04 junho 2013

...mais uma vez: Bilderberg!

E como do costume, aproxima-se o novo encontro do misterioso Grupo Bilderberg.

A primeira reunião do Bilderberg teve lugar em 1954 em Oosterbeek, Holanda, e desde então os encontros respeitaram sempre uma cadência regular.
Únicas excepções: o ano 1976, quando não houve reunião, e os anos 1955 e 1957, quando houve duas reuniões no prazo de 12 meses.

Este ano a localidade escolhida qual sede da reunião é Hertfordshire, na Inglaterra, enquanto os trabalhos irão decorrer entre os dias 6 e 9 de Junho de 2013.

Dado que o Bilderberg é um grupo secreto, do site oficial é possível descarregar o elenco dos participantes tal como os tópicos que serão debatidos:

FRA Castries, Henri de AXA Group
DEU Achleitner, Paul M. Deutsche Bank AG
DEU Ackermann, Josef Zurich Insurance Group Ltd
GBR Agius, Marcus Barclays plc
GBR Alexander, Helen UBM plc
USA Altman, Roger C. Evercore Partners
FIN Apunen, Matti Finnish Business and Policy Forum EVA
USA Athey, Susan Stanford Graduate School of Business
TUR Aydıntaşbaş, Aslı Milliyet Newspaper
TUR Babacan, Ali Político
GBR Balls, Edward M. Político
PRT Balsemão, Francisco Pinto Empresário
FRA Barré, Nicolas Les Echos
UE Barroso, José M. Durão Político União Europeia
FRA Baverez, Nicolas Gibson, Dunn & Crutcher LLP
FRA Bavinchove, Olivier de Militar Eurocorp
GBR Bell, John University of Oxford
ITA Bernabè, Franco Telecom Italia S.p.A.
USA Bezos, Jeff Amazon.com
SWE Bildt, Carl Político
SWE Borg, Anders Político
NLD Boxmeer, Jean François van Heineken N.V.
NOR Brandtzæg, Svein Richard Norsk Hydro ASA
AUT Bronner, Oscar Der Standard Medienwelt
GBR Carrington, Peter Former Honorary Chairman, Bilderberg Meetings
ESP Cebrián, Juan Luis Grupo PRISA
CAN Clark, W. Edmund TD Bank Group
GBR Clarke, Kenneth Político
DNK Corydon, Bjarne Político
GBR Cowper-Coles, Sherard International, BAE Systems plc
ITA Cucchiani, Enrico Tommaso Intesa Sanpaolo SpA
BEL Davignon, Etienne Político
GBR Davis, Ian McKinsey & Company
NLD Dijkgraaf, Robbert H. Institute for Advanced Study
TUR Dinçer, Haluk Retail and Insurance Group, Sabancı Holding A.S.
GBR Dudley, Robert BP plc
USA Eberstadt, Nicholas N. American Enterprise Institute
NOR Eide, Espen Barth Político
SWE Ekholm, Börje Investor AB
DEU Enders, Thomas EADS
USA Evans, J. Michael Goldman Sachs & Co.
DNK Federspiel, Ulrik Haldor Topsøe A/S
USA Feldstein, Martin S. Harvard University
FRA Fillon, François Político
USA Fishman, Mark C. Novartis
GBR Flint, Douglas J. HSBC Holdings plc
IRL Gallagher, Paul Senior Counsel
USA Geithner, Timothy F. Político
USA Gfoeller, Michael Consultor Político
USA Graham, Donald E. The Washington Post
DEU Grillo, Ulrich Grillo-Werke AG
ITA Gruber, Lilli La 7 TV
ESP Guindos, Luis de Político
GBR Gulliver, Stuart HSBC Holdings plc
CHE Gutzwiller, Felix Político
NLD Halberstadt, Victor Leiden University
FIN Heinonen, Olli Harvard Kennedy School of Government
GBR Henry, Simon Royal Dutch Shell plc
FRA Hermelin, Paul Capgemini Group
ESP Isla, Pablo Inditex Group
USA Jacobs, Kenneth M. Lazard International
USA Johnson, James A. Johnson Capital Partners
CHE Jordan, Thomas J. Swiss National Bank
USA Jordan, Jr., Vernon E. Lazard Freres & Co. LLC
USA Kaplan, Robert D. Geopolitical Analyst Stratfor
USA Karp, Alex Palantir Technologies
GBR Kerr, John Político
USA Kissinger, Henry A. Kissinger Associates, Inc.
USA Kleinfeld, Klaus Alcoa
NLD Knot, Klaas H.W. De Nederlandsche Bank
TUR Koç, Mustafa V. Koç Holding A.S.
DEU Koch, Roland Bilfinger SE
