12 junho 2012

Os zombies de Assad

Tropas governamentais da Síria
Tinha que ser.

Como a comunidade internacional ainda não consegue tomar uma decisão acerca duma intervenção na Síria, é a ONU que tenta elevar a fasquia. Segundo um novo relatório, o regime de Assad:
  • rapta crianças
  • mutila as crianças
  • viola as crianças
  • tortura as crianças
  • utiliza as crianças como escudos humanos contra os rebeldes.
Nada mais? Claro que há mais, mas vamos com calma.
Radhika Coomaraswamy, representante especial das crianças nas Nações Unidas:
Muito ex-soldados falam de ataques em zonas civis e de crianças mutiladas e mortas. Raramente vi tanta brutalidade como na Síria, onde os rapazes são presos, torturados, justiçados e utilizados como escudos humanos. Há testemunhas que viram as crianças torturadas e ouvimos de crianças postos nos tanques e utilizados como escudos humanos para evitar os tiros.

E agora alguns pormenores para impressionar ainda mais a plateia e tornar tudo mais credível:
No passado 9 de Março, na província de Idlib, antes do ataque contra a aldeia de Ayn Arouz, as forças do governo raptaram dezenas de crianças entre 8 e 13 anos: foram utilizadas como escudos humanos, postos na frente das janelas dos autocarros que transportavam o pessoal militar no interior da aldeia.
Horror, meus senhores, horror. Nem o maligno Saddam Hussein tinha chegado até este ponto: ele gostava de utilizar escudos humanos, mas não crianças, ora essa. Nem o pérfido Khadafi atingia estes picos de brutalidade: costumava entregar Viagra aos soldados para violar as mulheres, mas não as crianças, isso não se faz, significa ser malcriado mesmo.

Mas é necessário. Os Países ocidentais ainda não conseguem tomar uma decisão, aliás, "a" decisão, por isso é preciso partilhar estas notícias, todas rigorosamente sem fonte, para que a opinião pública perceba: o regime de Assad é mau, mas mau mesmo.

Infelizmente ainda não há uma frente pro-invasão suficientemente forte, pelo que será preciso inventar algo mais.

Possíveis próximos passos:
  • as tropas do regime utilizam as crianças como prato principal nos churrascos antes de atacar as aldeias de inocentes; mas não as cabecinhas, que são guardadas e servem como bola para o futebol entre os soldados;
  • as tropas de Assad bebem o sangue dos civis (tipo zombies);
  • o regime de Assad esconde armas de destruição maciça;
  • o regime de Assad treina terroristas de Al Qaeda (reparem: a mítica formação ainda não foi utilizada pelos media);
  • falta também o testemunho desesperado duma jovem enfermeira ou de alguém que inspire ternura e compaixão.
De momento não consigo lembrar algo mais, mas a ONU tem uma fantasia muito mais desenvolvida e descarada, pelo que não terá dificuldades em encontrar algo ainda mais terrível. Sempre e rigorosamente sem fontes.


Ipse dixit.

Fontes: Corriere della Sera, Children e Armed Conflict (ficheiro da ONU em formato pdf, inglês)

3 comentários:

  1. Anónimo12.6.12

    Max, mas o que falar das fotos e imagens liberadas que mostram várias crianças mortas em fileira?

    É falso também?

    ResponderEliminar
  2. Olá Anónimo!

    Já publiquei uma fotografia da BBC que na verdade mostrava os corpos da guerra no Iraque.

    Mas além disso há de certeza mortos bem reais. Infelizmente.

    O problema é: quem disparou?
    O que se passa na Síria é uma guerra civil, na qual uma parte da população (uma minoria, acredito eu) pegou nas armas ajudada por elementos estrangeiros que atravessam a fronteira entre Síria e Iraque.

    Como em todas as guerras civis, há mortos inocentes e muitas vezes são a maioria.

    Todavia é interessante notar como as imagens difundidas sejam sempre alegadamente só das vítimas do exército de Assad. Os "rebeldes" não matam? Têm pistolas a água? Onde estão os mortos que de certeza os "rebeldes" provocam também?

    Como podemos ter a certeza de que as imagens mostradas sejam de verdade das vítimas do regime? Como podemos ter a certeza de que não foram os "rebeldes" a matar para depois apresentar as vítimas como mártires do regime?

    Não podemos saber isso. Mas o facto de que todas as mortes serem apresentadas como vítimas do regime não pode não alimentar algumas suspeitas...

    Abraçoooo!

    ResponderEliminar
  3. O próximo Resident Evil vai ser na Síria...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...