17 abril 2013

O que está por trás das conspirações


Ontem na internet italiana encontrei o seguinte artigo, assinado pro tal Nicoletta Forcheri:
 Atentado de Boston: previsto num cartoon?

De várias fontes podemos concluir que havia exercitações de demolição controlada Nota: em Boston. O artigo começa mesmo assim, ndt]. Prova é o twit do diário The Boston Globe: https://twitter.com/BostonGlobe.

Por segurança fiz um screenshot perto das 11:30 horas do 16 de Abril de 2013, isso é, hoje. Agora, na mesma altura, mas nos twitter aparece posteriormente ao atentado, ou seja uma vez o atentado TER ACONTECIDO, o anuncio da deflagração iminente duma explosão controlada tipo exercício na frente da biblioteca, textual: 
Funcionários: Terá lugar uma explosão controlada na frente da biblioteca, num minuto, como parte da actividade da equipa anti-bombas.
Mais acima, isso é em teoria DEPOIS do anuncio:
RT: Duas bombas na frente do Marathon Sports. Ossos, pedaços de pernas, sangue em todos os lugares.
Podemos ler no site Neovitruvian:
A história oficial do atentado é que os terroristas fizeram explodir dua sbombas na meta e que a equipa anti-bomba de Boston, magicamente, encontrou um terceiro engenho no raio dum quilometro e meio e conseguiu desarma-lo numa "explosão controlada" tudo no prazo de uma hora! Absurdo.
No Facebook circula esta notícia, um cartoon visto na televisão americana, com a legenda:
ARE YOU READY TO WAKE UP YET?Concerning the bombings at the Boston marathon. If you view the Family Guy episode (Turban Cowboy) which was aired on March 17, 2013 on Fox, You will see a Boston marathon with people being killed, a library, terrorists and you will hear two explosions, bombs detonated via cell phone and see one explosion of a bridge from a bomb detonated via cell phone. Look into it.
Traduzido:
Estão prontos para acordar?
Acerca das bombas da maratona de Boston: se observamos o episódio do cartoon The Family Guy (Turban Cowboy) transmitido no dia 17 de Março de 2013 na Fox, podemos ver uma maratona de Boston com pessoas mortas, um abiblioteca, terroristas e podemso ouvir duas explosões provocadas com telemóvel. Vejam bem.
O próximo passo será com certeza acusar e procurar um terrorista de "pele escura", melhor se sírio, norte-coreano ou iraniano.
Mais do que um artigo: uma obra prima. Até que decidi escrever duas linhas, eu que nem comento aqui no meu blog.
Desculpa Nicoletta, ma no Twitter ninguém fala de "excercitação", foste tu que acrescentaste isso. Fala-se de actividade da equipa anti-bomba. Já ouviste falar de equipas anti-bombas que fazem explodir objectos suspeitos?

Desculpa Nicoletta, mas apesar das afirmações de Neovitruvian, as autoridades explicaram de forma  muito clara que não existiam outras bombas além das duas explodidas.

Desculpa Nicoletta, ma o vídeo no Youtube é formado por dois vídeos apresentados como um só (uma montagem, para esclarecer). Teria sido suficiente ler os comentários, entre os quais são presentes os daqueles que seguem a série.

Desculpa Nicoletta, mas dado estarmos no âmbito de idiotices, esqueceste da página de Facebook publicada no dia anterior e cujo título antecipava o atentado. Em boa verdade, é possível descobrir que o título foi modificado depois do atentado (há uma coisa chamada "Cronologia" no lado direito), mas tu não ligar e escreve outro artigo sobre o assunto.

Obrigado.
Foi estupidez minha ter respondido, admito. Porque é completamente inútil: dos 22 comentários publicados até agora, apenas 3 (incluído o meu) realçam estes factos, os restantes aceitam tudo como autentico e até dão os parabéns pelo artigo.
A verdade é que existe a necessidade de acreditar.

Há um atentado? É uma operação false flag.
Há um terramoto ou maremoto? Foi causado pelo HAARP.
Caem meteoritos? Não eram meteoritos mas armas secretas.
Há um reflexo numa fotografia? É um planeta misterioso.

Reparem: segundo as teorias da conspiração, a Terra é um lugar maravilhoso, onde as desgraças simplesmente deixaram de acontecer. Se acontecem é porque há umas obscuras manobras duma obscura seita de pessoas más.

Mas por qual razão hoje fala-se muito de conspiração, entregando ao povo verdades que em princípio parecem embaraçosas do ponto de vista do poder? Porque não podemos esquecer um pormenor: segundo a infantil visão dos "conspiradores", tudo é um embuste, criado para enganar o povo, mas os poderes ocultos esqueceram-se de internet e deixam que a informação alternativa possa desmascarar tudo.
Poderes ocultos sim, mas um bocado atordoados.

