25 junho 2013

E Dilma falou: as 5 propostas

E Dilma ouviu os manifestantes.
A Presidente apresentou 5 pactos com os Brasileiros:
  1. Responsabilidade fiscal e estabilidade: todos os entes da federação devem se empenhar em manter a inflação e os gastos sob controle.
  2. Plebiscito/corrupção: defende uma consulta popular sobre uma Constituinte específica para fazer a reforma política; corrupção seria crime hediondo.
  3. Saúde: Presidente pediu que políticos “acelerem” gastos com saúde pública (como UPAs) e defendeu entrada de médicos estrangeiros no País.
  4. Transporte público: Afirmou que será ampliada a desoneração de PIS/Cofins sobre diesel, o que auxilia no controle das tarifas; prometeu liberar R$ 50 bi para investimentos em mobilidade e disse que criará o conselho de transporte público.
  5. Educação pública: Governo federal pediu votação em regime de urgência constitucional da proposta que destina 100% dos royalties do petróleo e 50% dos royalties do pré-sal para investimentos em educação pública.
O quê dizer?
Como sempre, quem mais pode opinar são os Brasileiros.
Vistas deste lado da Atlântico, as propostas não parecem mal.

A responsabilidade fiscal e estabilidade parece boa coisa num País que enfrenta uma "crise de crescimento" e o controle acerca da inflação protegem o poder de compra dos cidadãos.

Uma Constituinte específica para fazer uma reforma política é também coisa positiva num Brasil que muda depressa e que terá de enfrentar novos desafios, enquanto as medidas sobre a  corrupção são inúteis: a única forma de combate-la é uma mudança nos costumes, não nas leis. Mas é bom que o assunto seja tratado.

Difícil não concordar com as propostas acerca da Saúde: mais gastos (como UPAs) e entrada de médicos estrangeiros no País pecam eventualmente para ser tardias.

Transportes, a razão originária das manifestações: controle das tarefas, nada mal, e sobretudo um investimento de R$ 50 bi para a mobilidade num País que precisa urgentemente de infraestruturas e comunicação facilitada (essencial para continuar na senda do crescimento).

Por última, a medida mais importante numa óptica pessoal: 100% das royalties do petróleo e 50% das royalties do pré-sal para investimentos em educação pública. É assim que se constrói o futuro dum País.

O pacote foi recebido de forma crítica pela oposição, o que é normal.

Como afirmado, esta a opinião de quem vive longe do Brasil, portanto tem uma importância muito reduzida e pode estar errada também. O que interessa é: que acham os Brasileiros?

Notas finais

Para os irredutíveis da Esquerda ("connosco ou contra nós"): com a excepção da Constituinte, que promete ser algo que fará correr muita tinta, as outras são todas medidas que já poderiam ter sido adoptadas há tempo. Era mesmo preciso esperar as manifestações nas ruas, sobretudo considerado as consequências positivas que podem ter na vida prática das pessoas?

Para os Portugueses: fazer ouvir a própria voz, em vez que ficar na frente da televisão para ver o Big Brother, arrisca trazer resultados.


Ipse dixit.

Fontes: Estadão Brasil, O Globo, Folha de S. Paulo, Público.

28 comentários:

  1. Anónimo25.6.13

    "O movimento arruaceiro foi lançado pelo Foro de São Paulo, como confessou o sr. Valter Pomar, para forçar um "upgrade" do processo revolucionário, passando da fase "de transição" para a de "ruptura". Como sempre acontece nessas ocasiões, alguns líderes da primeira fase teriam de ser sacrificados, caso não se adaptassem rapidamente ao novo ritmo das mudanças. A presidenta Dilma Rousseff e até o PT como um todo apareciam no cardápio como fortes candidatos à posição de cabeças cortadas. A "Constituinte" de Dona Dilma é apenas um recurso desesperado a que ela faz apelo para salvar o próprio pescoço, mostrando serviço ao Foro para provar que, em vez de ser passada para trás, pode tomar a dianteira do processo e tornar-se sua condutora em vez de sua vítima. Evidentemente, isso implica atenuar um pouco o sentido da "ruptura" e esticar um pouco a fase de "transição", criando uma etapa mista que assegure a sobrevivência, no poder, de pelo menos uma parte da primeira geração de líderes revolucionários, tradicionalmente a candidata maior ao exílio ou ao cemitério quando chega a fase da "ruptura". Como todo governante "de transição", Lula e Dilma sempre viveram de arranjos e acomodações, aos quais agora o Foro de São Paulo queria dar um "basta". A reação "de direita" que se viu nas ruas mostrou que a "ruptura" era um tanto prematura demais, e isso, de certo modo, devolveu a iniciativa do processo ao governo "de transição". Meno male. Em todo caso, o fator agente decisivo é, agora como antes, o Foro de São Paulo. Dilma é o rabo que jamais abanará o cachorro."


