05 setembro 2012

O meu dentista

Peço desculpa pelo facto dos posts terem perdido uma certa regularidade, assim como lamento o novo atraso na correspondência privada. Infelizmente estou outra vez num daqueles períodos tristes nos quais os dentes (e as dores por estes provocados) ditam a agenda do dia.

Conselho pessoal: façam filhos sem dentes, uma vez crescidos agradecerão.

Como ontem fui ao dentista, aproveitei para gravar um curto vídeo. Muito interessante, pois relata o ponto de vista do profissional que cuida dos meus dentes com as mais avançadas técnicas. E nem é caro.
(Nota: eu sou aquele com o dente da frente novinho em folha).


É graças a ele que perdi o medo dos dentistas.
Agora já sabem porquê.


Ipse dixit.

24 comentários:

  1. Rita M.5.9.12

    As melhoras Max :)

    Abraço
    Rita M.

    ResponderEliminar
  2. Ricardo5.9.12

    Peuta queu pareu!!!

    Nossa... e podemos imaginar que pelo menos 80% da população mundial, mesmo nos EUA ou Europa vivem assim...

    Qualquer coisa, aqui no Piemonte já achei 3 dentistas brasileiros, viu? :)

    Brasil é um lixo, mas a única coisa que eles tem de bom são os dentistas... o estudo deles é bem mais aprofundado que o europeu...

    Fiz um tratamento de canal por esses dias... sem dor alguma... 3 sessões... ficou perfeito... 100 euros somente! :)

    [ ]s

    ResponderEliminar
  3. maria5.9.12

    Olá Max: nada como o conhecimento para a gente relativizar as coisas, não é mesmo! Mas, na verdade, a dor de dente é a terceira mais forte que alguém possa sentir. (Por ordem de "grandeza" da dor:câncer de ossos, queimadura de terceiro grau,problemas sérios com dentes)Logo, estás te livrando de sofrer muito! Sucesso!
    Ah,...e não esquece que a indiana do vídeo, só não desmaiou porque a poção mágica injetada contém ópio (anestésico, milenarmente utilizado, antes da anestesia que conhecemos)e antibióticos naturais que, reunidos com os condimentos indianos das refeições que ela faz, garantirão que a boca não apodreça. Abraços

    ResponderEliminar
  4. Anónimo5.9.12

    Max, eis algo que talvez mereça um post seu:

    Há cerca de 25-30 anos atrás, estavam à venda umas saquetas com um pozinho, chamadas Matricária. Presumo eu que é por o pó ser feito (mas não sei ao certo)à base de matricária, uma planta que alivia dores.

    Esse pozinho espalhava-se nas gengivas dos bébés quando os dentes começavam a nascer. Além de aliviar as dores, fazia os dentes crescerem mais fortes e saudáveis.

    Foi o que aconteceu comigo :). Quem for testemunho do mesmo, por favor, fale sobre o assunto...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo5.9.12

    "reunidos com os condimentos indianos das refeições que ela faz, garantirão que a boca não apodreça"!?!?!?

    se calhar foi mesmo isso que lhe estragou o dente!.....

    ResponderEliminar
  6. maria5.9.12

    Olá último anônimo que "falou": os condimentos indianos, assim como os mexicanos, ou as especiarias, outro modo de dizer, têm excelentes propriedades medicamentosas, uma das razões que explicam uma relativa saúde destes povos frente ao ambiente nada asséptico que os rodeia. Por outro lado, quando nós ocidentais típicos entramos em contato com seus alimentos, imediatamente sofremos de diarreia, na melhor das hipóteses. Considera que os padrões de medicalização são totalmente diversos, e nossos corpos ocidentais já sofreram ataques contra os anticorpos que outrora nos protegiam. Abraços

    ResponderEliminar
  7. maria5.9.12

    Olá último anônimo que "falou": os condimentos indianos, assim como os mexicanos, ou as especiarias, outro modo de dizer, têm excelentes propriedades medicamentosas, uma das razões que explicam uma relativa saúde destes povos frente ao ambiente nada asséptico que os rodeia. Por outro lado, quando nós ocidentais típicos entramos em contato com seus alimentos, imediatamente sofremos de diarreia, na melhor das hipóteses. Considera que os padrões de medicalização são totalmente diversos, e nossos corpos ocidentais já sofreram ataques contra os anticorpos que outrora nos protegiam. Abraços

    ResponderEliminar
  8. Anónimo5.9.12

    maria:

    "Medicamentosas", tudo bem..eEu sei que por exemplo, os indianos não costumam ter problemas de hemorróidas por comerem piri-piri, que "limpa" o sangue e que por isso desobstrui os vasos sanguíneos (razão pela qual, quando se come caril, também se começa logo a fungar)...mas nesse caso, por que é que aparece ali gente com os dentes todos podres? Porque depois de comer, nem sequer lavam os dentes (o que, dado o nível de pobreza, compreende-se), e aquilo fica lá por tempo indeterminado a criar infecções.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo5.9.12

    Deprimente ler um comentário racista contra o Brasil publicado nesse blog. O Brasil pode ter vários problemas, mas não é lixo e não tem apenas dentistas como a única coisa boa.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo5.9.12

    No aguardo dos posts sobre o 11/09 e sobre os fabians...

