03 janeiro 2013

O 2013 segundo Geral Celente

Nunca neste blog falou-se muito de Gerald Celente.
Provavelmente foi citado, nada mais. Mas o fulano é interessante.

Celente é um trader forecaster, uma pessoa que faz previsões relativas ao estado da economia e da finança.

Diz acerca de Celente Wikipedia (que tudo sabe mas esquece de referir que o futuro primeiro ministro italiano em 2012 foi presidente da Comissão Trilateral fundada por David Rockefeller, international advisor da Coca Cola e membro do Senior European Advisory Council de Moody´s e lembra disso só quando um diário dedica um artigo ao assunto):
As previsões dele, desde 1993, incluíram o terrorismo, o colapso económico e a guerra. Previsões mais recentes envolveram o fascismo nos Estados Unidos, motins e revoltas fiscais.
Celente há muito previu o anti-americanismo global, falhas económicas e problemas de imigração nos. Em Dezembro de 2007 Celente escreveu que "bancos falidos, correctores queimados, cidades e estados falidos, credores estrangeiros que recusam os Títulos de Estado dos EUA [...] o palco está montado para o pânico nas ruas. [...]
Tal como as Torres Gémeas desabaram de cima para baixo, assim a economia dos EUA. [...] Quando as empresas gigantes caírem, vão esmagar o homem da rua também".
Nada mal, considerado que as previsões acertadas e proferidas em tempos não suspeitos. Particularmente crítico acerca da classe política americana, Celente tem do futuro uma visão pessimista: prevê o fascismo nos EUA e até uma revolução nos próximos anos. Considerado que as anteriores previsões revelaram-se acertadas e que hoje, segundo alguns, é reputado como o melhor analistas quando o assunto for a tendência dos mercados, há razão para ficar preocupados...

E que diz o bom Celente acerca de 2013?
A entrevista é do programa King World News, de Eric King:
Eric King: Gerald, quis dar uma olhada acerca da sua mais recente publicação e li: "É altura de para com as obrigações. As obrigações são uma bomba que está prestes a explodir com estrondo que ameaça fazer passar não só os subprimes mas também a Grande Depressão como normais abalos do mercado". Quer falar acerca disso?

Celente: Sim. Este artigo foi escrito pelo Dr. Paul Craig Roberts, ex-secretário assistente do Tesouro sob Ronald Reagan. Ele está convencido de que a bolha está prestes a estourar. Todos sabemos que esta situação não pode continuar, todos sabemos que o jogo está viciado, e então ....
O jogo inteiro é manipulado. Está pronto para entrar em colapso, o dr. Paul Craig Roberts acredita que 2013 será a altura em que será dito "basta com as obrigações" e explodirá uma bolha de títulos que vai causar um desastre financeiro ainda pior do que o Grande Depressão.

Eric King: Afirma que estamos no caminho dum colapso financeiro e que, logo este rebentar, tudo vai ficar de cabeça para baixo?

Celente: Claro, porque o mundo inteiro está apoiado sobre esses títulos falsos que agora estão destinadas ao colapso. Mais cedo ou mais tarde, isso tem que acontecer. As taxas de juros recomeçam a subir, e quando isso acontece a bolha dos títulos estoira. Não é possível manter as taxas de juros perto do zero por um longo período de tempo e esperar algo que não seja um desastre.

Eric King: Gerald, há um par de outras coisas das quais quero falar com você acerca daquilo que escreve na próxima edição do Trend Journal, a tendência do ouro e da prata, acerca da evidente manipulação e das medidas a serem tomadas. Poderia falar sobre o boom nas vendas de ouro e da prata que temos visto recentemente?

Celente: Mas como poderiam descer os preços do ouro e da prata? Acabamos de ouvir o presidente do Federal Reserve que tem re-apresentado outro QE [Quantitative Easing, ndt], agora chamado QE4. Ouvimos o chefe do Banco Central Europeu, Mario Draghi, que anunciou que vai haver um número ilimitado de transacções financeiras. Podemos ter todo o dinheiro que podemos desejar. Draghi prometeu fazer todo o possível para apoiar o mercado e vimos a tomada de posse dum novo primeiro-ministro do Japão [Abe, ndt]. O que disse como primeira coisa? Disse que gostaria que o Banco do Japão fizesse uma política de Quantitative Easing e que imprimisse mais dinheiro para desvalorizar a moeda do Japão.
Se olharmos para as enormes quantidades de ouro e de prata negociados no mercado das acções, podemos ver como é fácil de manipular esses dados. E são manipulados principalmente nos mercados asiáticos, à noite, quando as bolsas ocidentais estão fechadas.
Com o ouro nasceram as civilizações de ouro. Não quero dar nenhum aconselhamento financeiro, mas eu tenho uma conta para a minha reforma. Agora é o fim do ano e tive que por aí dinheiro. Adivinhem o que eu comprei? Ouro e prata.
Uma entrevista confusa? Na verdade não. O que Celente afirma é uma coisa bastante simples: todo este dinheiro criado a partir do nada, e em quantidades industriais, acaba por ter cada vez menos valor.
Também porque é dinheiro não utilizado para criar riqueza (infraestruturas, por exemplo), mas para manter vivo um mercado que vive por cima duma grande bolha, a bolha das obrigações, dos Títulos.