    "Reformas políticas jamais podem produzir liberdade. Elas podem, em raras ocasiões, ampliar um pouco de liberdade para apenas algumas pessoas; porém, enquanto tal ampliação ocorrer via métodos políticos, o que realmente estará ocorrendo é uma barganha que está retirando a liberdade em algumas outras áreas. Quase sempre, haverá um fomento de longo prazo da confiança no estado. Todo o jogo político se resume a rearranjar e a reforçar a necessidade do estado."

    ResponderEliminar
  2. Chaplin25.6.13

    Fica mais uma vez evidenciado o Estado voltado para si mesmo, um poder tentando transferir a responsabilidade para o outro perante a população com o único objetivo de evita desgastes políticos futuros. Se a presidente decidisse algo efetivo, pediria ao Congresso para desengavetar inúmeras leis dependentes de regulamentação e que mudam a configuração social, como o Imposto sobre grandes fortunas, e a retirada da pauta da própria Pec37, ordenaria a divulgação dos credores da dívida pública, até hoje inacessível, mas não, fez questão de ser politicamente correta... com a casa grande...

    ResponderEliminar
  3. Chaplin25.6.13

    O Estado precisa deixar de ser uma mera ferramenta de transferência do capital dos trabalhadores em favor de grandes grupos empresarias, e para isso não é suficiente tais medidas.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo25.6.13

    é obvio que era brincadeira!
    se vc so posta mensagens estupidas quando tem tom de seriedade, tome mais estupidez...
    das propostas da Dilma:
    1 com a desculpa de manter a inflaçao sob controle e "acabar com a corrupçao", funcionarios publicos, aposentados, pensionistas, etc... pagaram o preço pelo juro mais alto e pela gula dos rentistas e especuladores.
    2 a presidente nos deu a ideia de plebiscito para que enquanto a discutimos, os animos se acalmem. da o que pensar a Direita ja que uma das principais criticas a Venezuela é de que la "tudo é plebiscitario". Um Brasil bolivariano tira o sono de muita gente. Na verdade, acredito, como muitas pessoas, que na era on line, voce poderia votar diretamente nas grandes questoes nacionais,
    eliminando atravessadores do congresso nacional. quanto a toda esta questao de corrupçao acredito ser uma Cruzada... Nos brasileiros nos esquecemos, as vezes, das pequenas atitudes que tomamos e das omissoes que cometemos todos os dias e cobramos correçao dos outros. Esperar que no Congresso nao haja corruptos e esperar que parreira dê jabuticaba.
    3 sou a favor dos medicos cubanos. Dizem que eles tem boa formaçao e quem se forma em medicina no Bra$il geralmente nao se mete em sertoes.
    4 bla bla bla todos queremos mais Estado e menos impostos. o setor publico realmente é ineficiente, mas o privado nao esta exatamente povoado de santos. a industria, inclusive a automobilistica, foi coberta de benesses nos ultimos doze anos ja que a base da economia e inclusao social seria a do consumo. tudo muito bem... so que com isso os veiculos vendidos e financiados vendidos por ser status na nossa sociedade consumista e por causa dos pessimos serviços de transporte. todos alegam o custo Brasil, mas nao se queixam do lucro Brasil. superlotamos as ruas das metropoles causando queda na qualidade de vida e prejuizos ao meio ambiente... parte desta politica foi bancada pelo PT que agora se diz preocupado com transporte e mobilidade publicos.
    5 nao sou profissional da area de Educaçao, como se vê pelo meu pessimo portugues, mas acredito que seja a unica via para diminuirmos nossos serios problemas sociais. educaçao basica. superior e profissionalizante tambem. mas a educaçao basica deveria ser prioritaria.

