesmo, capitalismo algum têm algo a ver com isso. Tais conceitos nem em sonho existiam quando a santa igreja cometia suas atrocidades contra a humanidade. Agora: se você estiver se referindo aos reptilianos... Com certeza estes sempre estiveram poraí prejudicando a boa imagem da santa igreja.

    Ninguém, absolutamente ninguém, precisa queimar o filme da igreja. Este filme é hors concour no badaladíssimo Framboesa de Ouro.

    Até breve Max, torço para que seu projeto tenha êxito. Um abraço.
    Walner.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo11.6.12

    ei...ser cristão é uma coisa, ser católico é outra...ao longo da história, os católicos deturparam e distorceram muita coisa...

    ResponderEliminar
  21. Anónimo12.6.12

    Walner,

    Include us out of this.
    http://olhares.uol.co.br/grande-luta-de-lagartos-foto1362313.htmal

    Queen Elizabeth.

    ResponderEliminar
  22. Anónimo12.6.12

    Excuse me my majesty. Glad to see you fine. Is that Phill at your side? Or it is Camila? Beautifull. Beauty little party. Don't worry, be happy. Turtles, Iguanas, crocos, I like all of them.

    By, by.
    Walner.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...