    No aguardo!!

    ResponderEliminar
  11. Olá Anónimo!

    "Deprimente ler um comentário racista contra o Brasil publicado nesse blog".

    Anónimo, como política do blog escolhi não censurar nenhum comentário: não faço isso quando insultado sou eu, imagine...

    O comentário em questão é de autoria dum brasileiro (Ricardo) e não tenho possibilidade nem de comentar em favor ou contra as palavras dele, pela simples razão que não conheço o Brasil e qualquer observação minha seria um disparate.

    Fazendo uma comparação, seria um pouco como um brasileiro falar mal de Italia(o meu País) sem nunca ter posto o pé lá.

    Quanto ao comentário em si: não conheço pessoalmente Ricardo. Sei que é uma pessoa que tentou "mudar de ar", como se costuma dizer, para melhorar a própria vida.
    Mas repare que nada sabemos dele.

    Faço um exemplo, se calhar estúpido: imagine que Ricardo seja uma pessoa nascida e crescida na pobreza (assim não me parece que seja, mas este é apenas um exemplo banal). Lógico que tenha razões de queixas acerca do próprio País, pois dele conheceu apenas um lado, o mais negativo.

    Um dos problemas da internet é que não fornece a possibilidade de falar de forma exaustiva com o nosso interlocutor, podemos só avaliar as palavras e isso é muito limitado.

    Qual foi a experiência de Ricardo no Brasil? Terá sido positiva como aquele do Leitor Anónimo ou terá sido negativa por causa de mil e uma possíveis razões? Como afirmado: não sabemos.

    Deprimente ler isso neste blog? Não sei. Ricardo tem justificado o seu ponto de vista ao longo dos meses. Isso não significa que tenha razão, significa apenas que não é um Leitor que apareceu por acaso e disparou contra o próprio (ex) País.

    Deprimente seria se o blog apoiasse a posição dele e ao mesmo tempo fechasse qualquer possibilidade de aprofundar o discurso (entre os Leitores, claro, eu não posso dizer muito neste caso): mas não é esta a posição de Informação Incorrecta.
    Por acaso, acho que seria bem interessante falar um pouco acerca do Brasil, prós e contras. Seria uma óptima ocasião para ficar a saber mais para quem, como eu, tudo desconhece neste sentido.

    Tal como não censuro um comentário negativo, não me passa pela cabeça de censurar um comentário que defenda o Brasil (e já apareceram).

    Mais não digo porque, como afirmado, não estou em condições de exprimir um parecer. Já tenho suficientes razões de queixa acerca do meu País, chegam e sobram :)

    Abraço!

    ResponderEliminar
  12. Olá Anónimo da Matricária!

    A Matricária é a camomila. Não admira que tenha boas propriedades. Mas nunca vi pó à venda. Nem aqui nem em Italia.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  13. FlávioAugusto6.9.12

    Max, veja esta notícia. Acho que você vai gostar...

    http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2012/09/05/mais-rica-do-mundo-diz-que-salario-ideal-e-o-africano-de-r-4-por-dia.jhtm

    ResponderEliminar
  14. Olá Rita, Maria e Anónimos Vários!

    Tenho como amigos uma família de indianos aqui e gosto imenso da cozinha deles. Picante, cheia de especiarias.

    O problema é o dia seguinte. Sem descer em pormenor, parece mesmo que as especiarias cheguem no intestino e actuem como uma espécie de Terminator: tudo aquilo que se mexe morre.

    O que nem sempre é negativo. Pode parecer esquisito, mas contra problemas intestinais um óptimo remédio é o piri-piri. Não pimenta, mas piri-piri mesmo. O piri-piri também chega no intestino e diz "Aqui agora sou eu que mando: todos calados". E de facto ficam todos calados.

    O piri-piri é feito assim, questão de carácter.

    Para mudar um pouco de assunto: no ano passado fui num restaurante chinês e decidi experimentar um molho esquisito que até então tinha ignorado: verde, muito claro, parecia gelado de pistáchio e o nome dele era Wasabi.
    Gostei do nome, fazia lembrar ilhas exóticas com meninas em fato de banho que traziam leite de coco gelado. Assim peguei numa colher bem cheia e experimentei.

    Só depois foi-me explicado que o wasabi é também chamado de "namida", lágrima, por via dos efeitos.

