26 abril 2013

Leitores Feeds RSS

Começamos com uma novidade: Informática Incorrecta fecha. Não que seja uma grande perda: por
causa da falta de tempo, o blog de informática sempre foi bem pouco actualizado.

A boa notícia (por assim dizer) é que será dedicado um espaço ao assunto Informática, tal como acontece por exemplo com a História, a ABC da Economia e outros ainda.
O espaço será visível na coluna de direita, aqui em Informação Incorrecta, quando estiver pronto (pois, o tempo...).
Os assuntos dedicados ao mundo dos computadores serão simplesmente sinalizados aqui e disponíveis trâmite um link na página da Informática.

É tudo. E agora?
Agora falamos de feed.

Feeds! 

Todas as pessoas que gerem um blog ou quem deseje manter-se informado acerca das últimas notícias favoritas, conhece a importância dum leitor de feed. Até hoje o leitor que quase todos utilizavam era Google Reader: que, todavia, deixará de funcionar desde o dia 1 de Julho de 2013.

E os outros, os Leitores que não utilizam os feeds? Mau, muito mau: em vez que visitar dezenas de blogues a cada dia, só para ver se há novidades, é muito mais prático utilizar um reader, que faz tudo sozinho: procura as actualizações e junta tudo num único espaço, bem mais funcional. Será o Leitor, de seguida, a decidir se entrar no site que publicou a notícia ou se não. Dado que hoje quase todos os sites ou blogues disponibilizam um feed, é evidente como um leitor de feed seja a maneira melhor e mais rápida para manter-se actualizado acerca dos nossos assuntos preferidos.

Problema: qual leitor escolher? Agora que Google Reader irá desaparecer, vamos ver quais as melhores alternativas.

Começamos com dividir os leitores em três categorias: os plugins (as extensões que devem ser instaladas no browser, o navegador como Firefox, Opera, Chrome, etc.), os em versão desktop (verdadeiros programas que funcionam de forma autónoma), os para smartphone.


Plugins

Feedy
Provavelmente a melhor escolha. Pena não estar disponível em Português.
É possível aceder com a conta Google e importar desta forma todos os feeds de Google Reader.
Muito boa a gráfica, que é possível personalizar.
Defeito: um pouco lento.
(funciona com Firefox e Chrome)

Newssitter
Simpático mas não o melhor. Não está disponível em Português, é mais limitado quando comparado ao Feedy: por exemplo, para adicionar um feed é necessário inserir o endereço exacto do feed e não simplesmente o nome do blog ou site, como acontece com o rival. É mais virado para o público dos Estados Unidos e a gestão dos feed pré-instalados não é intuitiva.
(funciona com Firefox) 

RSS Feed Reader
Extremamente simples e rápido. As configurações são mínimas, é sem dúvida básico, mas oferece o essencial abrindo uma pequena janela num dos lados do navegador.
(funciona com Chrome)

Slick RSS
Ligeiramente mais avançado do que o anterior, com mais funções, sem dúvida simples, mas mesmo assim não particularmente funcional e com alguns erros no layout (na versão não reduzida das notícias). Há opções melhores. Em Inglês.
(funciona com Chrome)

RSS Live Links
Este é um leitor um pouco diferente: não permite a leitura dos feeds mas apresenta os títulos numa pequena janela. Ao clicar num título, é aberta a página original do conteúdo. Doutro lado, o nome da extensão é "Live Links". Poucas as opções, mas funciona bem e é rápido. Claro, não é um verdadeiro leitor...
(funciona com Chorme)

RSS Speed Dial
Opera tem um leitor de feed integrado, pelo que nem necessita dum leitor externo ou de plugins (eu bem digo que Opera é o melhor...); mas com esta extensão é possível posicionar um feed numa página Speed Dial. A miniatura mostrará apenas o feed dum só site ou blog. Funciona, mas não sei quanto inteligente possa ser...
(funciona com Opera)

Live New Feed
Funciona de forma parecida com o anterior: opções quase nulas, mesmos limites, mesmas considerações.
(funciona com Opera)

Desktop

Talvez não seja a opção melhor: com plugins para navegador ou serviços online, acrescentar mais um programa ao nosso computador não parece fazer sentido. Em qualquer caso, eis dois serviços portáteis (não requerem instalação):

QuiteRSS Portable 
Clássico leitor, completo de tudo, até disponível em Português. Funciona com praticamente todas as versões de Windows, engraçado e muito configurável. Boa escolha.
(Download)

Feed Notifier Portable
Não é um verdadeiro leitor, mas um programa que avisa da presença dum novo feed. Fica como ícone na barra de ferramentas (na parte baixa do ecrã, perto do relógio), ao detectar a publicação dum novo feed abre uma janela popup com respectivos título e ligação. Engraçado, mas não em Português.
(Download)