    obvio que o PT nao criou a situaçao que nos encontramos, nem introduziu a corrupçao no pais (teriam sido os portugueses? calma! brincadeira...) mas em muito contribuiu e hoje me parece ser o braço esquerdo de um corpo que tem o PSDB na destra.
    temos serios problemas ao constatar que no setor secundario para empregarmos as pessoas deveriamos vencer a concorrencia da China e diminuir a automaçao das fabricas. ambas as tarefas impossiveis.
    no setor terciario temos a maioria da populaçao empregada justamente pela ma qualidade dos serviços publicos, que ora queremos melhorar.
    nao sei. espero que eu esteja errado e no fim seja tudo so jogo de cena de pessoas incitando todo tipo de estupidez, PRINCIPALMENTE AQUELES IMBECIS QUE ENXERGAM NOS PORTUGUESES A CULPA POR TUDO DE ERRADO QUE OCORRE EM NOSSO PAIS.


    cesar

    ResponderEliminar
  5. Disto gosto :)

    Do anterior não pela simples razão que já as minhas estupideces por vezes são encaradas de forma séria, imagine um comentário anónimo com Caps Lock: é um autêntico convite...

    E no Brasil não são poucos os que acham que todos os males (passados, presentes e futuros) são culpa dos portugueses, mas aqui a ideia é tentar perceber o que se passa agora, não há 200 anos atrás.

    Em sinal de paz, vou apagar o meu comentário também :)

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo25.6.13


    visito teu blog por que entendo ser informativo e bem intencionado.
    sim. temos herança portuguesa. GRAÇAS A DEUS! Seria bem pior se nao tivessemos.

    Abraço, Max.
    E força a vcs contra o FMI. Aquela gang nos atormentou durante decadas e anda meio calma por aqui. mas sempre ameaça voltar...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo25.6.13

    A mulher tá ganhando tempo.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo25.6.13

    A verdadeira face do governo, explicado por um professor universitário:

    http://neoconservatism.us/a-face-totalitaria-do-governo-dilma/

    ResponderEliminar
  9. a China tem mais TGV que o resto do mundo todo.
    O Brasil demora em descolar com eficencia estilo alemao. e como as riquezas estão ali para pagar depressa desde que se invista na qualidade. aumentar só a brigada das colheres a volta(tachos publicos); vai pegar feio; não há transporte gratis se não paga hoje, paga amanha com juro e comissao.

    ResponderEliminar
  10. Isso que a está acontecendo é o resultado provocado pela turba néo-colonizada a geração Aipedi, Aifone que ouviu que o galo cantou, mas não sabe onde. A turba não é de direita nem de esquerda é só massa de manobra para criar efeito pirotécnico. A turba é ignorante e manipulada que come festifud e vai ao xópi e morreria lutando para continuar assim. A turba só enxerga o próprio umbigo com a miopia atávica herdada dos pais e dos avós. A turba nas redes sociais assassina dioturnamente o vernáculo nacional a maioria analfabetos pretensamente politizados que pensam que o que pensam é fruto de uma reflexão que não dura mais do que trinta segundos, mas em verdade só são repetidores de idéias alheias. Quanto as propostas da Dilma, vem a calhar dizer que algumas delas já foram proposições enviadas ao Congresso Nacional a quarenta e nove anos atrás e se chamavam reformas de base, elas nos custaram uma ditadura. De modo que fazer uma constituinte exclusiva com os atuais políticos seria temerário, pois o Lula em seu governo enviou diversas vezes a proposta de reforma política e nada aconteceu. As reformas de base são necessárias, é lógico, mas existem problemas muito mais profundos que a turba não vê. Os brasileiros votaram em plebiscito para se fazer a auditoria da dívida que estava previsto na CF :

    http://www.auditoriacidada.org.br/wp-content/uploads/2012/04/Artigo-26-das-Disposi%C3%A7%C3%B5es-Transit%C3%B3rias-da-Constitui%C3%A7%C3%A3o-de-19881.pdf

    E foi aprovado o relatório da dívida que deve estar no fundo de alguma gaveta no Congresso Nacional:

    http://imagem.camara.gov.br/Imagem/d/pdf/DCD03SET1985SUP.pdf#page%3D1

    47% do orçamento da União são empenhados para pagar uma dívida aos Banqueiros nacionais e estrangeiros uma dívida que cresce geometricamente pois é baseada em juros compostos. Isso a turba não vê, mas quer a redução de 0,20 centavos na tarifa do transporte entre outras, reformas. E é de se perguntar de onde vai sair o dinheiro? Desoneração fiscal? Mais impostos indiretos?