USA Kravis, Henry R. Kohlberg Kravis Roberts & Co.
USA Kravis, Marie-Josée Hudson Institute
CHE Kudelski, André Kudelski Group
GRC Kyriacopoulos, Ulysses S&B Industrial Minerals S.A.
INT Lagarde, Christine Fundo Monetário Internacional
DEU Lauk, Kurt J. Chairman of the Economic Council to the CDU, Berlin
USA Lessig, Lawrence Harvard University
BEL Leysen, Thomas KBC Group
DEU Lindner, Christian Político
SWE Löfven, Stefan Político
DEU Löscher, Peter Siemens AG
GBR Mandelson, Peter Lazard International
USA Mathews, Jessica T. Carnegie Endowment for International Peace
CAN McKenna, Frank Brookfield Asset Management
GBR Micklethwait, John The Economist
FRA Montbrial, Thierry de French Institute for International Relations
ITA Monti, Mario Político
USA Mundie, Craig J. Microsoft Corporation
ITA Nagel, Alberto Mediobanca
NLD Netherlands, H.R.H. Princess     Monarca
USA Ng, Andrew Y. Coursera
FIN Ollila, Jorma Royal Dutch Shell, plc
GBR Omand, David King’s College London
GBR Osborne, George Político
USA Ottolenghi, Emanuele Foundation for Defense of Democracies
TUR Özel, Soli Kadir Has University; Habertürk Newspaper
GRC Papahelas, Alexis EKathimerini Newspaper
TUR Pavey, Şafak Político
FRA Pécresse, Valérie Político
USA Perle, Richard N. American Enterprise Institute
USA Petraeus, David H. Militar
PRT Portas, Paulo Político
CAN Prichard, J. Robert S. Torys LLP
UE Reding, Viviane Político União Europeia
CAN Reisman, Heather M. Indigo Books & Music Inc.
FRA Rey, Hélène London Business School
GBR Robertson, Simon Robertson Robey Associates LLP; HSBC Holdings
ITA Rocca, Gianfelice Techint Group
POL Rostowski, Jacek Político
USA Rubin, Robert E. Council on Foreign Relations; Político
NLD Rutte, Mark Político
AUT Schieder, Andreas Político
USA Schmidt, Eric E. Google Inc.
AUT Scholten, Rudolf Oesterreichische Kontrollbank AG
PRT Seguro, António José Político
FRA Senard, Jean-Dominique Michelin Group
NOR Skogen Lund, Kristin Confederation of Norwegian Enterprise
USA Slaughter, Anne-Marie Princeton University
IRL Sutherland, Peter D. Goldman Sachs International
GBR Taylor, Martin Syngenta AG
INT Thiam, Tidjane Prudential plc
USA Thiel, Peter A. Thiel Capital
USA Thompson, Craig B. Memorial Sloan-Kettering Cancer Center
DNK Topsøe, Jakob Haldor AMBROX Capital A/S
FIN Urpilainen, Jutta Político
CHE Vasella, Daniel L. Novartis AG
GBR Voser, Peter R. Royal Dutch Shell plc
CAN Wall, Brad Político
SWE Wallenberg, Jacob Investor AB
USA Warsh, Kevin The Hoover Institution, Stanford University
CAN Weston, Galen G. Loblaw Companies Limited
GBR Williams of Crosby, Shirley Político
GBR Wolf, Martin H. The Financial Times
USA Wolfensohn, James D. Wolfensohn and Company
GBR Wright, David Barclays plc
INT Zoellick, Robert B. Peterson Institute for International Economics

Este ano a lista dos assuntos discutidos inclui:
  • Podem os Estados Unidos e a Europa crescer mais rápidos e criar empregos?
  • Emprego, direitos e dívidas
  • Como os meta-dados estão a mudar quase tudo
  • O nacionalismo e populismo
  • A política externa dos EUA
  • Os desafios da África
  • A guerra cibernética e a proliferação das ameaças assimétricas
  • Principais tendências na pesquisa médica
  • A educação online: promessa e impactos
  • A política da União Europeia
  • Os desenvolvimentos no Oriente Médio
  • Vários.
Valem as considerações de sempre: não são estes os Senhores do Mundo, estes são apenas os mordomos reunidos para receber as ordens. A não ser que a vontade seja considerar António José Seguro ou Paulo Portas quais Senhores do Mundo...


