22 novembro 2012

As estranhas visitas do vulcão Popocatépetl

Eu sei, eu sei: para manter o tom "sério" do blog, não deveria tratar destes assuntos, estas são coisas que no imaginário colectivo dizem respeito aos indivíduos com problemas mentais ou pessoas à procura de publicidade e sensacionalismo.

Mas a ocasião é demasiado boa para ser ignorada, apesar de não ser notícia "fresca" (é de Outubro). E depois o 12 de Dezembro está aí, mesmo ao virar da esquina: temos que estar prontos para tudo!

Uma das críticas mais frequentes ao fenómeno UFO (que, lembramos, não significa "homenzinhos verdes dum outro planeta" mas simplesmente "Objecto Voador Não-Identificado", isso é, algo que não pode ser reconhecido) é o facto deste nunca ser observado por homens de ciência. É por isso que o vídeo aqui apresentado é importante.

Mas vamos com ordem neste post anómalo.


O Monte das Pipocas

O vulcão Popocatépetl situa-se na região de Puebla, no México. Com uma altura de 5.452 metros, deriva o seu nome do idioma nahuatl: "monte" (tepetl) e "vapor" (popoca).
Não, não "pipoca": popoca.

Tudo bem, talvez os nahuatl não brilhassem como fantasia, mas o que interessa é que o o Popocatépetl é um vulcão activo desde muito tempo, bem antes dos navegadores ocidentais atingirem o Novo Mundo. É também um dos vulcões mais activos do México, com 18 erupções registadas desde o ano 1354 d.C., a última das quais aconteceu no Dezembro do ano 2000.

Lógico que o monte seja constantemente monitorizado: para estudar o fenómeno dos vulcões e realçar possíveis sinais duma maior actividade.
  
No passado dia 25 de Outubro, uma das câmaras utilizadas nesta vigilância captou um fenómeno muito particular: um aparente objecto que entrou (literalmente) no cone do vulcão. Não cinzas ou material incandescente expulsado pelo vulcão, mas um objecto luminoso, de forma supostamente cilíndrica, de grandes dimensões (bastante grandes: um quilómetro o comprimento, 200 metros a largura, segundo as imagens gravadas), com uma velocidade superior à dum avião (ou dum objecto em normal queda livre).
Tudo perante as câmaras "científicas".

O Cenapred, o Centro Nacional de Prevenciòn de Desastres, analisou o vídeo e determinou que efectivamente o objecto caiu no interior do vulcão; a possibilidade de que tivesse sido um objecto espacial (como um meteorito) é de 1 em 276 biliões. Como dizer: é precisa boa pontaria mesmo.

Além disso, a hipótese do meteorito tem outros problemas, entre as quais o facto do objecto gravado não interagir com a atmosfera (lembramos que a maior parte dos meteoritos desintegram-se uma vez em contacto com a atmosfera, razão pela qual apenas uma ínfima percentagem consegue atingir a superfície do nosso planeta). Não é visível nenhum consequente fenómeno explosivo após o alegado "impacto".

Um super-Ufo? Não, um câmara lenta

Excluída também a hipótese dum falso (a câmara em questão é um instrumento científico utilizado pelos vulcanólogos) ou um defeito de gravação (a câmara foi analisada, funciona bem), é preciso esclarecer: as dimensões do objecto são apenas aparentes, não reais. A câmera responsável pela filmagem faz parte duma estação de monitoramento do Popocatepetl situada num vulcão vizinho, o Iztaccíhuatl, e grava uma imagem do vulcão a cada 30 segundos.

Com esse grande tempo de exposição, as imagens do vulcão tornam-se mais espectaculares, e como consequência, qualquer objecto em movimento aparece com o formato "alongado", como um bastão. No vídeo do alegado UFO cilíndrico, aparecem na verdade três capturas, com aproximadamente 30 segundos entre cada imagem. Portanto, o vídeo do objecto foi montado com essas 3 imagens comprimidas em um tempo bem menor.

As aparentes e imensas dimensões do objecto são na verdade completamente falsas, resultado da ilusão óptica. Mas isso não desvenda o mistério: o que caiu no vulcão?