    ResponderEliminar
  11. Quanto as ideologias penso que quando dou um tapa em um filho para corrigir uma atitude reprovável, sou de direita e quando me comovo e contribuo na festinha sou de esquerda. É reducionista? É, mas e daí.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo26.6.13

    Boa cacique! Muito boa!

    (só quem é pai vai entender)

    ResponderEliminar
  13. Anónimo26.6.13

    Ué Tibiriçá!?!?! foi preciso chegar alguém como você, digamos, com uma inteligência acima da média, para calar tanto estarola?!

    Essa sim, foi a matar!

    ResponderEliminar
  14. Chaplin26.6.13

    A questão maior é identificar duas coisas: Quem são os credores da dívida pública brasileira e o porque dos governos não interferirem na equação do sistema de pagamentos em favor dos verdadeiros donos do Brasil. Aí reside o divisor de águas entre uma sociedade submissa e outra em busca de sua autonomia.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo26.6.13

    Todas as mentiras do pronunciamento de Dilma esclarecidas:

    https://www.youtube.com/watch?v=7hqPRgy2nF4


    Dilma diz que é a responsável pela volta da inflação no país:

    https://www.youtube.com/watch?v=HpvLzyz8t_Y

    ResponderEliminar
  16. Anónimo27.6.13

    Então o partido do inventor do Brasil só resolveu fazer alguma coisa agora, 10 anos e meio depois de assumir? Por enquanto foi só consumo, crédito fácil, minha casa, minha vida, minha dívida, minha bolsa, sua bolsa, enfim... uma patetata em cima da outra! Eu acho é pouco pra todo mundo que votou nesses PeTralhas!!!

    ResponderEliminar
  17. Anónimo27.6.13

    E quem votou na tucanalhada também. Aécio vem aí pra dar continuidade às nossas mazelas. A desindustrialização, a entrega de nosso parque industrial vai prosseguir com quem vier de presidente. Penso que de fato a única oportunidade de alterarmos o panorama é uma democracia direta. Infelizmente isso nunca se dará.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo27.6.13

    Aliás, pode ser que uma constituinte se realize se as manifestações focarem neste objetivo. Este papo de corrupção em nada se alterará se continuarmos na base do blá, blá, blá esperando que protestos amedrontem ladrões contumazes. Ladrões que saíram do nosso meio, com nosso voto, de urnas trambicadas. E o papo do endividamento do setor público, inclusive com dívidas do setor privado que foram estatizadas, tem que estar na linha de frente de qualquer mudança estrutural no Brasil. Quanto aos Petralhas, Tucanalhas e Pemerdebistas, não há o que esperar deste corja.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo27.6.13

    Ia esquecendo dos Demos. Estes também fazem da corja.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo27.6.13

    PEC 99, lei do terrorismo, anarcos sendo presos, ABIN e CCOMGEX monitorando tudo.

    Falei que a mulher só tava querendo ganhar tempo?

    ResponderEliminar
  21. Anónimo27.6.13

    Vejam este artigo por completo, urgente:

    http://www.dcomercio.com.br/index.php/opiniao/sub-menu-opiniao/111651-quem-paga


    "Novo e oportuno exemplo dessa inversão vem agora do sr. Tarso Genro, que atribui a "grupos pagos de extrema direita" as depredações ocorridas em várias cidades do Brasil. Esse grotesco arremedo de intelectual e escritor sabe perfeitamente bem que os atos de violência ocorreram sobretudo nos primeiros dias, quando havia praticamente só radicais de esquerda nas ruas – estes sim, pagos pelo sr. George Soros e pelo Foro de São Paulo --, muito antes de que qualquer cristão, conservador ou patriota fosse "melar", como disseram os esquerdistas, o tão bem planejadinho tumulto destinado a forçar um “upgrade” do processo revolucionário comunista.

    É o bom e velho mote "acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é", que os comunistas seguem à risca desde há um século. Como sempre, essa inversão prepara aquilo que eles mais gostam de fazer: perseguir os inocentes, enviá-los à cadeia, matá-los e depois ainda culpá-los.

    Homens que se entregam a esse exercício não merecem que nenhum cidadão honesto lhes dirija a palavra, e por isso mesmo não é com eles que estou falando. Estou falando ao que ainda resta de consciência moral entre empresários, juízes, promotores de Justiça, advogados, políticos e militares. E o que tenho a lhes dizer é simples e direto: Auditoria no Foro de São Paulo já! Veremos quem são os arruaceiros pagos."

