20 fevereiro 2014

Marwan, o garoto no meio do deserto

A bonita menina ao lado é Hala Gorani, jornalista da CNN International.

Nestes últimos dias, um "tweet" dela tem feito versar rios de lágrimas: este tweet. Que pode ser resumido assim: uma equipa das Nações Unidas tem encontrado no meio do deserto um menino de 4 anos, Marwan, sozinho, perdido, afastado da família.

Vamos ler a notícia como relatada pelo diário O Tempo:

Uma equipe do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados encontrou um menino de 4 anos andando sozinho por um deserto da Jordânia. Segundo as autoridades, a criança se chama Marwan e foi separada da família durante a tentativa de fugir da guerra na Síria.
Segundo um jornalista da rede americana CNN, que acompanhava o grupo da ONU, Marwan carregava apenas uma pequena sacola de plástico, que continha pequenos pedaços de comida e uma garrafinha de água.
Uma história terrível: o pequeno Marwan (já órfão?) abandonado enquanto vagueia no deserto, com apenas pequenos pedaços de comida e uma garrafinha de água. Mas fique descansado o Leitor, pois esta é uma história que acaba bem. Continua O Tempo:
Assim que encontrado, Marwan foi levado para um centro de pesquisas da ONU, na Jordânia, onde foi alimentado e medicado. A mesma equipe do Alto Comissariado já encontrou a família do garoto.
Eis a foto, com o pequeno Marwan, a equipa da ONU e, óbvio, a jornalista:



Ainda bem que estava a ONU nos arredores, ainda bem que a família foi encontrada. E ainda bem que estava aí uma jornalista para relatar a história toda. Mais: uma jornalista com um fotográfo.
Aliás: dois fotógrafos, o segundo um pouco mais distante, que tirou esta imagem:



A criatura na imagem ampliada é o menino perdido no meio do deserto, Marwan.
Pois.

Um membro das Nações Unidas esclareceu ao Guardian:
Deixem-me dizer em primeiro lugar que a criança encontrava-se temporariamente separada. Estava um pouco atrás da sua família. A sua família estava na frente e ele estava apenas a caminhar atrás. Esta é a história. Não era um menor desacompanhado ... ele estava literalmente 20 passos atrás.
Assim: nada de milagrosa intervenção da ONU, nada de Alto Comissariado que encontra a família do garoto. Nada, apenas a triste história duma das tantas famílias da Síria que abandonam um País atirado para a guerra; uma guerra escolhida não pelos sírios mas decidida em qualquer escritório da Administração dos Estados Unidos. Que agora enviam jornalistas dispostos a tudo para um lugar ao sol.

Era preciso?   

Fonte: O Tempo, Twitter, The Guardian

6 comentários:

  1. Anónimo20.2.14

    Grande achado Max
    Isto sintetiza bem os meio de comunicação hoje em dia disponíveis, mentiras, desinformação etc...vale tudo.
    Nuno

    ResponderEliminar
  2. maria20.2.14

    Olá Max: claro que era preciso. O espetáculo sempre é preciso. Ele alimenta a fome de emoções "fortes" do populacho, ele faz "valer a pena" existir "jornalistas, fotógrafos, e imprensa". Abraços

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20.2.14

    O que vale é que já estou habituado a estas aldrabices da comunicação social.
    Aliás, quando vejo noticias na TV, o meu passatempo favorito é tentar descobrir onde está a mentira ou as mentiras em cada uma delas.
    Os resultados desportivos, esses aceito-os como válidos. Já relativamente ao Tempo sempre desconfio.

    Krowler

    ResponderEliminar
  4. Que alívio!!! Pensei que eles tinha achado por foto de satélite um minúsculo ponto no deserto e ao analisar velozmente(óbvio)identificaram um puto com uma sacola de comida e água - só e desamparado - e voaram com a velocidade do pensamento até lá para faze-lo reencontrar-se com a família angustiada pela separação... hahahaha.

    Eis o milagre da montagem de teatro para manipular emocional de quem chora ao ver criança sofrendo...!
    Mas como o Anónimo escreveu, sempre devemos procurar as razões por trás de uma apresentação com falhas na coerencia.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21.2.14

    Querem sabêr o que é uma ONG?! Perguntem à Russia, mas a maneira mais facil de descrever é um "Cavalo de Troia"... :)
    Estas coisas são corriqueiras, falsidades, desimformação (util), aliás quando o alto comissário é o Guterres, quem não se lembra desse HIPOCRITA; CRETINO; MENTIROSOS; Vende PATRIAS... ?!
    Gajos deste calibre, sem caracter, vende Patrias é que acabam nestas "ORGANIZAÇÔES" abaixo do Clube dos 300, ou dos Bildeberg... O pior é que o mundo é cego, e basta vêr uma cruz, que se esquece que a CARIDADE MATA!
    Não dá nada que não cobre em triplicado!... :)
    E estes gajos da ONU, uma criação dos YANKEES/SIONISTAS/BANKSTERS, não fazem nada que não diga respeito à mão que lhes dá de comêr e os fez nascer... Desenganem-se, não foram as NAÇÔES UNIDAS, foram os MAFIOSOS UNIDOS que é bem distinto...

    ResponderEliminar
  6. Chaplin22.2.14

    Vivemos a pior das eras que envolvem meios de comunicação. A das informações que carregam meias verdades, mais destruidoras dos que as próprias inverdades, pois se revestem da manipulação e de ideologias à serviço do controle das massas populares que ficam expostas e suscetiveis, pois não estão habilitadas para identificarem tal condição.

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...