30 setembro 2013

Chemtrails: um artigo do Daily Mail

As Chemtrails (literalmente: trilhas químicas) existem? Não existem?
Ao Leitor a resposta.

Aqui vamos tratar dum artigo do britânico Daily Mail que fala do assunto:
Os céus poderiam mudar-se dum reconfortante azul para um lençol branco se os cientistas forem forçados a tomar medidas drásticas para combater o aquecimento global, afirmam  os especialistas.

Ao injectar aerossóis, que dispersam a luz na atmosfera, poderiam refletir mais sol fora do planeta e esfriar a Terra.

Mas o efeito em cadeia seria a dispersão de partículas vermelhas ao redor da atmosfera, que mudam o azul. O resultado seriam céus que se transformam em num branco nebuloso, em vez das cores vivas que costumamos observar num dia de Verão.

As previsões do BIS

O alarme não é dum blogueiro que adore o catastrofismo, mas dum banco.

Aliás, dum super-banco: com sede em Basileia, na Suíça o BIS (Bank for International Settlements, Banco de Compensações Internacionais) promove a cooperação entre os bancos centrais, fornece serviços financeiros quase como um "banco dos bancos centrais" e actua como agente ou representante nos pagamentos internacionais.

No papel de "banco de todos os bancos", o BIS de Basileia é o mais poderoso banco do mundo, aquele que capta e dirige o clima das finanças globais. E as suas últimas previsões são alarmantes.

O alarme, lançado num relatório na semana passada, observa com preocupação o tsunami de dívida que, na indiferença geral dos governos e dos media, está prestes a cair sobre os mercados e, consequentemente, sobra as nossas cabezinhas. Algo bastante grave, para que fique bem claro.

29 setembro 2013

BRICS: algo não funciona?

Os BRICS representam até hoje a mais válida alternativa ao imperialismo dos Estados Unidos e dos relativos aliados.

Todavia há alguns problemas: o crescimento do Brasil abranda, a China tem de encontrar novos mercados e resolver os crescentes problemas internos, a Índia atravessa uma fase complicada que bem pode piorar nos próximos tempos.

Estes são apenas alguns exemplos.

É falida a ideia dos BRICS? Nada disso. Mas não seria mal parar para pensar.

Os problemas económicos da Índia reflectem a falência global: o subcontinente indiano será a próxima vítima entre as economias emergentes. Nos últimos 10 dias, a Rupia (a moeda de Nova Delhi) caiu até atingir o nível mais baixo de sempre e a economia indiana pode estar à beira duma grave crise. Na verdade, a economia indiana está em apuros já há alguns tempos e só o optimismo pró-BRICS conseguiu não ver os sinais. Até agora.

27 setembro 2013

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 9

Pois é. estamos perto do fim, dado as eleições serem programadas para o dia de Domingo.

Começamos com Santa Bárbara.
Há seis freguesias de Santa Bárbara em Portugal e não saber qual dela é a interessada deixa-me maldisposto:
Image Hosted by ImageShack.us
Porque, afinal, este é o primeiro cartaz eleitoral feito para os surdos.
"Todas as famílias de Santa Bárbara".
"Quais?"
"Eu disse todas!!!"
Louvável.

Quénia, Nairobi, Al-Qaeda: a sombra do Ocidente

O Westgate Mall
Quais são as possibilidades de que os membros da família do presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta, estivessem a visitar o Westgate Mall em Nairobi, quando aconteceu o ataque terrorista pró-Al-Qaeda?
Quantas as possibilidades destes membros serem reconhecidos e assassinados?

A Bbc relata que no sangrento ataque ao centro comercial, entre as vítimas há também o sobrinho do presidente Uhuru Kenyatta, Mbugua Mwangi e a sua namorada, Rosemary Wahito.
Então o que se passou foi isso: um grupo ligado à Al-Qaeda decidiu atacar um centro comercial em Nairobi e depois, olha que surpresa!, temos aqui o sobrinho do Presidente. Melhor mata-lo, já.

Quais são as possibilidade de Al-Qaeda, alegado grupo islâmico anti-ocidental, lute para enfraquecer so inimigos de Washington e Wall Steet?

Porque é isso que acontece: Al-Qaeda lutou na Líbia contra Kadhafi; Al-Qaeda luta na Síria contra Assad; Al-Qaeda estreia-se agora contra Kenyatta no Quénia. Uma sortuda série de coincidências, sem dúvida. 

26 setembro 2013

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 8

Mais uma.

Esta é a freguesia da Estrela que reúne as antigas freguesias de Santos-o-Velho, Prazeres e Lapa, em Lisboa.

Image Hosted by ImageShack.us
Parece uma piada, mas não é: o cartaz é mesmo assim.

Confesso que ainda não percebi quem for esta tia, mas tudo bem, acho que vou continuar a meditar acerca deste assunto enquanto tento adormecer.

O que o supermercado não quer que se saiba

Uma volta no supermercado?
Diz Marion Nestle:
Os pesquisadores têm trabalhado anos para garantir que o comprador comum observe quanto mais produtos possíveis durante as compras, porque quanto mais eles veem, tanto mais eles compram.
Marion Nestle, para nossa sorte, não tem nada a ver com a homónima multinacional suíça (a Nestlé): pelo contrário, é o autor do recente livro An Aisle-by-Aisle Guide to Savvy Food Choices and Good Eating , uma tentativa para favorecer escolhas alimentares mais experientes e uma melhor alimentação. A seguir, alguns pontos interessante acerca dos supermercados.