O vídeo

Portanto, sobra o vídeo, que vamos ver assim como foi proposto pelo noticiário do canal Televisa. Está em Castelhano mas é facilmente compreensível:


Então, ideias? Cada um pode ter a sua própria opinião, claro, mas não deixa de ser um acontecimento curioso para o qual até agora não foram encontradas explicações.

Obviamente, a primeira teoria que pode vir à cabeça é o facto do objecto ser uma nave espacial de origem extraterrestre: mas esta é apenas uma das muitas hipóteses que podem ser avançadas, e provavelmente nem a melhor delas (alguém consegue explicar porque raio um extraterrestre deveria percorrer anos luzes só para enfiar-se num vulcão?).

As explicações avançadas posteriormente pelo mesmo CENAPRED (meteorito ou satélite artifical) chocam com as dúvidas apresentadas antes e com o cálculo das probabilidades.

Moral do dia: há muitas coisas que ainda não percebemos.
Agora espaço para as opiniões dos Leitores.


Ipse dixit.

Fontes: Youtube, (link para vários vídeos acerca do fenómeno), Segredos ReveladosCENAPRED: Nota informativa acerca de las imágenes de un objeto luminoso sobre el volcán Popocatépetl le 25 de Octubre de 2012 (ficheiro Pfd, me Castelhano).

18 comentários:

  1. Anónimo22.11.12

    O físico Nassin Haramein explica em um vídeo, que os vulcões são portais dimensionais para a intraterra.. se não complicar, explica! rsrsrs
    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Oi Max! Todo mundo aqui na blogosfera já sabe que as naves podem ser originárias de outros planetas (que são bilhões, se contarmos só o que conhecemos a partir do nosso espectro visível) ou de tecnologia dos governos a partir dos eventos de Roswell (engenharia reversa) e expedições nazistas ao Oriente e Antartida. Isso está fartamente documentado.
    A dificuldade que nós, seres humanos encontramos é lidar com nossas limitações da realidade percebida, mas nada que fique fora de estudos relacionados a FÍSICA e MECÂNICA QUÂNTICA.
    Não é preciso lidar com “achismos”, quando se pode trabalhar com evidências, fatos e documentos, seja da antiga civilização da Suméria, seja dos órgãos governamentais e indivíduos persistentes como o Dr. Zecharia Sitchin.
    RIDICULARIZAR esse tipo de assunto sempre foi a temática dos controladores de plantão – vide o Caso do ET de Varginha. Eu, que moro próximo a referida cidade, tive oportunidade de “conhecer” o outro lado dos fatos, aqueles que passam longe dos programas idiotizantes de auditório.
    Muita coisa acontece bem debaixo do nosso nariz, mas nossos instrumentos de medição sensoriais são muito limitados. Felizmente a ciência avança com indivíduos que não têm rabo preso com as grandes corporações. E tais estudos, resultantes de muito esforço, vão sendo devida e progressivamente publicados.
    Cabe a nós simplesmente implodirmos nossos SISTEMAS DE CRENÇAS convencionais, pois muita coisa vem por aí. Para isso é preciso observar, captar, entender e refletir além do que “aparece em nosso campo sensível”. Um pouco diferente para nós, que nos acostumamos a lidar com a mente linear e o pensamento altamente analítico. Já é momento de pararmos de enxergar o mundo como um grande relógio (Capra em O Ponto de Mutação) e percebê-lo como um grande sistema integrado, com realidades paralelas (o mesmo autor – A Teia da Vida, ou mesmo um pouco de Max Planck, Einstein e Niels Bohr). Um pouco de Dr. Quantum ajuda http://www.youtube.com/watch?v=GF_4J-hq0FI

    Grande abraço amigo!

    ResponderEliminar
  3. Olá pessoal!

    Eu tenho sempre medo de tratar destes assuntos, pois as opiniões são várias e por vezes desencadeiam-se discussões ferozes entre as partes.

    Depois, verdade seja dita, é por vezes complicado distinguir a verdade da contra-informação (coisa bem diferente da "informação alternativa").

    Por exemplo. O Anónimo cita o "físico" Nassin Haramein e eu, ao ler este nome, fico parvo. O indivíduo é o mesmo segundo qual o cometa Elenin escondia na cauda Nibiru e outras afirmações sem nenhum sentido. Procurem na internet, se não foram retirados deve haver ainda vídeos hilariantes do gajo.

    Quanto ao problema das naves espaciais. É uma hipótese (que não pode ser ignorada), mas apenas uma. Há mais.

