18 setembro 2012

Indefinidamente

Afinal a Federal Reserve não resistiu: falava-se de Quantitative Easing nº 3 e Quantitative foi. E que Quantitative, meus senhores.

Resumindo: 40 biliões de Dólares serão gastos cada mês para adquirir Títulos de Estado e Agency MBS.

O que é um Agency MBS? É simples: MBS significa Mortgage Backed Securities, isso é, títulos garantidos por...mútuos.

"Mútuos"? Nos Estados Unidos estão ainda com esta história do imobiliário, das casas, das hipotecas? Sim, exacto.

Ao longo de quanto tempo a Fed irá comprar? Indefinidamente.
E até qual limite? Nenhum limite: indefinidamente.

Pelo menos até quando o mercado não dar sinais de retoma, mas em qualquer caso até 2015 no mínimo.
E a Fed já disse que o montante pré-fixado (os 40 biliões/mês) poderá até ser incrementado caso o mundo económico não responda adequadamente.

Mas em concreto, o que significa tudo isso? Muitas coisas. Vamos ver.

O dinheiro? É nada.

Em primeiro lugar, e até é supérfluo lembra-lo, isso demonstra mais uma vez a forma como hoje é criado o dinheiro: liga-se a impressora. Qualquer relacionamento entre riqueza realmente possuída e dinheiro em circulação é um mero acaso. Não vejo como alguém possa ainda ter dúvidas.

Uma perguntas.

A seguir, uma pergunta lícita: mas com tanto dinheiro injectado com os Quantitative Easing (QE) apresentados nos últimos anos, como é que a economia americana ainda não levantou o voo? Possível que com cadência periódica os americanos sejam obrigados a criar dinheiro a partir do nada sem que isso melhore a situação? Os desempregados, por exemplo (14 milhões mais 4 milhões que não aparecem mas estatísticas oficiais), não diminuem, como é possível?

A resposta não é simples, mas pode ser resumida desta forma: os triliões injectados pela Federal Reserve com os anteriores QE nunca alcançaram a economia real: serviram para reconstruir (parcialmente) a base patrimonial dos bancos após a tragédia dos subprimes (2008, inicio da crise, lembram-se?). E isso explica também porque aquilo dinheiro todo nunca fez subir a inflação, como devia ter acontecido se realmente o dinheiro tivesse alcançado a economia real (empresas, famílias).

Mas quanto dinheiro conseguem engolir estes bancos? Muito, mas muito mesmo. Além dos QE, não podemos esquecer por exemplo os 16.000 biliões que a Fed entregou secretamente aos institutos financeiros durante e após a crise de 2008 (investigação GAO após pedido de Ron Paul e Dennis Kucinich).

O fim do Dólar?

Depois há um último aspecto que merece ser realçado. Os Leitores mais antigos provavelmente lembram do exemplo das maçãs.

Quanto vale uma única maçã presente num mercado? Muito.
Quanto vale uma maçã enquanto no banco ao lado é presente uma tonelada de maçãs à venda em iguais condições? Pouco, bem pouco.

Com o dinheiro a mecânica é a mesma. E no caso do Dólar é ainda pior.
Porque a partir de hoje, os Dólares são oficialmente a moeda utilizada para adquirir Títulos e Obrigações garantidos por mútuos hipotecários, numa palavra só: lixo. Ter Dólares no bolso é um pouco como ter uma percentagem destes Títulso e Obrigações. Que são lixo.

Mas que importa? Tudo, mas mesmo tudo para salvar os bancos.
É isso que interessa.


Ipse dixit.

Fontes: Bimbo Alieno, Página Transversal,

4 comentários:

  1. maria18.9.12

    Olá Max: medidas como essa são alardeadas como solução, e contagiam as pessoas que se informam nos mídias majoritários, dando-lhes a falsa impressão que os que conhecem economia estão tomando providências para equacionar a situação de todos, não dos bancos apenas. Como a expressão utilizada é mercados, e todos já sabem que vivemos numa economia de mercado, qualquer iniciativa do gênero soa como uma solução para os problemas do mundo.É uma porcaria, realmente! Abraços

    ResponderEliminar
  2. Rita M.18.9.12

    Indefinidamente, mas será que o sistema se aguenta eternamente?
    Todos os impérios acabam por cair... claro que depois vem sempre outro império.
    Um pouco como... quanto maior é a subida, maior a queda.
    Abraço
    Rita M.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo19.9.12

    olá Max,

    Pois é a "emissão de dólares" continua...Não tenho dúvidas que o sistema vai colapsar, só não sei quando nem como, mas sei que é insolvente.

    Só um reparo, eles nem chegam a ligar a impressora, é só uma questão de trocas de activos e passivos entre a Fed e os bancos americanos. E mesmo se algum desse "dinheiro" alcançasse a economia real, também era criado com um simples toque no teclado...

    Um abraço

    Zarco

    ResponderEliminar
  4. Marcelo27.9.12

    Ligar a impressora??? Não é preciso, basta digitar algumas teclas no computador e o dinheiro é criado. Tempos Modernos...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...