    ResponderEliminar
  22. Anónimo28.6.13

    SP: ladrões invadem casa e matam criança de 5 anos por chorar demais:

    http://noticias.terra.com.br/brasil/policia/sp-por-chorar-demais-e-pouco-dinheiro-quadrilha-mata-crianca-em-assalto,33247aaa2d98f310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html


    O Brasil tá melhorando, aham, nunca esteve melhor, naquelas, quem sabe, pra melhorar mais não tiramos as armas dos policiais e ainda culpamos eles, pois as vítimas são os bandidos...

    "Entre 1980 e 2010, a taxa de crianças e adolescentes assassinadas no Brasil cresceu 346%, segundo o Mapa da Violência divulgado em 2012 pelo Instituto Sangari." A criminalidade no Brasil tem tomado um rumo preocupante: a banalização. Pessoas têm sido assassinadas em diferentes regiões do País por motivos fúteis, que vão desde uma discussão por uma diferença de R$ 7 na conta até a proibição para jogar videogame."

    Tá na hora dessa "esquerdopatia" da nossa sociedade parar vitimizar os bandidos e de culpar o sistema capitalista por tudo de ruim que acontece.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo28.6.13

    Pra quem não sabe o que é Esquerdopatia:



    A ESQUERDOPATIA

    O livro The Liberal Mind: The Psychological Causes of Political Madness, de Lyle Rossiter, lançado em 2011, define a esquerdopatia como uma neurose:
    “O primeiro exame profundo da loucura política mais relevante em nosso tempo: os esforços da esquerda radical para regular as pessoas desde o berço até o túmulo. Para salvar-nos de nossas vidas turbulentas, a agenda esquerdista recomenda a negação da responsabilidade pessoal, incentiva a auto-piedade e auto-comiseração, promove a dependência do governo, assim como a indulgência sexual, racionaliza a violência, pede desculpas pela obrigação financeira, justifica o roubo, ignora a grosseria, prescreve reclamação e imputação de culpa, denigre o matrimônio e a família, legaliza todos os abortos, desafia a tradição social e religiosa, declara a injustiça da desigualdade, e se rebela contra os deveres da cidadania. Através de direitos múltiplos para bens, serviços e status social não adquiridos, o político de esquerda promete garantir o bem-estar material de todos, fornecendo saúde para todos, protegendo a auto-estima de todos, corrigindo todas as desvantagens sociais e políticas, educando cada cidadão, assim como eliminando todas as distinções de classe. O esquerdismo radical, assim, ataca os fundamentos da liberdade civilizada. Dadas as suas metas irracionais, métodos coercitivos e fracassos históricos, juntamente aos seus efeitos perversos sobre o desenvolvimento do caráter, não pode haver dúvida da loucura contida na agenda radical. Só uma agenda irracional defenderia uma destruição sistemática dos fundamentos que garantem a liberdade organizada. Apenas um homem irracional iria desejar o Estado decidindo sua vida por ele, ao invés e criar condições de segurança para ele poder executar sua própria vida. Só uma agenda irracional tentaria deliberadamente prejudicar o crescimento do cidadão em direção à competência, através da adoção dele pelo Estado. Apenas o pensamento irracional trocaria a liberdade individual pela coerção do governo, sacrificando o orgulho da auto-suficiência para a dependência do bem-estar. Só um louco iria visualizar uma comunidade de pessoas livres cooperando e ver nela uma sociedade de vítimas exploradas pelos vilões.”

    ResponderEliminar
  24. Anónimo29.6.13

    O Estado decidindo nossas vidas por nós, de fato é uma bela merda. Mas as corporações decidindo nossas vidas por nós é uma bela merda muito pior. E o capitalismo sem freios vai nos levar para a consagração de uma mutação do que mais tememos na esquerdopatia. O totalitarismo. Não qualquer totalitarismo, mas um no qual as transnacionais e o sistema financeiro façam conosco o que bem desejarem. Além do mais, não há futuro pra um planeta dominado pelo extrativismo desenfreado que sustenta um regime tão decrépito, quanto o seu antagonista. Não há futuro para uma sociedade, ao menos nos moldes que a conhecemos, quando assistimos Obama ininputando uma Monsanto e seus OGMs. Portanto, vingando o capitalismo que hoje se apresenta, nos restará relaxar e aproveitar nossos últimos momentos nesta que poderia ser uma bela casa pra se viver.

