03 novembro 2013

Chemtrail: o caso Tanker Enemy

Como já repetido muitas vezes, Informação Incorrecta não tem uma posição acerca do fenómeno das Chemtrails, as "trilhas químicas". Existem? E se existirem, qual a finalidade?
A resposta final cabe ao Leitor.

No entanto, sou obrigado a falar novamente do assunto por causa do site Tanker Enemy.
Activo há muitos anos, o site tornou-se um ponto de referência não apenas italiano acerca do fenómeno. Nele não faltam teorias e "provas" (aspas obrigatórias) e sem dúvida foi capaz de conquistar um lugar incontornável para os seguidores das Chemtrails.

Acontece que a polícia de Imperia (Liguria, Italia do Norte) fez irrupção na casa dos irmãos Marcianó (os autores de Tanker Enemy), sequestrando computadores e material acerca dos trilhos químicos. Tudo nasceu duma queixa feita por duas pessoas que julgaram as suas reputações terem sido lesadas por causa das afirmações dos irmãos.

O que está em causa não é a razão da queixa: Tanker Enemy não é site para colegiais, isso é bem verdade, e não admira que os Marcianó possam ter ofendido as duas pessoas.
O que está em causa é o sequestro do material relativo às Chemitrails.

As queixas deste tipo costumam ser resolvidas nos tribunais civis, usualmente com um pedido de compensação por alegados "danos morais". A decisão de prender computadores e material relativo às Chemtrails parece desproporcionada: li o Decreto di Perquisizione Personale e Locale ("Medida de Busca Pessoal e Local") emitido pelo Tribunal de Imperia e, de facto, é bastante surpreendente.

A razão invocada pelo tribunal para justificar a apreensão do material é a "procura de elementos que confirmem a disponibilidade por parte dos sites (Tanker Enemy e o canal Youtube) nos quais apareceram as afirmações alvo de queixa". O que é um bocado esquisito: as autoridades precisam de sequestrar computadores e material privado acerca das Chemtrails quando as tais afirmações estão disponíveis online, visíveis a todos?

O mesmo decreto justifica a a isso com o artigo 252 do Código Penal (procura de material em papel e/ou informativo) relativos aos factos objectos de queixa. Mas esta não é a primeira queixa de difamação no planeta e sabemos como a apreensão seja na verdade uma medida invulgar.

Mais: o mesmo decreto afirma que "é necessário verificar a existência de outros crimes perpetrados com o meio informático". Significa que, perante uma simples queixa de difamação (pois é bom lembrar que aqui não falamos de terrorismo ou bandas armadas...), o magistrado acha bem procurar outros crimes perpetrados e tudo antes do processo, isso é, antes da alegada difamação ter sido comprovada.
Estamos perante um caso de "crime preventivo".

Imagine o Leitor se as mesmas medidas fossem utilizadas por cada queixa de difamação ou algo até mais grave. Imagine o Leitor que apresenta uma queixa de usura contra um banco e a magistratura que sequestra todo o material informático da instituição...

Repito: no cento da questão não está a alegada difamação, que pode efectivamente ter acontecido. O facto é que, com base nesta alegada difamação (como afirmado, o processo ainda não decorreu, pelo que estamos no âmbito do "não provado"), é invadida a habitação dum privado cidadão, são-lhe apreendidos materiais informáticos de sua propriedade (computadores, cd, dvd, notas, tudo) e são bloqueados os canais informativos que costuma utilizar.

Para uma simples "teoria da conspiração" e nada mais, é um bocado desproporcionado...


Ipse dixit.

Fontes: Sanremo News, Procura della Repubblica presso il Tribunale di Imperia: Decreto di Perquisizione Personale e Locale, Tanker Enemy

5 comentários:

  1. maria3.11.13

    Olá Max: "um bocado desproporcionados" são os sinais de Estados policiais por todo lado do planeta. Mesmo nas democracias, sabemos que a justiça nada mais faz que legitimar o poder do mais forte, mas o faz pelas chamadas vias legais. Quando os mecanismos que a "justiça" se vale se identificam com aqueles utilizados nos regimes ditatoriais, o estado de direito submergiu no estado policial. E este é vi-o-len-to. Abraços

    ResponderEliminar
  2. Anónimo4.11.13

    Estranho essa prevenção toda e como foi dito e bem completamente desproporcionado, se não passa de algo que alguns supõem existir outros acham que seria algo muito dispendioso para surtir os efeitos "desejados". Incluo-me nos últimos, pelo que até agora tenho conhecimento, claro que posso estar redondamente enganado. O que ai aconteceu foi "medicina preventiva sem saber bem o conteúdo e conhecer o paciente". Estranho? Não bizarro por ser na Itália, em que eu saiba não é comum...mas isso o autor do blogue sabe melhor. Se alguma identidade poderosa pode contornar a justiça não sei para onde caminhamos. Pior aumentam as suspeitas que este fenómeno poderá até ser algo comum.Ou mais uma vez desinformação?
    Nuno-f.

    ResponderEliminar
  3. Max, você pediu para que te mandassem alguma coisa mais 'concreta' sobre os rastros químicos, leia este artigo, pois esse site diz que o site Monkey Puppet revelou um relatório oficial dos EUA e um do Reino Unido sobre isso com o nome 'Atmospheric Aerosol'. Tem links diretos pra baixar, mas estão obviamente em inglês, talvez te ajude em alguma coisa. Os dois relatórios (caso não queira ler o artigo todo) estão abaixo das letras vermelhas "Verdade seja dita, a geoengenharia vem ocorrendo há décadas".

    http://www.anovaordemmundial.com/2013/11/mad-science-em-nome-da-geoengenharia.html

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Anónimo16.11.13

    Não há nada como não acreditar, mesmo que te o digam na cara...

    Ora, comunicado oficial d MINISTRO DA DEFESA de Inglaterra... 2002

    Bem, depois disto só mesmo à chapada MAX! ;)

    http://www.theguardian.com/politics/2002/apr/21/uk.medicalscience

    Cordialmente fornecido pelo blogue :

    http://casadasaranhas.wordpress.com/2013/11/16/governo-britanico-admitiu-em-2002-usar-chemtrails/

    ResponderEliminar
  5. Anónimo16.11.13

    (...)

    http://www.whale.to/b/fluorescent_particle_trials.html


    http://www.whale.to/b/fluorescent_particle_trials.html

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...