1 . Os carrinhos de compras estão sujos.

De acordo com os estudos feitos nos carrinhos, mais de 60% ​​destes albergam bactérias coliformes (as espécies de bactérias que são encontradas nas casas de banho públicas). O Dr. Chuck Gerba, um microbiologista da Universidade da Arizona, diz:
Estas bactérias podem ser originados nos vegetais não lavados, dos enchidos não limpos, das mãos sujas dos clientes ou das crianças sentadas nos carrinhos. É suficiente pensar que onde colocamos os nossos brócolos poucos minutos antes havia o rabo de uma criança.
De acordo com estudos feitos por Gerba e os colaboradores, os carrinhos de compras têm mais bactérias do que qualquer superfície estudada, incluindo os apoios das sanitas e os apoios de cabeça dos comboios.

Russia Today, a Síria e a censura

Censura? Sim. Nos últimos dias de Agosto, o governo de Washington bloqueou o canal Russia Today no território dos Estados Unidos.

De acordo com o Pew Research Center, Russia Today (RT) é o maior provedor de notícias do YouTube, um canal de televisão internacional (registado como organização autónoma sem fins lucrativos) com sede em Moscovo. O sucesso é devido ao facto de transmitir em vários idiomas: russo, inglês, espanhol e árabe.

Em 2011 foi o canal estrangeiro mais visto nos Estados Unidos após BBC World News, em 2012 ficou em primeiro lugar entre as emissoras estrangeiras mais vistas em 5 áreas urbanas dos Estados Unidos, em 2013 foi o primeiro canal de televisão a chegar a um bilião de visualizações no YouTube.

25 setembro 2013

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 7

Mais autárquicas.

Image Hosted by ImageShack.us

Esta é a versão portuguesa de Branca de Neve e os Sete Anões. Por aqui temos O Candidato e os Dezassete Anões, que vivem numa casinha de marzipan na floresta de Anta Guetim, concelho de Espinho, Norte do País.

ISON: o fim do mundo (outra vez)

Temos duas notícias: uma boa e uma má.
Comecemos com a boa: está prestes à chegar um cometa que já é definido como "o cometa do século".
Porque? Porque, se tudo correr bem, irá proporcionar um espectáculo raro e maravilhoso.

C/2012 S1 (conhecido como ISON) foi descoberto em 21 de Setembro de 2012 pelos astrónomos Vitali Nevski da Bielorrússia e Artyom Novichonok da Rússia.

Originário da Nuvem de Oort (pelo menos, assim faz pensar o percurso seguido até agora), em Dezembro ficará no ponto de máxima aproximação da terra: 60 milhões de quilómetros do nosso planeta, cerca de 160 vezes a distância entre a Terra e a Lua.

O que torna especial este objecto será a , luminosidade, pois se tudo correr tal como previsto, ISON aumentará gradualmente a luz emitida a medida que se aproximar do Sol, podendo atingir magnitude negativa: isso é, ser visível até em pleno dia, ficando até 100 vezes mais luminoso do que a Lua. Sempre que o cometa não fique desintegrado na passagem muito próxima do Sol.

Segundo as previsões, ISON estará visível a olho nu desde o final de Outubro ou início de Novembro até meados de Janeiro: o ponto de máxima luminosidade será alcançado entre os dias 24 de Novembro e 2 de Dezembro. Melhor altura para a observação: manhã cedo, direcção Leste (constelação da Virgem).

Até aqui as boas notícias. Agora vamos ver as más.

24 setembro 2013

Federal Reserve: falha o homem Goldman Sachs. Por enquanto.

Larry Summers
Quase. Quase quase.
A ideia de Obama era simples: pôr um homem da Goldman Sach qual novo chefe da Federal Reserve. Muito simples.

O homem? Larry Summers. 59 anos, ex Secretário do Tesouro, director do United States National Economic Council do Presidente, ex director da Universidade de Harvard, ex Conselheiro económico com Reagan, ex economista-chefe do Banco Mundial, membro do Grupo dos Trinta, já trabalhou com JPMorgan Chase, Citigroup, Merrill Lynch, Lehman Brothers e, obviamente, Goldman Sachs.
Hebraico, Summers tinha tudo para ser o candidato perfeito.
Mas algo correu mal.

Obama teve que lidar com a revolta dos senadores de seu próprio partido. Única saída: rejeitar Larry Summers como substituto para a presidência de Ben Bernanke na Federal Reserve.

Uma pena. A doutrina de Summers era simples: para incentivar a economia dos Estados Unidos, tudo o que é preciso fazer é permitir que os bancos comerciais possam apostar em novos "produtos" derivados, comprar e vender títulos de hipotecas sub-prime de alto risco e cortar as reservas contra as possíveis perdas.

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 6

Mais cartazes?
Então vamos visitar a União das Freguesias de Santa Maria, Salvador e Santiago, no concelho de Torres Vedras, no centro do País:

Image Hosted by ImageShack.us

Ok, ok, não comento. Não digo rigorosamente nada. Fico calado e observo. E medito.

A CIA e as armas químicas de israel

A Síria é má porque tem armas químicas.
A Síria é má porque (supostamente) utiliza as armas químicas contra os civis.
Muito bem.

Uma pergunta: será que perto da Síria haverá outro País na posse de armas químicas?
Será que outro País, bem perto da Síria, já utilizou armas químicas contra civis?
Vamos ver.

