15 dezembro 2013

Almada: os amigos que precisam

Post para os Leitores que moram na Margem Sul.
Os outros podem ler mas em respeitoso silêncio.

Na coluna de direita, são agora visíveis três novos links para as páginas Facebook de:
  • AOAAA (Associação Os Amigos dos Animais de Almada)
  • Onde Há Gato Não Há Rato!
  • Amor Rafeiro
A AOAAA (e que tal mudar de acrónimo?) criada em 1982, primeira associação zoófila de Setúbal,
reconhecida como "utilidade pública" em 1983, tem como principal missão o melhoramento das condições de vida dos animais.

Onde Há Gato Não Há Rato! é uma associação que trata de gatos (obviamente...) e actualmente hospeda uma colónia de 30 felinos.

Ambas as associações operam em situações difíceis: instalações precárias, expostas às intempéries, uma geral falta de meios e de condições. Por esta razão surgiu Amor Rafeiro, um grupo de cidadãos do concelho de Almada empenhados em levar por diante o projecto de um novo canil inovador e multiúsos.

O grupo reúne uma série de profissionais nas áreas de advocacia, arquitectura, assistência social, veterinária, terapias alternativas, design, educação, tradução, produção de espectáculos, gestão de projectos, gestão financeira, jornalismo e outros meios de comunicação, que, no seu conjunto, podem dar a garantia de um trabalho sério, responsável e bem estruturado.

Que tem a ver o Leitor com isso? Muito simples: faça algo.
  • pode visitar o canil da AOAAA (zona de Aroeira, contactar antes de visitar);
  • pode visitar o "gatil" de Onde Há Gato (os contactos estão disponíveis nas páginas Facebook);
  • pode adoptar um cão ou um gato;
  • pode levar comida;
  • pode tornar-se sócio;
  • pode tornar-se voluntário;
  • pode tornar-se um padrinho;
  • pode tornar-se um FAT (uma Família de Acolhimento Temporário);
  • pode fazer um donativo;
  • pode difundir a palavra.

Opções não faltam, é só uma questão de vontade.
Para já, pode aceder às páginas Facebook das associações e marcar um Eu Gosto!, coisa rápida e gratuito:

Pessoalmente, optei por tornar-me sócio e dedicar um pouco do meu tempo livre às associações: ajudar na limpeza, passear os animais, coisas simples, que não custam muito mas que muito representam.
Não se fique com as palavras e as boas intenções: faça o mesmo.

E desde já: obrigado.



Ipse dixit.

6 comentários:

  1. Olá Max: não sou da margem sul, sou da "margem oeste", mas quero registrar minha alegria pela tua escolha de ajudar pois "quanto mais conheço os homens, mais gosto dos animais"...e mais concordo com Victor Hugo, autor da frase.

    ResponderEliminar
  2. Hugo...Hugo...não lembro dele: tem um blog?

    Grande Abraço :)

    (Margem muiiiito Oeste...)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo17.12.13

    Concordo com a Maria, pois o animais, Max, vivem em mundo paralelo. E nós na na sábia ignorância, achamos que eles vivem com a gente.

    José Carlos Pereira

    ResponderEliminar
  4. E o que nos diz Leo a respeito dessa tua aventura com os primos dele?

    Boa aventura com os cães e gatos, pelo menos eles são mais confiáveis que muito ser humano.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17.12.13

    Ensul Engenharia investe 18 milhões de dólares em Centro de Negócios e Finanças em Díli
    17 de Dezembro de 2013, 09:13
    A Ensul Engenharia lançou ontem a primeira pedra para a construção do Centro de Negócios e Finanças de Díli, situado no centro da capital timorense, num investimento de 18 milhões de dólares (cerca de 13 milhões de euros).

    "Este investimento começou a ser pensado e trabalhado há cerca de 10 anos, mas o contrato definitivo só foi assinado em 2012. Queremos ver nascer esta obra e estamos muito orgulhosos, porque foi uma confiança muito grande do Governo de Timor na nossa empresa", afirmou António Couto, fundador da empresa timorense Ensul Engenharia.

    O edifício vai ser construído em ferro e vidro, pretende contribuir para reabilitar e modernizar a capital timorense, e vai ter dez andares, a maior parte dos quais com escritórios, e um estacionamento.

    "Esta obra vai criar centenas de postos de trabalho na sua execução e vai trazer novas tecnologias para Timor e exigências maiores, porque a aposta que fizemos foi a de que este edifício fosse igual ao que se faz em Lisboa, Paris e igual àquilo que Timor-Leste vai precisar daqui para frente", acrescentou António Couto.

    O Centro de Negócios e Finanças de Díli vai estar pronto dentro de dois anos.

    Na cerimónia de lançamento da primeira pedra participaram o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, vários membros do Governo, o antigo chefe do executivo timorense Mari Alkatiri e o ex-Presidente timorense e atual representante do secretário-geral da ONU para a Guiné-Bissau, José Ramos-Horta.

    A Ensul Engenharia desenvolve a sua atividade em Timor-Leste há 13 anos e emprega 200 timorenses.

    @Lusa

    http://noticias.sapo.tl/portugues/info/artigo/1354925.html

    ResponderEliminar
  6. Anónimo17.12.13

    Esta empresa foi comprada pelo seu próprio dono Antonio Couto, através de um antigo militar de nome Simões, Coronel,à massa falida em Portugal por dois milhões de euros. Esta empresa fazia parte da falência, estranha, da Ensul Meci no Monte da Caparica. Ninguém investiga esta manobra?

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...