    Se no bolivarianismo venezuelano o plebiscito é um fato e pode causar horror à direita, não me consta que na Islândia exista bolivarianismo algum e que tão pouco o regime seja socialista. Lá o plebiscito é uma ferramenta que tem evitado dissabores aos islandeses. Penso que se quisermos evitar que o legislativo legisle em causa própria, o povo tem que se fazer ouvir. Se quisermos estancar a sangria de 47% do PIB para a usura internacional, o povo tem que se fazer ouvir. Penso também que a partir do momento em que o povo puder ter voz ativa de fato, não esta idiotice de mudança pelo voto em urnas, principalmente com estas matreirices eletrônicas, estaremos dando um passo para que ela, a população, tenha maior consciência do que paira ao seu redor. Se a intenção era a de arrefecer os ânimos, talvez D. Dilma tenha dado um tiro no pé. O maior problema me parece outro. Ler no blogue "Guerra Silenciosa: O Brasil, os judeus, a arrogância e o controlo". Isso sim se chama arrefecer os ânimos.

    ResponderEliminar
  25. Anónimo29.6.13

    LULA:

    "E nós fomos aprendendo a conviver entre nós, e fomos construindo uma relação democrática difícil, complicada, muitas vezes era necessário muita paciência. Eu lembro que uma vez na reunião do Foro de São Paulo em El Salvador, nós não deixamos o Chávez participar, porque Chávez tinha tentado o golpe na Venezuela e nós não deixamos ele participar. Era muito difícil. Havia um processo de desconfiança entre nós muito grande. E de coração eu quero dizer pra vocês que uma das forças políticas que mais contribuiu para que nós chegássemos a construir o que nós construímos foram os companheiros do partido comunista cubano, que sempre tiveram paciência e experiência de nos ajudar. Não posso desmerecer o trabalho do companheiro Marco Aurélio Garcia, que hoje está no governo, não está aqui, mas que participou de quase todas as reuniões do Foro de São Paulo."

    "Eu fico imaginando que algumas pessoas não estão mais aqui entre nós. E eu queria saudar aqueles que não estão aqui entre nós, homenageando o companheiro Schafik [Handal], da Frente Farabundo Martí, que não está entre nós. [Aplausos.] Nós estamos um pouco mais velhos. Quando começou o Foro, eu não tinha nenhum cabelo branco. Tomaz Borges tinha todo o cabelo na cabeça. [Risos] Daniel Ortega era cabeludo. [Risos] Ou seja: nós estamos cansados, mais do que quando começamos o Foro. Mas o caminho que nós percorremos não pode perder a importância das nossas conquistas. Nós estamos falando de 21 anos. Vinte e um anos é o tempo de maturidade de um jovem ou de uma jovem. E nesses 21 anos, olhemos a fotografia da America Latina de 1990 e olhemos a fotografia da America Latina de 2011, e nós vamos perceber que um verdadeiro furacão de democracia passou pelo nosso continente. Um verdadeiro furacão.

    Eu fico olhando a América do Sul. Quando cheguei à presidência em 2002, só tinha o Chávez. Mesmo assim, tinha sofrido um golpe. Depois, veio [Nestor] Kirchner. Depois de Kirchner, veio eleições no Paraguai. Depois, no Uruguai, com Tabaré [Ramón Vázquez Rosas]. Depois veio no Equador. E nós fomos fazendo uma mudança extraordinária que culminou com a eleição do companheiro Evo Morales na Bolívia. [Aplausos.] É a demonstração mais viva dessa evolução política da esquerda latino-americana. [Aplausos.]

    veja as informações e o próprio vídeo do discurso por completo:

    http://www.felipemourabrasil.com.br/2013/06/conspiracao-e-o-foro-que-te-pariu-o.html

    ResponderEliminar
  26. Marcelo29.6.13


    O discurso do Lula de 02/07/2005 ainda está no site do governo

    http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/luiz-inacio-lula-da-silva/discursos/1o-mandato/2005/2o-semestre/02-07-2005-discurso-do-presidente-da-republica-luiz-inacio-lula-da-silva-na-reuniao-do-conselho-de-cupula-do-mercosul/download