    Na altura não sabia, a única coisa que senti foi uma caixa de fósforos ligados que descia pela garganta, atravessando tudo até o estômago. Fui até o balcão (as bebidas ainda não estavam na mesa) onde estava uma empregada chinesa que não percebia nada até eu gritar como um desesperado "Água!!!".

    Aí percebi que o wasabi é obra do Diabo.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  15. FlávioAugusto6.9.12

    Concordo com o Ricardo. No geral, a saúde é sim um lixo. E outra coisa, não existia, até pouco tempo, um serviço de saúde bucal na rede pública. Todos nós sabemos disso. A saúde é um lixo, a educação é um lixo, a segurança pública também. Se você quer alguma coisa boa, tem de procurar a rede privada. Eu mesmo faço um tratamento dentário, na área de periodontia, em que sofro muito. R$ 1.000,00 cada vez que eu vou ao dentista. Tem mês que eu vou duas vezes.
    O problema do comentário é usar a palavra lixo. As pessoas ficam ressentidas por causa dessa palavra. Talvez fosse melhor usar outro termo, mas acho que não mudaria o significado.

    ResponderEliminar
  16. FlávioAugusto6.9.12

    Se o salário ideal for o africano, nós estamos perdidos.

    ResponderEliminar
  17. FlávioAugusto6.9.12

    Como vou tratar dos meus dentes ganhando apenas R$ 4,00 por dia?

    ResponderEliminar
  18. Olá Flávio!

    Li agora e fiquei sem palavras. 2 Dólares por dia (cerca de 4 Reais) o salário ideal? Só sé for para uma dieta que, ao que parece, a senhora em questão deveria seguir escrupulosamente...

    Estas pessoas têm grandes problemas. São pessoas que nunca trabalharam na vida, não sabem o que significa ganhar o pão, ignoram o sofrimento, não podem de maneira nenhuma dar o justo valor ao dinheiro.

    Uma pessoa que paga 2 Dólares os seus funcionários africanos e depois diz estar preocupada com os salários demasiado altos dos australianos é uma pessoa que vive numa outra realidade.

    Uma lobotomia total seria um bom tratamento e um justo acto em prol da humanidade.

    Obrigado!

    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  19. FlávioAugusto6.9.12

    Meu Deus, essas pessoas são doentes. O que ela propõe é praticamente um regime de escravidão. Vou até procurar saber se essa notícia é verídica mesmo, porque realmente é surreal.
    Mas realmente, Max, seria uma boa dieta para ela. Uma coxinha por dia.
    Abraços!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo6.9.12

    hahahahahahahaha
    Max se deu mal com o Wasabi!

    Comigo aconteceu a mesma coisa, coloquei uma colher na boca (pequena)
    porque meus amigos queriam me sacanear, disseram que tinha gosto de goma de mascar, fui experimentar e me ferrei, todos riram, foi engraçado.

    ResponderEliminar
  21. maria6.9.12

    Olá Max: camomila é uma plantinha simpática que ajuda a digestão, e prolifera em qualquer mato brasileiro. Tomar chá de camomila depois de ingerir uma colher de sopa de wasabe puro, pode fazer bem. Da próxima vez...
    Sobre a surpresa de saber de pessoas que vivem com 2 dólares por dia...ora, ora...pensei que fosse do domínio público que ser pobre significa exatamente isto, nestas paragens, e a bem da verdade, onde os meus parcos conhecimentos atingem, no resto do terceiro mundo, açambarcando também as populações periféricas dos "outros mundos" mais aquinhoados. Para deixar bem claro, para quem é miserável, ganhar 2 dólares por dia chega a ser um objetivo.Já como declaração da tal senhora...ela fala do lugar onde foi colocada, e no lugar onde está abundam imbecis.Poderíamos resumir, ela e outros tantos de mesmo matiz da seguinte forma (sem ofensa!): são aberrações políticas, éticas e cognitivas. Abraços

    ResponderEliminar
  22. Anónimo6.9.12

    Se a gaja dos 2 dólares é quem eu penso (Gina não-sei-das-quantas), é a maior industrial australiana na área das minas. E já não é a primeira vez que algumas declarações dela geram polémica.
    Ela que se pusesse no lugar dos trabalhadores dela e via o que era bom...

    ResponderEliminar
  23. Anónimo27.9.12

    Isabel
    Um dos brics em que nos querem transformar?"O presidente norte-americano Barack Obama saudou a Índia como «uma potência mundial» estabelecida, depois de ter sido acolhido com honras militares na sua visita de Estado à capital federal Nova Deli.

    «A Índia não é simplesmente um país emergente, é agora uma potência mundial», declarou Obama à imprensa após ter passado em revista uma guarda de honra, durante uma cerimónia no palácio presidencial."

    ResponderEliminar
  24. Que medo de um dentista assim.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...