Vislumbres da realidade

Agora, umas perguntas: quem fica beneficiado pelo facto de tratar de determinados assuntos? Estamos diante daquele muito superficialmente chamado de "processo regenerativo da divulgação" ou é uma mais fina estratégia do poder para obter uma mais radical manipulação das massas?

Pegamos no caso do canal televisivo History Channel: como é possível que um canal de televisão com uma audiência daquele tamanho conceda o privilégio de mostrar temas quentes como a presença oculta na história humana das sociedades secretas, como os Illuminati? Assuntos que em alguns casos são ainda desconhecidos perante a maioria das pessoas. Assuntos que em teoria deveriam ser desconfortáveis para quem está no poder a nível global.

Isto sem considerar que History Channel, tal como outros canais do mesmo género, são emanações directas daqueles impérios, políticos e meios de comunicação que deveriam fazer parte do poder oculto. Já esta simples constatação deveria fazer reflectir.

É verdade que as questões são tratadas de forma superficial e no final são apresentadas como assuntos apenas no nível de meras hipóteses especulativas. Mas o facto é que o efeito obtido no público é oferecer vislumbres duma realidade inédita: o que no passado era fruto duma ingénua conspiração, prerrogativa de algumas mentes paranóicas, agora torna-se um tema de domínio público.

A estratégia da raiva e do vazio

Duas considerações.

A primeira é banal: o verdadeiro poder permanece escondido. Caso contrário, que poder seria?

Se falarmos tanto sobre os Illuminati ou o Grupo Bilderberg, que em breve será também mencionado nos programas de receitas gastronómicas, é porque foi decidido falar de tais assuntos, responsabilizando aquelas entidades. Evidentemente, os que estiveram por trás, sentem-se suficientemente seguros e não ficam minimamente perturbados em alimentar certas especulações. Afinal, a pergunta "quem está por trás disso?" fica mais uma vez sem solução, o que é normal numa estrutura hierárquica complexa como a nossa.

A segunda consideração pode ser menos banal. O que parece é que nos últimos tempos o poder fez um notável salto no âmbito da manipulação das massa. Nestes dias, o objectivo não é apenas controlar o conhecimento ou os pensamentos das pessoas, mas também as "almas" delas. Termo assustador este, sem dúvida, que por isso fica com as aspas: tem que ser encarado no sentido abstracto, não religioso.
A alma aqui tratada é o aspecto mais importante das nossas vidas, a energia vital das pessoas, o que determina de uma forma ou de outra a própria qualidade do conhecimento e, em última análise, da vida.

Quem traz benefício pelo facto de deixar saber que tudo é manipulado, que tudo o que nos disseram, começando pela escola, é apenas o resultado duma interminável série de mentiras? Há duas possibilidades neste caso.

Há aqueles que parecem ter descoberto alguém que finalmente diz como as coisas realmente são, sentem-se completamente de acordo e respondem com um sentimento de grande indignação, e têm, portanto, a reacção de escolher um dos lados, aquele contra os manipuladores malvados.
O resultado é a criação duma maior separação entre os homens, uma outra divisão entre o bem e o mal, dando início a um novo conflito que beneficia os que seguirem o lema dividi et impera. Além disso, há a criação duma separação interior ao indivíduo, porque a raiva divide e nega a oportunidade de expressar o bem, a aceitação de si mesmo e dos outros.

Depois, há aqueles que sentem-se aniquilados por causa destas revelações, ficam mudos, acham "é tudo inútil", o que cria um perigoso vazio neles. Pensam "mas afinal por qual razão vivi até agora? Toda a minha vida foi baseada nisso e agora dizem que não era verdade, o que posso fazer?". A sensação é aquela de ter sido roubado de tudo.

O resultado em ambos os casos, é o medo, o vazio, a frustração, a raiva e o conflito. É preciso um equilíbrio interno e muito tempo para digerir e metabolizar certas "revelações" (ou alegadas tais), é especialmente necessário que, juntamente com a nova informação, seja também entregue algo para preencher e substituir imediatamente o terrível vazio que é criado dentro e fora de quem ouve.
E isto não é feito.

Dizer como as coisas "realmente são" e depois não fornecer as ferramentas para gerir estas informações, provoca um resultado devastador, porque assim é destruído o entusiasmo, o desejo de viver com um propósito, é aniquilada a energia e o que sobrar é direccionado para emoções e pensamentos negativos.