Não é a primeira vez que no blog fala-se deste assunto. Só que agora, segundo as palavras de Celente, parece que 2013 possa ser o momento em que chega a conta.
Será que o trader forecaster vai acertar mais uma vez? Não sabemos, mas é melhor esperar o contrário, porque Celente numa coisa tem toda a razão: se a bolha dos subprimes foi má, a bolha dos Títulos seria algo bastante parecido com um Armageddon.

E se alguém pensar "Tá bom, e o que tenho eu a ver com isso? Afinal são coisas da finança...". é só porque não consegue ver bem o filme. Aqui não se fala da falência de alguns bancos, do fecho de qualquer empresas ou da dívida pública: fala-se da queda dum inteiro sistema, o nosso sistema.


Ipse dixit.

Fontes: Il Giornale, Wikipedia (versão inglesa), King World News

7 comentários:

  1. maria3.1.13

    Olá Max:o amigo aí, o Celente, não prevê como uma população que vive endividada até o pescoço para manter um consumismo predatório, mas que lhe dá consolo para as amarguras da vida,vai arranjar dinheiro para estocar ouro e prata?
    Prevê, por acaso, de onde os reformados/aposentados que nem consumistas histéricos são,vão tirar fundos para comprar ouro e prata?
    Da minha parte, só me restará descascar as imagens da Igreja do Pobrezinho, na Bahía de Todos os Santos/ Brasil, que é completamente forrada de ouro.Abraços

    ResponderEliminar
  2. Anónimo4.1.13

    O caminho mais fácil para o domínio total dos indivíduos é a estatização da economia e uso desta para distribuir benesses e empregos aos apaniguados, criando o Estado babá e uma massa amorfa de bobalhões assustados dependentes do dinheiro público.

    Tudo no Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado”. O indivíduo não existe senão enquanto parte de um todo, que é o Estado. O indivíduo é nada, a massa é tudo. Controle a massa e controlará o indivíduo.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo4.1.13

    Então é um ótimo momento para ser fazer um empréstimo de, digamos, 50 mil euros, sendo pago em 10 anos, com taxa fixa... sem garantias... que no fim não valerá nada para eu pagar de volta? :)

    ResponderEliminar
  4. maria4.1.13

    olá Ricardo : um dos problemas é garantir o empréstimo "sem garantias". Um outro é que, a menos que utilizes o dinheiro emprestado para comprar terra, imóvel, prata e ouro,ele também na tua mão, de nada valerá, me parece. Abraços

    ResponderEliminar
  5. Ricardo4.1.13

    Olá Maria... quero reformar a casa que comprei... a casa está comprada... à vista... mas ela tem uns... 400 anos de idad! :)

    Estou vendo umas linhas de crédito para empréstimo pessoal, e não financiamento de casa ou carro...

    Acho que vou pegar uns cinquentinha mesmo! :)

    ResponderEliminar
  6. maria5.1.13

    Olá Ricardo:que beleza! Uma casa quase com a idade do nosso país como Terra de Santa Cruz! Eu adoraria uma coisa assim!Tenho uma amiga, ex aluna, inteligentíssima,que acabou, faz uns 20 anos, mudando para Espanha/Palência. Ela conseguiu um financiamento (pena que para pagar em 30 anos, pois não tinha dinheiro a vista)para re-erguer uma casa auto suficiente do século XIV, que estava quase totalmente enterrada (daquelas que tinham padaria, cavalariças, um pátio interno cercado pela própria casa, bem do estilo espanhol). Tu não imaginas o que ela desenterrou: ferrolhos da época, mil coisas de carvalho intactas...até tamancos. E aos poucos construiu uma hospedaria na montanha palentina, que ela mantém funcionando, e é ma-ra-vi-lho-sa! Bueno...tua situação é outra, mas que essas coisas me encantam...lá isso me ecantam. Sucesso! Abraço

    ResponderEliminar
  7. Ricardo5.1.13

    É... o Brasil é muito jovem. Enquanto não arrumo minha casa de campanha, eu alugo outra no centro antigo. Essa tem singelos 900 anos de idade, assim como todas as vizinhas! É realmente espetacular. A cidade inteira é assim. Se não fossem as roupas e os poucos carros que passam, eu diria que vivo nos tempos de capa e espada! :)

    [ ]s

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...