26 setembro 2013

Russia Today, a Síria e a censura

Censura? Sim. Nos últimos dias de Agosto, o governo de Washington bloqueou o canal Russia Today no território dos Estados Unidos.

De acordo com o Pew Research Center, Russia Today (RT) é o maior provedor de notícias do YouTube, um canal de televisão internacional (registado como organização autónoma sem fins lucrativos) com sede em Moscovo. O sucesso é devido ao facto de transmitir em vários idiomas: russo, inglês, espanhol e árabe.

Em 2011 foi o canal estrangeiro mais visto nos Estados Unidos após BBC World News, em 2012 ficou em primeiro lugar entre as emissoras estrangeiras mais vistas em 5 áreas urbanas dos Estados Unidos, em 2013 foi o primeiro canal de televisão a chegar a um bilião de visualizações no YouTube.

Nada disso impede que RT possa ser obscurada.

No final do passado mês de Agosto, as tensões internacionais entre os EUA e a Síria aumentaram, com Washington que preparou um forte campanha contra o governo de Bashar Al -Assad e o alegado uso de armas químicas contra o seu próprio povo, o que teria justificado uma intervenção militar na região.

Enquanto os media ocidentais apoiavam a versão oficial do governo americano, Russia Today e algumas redes associadas seguiam um outro caminho: no dia 22 de Agosto, durante uma operação militar na zona de Jobar, num esconderijo de terroristas foram filmados produtos químicos tóxicos.

No vídeo mostrado por uma rede ligada à RT, Al Youm , é possível observar o armazém usado pelos rebeldes para a preparação de foguetes preenchidos com produtos químicos: sacos brancos de uma substância corrosiva, fabricada na Arábia Saudita, histórica aliada dos EUA na região.

Como se isso não fosse suficiente, a mesma RT transmite no dia 24 de Agosto um novo vídeo com
imagens dum outro armazém usado pelos guerrilheiros, com armas, máscaras contra gases e caixas cujos rótulos indicam a origem do material: Made in EUA.

A notícia das armas químicas armazenadas pelos rebeldes em vários depósitos é até confirmada pela agência Reuters no mesmo dia.

Em 30 de Agosto, é bloqueada a conta RT no Reddit (um site de publicações sociais, onde RT tinha um  milhão de assinantes; no dia seguinte, o editor chefe da RT, Margarita Simonyan, denuncia o bloqueio da emissora no território dos EUA:
Estava a espera de ver o nosso canal bloqueado nos EUA. Eles começaram. São bons em relação à liberdade de expressão.
Por enquanto, não foram fornecidas explicações para justificar o bloqueio.
No dia 1 de Setembro, por razões desconhecidas, também foi bloqueado ou dificultado o acesso à maioria das páginas online de Voz da Rússia.


Ipse dixit.

Vídeo relacionados no Canal RT do Youtube (em língua inglesa):
14.07.2013: Toxic Catch: Syria rebels' chemical lab uncovered near Damascus
24.08.2013: Syrian army soldiers have found chemical agents when they entered rebel tunnels in Damascus suburb of Jobar
01.09.2013: Syrian rebels take responsibility for the chemical attack admitting the weapons were provided by Saudis
18.09.2013: Unverified videos allegedly show Syria rebels using chemical weapons

Fontes: IPSNEws, Russia Briefing, Reuters, The Voice of Russia, You-ng, Voz da Rússia (1 e 2)

4 comentários:

  1. maria26.9.13

    Olá Max: então é assim o país das liberdades e dos direitos humanos! Sou ouvinte da RT, e até acho um certo sensacionalismo na emissora. Mas por certo não foi este o motivo da suspensão das transmissões em território norte americano.Não me surpreende o ato " de liberdade" do estado policial lá em vigor. Me surpreendeu o fato da emissora ser tão fortemente apreciada por parcela significativa de norte americanos (nem tudo está perdido por lá!).Abraços

    ResponderEliminar
  2. Anónimo26.9.13

    A RT também tem o seu lado obscuro: ela não expõe os podres do governo russo, pois é controlada pelo mesmo!

    ResponderEliminar
  3. "A Liberdade fica lá do outro lado" assim representa a estátua com a tocha na mão a iluminar o Atlântico.

    ResponderEliminar
  4. Os hipocritas propagandistas e mentirososo não se aguentam muitos anos; basta os cidadãos terem os olhos abertos e acabam por perceber o que são tantos Institutos. ORG. ONG que lutam pelas "liberdades" de expressão desde a Mongolia até a Patagonia com sede em Londres ou EUA.
    Agora o Snowden desmascarou todos esses "lutadores" da liberdade porque sobre o Tempora/GCHQ´s ou Prism/NSA nem uma palavra!!!

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...