Pegar numa pessoa perfeitamente integrada na sociedade, que tem o trabalho dele, a sua família, a sua segurança, e incutir-lhe a dúvida que a liberdade de escolha é apenas uma ilusão, explorada por parte de quem sempre condicionou-o: não é esta uma operação destrutiva que pode fazer entrar em crise a pessoa?

Esta é a estratégia, brutal e impiedosa, que é alimentada na televisão, para um público não preparado perante certas pseudo-verdades; que, longe de serem completas, no entanto são apenas o desejo antigo e funcional do verdadeiro poder para dominar cada vez mais profundamente as pessoas.

Esta é a mesma estratégia que faz funcionar as dezenas de milhares de blogues ou sites "conspiracionistas": na maior parte dos casos, os autores ajudam de forma inconsciente aqueles poderes ocultos que em princípio desejam combater. Não oferecem soluções nem alternativas: limitam-se a repetir quanto reportado por poucas fontes (quase nunca verificadas), como numa imensa eco, para destruir o sistema, segundo o mesmo desenho de quem permanece oculto.

Mas destruir pode ser uma acção arriscada: é preciso saber transformar as informações sensíveis, torna-las ideias construtivas e atitudes positivas. Permanecer apenas como fonte de indignação e raiva é apenas útil aos poderes ocultos. E a quem, como a nossa Nicoletta, quer apenas aumentar o número dos leitores.


Ipse dixit.

Fontes: Stampa Libera, Anticorpi, Hearthaware,

27 comentários:

  1. Nuno Oliveira - Fundão17.4.13

    Caro Max, realmente estamos num limbo. Por muito bem integrado que se esteja numa sociedade dita "livre e ocidental", por vezes as pessoas questionam certos acontecimentos, decisões etc... Mas o ser humano não é curioso por natureza? Sem questionar e experimentar...nenhum invento por exemplo teria surgido. É natural até pela crise monetária e de valores(excluindo o santo dinheirinho), Isaltinos p.ex, grandes lavagens de dinheiro que lí aqui neste mesmo blog, corrupção generalizada dos chamados colarinhos brancos(sem nada lhes acontecer) e claro muito raramente ou brevemente mencionados na imprensa/tv porque realmente não interessa muito a alguns, por outro lado na net sites conspiracionistas, com coisas que já lí que me fizeram rir a gargalhada. Agora sei de uma coisa o 5º poder(midia) serve interesses e não poucos os conspiracionistas confundem, porque ou exageram ou criam estórias da carochinha, mas bem inventadas algumas(alguns serão mesmo infiltrados). No meio disto tudo ainda se ouvem vozes lúcidas, a quem se liga cada vez menos(é este o problema). Estamos pela malfadada tv num mundo espetáculo seja BBrother, futebol e notícias com muito sangue e escandalo de preferência. Do outro lado outros que de tudo dúvidam, provavelmente até se são filhos do pai e da mãe... Posso ser ingénuo mas prefiro blogs como este e os chamados "independentes", do que a banha da cobra que tentam vender todos os dias. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17.4.13

    Sem dúvidas de que isto é um enorme problema, de proporções gigantescas, não conseguimos nem mensurar até onde vai isso e esta influência toda.
    A verdadeira elite dominante não precisa nem interferir mais, já foi tudo influenciado e continua influenciado indiretamente, já funciona no modo "automático", como uma máquina ou computador, eles já fizeram o trabalho, o resto agora é tudo por conta da máquina construída.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo17.4.13

    Max além de um bom economista também é um bom psicólogo e antropólogo. Essa visão do Max eu já tentei passar à diante diversas vezes.

    É crescente o número de conspiracionistas dentro dos diversos grupos de "pessoas de mente fraca". Vários bispos evangélicos já aproveitam essa onda... também alguns media... editores de livro também... e bloggers, como Max cita.

    Pensem nos memes e a velocidade em que coisas divertidas e gatinhos fofos proliferam na sociedade.

    Imagina quando o conspiracionismo alcançar esse mesmo nível? Teremos finalmente a massa completamente destruída... aí acabaram forças para qualquer perspectiva futura...

    ... ou não... como sempre na história humana, será sempre a minoria intelectual à promover a melhoria na vida de toda a população! Então em tese, não há com o que nos preocuparmos. Pode soar preconceituoso, porém infelizmente desde sempre a massa é idiota. Odeio comunismo mas gosto da ideia socialista de que a educação e a cultura de alto nível é obrigação de todos...