    O PDF online do discurso se encontra por este

    http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/luiz-inacio-lula-da-silva/discursos/1o-mandato/2005/2o-semestre/02-07-2005-discurso-do-presidente-da-republica-luiz-inacio-lula-da-silva-na-reuniao-do-conselho-de-cupula-do-mercosul/



    Pronunciado na celebração dos 15 anos de existência do Foro de São Paulo e reproduzido no site oficial do governo, de onde depois seria retirado, ficando acessível apenas nos blogs que o reproduziram, este discurso é, segundo Olavo de Carvalho, "a confissão explícita de uma conspiração contra a soberania nacional, crime infinitamente mais grave do que todos os delitos de corrupção praticados e acobertados pelo atual governo; crime que, por si, justificaria não só o impeachment como também a prisão do seu autor"


    TRECHOS DO DISCURSO
    “Em função da existência do Foro de São Paulo, o companheiro Marco Aurélio [Garcia] tem exercido uma função extraordinária nesse trabalho de consolidação daquilo que começamos em 1990... Foi assim que nós, em janeiro de 2003, propusemos ao nosso companheiro, presidente Chávez, a criação do Grupo de Amigos para encontrar uma solução tranquila que, graças a Deus, aconteceu na Venezuela. E só foi possível graças a uma ação política de companheiros. Não era uma ação política de um estado com outro estado, ou de um presidente com outro presidente. Quem está lembrado, o Chávez participou de um dos foros que fizemos em Havana. E graças a essa relação foi possível construirmos, com muitas divergências políticas, a consolidação do que aconteceu na Venezuela, com o referendo que consagrou o Chávez como presidente da Venezuela.

    Foi assim que nós pudemos atuar junto a outros países com os nossos companheiros do movimento social, dos partidos daqueles países, do movimento sindical, sempre utilizando a relação construída no Foro de São Paulo para que pudéssemos conversar sem que parecesse e sem que as pessoas entendessem qualquer interferência política.”



    Olavo de Carvalho escreveu na ocasião:

    "(...) O sr. presidente confessa, em suma, que submeteu o país a decisões tomadas por estrangeiros, reunidos em assembleias de uma entidade cujas ações o povo brasileiro não devia conhecer nem muito menos entender.

    Não poderia ser mais patente a humilhação ativa da soberania nacional, principalmente quando se sabe que entre as entidades participantes dessas reuniões decisórias constam organizações como o MIR chileno, sequestrador de brasileiros, e as Farc, narcoguerrilha colombiana, responsável, segundo seu parceiro Fernandinho Beira-Mar, pela injeção de duzentas toneladas anuais de cocaína no mercado nacional. (...)""

    ResponderEliminar
  27. Marcelo29.6.13


    O discurso do Lula de 02/07/2005 ainda está no site do governo

    http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/luiz-inacio-lula-da-silva/discursos/1o-mandato/2005/2o-semestre/02-07-2005-discurso-do-presidente-da-republica-luiz-inacio-lula-da-silva-na-reuniao-do-conselho-de-cupula-do-mercosul/download


    O PDF online do discurso se encontra por este

    http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/ex-presidentes/luiz-inacio-lula-da-silva/discursos/1o-mandato/2005/2o-semestre/02-07-2005-discurso-do-presidente-da-republica-luiz-inacio-lula-da-silva-na-reuniao-do-conselho-de-cupula-do-mercosul/



    Pronunciado na celebração dos 15 anos de existência do Foro de São Paulo e reproduzido no site oficial do governo, de onde depois seria retirado, ficando acessível apenas nos blogs que o reproduziram, este discurso é, segundo Olavo de Carvalho, "a confissão explícita de uma conspiração contra a soberania nacional, crime infinitamente mais grave do que todos os delitos de corrupção praticados e acobertados pelo atual governo; crime que, por si, justificaria não só o impeachment como também a prisão do seu autor"


    TRECHOS DO DISCURSO
    “Em função da existência do Foro de São Paulo, o companheiro Marco Aurélio [Garcia] tem exercido uma função extraordinária nesse trabalho de consolidação daquilo que começamos em 1990... Foi assim que nós, em janeiro de 2003, propusemos ao nosso companheiro, presidente Chávez, a criação do Grupo de Amigos para encontrar uma solução tranquila que, graças a Deus, aconteceu na Venezuela. E só foi possível graças a uma ação política de companheiros. Não era uma ação política de um estado com outro estado, ou de um presidente com outro presidente. Quem está lembrado, o Chávez participou de um dos foros que fizemos em Havana. E graças a essa relação foi possível construirmos, com muitas divergências políticas, a consolidação do que aconteceu na Venezuela, com o referendo que consagrou o Chávez como presidente da Venezuela.

