12 dezembro 2012

21.12.2012: o fim do mundo

Ainda com este raio de 21 de Dezembro de 2012?
Claro, meus Senhores: faltam 9 dias. Nove dias! São oito dias mais um! Ou sete mais dois.

E estou muito curioso: o que acontecerá depois? Há milhares de páginas na internet que fazem previsões de todo o tipo, desde o fim do mundo até as desgraças mais variadas. E depois? O que acontecerá no dia 22?

Nada. Será encontrada uma "actividade anómala do Sol", um terremoto "muito estranho" no Zimbabwe, alguém será contactado por seres do outro mundo e terá uma mensagem para toda a Humanidade.
Mas no dia 23 já estará activa a procura para a próxima catástrofe: poderá ser o 2012 adiado, um planeta em rota de colisão, pouco importa. O que conta é continuar a alimentar o circo, esta é a informação alternativa degenerada.

Voltando ao assunto 2012: para interpretar uma profecia Maya, a coisa melhor deveria ser perguntar aos Mayas. Que não são apenas "um povo do passado" mas que estão vivos e em boa saúde. Afinal parece uma coisa lógica: se Nostradamus estivesse vivo, seria normal perguntar-lhe o sentido das suas profecias. Mas no caso dos Mayas a coisa parece não funcionar da mesma forma: há uma profecia Maya, nós (que Maya não somos) temos a melhor interpretação. Curioso.

Wakatel Utiw, líder do National Council of Elders Mayas, Xinca and Garifuna (Conselho Nacional dos Anciãos Mayas, Xinca e Garifuna - estas últimas duas tribos da América Central), aquele que conta os dias do calendário maya e líder espiritual da décima terceira geração dos Quiche Maya, argumenta que o fim do calendário não tem nada a ver com o fim do mundo.
E também explica que o dia 21 de Dezembro de 2012 pode até não ser o fim do ciclo deste calendário:
Ao contrário da crença popular, os ancestrais dos Maya não concordam com o 21 de Dezembro de 2012 como fim do calendário. Um novo Sol representa o início de um Ciclo no sistema de Longa Contagem do calendário, de cerca de 5200 anos, o eles dizem que isso não pode acontecer ao longo de muitos anos ainda.
O Ancião e sacerdote maya Carlos Barrios, que estudou extensivamente o calendário, diz:
Os antropólogos visitam os locais do templo, lêem as inscrições e inventam histórias sobre os Mayas, mas não lêem os signos de forma correcta, é apenas a imaginação deles. Outras pessoas escrevem sobre a profecia em nome dos Maya. Dizem que o mundo vai acabar em Dezembro de 2012. Os antepassados ​​maias estão irritados com isso. O mundo não vai acabar. Será transformado.
Leonzo Barreno, um nativo guatemalteco que foi treinado pelos anciãos maias para ler os calendários antigos, apoia  o conceito de que a  "apocalipse" é uma má interpretação do calendário de contagem longa, que os anciãos maias ensinaram-lhe que o 21 de Dezembro deste ano simplesmente marca o início de um novo calendário:
Existem dois lados da história. O que conhecemos é o significado apocalíptico que foi dado à Contagem Longa. O outro lado da história é o lado maia, que vocês raramente vêem nos relatos dos media, porque eles nunca entrevistam o meu povo. Para nós, é um evento alegre, não apocalíptico. O que acontece no final de um calendário é o início de um novo.
Pedro Celestino Yac Noj, um sábio maya que vive em Cuba, afirma:
O dia 21 é para agradecer, o dia 22 dá as boas vindas ao novo ciclo, um novo amanhecer.
Nada de fim do mundo também no caso do sacerdote José Maia Manrique Esquive, o qual acredita que 2012 pode trazer a transição para um melhor momento da humanidade.

Isso enquanto Apolinário Chile Pixtun está cansado de ser bombardeado com perguntas sobre o suposto "fim" do calendário maia: apesar de tudo, não é o fim do mundo. Definitivamente não. E acrescenta:
As teorias catastróficas resultam de ideias ocidentais, não Maya.
Esta é a chave de leitura do fenómeno 21 de Dezembro de 2012: a hipótese catastrófica é toda ocidental.

E seria muito interessante aprofundar estes assunto: porquê? Porque esta necessidade duma data limite, após a qual nada será como antes, nem o nosso mundo? Uma ideia introduzida por alguém que tem interesse em manter elevada a tensão? Um sintoma do subconsciente da sociedade que "sente" o desmoronar das próprias bases? Um desejo de catarse? Ou simplesmente a obtusidade de blogueiros à procura de publicidade?

A resposta fica com o Leitor. E com os arqueólogos que recentemente descobriram um depósito de antigos calendários maias que vão muito além de 2012, até milhares de anos depois.

Acabamos com uma notícia, um vídeo e alguns links.

A notícia
A Nasa avisa que as histórias acerca do alegado fim do mundo representam um ameaça real para as crianças e os adolescentes com tendências depressivas. Algumas têm dificuldade em comer, outras dormem mal enquanto outras ainda ameaçam suicidar-se, como reportado pelo astrobiólogo David Morrison.