    Enquanto os poderes escolherem uma massa de escravos estúpidos com alguma qualificação técnica, à uma massa de intelectuais (que poderiam gerar uma riqueza imensurável para eles inclusive), tudo sempre será assim. Não é diferente do que sempre foi... apenas mais divertido!

    [ ]s

    ResponderEliminar
  4. Ricardo17.4.13

    Ah sim:

    Eu como um bom amante da música pesada, não podia esquecer que bandas que historicamente faziam letras de críticas políticas e religiosas, agora tem recente álbuns bem conspiracionistas:

    http://en.wikipedia.org/wiki/The_Unseen_Empire

    http://en.wikipedia.org/wiki/Endgame_%28Megadeth_album%29

    http://en.wikipedia.org/wiki/The_Obsidian_Conspiracy


    :)

    ResponderEliminar
  5. Ricardo17.4.13

    Esqueci de citar a importância disso: as bandas de rock mais pesados, desde os anos 60, sempre tiveram temáticas políticas. Foram importantes para criar muitos movimentos, finalmente destruídos com o psicodelismo e os hippies. Acabaram-se os protestos...

    A juventude não estava mais interessada em política, ou se falava de festa ou satanismo e bla bla blas... veio os anos 70... 80... ninguém prestando atenção, todos os movimentos políticos de que Max tanto cita aconteceram.

    Os resultados desses movimentos foi uma degradação social imensa. Alguns jovens deixaram de ser festeiros, psicodélicos e satanistas e voltaram a levantar temáticas políticas. E o fazem até hoje. A grande maioria no rock pesado, mas existem alguns exemplos fora dele, como MUSE e Franz Ferdinand.

    E ainda tem o fim da URSS e os países da cortina de ferro e Russos entrando no nosso mundo.

    Submetidos à decadas de opressão, por mais que um sistema de ensino muito superior ao nosso, eles abraçaram esse estilo de filosofia jovem com louvor como a única forma de protesto quanto às opressões.

    O que me preocupa é que esses novos intelectuais do leste europeu, despreparados quanto ao nosso mundo, caiam completamente nessa armadilha do vazio que Max cita. E seriam importantes geradores de novas idéias...

    É triste... isso é o termo "meme"... como pequenas coisas mudam completamente a sociedade...

    Acabou minha filosofia musical de botequim! :)

    \m/

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17.4.13

    Uma meia-verdade faz muito mais estrago que uma mentira completa...

    :D

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17.4.13

    Então e a carta com veneno endereçada a um senador republicano, encontrada depois das bombas? Explosões seguidas de cartas com veneno é a cópia do 11 de Setembro, que foi um ataque de falsa bandeira!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo17.4.13

    Max,
    Eu adoro seu blog... Mas acredito que com esse artigo você foi bastante infeliz, já que sua crítica cai no mesmo erro que você aponta.
    Não verificou a fonte das notícias!

    A tal da Nicoletta, quando se refere a "excercitação" deve estar comentando sobre o testemunho de "Alastair Stevenson". Foram as "autoridades" que usaram esse termo quando ele questionou a movimentação do esquadrão Antibombas durante a Maratona...

    A tal da Nicoletta, quando se refere as outras bombas, estava se baseando nas notícias que rolaram na mídia mainstream. E que, sim, noticiaram esse fato amplamente...

    No primeiro artigo sobre os atentados em Boston, vc escreveu:
    "fala-se dum episódio duma série cartoon (Family Guy) no qual o protagonista fazia explodir duas bombas durante a maratona de Boston. Na verdade, o vídeo no Youtube é composto pro dois excertos cortados e colados de forma a das a impressão dum único episódio. Mas não é."

    Só que são do mesmo episódio sim! Não são excertos em sequência, mas está lá, pra quem quiser conferir. Se isso significa alguma coisa eu não sei... Mas que é estranho, é... O nome do episódio é "Turban Cowboy" se você quiser tirar suas próprias conclusões... Parece que você baseou sua opinião apenas nos comentários do Youtube. Eu peguei o episódio na íntegra, por torrent, disponível há quase um mês e posso declarar que a tal da Nicoletta está correta nas suas observações. Não acredito que isso faça parte de uma conspiração, mas rende uma "análise psicológica" sobre a banalização da violência e do terrorismo islâmico na mídia dos EUA... Não?

    ResponderEliminar
  9. Chaplin17.4.13

    Nada mais subversivo do que o poder. Mas isso não é observado muito menos valorizado pelos individuos comuns. O trabalho da mídia sionista já foi feito e todo e qualquer assunto que possa envolver algo conspiratório é automaticamente associado e rotulado com o folclore popular, havendo ampla rejeição sobre o assunto.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo17.4.13

    E agora foi uma carta ao Barack Obama!