Num relatório de Foreing Policy, publicado há dois dias e baseado em documentos da CIA, aparece a notícia pela qual, em 1983, Tel Aviv deu início a programa para a aquisição de armas químicas.

E entre 2008 e 2009, a Faixa de Gaza sofreu um ataque sem precedentes, com mais de 1.400 vítimas. Durante a Operação Chumbo Fundido, a aviação do exército israelita utilizou o agente fósforo branco contra os civis; uma acusação que israel sempre rejeitou, mas que encontra confirmação nos testemunhos dos médicos e dos enfermeiros, de várias nacionalidades, que de repente viram-se confrontados com queimaduras e feridas nunca vistas antes.

De acordo com as revelações de Foreing Policy, a intelligence dos Estados Unidos acredita que israel começou o armazenamento de armas químicas e biológicas há 30 anos, como forma de complementar o seu arsenal nuclear. Uma série de documentos que datam de 1983, fechados nos arquivos da CIA, demonstram isso.

23 setembro 2013

Arctic Apples: a maçã com o lifting

Continuam os preparativos para inserir no mercado de Estados Unidos e Canada a Arctic Apple, a primeira maçã que nunca fica castanha.

É isso mesmo: uma maçã que não sofre o processo de oxidação e fica sempre "como nova".

Na verdade seriam suficientes algumas gotas de limão para obter o mesmo efeito, mas há um problema: também o limão é natural. E, como sabemos, misturar dois produtos naturais pode ter consequências inesperadas.

Muito mais seguro manipular alguns genes: no caso concreto, a modificação dum gene sintético capaz de obter o "silenciamento genético" do PPOs, o Polifenoloxidase, o enzima que provoca a cor acastanhada após a maçã ter sido exposta ao ar.

Desta forma: maçã sempre bonita!
Sempre boa também? Não, claro que não: a maçã vai ficar podre, só que terá um aspecto melhor. E é isso que conta.

Recentes pesquisas demonstram que os consumidores norteamericanos não parecem particularmente entusiastas do novo produto. Mas nada que uma boa campanha publicitária não possa resolver.

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 5

Aproximam-se as eleições, continuam os cartazes destas Autárquicas 2013.
Ovar, Distrito de Aveiro, no centro do País, quase 17 mil habitantes e um buraco:

Image Hosted by ImageShack.us

Este cartaz é inquietante. Sabemos que o bom Vítor foi ontem acompanhar as obras de saneamento na zona nascente de Ovar, fez um périplo e apresentou publicamente o seu programa. Mas não explica algo fundamental: o que encontrou no buraco? Qual aterradora descoberta deixou os dois homens parados enquanto fixam a negra conduta?

Existe uma possível explicação, ainda mais inquietante: é esta altura em que o bom Vítor apresenta o programa? Os habitantes de Ovar estavam recolhidos no fundo dum poço? E por qual razão? Tentavam fugir dos discursos do Vítor?

Os Leitores de Ovar digam algo, por favor, pois por aqui a preocupação é grande.

Wirtschaftswunder

Angela Merkel ganhou as eleições: o partido dela, o CDU-CSU (os conservadores cristão-
democráticos) alcançaram 41% das preferências. Não é a maioria mas pouco falta.
Os social-democratas da SPD ficaram bem atrás, com 25.7%, a Esquerda Linke não vai além do 8.6% enquanto os Verdes perdem votos (8.4%).

A Europa esperava num empate entre o CDU e os sociais democratas, de forma a mitigar os efeitos da política de austeridade da Merkel. Mas nada disso: a CDu quase alcançou a maioria absoluta. Mas de Europa, de economia continental, na campanha eleitoral nem se falou: outras são as prioridades da Alemanha e da Merkel. Nomedamente, continuar o Wirtschaftswunder.

Wirtschaftswunder

Podemos traduzir Wirtschaftswunder com "milagre económico".
Trata-se do termo que descreve a rápida reconstrução e desenvolvimento económico da Alemanha Ocidental após a Segunda Guerra Mundial, bem como a vitalidade do aparelho de produção de Berlim, em contraste com o resto da Europa que continua em crise. O paralelo com os anos do "renascimento" pós-guerra parece justificado, sobretudo se pensarmos que até 10 anos atrás as Finanças do País não estavam nada saudáveis.

20 setembro 2013

Um lento desaparecer

Ben Bernanke, o chefe da Federal Reserve, confirma: a produção de Dólares não para.
Já nem se fala de Quantitative Easing, agora é uma fábrica que trabalha sem pausas.

Continuando a comprar 85 biliões de Títulos do governo americano por mês, a Fed arrisca criar as condições dum holocausto financeiro: basta uma voz acerca da inflação dos EUA acima do esperado e todos os mercados começariam a vender a uma velocidade vertiginosa.

A aposta é: nada disso vai acontecer,  porque "as pressões inflacionárias estão sob controle". Era a mesma presunção que levou Alan Greenspan a manter as taxas de juros demasiado baixas por muito tempo: se a crise despoletou em 2008, foi também por causa destas escolhas..

Não é uma coincidência que, após o anúncio de Bernanke, o preço do ouro tem aumentado quase 5%: todos sabem qual o real valor do Dólar hoje, que se aproxima do zero absoluto, é papel, atrás do qual não há investimentos, não há crescimento, mas apenas contas para pagar (e cofres privados para encher).
O medo é constituído pelos possíveis cenários duma desvalorização oficial nos próximos dias.