    Para mim é claro que o espaço é habitado por outras espécies, pensar que o Homem possa ser o único no Universo é arrogante, simplista e obtuso.

    Mas diferente é a ideia de que o fenómeno UFO (enquanto objectos não identificados) possa ser apenas explicado com as naves interestelares.

    Eu gosto da ideia de Jacques Valleé, o astrónomo francês bem conhecido no ambiente ufológico, e da sua hipótese dimensional (Passport to Magonia: From Folklore to Flying Saucers, 1969), o que explica também as várias aparições ao longo dos séculos.

    Acho ser difícil para nós ter uma ideia definitiva acerca do fenómeno. Casos deveras interessantes não faltam, apesar das tentativas (por vezes conseguidas) de apagar tudo.

    O importante é continuar a procurar, lembrando que se há casos que merecem o máximo da atenção (e caso Varginha é um destes), outros são fabricados com a intenção de desacreditar um fenómeno que tem origens bem antigas, levando-o para os trilhos do ridículo e afastando-o assim do grande público.

    Ao ponto que se na blogosfera a ideia dos extraterrestres é bem aceite, o mesmo no se passa na sociedade. O problema que nós vivemos na sociedade, não na blogosfera...

    Abraçoooo!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo22.11.12

    O CENAPRED no seu comunicado avança com duas hiopoteses a validar: Um Bolido (meteoro), ou então um pedaço de um satélite.

    As fotografias mostram um objecto cilindrico com geometria bem definida sem qualqeur rasto o que em minha opinião ( modesta, apesar de alguns conhecimentos em Fisica) descarta a hipotese do bolido.

    A hipotese de ser uma parte de um satélite não condiz tambem com a silhueta apresentada, repare-se que o cilindro tem uma largura constante e não em forma de gota alongada ou cauda ( situação aplicável para aquelas duas hipoteses).

    Resta então pensar-se noutras possibilidades. Vou mastigar um pouco mais este assunto

    abraço
    krowler

    ResponderEliminar
  5. Fernando Franco22.11.12

    Vivemos na sociedade e temos a blogosfera como ambiente de criação e compartilhamento de informação e conhecimento. É uma relação simbiótica e se torna construtiva quando bem explorada para fins de melhoria de nossas percepções frente ao mundo onde vivemos. Geram-se aí transformações sociais. Em momentos de caos gerado pela limitação da percepção dos eventos divulgados, é importante voar alto como águias, mas também ancorar-se profundamente nos fatos e em suas evidências, sem desconsiderar as várias possibilidades. O pensamento do cientista - uma dádiva intrínseca acessível a todos os cidadãos - não tem limites. Graças a ele avançamos.

    ResponderEliminar
  6. Fernando franco22.11.12

    Max, meu caro!

    O Informação Incorrecta é um desses canais de despertamento na blogosfera (aqui no Brasil a mídia chama de blog sujo), tão necessário quando estamos sendo massivamente entretidos com porcarias televisivas e fofocas de celebridades.

    O assunto é oportuno e a discussão, desafiadora.

    E assim vamos avançando.

    Abraço prá você!

    ResponderEliminar
  7. Anónimo22.11.12

    também há um vídeo posterior em que o mesmo ufo saiu do vulcão, ou então é a sequência em inversão de movimento

    ResponderEliminar
  8. ananias portugues22.11.12

    É O SUPOSITÓRIO DA TERRA

    ResponderEliminar
  9. Anónimo22.11.12

    Oi Max, Eu achei que fosse montagem... Não sabia que era de uma câmera científica. Aí a porca torce o rabo.

    Mudando de assunto, veja a matéria sobre a proposta do FMI em http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-proposta-de-economistas-do-fmi-para-sair-da-crise. Euacho que os consultores do FMI estão lendo um certo blog de informações incorretas.

    Faltausername

    ResponderEliminar
  10. Se for um resto do lixo espacial então só vejo um motivo: há astronautas na ISS com muito boa pontaria,!

    ResponderEliminar
  11. Ricardo23.11.12

    Um pequeno comentário não correlato:

    Minha esposa estava navegando lendo as respostas das pessoas no meu facebook nos posts em que eu publiquei pontos de vista meus. Alguns likes, pouquíssimos shares, alguns contestamentos construtivos... porém as pessoas pessoas com ponto de vista realmente contrário, ou ignoravam ou, o caso que deixou ela triste, alguém que foi totalmente agressivo de forma estúpida...