    ResponderEliminar
  11. Olá Nuno!

    Muito obrigado. É verdade, faltam pontos de vista isentos. Os blogues como estes são condenados a ter uma difusão muito limitada. Vice-versa, os que tratam das conspirações podem contar até com milhares de Leitores.

    Atenção, com isto não quero dizer que os blogues como este sejam melhores: é importante não esquecer que uma menor difusão significa também uma menor circulação das ideias, menor possibilidade de confrontos e mais probabilidade de errar.

    O que acontece, e isto é triste, é que nos blogues "conspiracionistas", onde grande é o público, tudo acontece num único sentido, portanto também aí a circulação e o confronto estão reduzidos ao mínimo.

    Falo por experiência pessoal: no site onde comentei ontem é o mesmo onde já tinha comentado há uns meses com idênticos tons (obviamente o assunto era outro). Nas horas seguintes fui acusado de
    ser uma pessoa ao serviço das casas farmacêuticas, um fotografo profissional com estranhas ligações e mais ainda.

    Ter uma opinião divergente é impossível: é preciso seguir a "onda". E quem cria a onda? Os média e boa parte da informação alternativa.

    Quero dizer com isso que todas as teorias da conspiração são inúteis? Eis outro problema: acaba-se por juntar tudo num único saco, coisas banais, inventadas e coisas que até poderiam ser interessantes.

    Péssimo panorama, sem dúvida...

    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  12. Olá Anónimo!

    "A verdadeira elite dominante não precisa nem interferir mais, já foi tudo influenciado e continua influenciado indiretamente, já funciona no modo "automático", como uma máquina ou computador, eles já fizeram o trabalho, o resto agora é tudo por conta da máquina construída".

    Gostei deste "modo automático": de facto, uma vez iniciada, a máquina trabalha sozinha, auto-alimenta-se.

    Até nova ordem, claro...

    O problema é conseguir continuar a encontrar notícias sérias, que fiquem além das dúvidas.

    Abraço!!!

    ResponderEliminar
  13. Olá Ricardo!

    Lololol, nada de antropólogo, obrigado!

    Mas muito antes de começar o blog já seguia a informação alternativa. Passei por uma fase na qual tudo parecia fantástico, "maravilhoso", tudo parecia encaixar-se: os maus dum lado, os bons do outro...só que depois começaram as pequenas desilusões: afinal uma notícia não era mesmo tal como apresentada, a outra também...comecei a tomar o habito de verificar as fontes e aqui o castelo ruiu: na maior parte dos casos as fontes nem existiam: eram boatos repetidos inúmeras vezes, até tornar-se uma óbvia "realidade".

    Esta é a razão pela qual insisto desde sempre com as fontes, aqui no blog. Desejo que o Leitor possa sempre controlar e, eventualmente, fazer uma pesquisa própria.

    "Pode soar preconceituoso, porém infelizmente desde sempre a massa é idiota".

    Gostaria poder demonstrar o contrário. Mas o que me lembro é que a massa é facilmente manipulável; que pode ser encaminhada até contra a sua própria vontade (o caso das guerras); que se deixa transportar por impulsos que outros conseguem construir e controlar; que continua a escolher como líder os que aproveitam a confiança para tratar dos seus próprios interesses; esta é uma das lições da História.

    Ok, se calhar a massa não é "idiota"; mas é complicado ver rastos duma grande inteligência também...

    A música, muito bem citada, é outro exemplo: Psy, Gangam Style, 1.534.041.377 de visualizações no Youtube.

    Talvez seja altura de extinguir-nos.

    Abraço!

    (desconhecia os Scar Simmetry: gostei, obrigado!)

    ResponderEliminar
  14. Olá Anónimo!

    "Uma meia-verdade faz muito mais estrago que uma mentira completa..."

    Eheheh, verdade!

    Abraço!


    Olá Anónimo!

    "Então e a carta com veneno endereçada a um senador republicano, encontrada depois das bombas? Explosões seguidas de cartas com veneno é a cópia do 11 de Setembro, que foi um ataque de falsa bandeira!"

    Acerca do 11 de Setembro não tenho dúvidas. Mas falamos dum caso acerca do qual existem milhares de páginas de documentos, com pesquisas efectuadas por organizações independente americanas e não.

    O que temos no caso de Boston?
    Não digo que não foi false flag, pode ter sido. E quem sabe, talvez o tempo demonstrará mesmo isso. Mas por enquanto, repito, o que temos? Começar a gritar "auto-atendado!" com base em quê? Numa carta envenenada? Não acha pouco? Sabe quantas cartas envenenadas forma enviadas nos últimos anos, sem que antes houvesse atentados?