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 4

Continua o Especial Eleições em dose dupla.
Hoje vamos visitar Fajões, uma freguesia do Norte de Portugal:

Image Hosted by ImageShack.us
Quem é o homem? Um mágico? Um apresentador? Um inventor? Um vendedor porta-a-porta?
Nãooooo, é Jorge Paiva, que ama a freguesia ao ponto de segura-la na mão.
Não é fofo?

O simpático Obama e o caso do fracasso de liderança alheio

Entremos no Obama-pensamento.
Tentamos esta arriscada missão com uma recente declaração do simpático Presidente.

Esta declaração:
Now, this debt ceiling — I just want to remind people in case you haven’t been keeping up — raising the debt ceiling, which has been done over a hundred times, does not increase our debt; it does not somehow promote profligacy. All it does is it says you got to pay the bills that you’ve already racked up, Congress. It’s a basic function of making sure that the full faith and credit of the United States is preserved.
Traduzimos:
Agora, este tecto da dívida - eu só quero lembrar às pessoas caso vocês não se tenham mantido actualizados - que o aumento do tecto da dívida, que foi feito mais de uma centena de vezes, não aumenta a nossa dívida; não promove de alguma forma a licenciosidade. Tudo o que faz é dizer que vocês têm que pagar as vossas contas que já acumularam, Congresso. É uma função básica para garantir que a plena confiança e o crédito dos Estados Unidos estejam preservados.
Isto significa, segundo o Presidente Obama, que aumentar o limite da dívida pública não aumenta a dívida. Pelo contrário, é um incentivo para pagar as dívidas já contraídas.

19 setembro 2013

Todas as guerras dos Estados Unidos - Parte III

Terceira e última parte dedicada às guerras dos Estados Unidos.
Esta é a vez das operações encobertas desde o fim da Guerra Fria até hoje.


As acções encobertas: 1964 - 1986

1992-1995: Iraque

Saddam Hussein
De acordo com ex-agentes da intelligence dos EUA entrevistados pelo The New York Times, a CIA orquestrou uma campanha de bombas e sabotagem entre 1992 e 1995 no Iraque, através de uma das organizações revoltosas, o Iraqi National Accord, liderado por Iyad Allawi. A campanha não teve efeito na tentativa de derrubar o governo de Saddam Hussein.

De acordo com o governo iraquiano na época e com o testemunho do ex-agente da CIA Robert Baer, a campanha de bombardeios contra Bagdad incluiu tanto o governo quanto alvos civis: um cinema e um atentado contra um autocarro escolar (o que provocou a morte de estudantes). Iyad Allawi foi depois nomeado primeiro-ministro interino pela coligação internacional liderada pelos EUA que invadiu o Iraque em 2003.

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 3

Hoje dose dupla, pois as eleições aproximam-se e a lista dos cartazes intrigantes não para de aumentar.
Comecemos com as Ilhas dos Açores.

Image Hosted by ImageShack.us

Rabo de Peixe é uma vila do concelho da Ribeira Grande. Vive essencialmente da pesca e da agricultura. Mais pesca do que agricultura, ao que parece. E a ideia de sorrir numa fotografia, em vez de ter um olhar tipo serial-killer, ainda lá não chegou.

OGM: a lista russa

Greenpeace Rússia publica um documento do qual não se percebe uma palavrinha, pois está escrito em cirílico. Mas com o tradutor online o panorama muda: é a lista das empresas que costumam utilizar entre os ingredientes produtos geneticamente modificados, os OGM.

E a coisa torna-se interessante, apesar do cirílico.

Vamos lembrar: com a expressão de "organismo geneticamente modificado" (OGM ) entende-se um organismo (não humano) em que o material genético (o ADN) tenha sido modificado de forma não natural.

A forma "não natural" é a alteração efectuada com técnicas de engenharia genética, também conhecidas como técnicas do ADN recombinante: a combinação em laboratório de diferentes moléculas de ADN para criar um novo gene, logo inserido num organismo.

Erroneamente, todos os organismos OGM costumam ser indicados como transgénicos: a transgenia, na realidade, existe apenas com a inserção de genes provenientes dum outro organismo, enquanto é mais correcto falar de organismos cisgénicos quando são recombinados genes do mesmo organismo.

Seja como for, a substância muda pouco: em ambos os casos são organismos geneticamente modificados.

18 setembro 2013

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 2

Image Hosted by ImageShack.us

Prólogo
(latim prologus, -i) s. m.
1. Primeiro acto de um drama em que se representam acontecimentos passados antes da acção principal. 
2. Texto que antecede a parte principal de uma obra literária. 
3. Parte inicial de um acontecimento.

Estas eleições prometem...

Ipse dixit.

Todas as guerras dos Estados Unidos - Parte II

...e vamos com a segunda parte do artigo acerca das guerras dos Estados Unidos.
Em análise, as intervenções para derrubar os regimes estrangeiros.


As acções encobertas: 1964 - 1986

Rio de Janeiro, 1964
1964: Brasil

O governo democraticamente eleito liderado pelo presidente João Goulart foi derrubado por um golpe apoiado pela CIA, em Março de 1964.

Tendo previsto uma guerra civil, o presidente dos EUA Johnson autorizou que material logístico fosse enviado para apoiar os rebelde, como parte da Operação Brother Sam ("Tio Sam"): entre outros, munições, carburantes foram enviados do porto de Aruba (Pequenas Antilhas) enquanto outras 110 toneladas de munições e gás CS ficaram prontas em New Jersey para o envio até o aeroporto de Campina.