Ipse dixit.

4 comentários:

  1. Anónimo4.6.13

    Pormenor interessante da edição deste ano: esteve para haver uma manifestação pacífica com direito a música e discursos na mesma cidade em a reunião ia acontecer, mas a umas 2 milhas do local. Depois desta ter sido negada pela polícia e depois de haver barafustanço, a mesma manifestação vai mesmo acontecer...dentro dos terrenos do hotel em que vai haver a reunião! Eu não sei qual vai ser o resultado...

    Balsemão é o do costume, Portas quer fazer acreditar que os jesuítas e os maçónicos são praias diferentes e Seguro só está onde está por causa da maçonaria. Comem, pois, todos do mesmo tacho, nada que surpreenda.

    ResponderEliminar
  2. maria4.6.13

    Olá Max: pessoal, esta lista de assuntos mais parece uma ementa de disciplina opcional que eu desenvolvo na universidade! É para ver como o papel aceita tudo, e um mesmo discurso serve as mais diferentes finalidades. Obrigada, Max...vou utilizar...

    ResponderEliminar
  3. Ricardo4.6.13

    Olá Max,

    Por mais que não goste do exagero que fazem quanto ao Bidelbergue, teremos Mario Monti e o Barroso... além de muitos CEOs de peso... e o sempre recorrente Henry Kissinger.

    Não é uma pequeno evento... é um descarado lobby internacional, sempre nessa época do ano, após os fechamentos de balanço europeu...

    Pode estar deixando de ser, mas com certeza muita decisão importantíssima tem sido tomada aí. Como este é na Inglaterra:

    http://www.guardian.co.uk/world/2013/jun/02/week-ahead-bilderberg-2013-watford

    Legal eles ressaltarem que em 2009 as pessoas eram presas por chegar perto. Agora terá até relatório de imprensa.

    Eu lembro deu falando sobre disso em 2007... era coisa absurda de teórico da conspiração... já passei tanto por ridículo... esse nome ganhou um peso e conotação negativa pra mim....

    Ainda lembro que em 2010 vi na Bélgica, pichado no muro um FUCK BIDELBERGUE... até tirei foto...

    Não decidiram tornar uma reunião pública... os teóricos de conspiração após anos martelando... conseguiram... muita gente se interessou... começou pressão... anti-cartelização... anti-lobby... acabamos estragando um pouco a brincadeira deles...

    É a velha prova de que se cada passarinho levar uma gota de água, dá para salvar a floresta do incêndio...

    ResponderEliminar
  4. Ricardo10.6.13

    Tão triste. Pela primeira vez na história a grande mídia foi forçada à reportar sobre o evento. Como o Max diz, é o evento dos mordomos, mas o que importa é que seria a oportunidade de pessoas influentes debaterem sobre realmente existir uma forte campanha de lobby e cartelização à nível global... com isso começariam as críticas fora do mundo alternativo...

    ... era o que eu esperava...

    ... até aparecer ALEX JONES! Um completo idiota que, ao invés de aproveitar o espaço dado para enfatizar a seriedade do assunto, pronto, destrói a exposição do assunto, misturando os fatos com suas ridículas paranóias ao vivo na BBC por mais de uma vez (programa de auditório e entrevista na frente do Hotel).

    Cara, por que ele faz isso? Ele não queria, em teoria, ajudar?

    Eu desisto... não dá para mudar o mundo. Vou mandar meu CV para o Goldman Sachs e tentar virar rico, desisto mesmo, é muito frustrante...

    Max sempre tenta alertar do perigo da desinformação citando blogs... bem... acho que nossos maiores inimigos não pertencem ao grupo dos super ricos. São indivíduos da classe média, como Alex Jones, David Icke ou Olavo de Carvalho...

    Esses caras destroem qualquer possibilidade de nossas angústias atingirem qualquer elite intelectual que pode forçar alguma mudança positiva no mundo...

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...