    Gritar "false flag" sem ter algo que pelo menos seja parecido com uma prova, significa desqualificar desde já a nossa posição. Então não importa se irão surgir provas, nós teremos já perdidos credibilidade por ter gritado "False flag!" sem nada na mão. Então eis as acusações de anti-americanismo, anti-sionista (que de qualquer forma entram sempre), paranóico, etc.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  15. Olá Anónimo!

    "Max,
    Eu adoro seu blog"

    E até aqui gostava do comentário.

    "Mas acredito que com esse artigo você foi bastante infeliz"

    Aqui arruinou tudo :)))

    "Não verificou a fonte das notícias!"

    Aaaaaalt, pára tudo. Sou mesmo chato com esta história das fontes, sou paranóico até.

    "A tal da Nicoletta, quando se refere a "excercitação" deve estar comentando sobre o testemunho de "Alastair Stevenson". Foram as "autoridades" que usaram esse termo quando ele questionou a movimentação do esquadrão Antibombas durante a Maratona"

    A tal Nicoletta cita como fonte o Boston Globe, que fala de "actividade" (não "exercitações") depois do atentado. Se cita uma fonte e depois fala de outra sem especificar, o que posso fazer eu?

    Quanto à declaração de Alastair Stevenson: a actividade das equipas anti-bomba começou antes da maratona, como forma de prevenção (normal hoje em dia, fui procurar num fórum italiano e tive uma troca de ideias com pessoal que trabalha nisso), até com cães treinados. Foi também explicado que o termo "exercitação" foi utilizado para não preocupar os espectadores, que eram milhares.

    Agora, tentamos imaginar: vejo homens fardados com cães que procuram por todo o lado, pergunto o que fazem e oiço "Nada, não se preocupe, procuramos eventuais bombas". Não acho esta resposta pertencer ao manual "Procurar bombas e não preocupar milhares de pessoas".

    "A tal da Nicoletta, quando se refere as outras bombas, estava se baseando nas notícias que rolaram na mídia mainstream. E que, sim, noticiaram esse fato amplamente..."

    Eu reportei a notícia e não escrevi de outras bombas. E publiquei o meu artigo antes daquele da Nicoletta. Moral: havia o tempo para confirmar.

    "Só que são do mesmo episódio sim! Não são excertos em sequência, mas está lá, pra quem quiser conferir. Se isso significa alguma coisa eu não sei... Mas que é estranho, é... O nome do episódio é "Turban Cowboy" se você quiser tirar suas próprias conclusões..."

    Family Guys é localizado no Estado de Rhode Island, menos de uma hora de Boston (que, aliás, é a maior cidade nas redondezas, se não me engano). A Maratona de Boston é a mais antigas de todas as maratonas modernas e tem lugar no Patriot´s Day, data muito significativa nos EUA: é o início da Guerra de Independência. Agora, juntamos as duas coisas...sem considerar que no episódio os atletas são mortos com uma carro que corre, não com as bombas (que explodem depois).

    Pertencem ao mesmo episódio? Pode ser, não costumo ver a série. Mas alguém pode explicar-me qual o sentido de antecipar num cartoon um atentado?

    Resumindo: sou contrário à ideia duma conspiração? Não, repito, até pode ser. Mas até agora não posso afirmar isso, nem o contrário.


    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  16. maria17.4.13

    Olá Max:15 comentários, incluindo as tuas respostas, mas é bastante coisa. Esperei até agora: quase 17 horas em Floripa,mais ou menos mais 3 em Almada? Por aí. Realmente estas bombas ocupam as pessoas, não? E, como quase tudo são negócios,vê só como rende! Todos sintonizados no "acontecimento" e ganhando:imprensa, emissoras de notícias, uma beleza. Todos têm uma explicação para dar a cerca do assunto. E há polêmica...isso é raro! De ontem para cá quase ninguém teve tempo de pensar noutra coisa. As "almas" num frenesi...nesse mundo interligado. Acho interessante, sinal dos tempos.Abraços

    ResponderEliminar
  17. Anónimo17.4.13

    Oi Max "de quinta"...

    XD

    (...) uma menor difusão significa também uma menor circulação das ideias (...)

    Apliquemos aqui os princípios da homeopatia e vamos ver que provavelmente estejamos indo na direção certa.

    Rodrigo (o sujeito do sol sorridente, da bandeira e anônimo das meias-verdades)

    ResponderEliminar
  18. Anónimo17.4.13

    Sobre este tema das bombas de Boston, não tenho palpite nenhum. Zero.
    Vou ter alguma paciencia e esperar para ver os próximos capítulos.