Poucos dias após o golpe, um oficial da CIA enviou uma comunicação para Washington:
A mudança do governo irá criar uma grande mudança benéfica para os investimentos estrangeiros.

Os documentos da CIA acerca do envolvimento no golpe do 1964 permanecem secretos.

17 setembro 2013

Especial Eleições Autârquicas 2013: o cartaz do dia - 1

Eleitor português!
Ainda em dúvida? Não sabe qual candidato escolher?
Mau.

Mas para todos os Leitores de Vila Nova de Gaia, o problema já está resolvido, pois há só um nome que faz sentido: Manuel Almeida.

Já tornou-se a figura mais mediática desta campanha eleitoral e é complicado encontrar alguém em Portugal que ainda não tenha visto a apresentação da sua candidatura:


Como o Leitor já deve ter adivinhado, Manuel Almeida é o candidato suportado por este blog, o homem que reúne as qualidades mais importantes que um cidadão procura em qualquer político. Quais qualidades? Não faço ideia.

Todas as guerras dos Estados Unidos - Parte I

Diz o Nobre Vítor:
Alguém tem uma lista completa das democracias depostas pelos EUA e colocando ditadores no lugar? Ex: Chile golpe de estado que colocou Pinochet em 1973 Golpe de Estado no Irão de 1953 que colocou o Xá Argélia golpe que impediu o partido FES de governar depois de ganhar as eleições. e mais recentemente Egipto 2013 golpe militar que depôs um presidente eleito.
Realça o Nobre Zarco:
A pergunta do Vítor é pertinente...e não me querendo imiscuir no teu blog, mas tu pareces-me o homem certo para com tempo elaborares um artigo com a resposta...agora que vai ser um trabalho herculeos elaborares uma lista com todas as democracias depostas pelos EUA e colocando marionetas no seu lugar, isso vai.
Um desejo dos Leitores é uma ordem para o humilde blogueiro. Aliás, vamos enfrentar um discurso um mais amplo: que tal falar um pouco acrescentar de todas as guerras nas quais os os Estados Unidos tomaram parte também?

16 setembro 2013

Fukushima: os novos (enormes) perigos

Nos últimos tempos, os media dedicam pouco espaço aos acontecimentos de Fukushima. Isso pode fazer supor que a maior parte dos problemas esteja resolvida, sobrando apenas a "limpeza" e a recuperação da área interessada ao desastre. Mas assim não é.

As notícias acerca da perda de água contaminada e dos níveis particularmente elevados de radioactivade do ar têm provocado alerta nos ambiente científicos: porque apesar dos meios de informação ignorarem o assunto,  a situação em Fukushima é altamente preocupante. E é uma preocupação que vai interessa muito mais do que o Japão.

A verdade, nua e crua, é que a Tepco não sabe como travar as perdas: os cientistas não têm ideia das reais condições dos núcleos dos reactores nucleares. E os cenários são assustadores: a radiação poderia atingir Coreia, China e América do Norte de forma substancial.

Infundado alarmismo? Não parece. Até há quem seja ainda mais pessimista.
O especialista nuclear Arnie Gundersen e o médico Helen Caldicott afirmam que as pessoas deveriam evacuar o hemisfério norte do planeta se uma das piscinas de armazenamento do combustível em Fukushima entrar em colapso:
Mover-se ao Sul do equador, se isto acontecer, acho ser a lição que tiramos.
O ex-conselheiro da ONU, Akio Matsumura, define a remoção dos materiais radioativos em Fukushima "uma questão de sobrevivência humana".

13 setembro 2013

Banksters

No dia 15 de Setembro de 2008, o banco Lehman Brothers faliu.

Não foi apenas a maior falência da história, mas marcou uma linha divisória que mudou o curso (para pior) da economia mundial, dificultando a vida de todos e representando o começo duma crise que ainda persiste.

A terrível destruição de valor empobreceu as famílias, especialmente aquelas mais endividadas; tem dizimado milhões de postos de trabalho, especialmente para os jovens e aumentou as desigualdades sociais.

Onde estão e o que fazem, cinco anos depois, os protagonistas desta história que causou tais estragos? Em quais prisões passam o tempo os responsáveis?
Vamos conhecer melhor a dura vida deles.

9/11: as 50 perguntas


Anteontem foi o 12º aniversário do 9/11, o acontecimento que mudou o rumo da história recente. Ao longo destes 12 anos, tudo e mais alguma coisa foi escrita acerca do assunto: não há muito espaço para novidades neste sentido.

O 9/11 Truth Movement (Movimento para a Verdade sobre o 11 de Setembro) é uma organização de voluntários que ao longo dos anos trabalhou para descobrir qual a realidade além da versão oficial: a secção italiana acaba agora de apresentar uma publicação composta por 3 dvd que resume este longo período de trabalho e pesquisa.

Os dvd têm o título de 11 Settembre, La Nuova Pearl Harbor (11 de Setembro, a Nova Pearl Harbor) e apresenta uma longa série de perguntas que, do ponto de vista do realizador Massimo Mazzucco, representam o "capítulo conclusivo", pois a fórmula das pergunta permite esclarecer de forma definitiva se a versão oficial tem "pernas para andar" ou não.

