27 março 2013

Portugal: Sócrates na televisão

Post para Portugal.

Circula uma petição pública contra o regresso de José Sócrates, ex Primeiro Ministro, na televisão em qualidade de comentador (não retribuído). E já fui convidado por várias pessoas a assinar.

Não vou assinar porque é estúpido e hipócrita.

Qual a razão para assinar? A razão apresentada é que Sócrates deixou o País com uma dívida pública enorme. Que como explicação não tem sentido: porque a dívida pública não é e nunca foi um problema.

Mas se a dívida for um problema aos olhos de alguns, então seria engraçado perceber quem foi que mais contribuiu para a subida da dívida ao longo dos anos. Sabem quem foi? O nome dele é Aníbal Cavaco Silva, conhecem? Para os mais distraídos, é o actual Presidente da República. Viram uma petição para a demissão do Presidente por causa do "buraco" que provocou no País? Não? Então, queridos Portugueses, expliquem lá: porque Sócrates sim e Cavaco não?

Mais: já esqueceram quem foi a "empurrar" o então Primeiro Ministro José Sócrates a aceitar a intervenção do FMI? Não se lembram? Dou uma pequena ajuda: o nome era Aníbal Cavaco Silva, ao lado do Partido Social Democrata.

O desejo é falar das despesas? Então podem dar uma volta na internet e procurar os mais recentes dados de Portugal. A Dívida Pública aumenta, a despesa do Estado aumenta. E Sócrates não está aqui há dois anos. Quem governou entretanto?

E expliquem outro pormenor: como é que a televisão está repleta de comentadores políticos do PSD, o mesmo do Presidente e do actual governo, e tudo está bem até quando não aparecer um gajo dum outro partido? É este o vosso conceito de "Democracia"? Marcelo Rebelo da Sousa, Marques Mendes, Luís Filipe Menezes e outros ainda: e nem um dum partido que não seja PSD? Lembram da Dívida de Sócrates mas não vêem a lavagem cerebral que sai dos ecrãs?

Eu não defendo José Sócrates, que é o que é. Simplesmente digo que faria sentido, eventualmente, uma petição contra todos os políticos que circulam na televisão. Pode ser uma boa ideia, eu assinaria. Mas só contra um dele, e porventura nem o pior, nem pensar. Tentamos não perder um mínimo de seriedade ou, pelo menos, de respeito por nós.

(nota: em vez que perder tempo com estes disparates, vejam os comentários de Constança Cunha e Sá na TVI24).


Ipse dixit.

7 comentários:

  1. Anónimo27.3.13

    Ó Max...não é por ele ser político...é por ter sido ex-primeiro ministro, mais especificamente. O Santana Lopes também é comentador, mas esse mal chegou a ser PM. Se viesse Guterres ou Durão Barroso como comentadores, por exemplo, eu não gostava mesmo nada...é uma autodefesa maior que a dos outros políticos comentadores.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo27.3.13

    Eu tambem nunca votei Socrates, aliás nem voto em ninguem, como já disse por diversas vezes neste blog. Os meus motivos tambem já foram explicados.

    Sobre a dívida pública, o Socrates entre 2008 e 2010 aumentou a mesma em 22%.
    Este governo em dois anos contribui com um amento de 30%.
    Como referiu o Max a divida nem é o problema.
    Por isso haja paciência.

    Façam lá um peditório para varrer todos os comentadores politicos, cujos comentários são pura manipulação da opinião pública, que eu assino na hora.

    Quanto à entrevista em sí, vi um pouco enquanto jantava. Lamentável a postura daqueles dois entrevistadores. Clubite pura e dura. Politica para idiotas.
    Só tenho pena de durante alguns minutos ter contribuido para aumentar as audiências.

    Krowler

    ResponderEliminar
  3. Concordo consigo quanto à ignobilidade da petição. Não concordo consigo pelas razões.

    Que eu saiba a liberdade de expressão ainda impera, e o que não falta são Grande Otários por aí a dizer parvoíce, e como tal qualquer cidadão deverá ter direito a tempo de antena.

    Neste caso até penso justificar-se, com ou sem razões obscuras por trás, que um político com o impacto que José Socrates teve na política Portuguesa, venha defender o seu ponto de vista.

    Concordaria com a vinda de comentadores de todos os partidos políticos e até mesmo daqueles que discordam em absoluto com a política. A meu ver, quantas mais opiniões diversificadas mais contribuição será dada para a educação política da sociedade.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo28.3.13

    Olá Max,

    Concordo em absoluto contigo, ontem por coincidência fui beber café à hora da entrevista e o dono do café berrava que Sócrates devia estar preso pela dívida astronómica que deixou...o homem passa o dia com a televisão ligada, e facilmente se conclui que é impressionante o nível de intoxicação politíca que é incutido pela televisão às pessoas...ainda argumentei, que este governo foi eleito com falsas promessas e que ele mais do que ninguém , está a sentir na pele a crise no seu negócio, com o aumento do IVA para 23% e a diminuição de clientes pela diminuição do rendimento das familias. Mas o o homem estava possesso e irredutível,este governo não tem culpa, a troika é que os obriga a tomar as medidas, e Sócrates é o único culpado da vinda da troika.
    Ora isto passou-se em Lisboa, e penso que no resto do país, a maioria não pensará muito diferente...

    Para mim para além de que ou existem comentadores de todas as cores politicas, ou varrem-se todos do ar, esta é mais uma razão para dar tempo de antena a Sócrates, rebater mentiras que foram propagadas durante tanto tempo e por tantos comentadores laranjinhas que "viraram verdades".

    Zarco

    ResponderEliminar
  5. koalabomb28.3.13

    É bem verdade Max o que dizes, a verdade pura e dura é que desde que Portugal entrou em democracia não tivemos 1 único governo/governante/parlamento decente (isto já é antigo, vem pelo menos do tempo dos partidos da monarquia parlamentar).
    Dizem que a culpa é dum, depois atiram para outro, é o jogo do rato e do gato, ora a culpa é tua, ora a culpa a minha.

    É questão de perguntar, não será culpa de todos? não será culpa do sistema?

    abraço

    ResponderEliminar
  6. Com este episódio da petição contra Sócrates tive uma epifania: as pessoas movem-se muito mais pela raiva do que pelos ideais.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo28.3.13

    Isto só prova quão insuportável ele se tornou para o país. E agora o passo faz o mesmo que ele: ameaça demitir-se caso não lhe aprovem o orçamento. E entra o Seguro, coisa que a maçonaria sempre quis. Tristeza. É por isso que eu já deixei de votar.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...