    Já sobre o 11 de setembro não tenho qualquer dúvida.

    Krowler

    ResponderEliminar
  19. Sò sei que o assunto "coreia do norte", até ao momento do atentado estava em todas as capas de jornais, passou de "assunto de importancia extrema" para "aquelas noticias pequeninas nas ultimas folhas do jornal" ... Isso leva-me a pensar... Como um assunto que me fizeram crer ser importante, não passa de uma sensibilizaçao levada ao extremo para movimento de massas?

    Concluindo, a teoria da conspiraçao não é sò ataques de falsa bandeira, haarps, etc... É praticada mesmo á frente dos nossos olhos... A verdade é essa Max, se a "conspiracao" do ataque de falsa bandeira em boston fosse capa de um jornal famoso, iriamos chamala "conspiracao" ou simplesmente noticia?

    Descula a escrita mas estou num ipad e odeio escrever nisto.

    Parabens novament pelo blog. Visita diaria.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo18.4.13

    Max,

    Eu geralmente concordo com você e gosto dos seus artigos, como compactuo com seu ponto de vista sobre diversos assuntos, eu realmente adoro seu blog! É que eu não entendi muito onde você quis chegar no seu último texto... Não entendo quando, após tanta experiência nesses assuntos, você prefere dar mais crédito a versão das autoridades para confirmar ou desmentir uma notícia!? Desde quando relatórios oficias, vindos das autoridades americanas tem alguma validade?
    Porque não questionar os fatos, quando no mínimo desafiam o bom-senso... Se aquela testemunha achou estranha a movimentação do esquadrão antibombas, que para ela fugia do comum de todas as competições as quais já participara, deduz-se que no mínimo haviam suspeitas de uma ameaça. Então pergutamos, porque não adiaram a prova e/ou dispersaram a multidão? Há algumas semanas houve uma ameaça de atentado contra a Torre Eiffel, e portanto a evacuaram imediatamente. Isso faz sentido pra mim... São atitudes francas e sensatas que transmitem segurança... Esse negócio de evitar o pânico do público e no final dar tudo errado já até virou clichê de filme catástrofe. Os americanos deveriam estar carecas de saber o que fazer para evitar que a realidade se pareça com um filme pipoca dos anos 70, não acha?
    Isso se a intenção não for exatamente essa...
    Sobre o seriado, como já falei, só posso dizer que acho estranho, e olha que eu não sou entusiasta da idéia de programação da mente e afins...mas... Destacaria apenas que, como de costume, alimenta o fantasma da Al-Qaeda e que mais uma vez a Fox se vê envolvida com uma previsão de atentados em uma de suas atrações... Alguém se lembra do episódio de "The Lone Gunmen" que fora ao ar poucos meses antes do 11/09?
    Sobre o povo, sobre os conspiracionistas racionais, radicais, políticos e religiosos deixe que experimentam seus vislumbres de revelação... Já me decepcionei muito com indignação afoita e radicalimo... Mas cheguei a conclusão que questionar é um primeiro passo, de qualquer forma só quem não se acomodar com respostas prontas estará apto o suficiente para atitudes produtivas e positivas e principalmente inovadoras.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo18.4.13

    A unica pessoa que previu e acertou sua previsão sobre os acontecimentos do 11/09 e após tudo isso foi WILLIAM COOPER. Não só previu isto, como muutas outras coisas envolvendo verdadeiras conspirações, que ele estudava seriamente, uma pena que não sobreviveu para contar a historia.

    Eis abaixo um trecho de um de seus programas em que fala sobre os "possíveis atentados" e uma guerra por conta disso envolvendo Osama Bin Laden:

    http://www.youtube.com/watch?v=KMlE6aiDFfY

    ResponderEliminar
  22. Olá Max, citando um novo refrão que inventaram na politica brasileira, "Max você me representa" !
    Penso da mesma forma faz tempo, foi muito bem exposto o problema, mas vá com calma isso costuma assustar as pessoas e criar fortes opositores.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo18.4.13

    Por vêzes, melhor compreensão/definição de termos auxiliam-nos à um melhor discernimento. P.ex:

    INDÍCIO: que indica, com probabilidade, a existência de (algo).
    (como a relação entre a fumaça e o fogo, a nuvem escura e a chuva)

    EVIDÊNCIA: qualidade ou caráter de evidente, atributo do que não dá margem à dúvida

    HIPÓTESE: proposição (ou conjunto de proposições) antecipada provisoriamente como explicação de fatos, e que deve ser ulteriormente verificada pela dedução ou pela experiência.