Todo o trabalho foi desenvolvido ao longo dos anos por profissionais de vários sectores, sempre baseado em documentos e relatório oficiais, os mesmos utilizados (ou muitas vezes ignorados mas sempre à disposição) pela The National Commission on Terrorist Attacks Upon the United States, mais conhecida como Comissão 9/11, aquela que preparou a versão oficial dos acontecimentos.

Como afirmado: não há novidades por aqui. Simplesmente, os 3 dvd querem constituir um ponto de chegada que acaba com perguntas para as quais ainda têm que ser encontradas as relativas respostas.

A publicação gratuita dos dvd, em italiano, começa na internet a partir deste mês.

12 setembro 2013

Comentários grátis e livres!

...que depois são sempre grátis e livres.
Só que hoje são mais livres do que o costume.

Por questões de tempo, hoje nada de post. Então, eis a altura dos Leitores: comentários mas também ideias, sugestões, discussões, assuntos, argumentos, opiniões.
Ou simplesmente um olá, que mal não faz.

As transmissões retomam amanhã.
Obrigado!

Ipse dixit

11 setembro 2013

Al-Qaeda: o alerta, as evasões, os atentados

No início do mês de Agosto, a Administração dos Estados Unidos tinha emitido um alerta mundial: o perigo de atentados terroristas era uma ameaça concreta.

O General Martin Dempsey, do Estado Maior das Forças Armadas:
Estamos perante dum fluxo de ameaças significativas contra as quais já estamos a reagir.
Peter King, Presidente da sub-comissão Terrorismo e Intelligence do Congresso:
Já não temos dúvida de que haja um complot e que grandes ataques estejam em preparação.
Al-Qaeda estava de regresso, o que justificou o fecho de muitas embaixadas americana no Médio Oriente. Passado mais do que um mês, nada aconteceu. Um erro?

As evasões

Voltemos atrás.
Um dia depois do alerta de Washington, a Interpol emitiu um comunicado no qual realçava as evasões ocorridas no mês de Julho em nove Países membros da Interpol: entre eles o Iraque, a Líbia e o Paquistão. A Secretaria-Geral da Interpol emitiu um alerta global sobre a segurança, recomendando um aumento na vigilância. 

A suspeita é que a mão de Al-Qaeda estivesse por trás das várias acções que permitiram a fuga de centenas de terroristas e outros criminosos: a Interpol procurava ajuda dos seus 190 Países membros para determinar se estes acontecimentos fossem o resultado de um plano coordenado.

Entre estas maciças evasões, que ocorreram no intervalo de seis dias, deve ser salientada aquela que ocorreu em 23 de Julho, quando um número entre 700 e 1.000 presos conseguiram escapar das prisões de Taj e Abou Ghraib, no Iraque.
Quatro dias depois, em 27 de Julho, 1.117 presos fugiram da prisão de Kuafia, no distrito de Benghazi  (Líbia).
Na noite do dia 29 de Julho, outra evasão: 243 Taliban da prisão em Dera Ismail Khan, no Paquistão.

Testemunhas oculares garantem a presença de commandos no exterior das prisões, em  concomitância com os motins organizados no interior.

Os ataques

Seja qual for a razão, poucos dias depois diversas áreas alauítas na Síria foram atacadas por milícias yadistas de Al Qaeda, compostas por estrangeiros, na maioria líbios, sauditas, chechenos e afegãos. Isso aconteceu perto da fronteira com a Turquia, onde os terroristas são treinados e fornecidos desde o início do conflito. Os ataques totalizaram cerca de 400 mortes de civis, entre elas muitas vítimas decapitadas e mutiladas.

Este massacre, no distrito de Latakia, nem sequer foi mencionado pelos media ocidental e foi seguido por alguns homicídios de cristãos em várias áreas incluindo Maaloula, um importante lugar santo para a Igreja Cristã, cidade onde ainda é falado o aramaico (alegadamente o idioma de Jesus Cristo ).

No mesmo mês, houve uma série de ataques diários por parte de Al-Qaeda no Iraque, contra a população xiita: um total de cerca de 1.000 mortos e milhares de feridos em apenas 4 semanas. O período mais sangrento desde o começo da ocupação em 2003, num drama humanitário que dura há 10 anos entre a indiferença geral.

Depois houve o Líbano, onde os ataques ocorreram de repente nos dias 8 e 22 de Agosto: cerca de 100 mortes e mais de 700 feridos que, de acordo com os especialistas libaneses, trazem a marca das milícias takfiriste de Bandar bem Sultan, o chefe da intelligence da Arábia Saudita, que tem o objectivo de envolver as comunidades sunitas e xiitas do Líbano no conflito sírio.

Assim, passadas mais de cinco semanas desde que o alerta foi emitido, podemos afirmar que não foram atacados nem os cidadãos, nem os interesses israelitas e/ou ocidentais na região ou fora dela. No entanto, houve mais de 1.500 mortes (mais de metade dos mortos do 9/11) em atentados e ataques terroristas na Síria, Iraque e Líbano. 

Dúvidas

E aqui fica uma dúvida: quem libertou milhares de presos? Al-Qaeda? Mas qual Al-Qaeda? Aquela cujos líderes são mortos pelas forças especiais dos EUA um dia sim e o outro também em combates ou com drones?

Segunda pergunta: qual a relação entre as evasões e a vaga de ataques? Pode ser que os fugitivos sejam os mesmos terroristas que operam na Síria, no Iraque e no Líbano? Ou é só uma coincidência o facto dos atentados mais sangrentos tenham acontecidos logo após as citadas maciças evasões?