Desktop Ticker
O máximo para quem deseja nunca perder um feed. Desktop Ticker visualiza uma barra (que pode ser arrastada em várias posições no desktop) na qual correm os últimos feeds publicados. O efeito é parecido com as notícias em escorrimento durante os noticiários televisivos. Não está disponível a versão portuguesa (tanto para variar), mas não faz falta: uma vez introduzidos os feed, é só esperar que as notícias sejam publicadas e, eventualmente, clicar nelas para aceder ao relativo site. Pormenor interessante: "pesa" apenas 95KB!
(Download)

Smartphones

Muitas as opções disponíveis e, coisa interessante, não é preciso pagar para ter um óptimo programa. Além do incontornável Feedly (o mais utilizado), merecem destaque Feed+ (não muito difundido mas um programa prático, que vale a pena experimentar) e RSSDemon, ambos com leitura offline e bem configuráveis.


Configurar o leitor

Uma vez escolhido o nosso leitor, temos que configura-lo.
Escolheram Feedy? Boa escolha, então vamos ver como utiliza-lo.
Após ter instalado o plugin, aparece um pequeno ícone verde no navegador, como na imagem:


Ao clicar, abre-se um separador cheio de opções. Obviamente falta o idioma português, e dado que o que interessa aqui é adicionar os nossos feeds, vamos na parte esquerda do separador, onde podemos encontrar o menu:



Clicamos em + Add Content e na parte direita do ecrã será disponibilizado um novo espaço:



Para acrescentar um feed é suficiente inserir no espaço em branco o título do blog/site desejado, mas também é possível inserir o endereço completo ou o #topic no caso de feeds do Twitter:



Vamos escolher um blog qualquer, por exemplo Informação Incorrecta.
Neste caso o nome aparece na categoria In Your Feedly, pois o simpático blog já está na minha lista. Mas se não estivesse, podemos clicar em + (em Search Results):


No lado esquerdo do ecrã (direita, esquerda, direita...poderiam simplificar um pouco) aparece uma janelinha, Add a New Source, com o título do blog e a possibilidade de criar uma nova categoria (por exemplo, para reunir todos os feed de vários blogues). Na imagem a janelinha tem o nome de Update Source pelo facto de Informação Incorrecta já estar presente entre os meus feeds.



Aqui podemos controlar se o feed escolhido for mesmo o desejado. No caso de Informação Incorrecta aconselho escolher também a opção Must Read, porque de facto como blog é um must e não é possível começar bem um dia sem antes ter lido pelo menos um post.
Depois é só clicar em ADD e já está.

Uma vez acrescentado um feed, voltamos ao menu original, sempre do lado esquerdo, onde podemos seleccionar All para visionar todos os feeds mais recentes ou Index para ter uma visão de todos os blogues ou sites cujos feeds assinámos.

Mais opções são disponíveis em Prefs (logo abaixo do nosso nome, sempre à esquerda): podemos gastar alguns minutos para fazer experiências ou deixar tudo como está, o leitor já está operativo.

E para remover um site/blog? Simples: seleccionamos o nome e clicamos em Remove.



Obviamente isto nunca deve ser feito no caso de Informação Incorrecta, pena efeitos secundários terríveis (os mais comuns: dor de cabeça, náusea, vertigens, senso de inutilidade e arrependimento).

É tudo? É.
Os programas deste género funcionam mais ou menos todos da mesma forma, a única dificuldade é o facto de raramente disponibilizar uma interface em Português.

Mas aconselho perder 5 minutos para configurar um leitor como Feedy: num único ecrã temos todos os últimos artigos publicados por várias páginas internet, sem "saltitar" com o navegador dum endereço para outro.

Obviamente no espaço dos comentários os Leitores podem inserir as próprias sugestões, sempre muito bem vindas.

Bons feeds!


Ipse dixit.

4 comentários:

  1. Quando o Google Reader anunciou que iria fechar dediquei-me a procurar o melhor leitor de feeds para o substituir, após muita pesquisa e tentativas, algumas delas com alguns desses que sugeres, encontrei a melhor solução...The Old Reader :)

    http://theoldreader.com/

    igualzinho ao reader e bastante simples de utilizar.

    tem um inconveniente (ou tinha), quando me registei e fiz o upload de todos os meus feeds do google reader para o old reader demorou alguns dias a completar a transferencia devido ao enorme numero de utlilizadores que migraram para este novo serviço.

    Presumo que agora seja mais rápido mas a tempo que demora depende da quantidade de feeds que se tenha para migrar.

    Por enquanto ainda utilizo o google reader para estar a par das actualizações das centenas de blogs que tenho no meu feed, mas brevemente quando o reader encerrar de vez já não preciso de me preocupar em arranjar um tão bom porque o old reader é sem dúvida a solução :)

    Abraço e tudo de bom

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo26.4.13

    Feedy = Feedly?

    ResponderEliminar
  4. Max,
    Essa cavalgadura que vos fala, agradece penhoradamente,
    Abraços
    Gilson

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...