    TEORIA: conhecimento sistemático, fundamentado em observações empíricas e/ou postulados racionais.

    POSSIBILIDADE: condição do que é possível, do que pode acontecer. Admissível, concebível.

    PROBABILIDADE: grau de segurança com que se pode esperar a realização de um evento, determinado pela freqüência relativa dos eventos do mesmo tipo numa série de tentativas.

    ResponderEliminar
  24. Anónimo18.4.13

    Assim sendo,

    INDÍCIOS não são EVIDÊNCIAS

    HIPÓTESES não podem ser tratadas como TEORIA

    POSSIBILIDADES não tem o 'peso' da PROBABILIDADE


    Concluindo...
    a SENSATEZ: ponderação ao tratar de assunto delicado ou difícil; prudência, precaução.

    ResponderEliminar
  25. Ricardo18.4.13

    Adoro o verbo prever. Soa tão mágico! :p

    Bem, se o family guy fez este atentado, então eu acho Dream Theater derrubou as duas torres pois lançou esse álbum em 11/09/01:

    http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/1/10/Dtlsfny.jpg

    Temos que desconfiar. O então baterista é filho de Israel...

    Hum... talvez o designer o designer de jogos Steve Jackson tenha o feito. Afinal publicou um card com uma imagem semelhante.

    Temos que desconfiar pois existe outro designer de jogos como o mesmo nome e sobrenome que ele, porém britânico. Muito suspeito.

    Hum... pensando bem, quando eu jogava Flight Simulator eu muitas vezes terminava jogando um avião nas torres.

    Será que fui eu? Afinal o jogo era da Microsoft, que quer diminuir a população mundial com o seu Windows 8! E oito é o infinito de lado...

    É, Max. Também já fui vislumbrado com as teorias da conspiração. Mas o bom senso me vacinou. Estou agora aprendendo a técnica para ficar rico ou escrevendo um livro ou virando pastor evangélico! :)

    ResponderEliminar
  26. maria18.4.13

    Olá pessoal: sou uma pessoa que anda pelas notícias que aparecem no mundo virtual por extrema necessidade. Preferiria ler ou ouvir/falar. Mas, mesmo assim...hoje no planetinha:
    !.Maduro, eleito por estreita margem no México,tenta manter o país sob controle, apesar dos atentados terroristas( do meu pon to de vista)cometidos indiscriminadamente em solo venezuelano para desestabilizar o país e a chamada revolução bolivariana, com 7 mortos e centenas de feridos.
    2.Mais atentados terroristas (ainda do meu ponto de vista)no Paraguai, que se avizinha das novas eleições presidenciais, apesar do candidato do ex presidente Lugo estar em terceiro lugar nas pesquisas, e o próprio Lugo ser candidato a senador, com dezenas de feridos.
    3.Atentados terroristas (ainda sempre do meu ponto de vista)sistematicamente planejados e levados a efeito por mecanismos de sanção econômica, levam a população da Coréia do Norte a viver faminta, com milhares de atingidos.
    4. Ainda atentados terroristas disseminados pelo sul da Europa através de um premeditado mecanismo de acumulação pela despossessão da maioria da população, reduz a classe média da Europa meridional ao terceiro mundismo, com dezenas de suicidados e milhares de atingidos.
    Agora, liguem a TV, acendam os faróis da comunicação alternativa ou majoritária no computador, e vamos ouvir/ver/apreciar/degustar pela enésima vez o recente atentado terrorista em Boston. Abraços

    ResponderEliminar
  27. olá Max e pessoal

    houve uma 3a. explosão... dizes que a explosão próxima à biblioteca foi controlada, mas a conotação do artigo deste link sugere que não:
    "Policia confirma terceira explosão e alerta população a ficar em casa" http://br.esporteinterativo.yahoo.com/noticias/policia-confirma-terceira-explos%C3%A3o-e-alerta-popula%C3%A7%C3%A3o-a-ficar-em-casa-210835959.html
    Neste "Explosões em Boston ocorreram em intervalo de segundos", detalhes lacônicos e pouco exclarecedores: http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/boston-explosoes-ocorreram-em-intervalo-de-segundos

    Mas outro artigo diz que já há 2 suspeitos e outro ainda que deram conta de 100 feridos (http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/explosoes-deixam-mais-de-100-feridos-diz-boston-globe).
    bom, eu também sou neurótica por referencias.

    Se não tivesse lido aqui sobre o atentado nada saberia pois pouco se divulgou a respito desse atentado em Boston! Te agradeço por isso Max. se tenho conclusões pessoais? nenhuma, por enquanto.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...