E, no caso, sobra uma terceira pergunta, a mais inquietante: como é possível que milhares de fugitivos, procurados internacionalmente, atravessem fronteiras e Países sem ninguém dar por isso, converjam em localidades onde as câmaras dos medias ocidentais não fazem falta (e mesmo assim ninguém consegue vê-los?), encontrem logo armas e explosivos para planear acções  mortais que, olha o acaso, facilitam a vida de quem quer mudanças de regime na área (EUA e israel)?

Os EUA lançaram um alerta mundial contra o terrorismo e depois não foram capazes de encontrar milhares de terroristas escondidos entre os aliados rebeldes na Síria? Os mesmos homens aos quais o Ocidente fornece armas e apoio logístico?  

Afinal, qual o verdadeiro objectivo do alerta lançado pela Administração Obama?

Podemos falar de casualidade, sem dúvida. Ou de azar.
Ou podemos simplesmente aceitar o já que estamos a pensar.


Ipse dixit.


10 setembro 2013

Crimes preventivos

William Woodward
Estados Unidos? Sim, mas nada mais do que uma curiosidade.

Então é assim: há um fulano, tal William Woodward, que mora numa tranquila cidade da Florida: Titusville.

O simpático William poderia aproveitar do dia de festa, o Labor Day, para fazer um churrasco ou para dormir uma soneca. Mas, sendo americano, pega na pistola dele e dispara contra três vizinhos, os quais estavam mesmo a fazer um churrasco no quintalzinho deles. Resultado: dois mortos e um ferido grave.

"Então?" pode perguntar o sagaz Leitor, "Qual a novidade? O único dia no qual nada disso poderia acontecer nos Estados Unidos é o 30 de Fevereiro".
Sim, é verdade. Mas vamos com calma.

Uma vez acabado o massacre quotidiano, William enfrenta o juiz e afirma que matou porque os vizinhos "costumavam molesta-lo há mais de um mês". Que de facto é um período bastante comprido.
Mas o pior ainda está para vir: os vizinhos até tinham-lhe roubado um rolo de fita-cola! E sabemos como é: pode haver só um destino para um vizinho que rouba a fita-cola.

De facto, agora percebe-se melhor o porque do massacre, com tanto de golpe de  misericórdia  na cabeça.

O tempo roubado

Na Suíça, no prazo de poucas semanas, dois gestores de topo cometeram suicídio: Pierre Wauthier , 53 anos, director financeiro do gigante dos seguros Zurich, e Carsten Schloter, 49 anos, líder da Swisscom Telecomunicações.

Wauthier estava a ser pressionado pelo chefe dele para alcançar objectivos cada vez mais elevados, até que, desperado, decidiu matar-se.
Schloter, por seu lado, deixou escrito:
Você não pode ficar ligado ao trabalho 24 horas por dia, você não pode esquecer a família, você não pode esquecer as crianças, você não pode esquecer a sua vida.
O actual modelo de desenvolvimento tem conseguido na admirável empresa de tornar doente até quem é suposto estar melhor do que os outros. Imaginemos os outros.

Na base está a competição económica, conceito quase desconhecido antes da Revolução Industrial, e as consequências devastadoras enfatizadas pela globalização; um fenómeno que também deu os primeiros passos nos meados do século XVIII, mas hoje atingiu a plena maturidade com a adopção do modelo de desenvolvimento ocidental em quase todos os Países do mundo.

Uma competição entre os indivíduos, entre as empresas, entre os Estados.

09 setembro 2013

Um milhão!



Hoje de manhã foi atingida a marca de um milhão de visualizações.
Para todos os Leitores: um grande obrigado :)

Ipse dixit.

Síria: o gás e o correio do Coronel

Enquanto o Nobel da Paz, Barack Obama, tenta convencer o Congresso de que é necessária a guerra, na internet surge uma notícia interessante que deita uma luz ainda mais sinistra sobre os recentes acontecimentos na Síria.

Tudo começa com uma série de e-mail que um hacker teria interceptado e publicado on-line: é a troca de comunicações entre um ex-oficial americano, o Coronel. Anthony J. MacDonald (aposentado-se nas última semanas) e um funcionário do Ministério da Defesa dos Estados Unidos, Eugene Furst.

Nas horas a seguir ao massacre do gás sarin, no passado 21 de Agosto, o funcionário dá os parabéns ao Coronel por via do mais recente sucesso deste último, anexando no mesmo mail o link do artigo do Washington Post do mesmo dia, artigo que dá notícia do terrível ataque.

Outra troca de e-mail, talvez ainda mais preocupante , é entre a esposa do Coronel, Jennifer, e uma amiga, Mary Shapiro, preocupada com quanto acontecido na Síria. Eis a resposta da Sra. MacDonald:
Olá Mary,
vi e fiquei muito assustada. Mas Tony tranquilizou-me. Diz que os meninos não foram afectados, que foi feito para as câmaras. Então não te preocupe, minha querida.

06 setembro 2013

Segurança informática: algumas medidas

Perante as últimas notícias, como é possível obter um mínimo de privacidade na internet? É possível trocar
documentos com a certeza de que ninguém, além de nós e do destinatário, irá ler quanto enviado?