    A frase dela foi ótima e me fez pensar:

    "Estava pensando e na verdade eu me sinto mal por reclamar e não fazer nada mais concreto.

    Como se muda o mundo? Mudando o pensamento das pessoas.

    E ninguém muda ouvindo, ou, isso acontece muito pouco."

    A questão é essa... adoro a iniciativa do "papelzinho", ainda acho que valha à pena... mas infelizmente é isso... se conseguíssemos 7 bilhões de pessoas lendo o papelzinho... provavelmente iríamos chamar atenção de apenas 7 milhões e dessas, apenas 7 iriam tentar mudar a direção das coisas... :(

    ResponderEliminar
  12. Ricardo23.11.12

    Fernando Franco. Quantas certezas você tem!!!

    Muitos dos citados por você normalmente não apresentam argumentos plausíveis...

    Você critica, mas você segue um sistema de crenças também... apenas um não convencional...

    Correlacionar, com certeza, fenônenos UFOS ou com extra-terrestres ou com tecnologia militares (independente se plagiadas de ETs ou originais)... sem algo factível é complicado...

    Ao meu ver, o prícipal ponto onde a informação alternativa se torna negativa e se afasta completamente de conseguir passar a mensagem adiante... é na paranóia! Baseado em quê tanta síndrome de perseguição?

    Com tantos problemas, crimes, corrupções e conspirações acontecendo no mundo real, por que alguém investiria um centavo sequer para inibir pesquisas do fenômeno UFO?

    Vai saber...

    ResponderEliminar
  13. Fernando Franco23.11.12

    Ricardo, meu caro: não tenho certezas. São apenas pontos de reflexão a partir da percepção pessoal. E estou compatilhando. Só isso. Não objetivei, em hora alguma criar polêmicas nem dissensões. Grande abraço!

    ResponderEliminar
  14. Ricardo24.11.12

    Fernando Franco. Ok. Me desculpe se fui rude... mas gostaria mesmo que se tentasse notar no tipo de "tom" que eu cito na minha resposta...

    Não é algo pessoal, é algo que muitas pessoas "alternativas" tendem à fazer quando se expressam... e isso é, ao meu ver, um ponto muito negativo... temos que nos policiar para conseguir fazer com que as pessoas abram suas mentes antes de nos ouvir ou nos ler...

    ResponderEliminar
  15. Eu vejo duas hipóteses prováveis:
    1) Fraude, apenas com o objectivo de entreter as pessoas.
    2) Trabalho de uma equipa científica que foi visto por acaso por outra. Seria relativamente fácil um grupo de investigação arranjar financiamento para atirar alguma coisa, quem sabe talvez até uma bomba para dentro de um vulcão activo.

    Entretanto vou tentar ler o Passport to Magonia.

    ResponderEliminar
  16. Olá JJ: bem pensado, me parece. Se me preocupasse em levantar hipóteses, as minhas tocariam as tuas, nesse caso. Abraços

    ResponderEliminar
  17. Anónimo27.11.12

    O Sr. Keshe (Keshe foundation) explica algo sobre o fenômeno. Segundo ele, já é possível identificar muitos OVNIs, uma vez que já são identificáveis, por trabalharem com campos magnéticos, tecnologia que ele alega ter descoberto e já ter aparelhos para diversas utilidades, dentre elas, viagens intergaláticas.
    A explicação está em seu fórum, da página da keshe foundation.
    Abraços,
    Tiago

    ResponderEliminar
  18. Anónimo18.12.12

    nao sou nenhum estudioso, mas alguem ai asistiu o filme o nucleu, nele o tema principal era as alteracoes do magnetismo da terra provocando catastrofes.
    nas entrelinhas ficava claro também que havia uma guerra tecnologica entre os governos culminando com uma resposta que se daria perto do final. que eles haviam criado uma arma em resposta a uma outra que tiveram conhecimento fato facilmente associado ao HAARP.
    finalizando durante o filme ha um personagem secundario um cientista que construio uma capsula que teria condicoes de chegar ate o nucleo, maquina semelhante a esta lancadano vulcao o intrigante e saber com qual objetivo.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...