Os rumores começaram com as alegações segundo as quais Nibiru (e como poderia faltar?) vai colidir com a Terra em 21 de Dezembro, matando todos. Outros rumores incluem a repentina inversão do campo magnético da Terra e a ideia de que a Terra esteja a caminhar para um buraco negro no centro da Via Láctea.

Nem vale a pena comentar.

O vídeo
Muito curto, pouco mais de 2 minutos, mas bem feito e interessante. Está em Castelhano, com legendas em Inglês, mas percebe-se bem.


Os links
Tanto para realçar os níveis de demência atingidos:
2012 ( fim do mundo ) Nibiru vs Planeta terra Obviamente Nibiru que choca com a Terra. Todos mortos. 2012 & Nibiru Conformados em Crop Circle! Ainda Nibiru, desta vez com as profecias dos crop circles.
Nibiru e o fim do mundo em 2012 Desta vez são Google e a Microsoft que ocultam a verdade.
2012-Elite constrói abrigos para Fim do Mundo em 2012 Aqui é Jesse Ventura que explica o fim. Uma garantia.
Alinhamento em 21 de Dezembro de 2012 Um raro alinhamento galáctico no dia 21/12 no History Channel.

Na internet há muito mais, mas isso já chega (e sobra).


Ipse dixit.

Fontes. Daily Mail, International Business Times, Shift od the Ages, Mitakuye Magazine, CBC News, Daily Mail (2), Prensa Libre, The Telegraph, Washington's Blog, Washington's Blog (2)

3 comentários:

  1. Olha Max: quando começam a falar sobre conhecimentos dos nativos americanos, eu nem gosto de comentar, porque o desconhecimento é por demais estupidificador. Todo pensamento nativo americano está calcado em ciclos, não em linearidades. O começo, meio e fim pertence a tais linearidades, portanto jamais maias ou qualquer outro povo nativo americano profetizaria finais contundentes.
    O fim do mundo para mim é outra coisa, que quase ninguém entende como tal, e que li como resumo do pensamento de uma economista portuguesa, que vive faz "séculos" no Brasil- Maria da Conceição Tavares-sobre a derradeira cobiça dos mercados desregulados: fazer do colapso o "novo normal" sistêmico, às custas da exceção permanente de direitos e conquistas sociais. E acrescenta que os interesses ameaçados por esses mutirões progressistas (tipo Argentina, caso citado em post anterior, e eu acrescento: Equador, Bolívia, Uruguai, Venezuela...)do qual o Brasil - com seus limites que não são poucos - é um dos protagonistas de peso, jogam hoje a rodada do vale tudo. Isso sim é o fim do mundo! Abraços

    ResponderEliminar
  2. Minha opinião...
    1º - Eu não acredito em NADA do que diz a NASA, mesmo quando parece ter boas intenções.
    2º - Ta bem explicado no texto que os Maias nunca falaram em fim do mundo(o que me parece é que alguém quis que está ideia de fim do mundo fosse difundida pelo planeta e no caso é está a situação atual).
    3º - Os ditos senhores do mundo, tem em sua posse armas nucleares e de vários outros tipos como o tal HAARP, então todo cuidado é pouco, não sabemos na realidade o que pode estar pro trás de toda essa história de fim do mundo, e não sabemos o que esses "homens" podem estar tramando fazer e depois ficar como se fosse o cumprimento de alguma profecia.
    4º-Eu tenho certeza absoluta que o mundo não vai acabar em 21/12/2012, mas eu tenho conhecimento da história sobre várias civilizações e povos que já passaram sobre a terra e tiveram seu fim nem por isso o mundo acabou e o mesmo pode acontecer com os seres que hoje caminham sobre este planeta.
    O fim dessa civilização ou dos costumes atuais dos povos que andam pela terra não será o fim do mundo, mas pode acontecer.

    ResponderEliminar
  3. Olá Max e amigos

    Primeiramente desejo a todos vós Boas Festas e Muitas Felicidades!

    O que temos de concreto a respeito do dia 21/12/2012? Este dia será o solstício de inverno no hemisfério norte e solstício de verão no hemisfério sul. A noite será mais longa na Europa e o dia será mais logo para nós cá embaixo.
    Querem fazer fogueiras e comemorar? Façam isso! Afinal os celtas faziam isso todos os anos e a igreja não conseguiu eliminar essa festa pagã, porisso a mudaram para que se tornasse o aniversário de um respeitado profeta (que não nasceu em dezembro, por sinal). Esse dia é para se beber cerveja, leite, vinho, comer bolos e carnes assadas, frutas secas e castanhas. Amo castanhas portuguesas! Então lembrem desta amiga paulista quando abrirem uma castanha fumegante. Que tal revivermos as tradições européias que saudavam a mãe terra pedindo que ela fosse generosa no outono e na primavera para que todos (a terra, os animais e os seres humanos) tivessem fertilidade e fartura? Vamos ler os Maias de Eça de Queiroz e as Brumas de Avallon... e sair dessa frequencia de desastre iminente por favor!
    Porque nós fazemos dessa Terra o que ela é. Então façamos o melhor desejando o que temos de bom nos nossos corações. Nibiru não passou por Jupiter em 2011 e não derrubou a lua em nosso quintal. Estou contando com mis essa falha de previsão, que desfez esse delírio com promessas de mais vida para todos, até para o Leo que merece ganhar mais biscoitos no dia 21.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...