A resposta parece ser: não.
Teoricamente, a técnica mais avançada para encriptar documentos é sem dúvida a utilização do algoritmo AES-256 (Advanced Encryption Standard de 256 bit), algo que pode ser feito comodamente utilizando um dos muitos programas disponíveis na internet.
A navegação, do outro lado, é tornada segura e anónima com o sistema TOR, os protocolos IPsec ou TLS (Transport Layer Security).

Todavia, todo este discurso fica sem efeito na altura em que a NSA colabora com as empresas que disponibilizam tais instrumentos: é perfeitamente inútil encriptar um documento se quem espia está na posse da chave de encriptação. E é este o panorama apresentado pelos recentes documentos do escândalo Datagate.

Não há esperança então?
Mais ou menos: há algumas medidas que podem ser implementadas. Não se trata aqui de trocar valiosas informações com agentes secretos: trata-se, muito mais simplesmente, de proteger a nossa privacidade e de tornar mais complicado o controle sobre as nossas vidas.

Datagate: as novas revelações

Segredos na internet? Nem pensar.

A National Security Agency (Agência de Segurança Nacional, NSA) tem decifrado, em colaboração com o Reino Unido, as tecnologia de criptografia utilizadas por milhões de usuários de internet. Correio electrónico, conversas, documentos, dados confidencias: tudo encriptado com as técnicas mais avançadas e tudo decifrado.

Este é o resumo duns relatórios publicados na passada Quinta-feira pelos New York Times e The Guardian, relatórios obtidos a partir de documentos internos do governo americano.

Bullrun, Edgehill...

A NSA tem contornado ou quebrado a maioria dos códigos de criptografia utilizados por privados cidadãos e empresas. A NSA, desde o ano 2000, tem investido biliões de Dólares para colocar à disposição do governo dos EUA os segredos dos utilizadores da internet , criando poderosos supercomputadores capazes de quebrar os códigos de criptografia.

05 setembro 2013

Fukushima: o inferno e as mentiras

Novidades em Fukushima.
E não são boas.

A Tepco finalmente admitiu ter fornecido dados falsos sobre a radiação saída da usina nuclear. "Quantos" falsos? Quase vinte vezes menores do que os dados reais.

De acordo com um comunicado de imprensa retomado pela Bloomberg Japan:
a Tepco disse que ter detectado uma concentração radioactiva muito elevada de 1.800 mSy na zona periférica do tanque.
É água altamente radioativa que sai a partir dos "tanques de armazenamento", tanques que, em primeiro lugar, nunca foram projectados para servir como armazenamento de longo prazo; mas o que interessa aqui é realçar como a Tepco tinha declarado no passado que estes tanques apresentavam uma radiação de apenas 100 mSv, escondendo praticamente 95 % do nível actual de radiação.

04 setembro 2013

Síria, petróleo, Genie Energy (e Rothschild)

Só como mera curiosidade, seria interessante que os órgãos de informação falassem um pouco mais dos interesses ocultos que gravitam em volta da guerra síria.

Como o petróleo ou o gás.

Por exemplo: Rupert Murdoch (Fox News, The Sun, Times, Sunday Times, Daily Telegraph, New York Post, Wall Street Journal, Smart Money, New Corporation, Sky Television e muito, muito mais), é co-proprietário de uma empresa israelo-americana que tem o nome de Genie Energy e que procura gás de xisto nos Estados Unidos e óleo de xisto em israel.

Mas não só: a simpática Genie é a empresa autorizada por israel a procurar petróleo nas Colinas do Golã, que são um território sírio ocupado por Israel.

02 setembro 2013

O Nobel da Paz e o poço da Síria

A dúvida: mas afinal Assad atacou o próprio povo com o gás sarin?
A resposta: não sabemos.

A dúvida é legitima: quem ganhou com o massacre?
Assad que arrisca uma intervenção militar estrangeira só para reconquistar dois bairros duma cidade?
Que arrisca assim perder o apoio daqueles Sírios (a maioria) que ainda apoiam o governo dele? Agora, com os rebeldes claramente presos num impasse com sabor à derrota?

Não faz muito sentido. E, além disso, não podemos esquecer que já nos últimos meses tinham sido os mesmos rebeldes a utilizar o gás contra os civis.

Mas vamos ver o que acontece fora da Síria.
O Presidente dos Estados Unidos, o simpático Barack Obama, anuncia uma intervenção militar contra o regime de Assad. Não é por nada: é Nobel da Paz. Mas não haverá tropas no terreno: apenas algumas centenas de mísseis empenhados numa operação cirúrgica. E sabemos desde os tempos do Iraque quanto precisas sejam estas intervenções. 

Ressurreição


...pois é: era suposto ser uma ausência de poucos dias, afinal foram várias semanas.

E nem tive a possibilidade de avisar os Leitores, aos quais peço desculpa pelo incómodo: fiquei num dos poucos lugares do planeta sem internet.

Hoje Informação Incorrecta retoma as transmissões.

E calha mesmo bem: temos um Prémio Nobel da Paz que vai descarregar algumas centenas de mísseis por cima dum País estrangeiro.

Ou seja: tudo normal.


Ipse dixit.

p.s.: agradeço todos os que escreveram ao longo do último mês: vou responder, mas preciso de alguns dias!

01 setembro 2013

Aviso: os Blogues dos Leitores

Só uma breve nota.

Nos próximos dias, o blogroll (a lista dos blogues que aparece na coluna de direita) vai ser modificado, dado que surgirá uma nova categoria: os Blogues dos Leitores.

Parece-me coisa boa e justa.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...