    Foi assim que nós pudemos atuar junto a outros países com os nossos companheiros do movimento social, dos partidos daqueles países, do movimento sindical, sempre utilizando a relação construída no Foro de São Paulo para que pudéssemos conversar sem que parecesse e sem que as pessoas entendessem qualquer interferência política.”



    Olavo de Carvalho escreveu na ocasião:

    "(...) O sr. presidente confessa, em suma, que submeteu o país a decisões tomadas por estrangeiros, reunidos em assembleias de uma entidade cujas ações o povo brasileiro não devia conhecer nem muito menos entender.

    Não poderia ser mais patente a humilhação ativa da soberania nacional, principalmente quando se sabe que entre as entidades participantes dessas reuniões decisórias constam organizações como o MIR chileno, sequestrador de brasileiros, e as Farc, narcoguerrilha colombiana, responsável, segundo seu parceiro Fernandinho Beira-Mar, pela injeção de duzentas toneladas anuais de cocaína no mercado nacional. (...)""

    ResponderEliminar
  28. Anónimo30.6.13

    Depois de analisarem os resultados da 1ª e 2ª Guerras, os comunistas descobriram que a teoria marxista da luta de classes estava equivocada.
    Tentando adaptar a luta revolucionária a essa descoberta e buscando as verdadeiras forças sociais em jogo num momento histórico, Antonio Gramsci, fundador do Partido Comunista Italiano, descobriu que a causa do fracasso do socialismo no Ocidente é sua cultura.
    A cultura ocidental é sustentada por 3 pilares: o direito romano, a filosofia grega e a moral cristã.
    Antonio Gramsci, então, criou as bases para a "revolução cultural", que visava destruir esses 3 pilares, para, no lugar deles, incutir a ideologia socialista na cabeça dos ocidentais.

    Como eles estão destruindo o direito?
    Através da corrupção e das leis contraditórias.

    Como estão destruindo a filosofia?
    Incentivando filósofos niilistas como Nietzsche e Foucault em detrimento dos clássicos aristotélicos ou mesmo da filosofia metafísica tomista e agostiniana.

    Como eles estão destruindo a moral cristã?
    Através do incentivo À sexualidade exarcebada ("liberdade sexual"), à desmoralização das igrejas com escândalos (provocados por eles próprios, que se infiltram nas igrejas) com o apoio da mídia (que está cheia de comunistas chamados "intelectuais orgânicos" - conceito de Antonio Gramsci).

    A Revolução sexual, o movimento hippie... todos esses movimentos foram criados pra desestruturar a cultura ocidental, pq a cultura ocidental sempre se opôs ao comunismo.
    Eles financiam qualquer grupo antagonico às intituições estabelecidas apenas pra desmoralizá-las. O Movimento Gay não está recebendo tantos incentivos por acaso. O movimento gay é uma arma deles pra manipular a opinião pública contra as igrejas.
    O MST, as ONGs, os Sindicatos Trabalhistas... todas esses órgãos foram criados e financiados por eles e grupos internacionais pró-socialismo pra causar instabilidade na propriedade privada. O comunismo precisa extinguir a estabilidade economica privada pra que todos fiquem dependentes do governo - por essa razão, foi criado o Bolsa Família.

    O Bolsa Família tem muitas finalidades:
    1) Criar uma falsa impressão de progresso;
    2) quebrar a classe média a longo prazo;
    3) conquistar votos através do populismo assistencialista;
    4) deixar a população dependente e acomodada.

    Os historiadores brasileiros tem uma forte influência marxista. O principal nome é Paulo Freire. Esses caras dominaram a educação brasileira há mais de 40 anos. E eles deliberadamente MANIPULARAM AS INFORMAÇÕES NOS LIVROS DE HISTÓRIA.
    Esse vídeo vai mostrar a parte da história que as escolas escondem: https://www.youtube.com/watch?v=79HC57EagRQ

    Em todas as revoluções é sempre o mesmo discurso: "estamos lutando contra os burgueses fascistas exploradores em busca de um estado de igualdade social". Depois vem o golpe e o genocídio.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...