14 março 2014

Insólito: as luzes - Hessdalen e as outras

Eis um insólito verdadeiramente "insólito".
Porque, além de ter uma natureza desconhecida, é não apenas reconhecido mas até estudado pela ciência oficial. São as luzes de Hessdalen.

As luzes de Hessdalen

Hessdalen é um pequeno vale da Noruega, onde moram cerca de 150 pessoas. Um vale como muitos na região, todavia sede dum estranho fenómeno que já tem milhares de observações: luzes flutuantes, as conhecidas Hessdalen Lights ("Luzes de Hessdalen").

Trata-se mesmo disso: luzes, observadas pela população local desde 1940.
Entre Dezembro de 1981 e o Verão de 1984 houve uma verdadeira vaga, com picos de 20 observações por semana. Desde então, a actividade é mais reduzida, mas sempre presente.

O fenómeno de Hessdalen
As luzes Hessdalen, na maioria dos casos brancas mas também dum amarelo muito brilhante ou até

Uma das últimas manifestações, Novembro de 2012, foi também uma das mais interessantes dada a presença de numerosas câmaras de gravação e até webcam que transmitiram tudo em tempo real.
com uma tonalidade verde claro, dão origem a manifestações que podem durar uma hora inteira, mostrando-se perto do chão ou flutuando a poucos metros do terreno.

Embora o estudo continue desde alguns anos, ainda não existe uma explicação convincente que possa identificar a origem do estranho fenómeno. No entanto, existem várias hipóteses:
  • um fenómeno natural de combustão espontânea causado pela interacção entre a atmosfera e a poeira do vale, rica em escândio (um metal);
  • um fenómeno originado por cristais de plasma originados a partir da interacção entre a atmosfera e o micro-pó produzidos pelo decaimento do rádon (um gás);
  • um evento gerado por uma carga piezoeléctrica produzida pela interacção entre específicos tipos de rochas cristalinas e grãos de quartzo;
  •  um evento gerado pelo cobre e pelo enxofre das antigas minas, juntamente com o ferro presente nas rochas no lado oposto do vale, que daria origem a uma "bateria" natural gigante.
  • um fenómeno não natural (hipótese extra-terrestre ou paranormal).
Por enquanto é apenas possível dizer o que as Luzes não são: não são aviões, miragens ou brincadeiras.

Em 1998 foi implementada a Hessdalen AMS (Hessdalen Automatic Measurement Station), uma estação científica automatizada que revela as aparições. Mais tarde, foi iniciado o programa EMBLA, que junta pesquisadores da Universidade de Østfold (Noruega) e do Consiglio Nazionale delle Ricerche (Italia).

Infelizmente não há muito mais para dizer: o fenómeno existe...e é inexplicável.

As Luzes (ou faróis) de Paulding

Menos conhecidas são as Luzes de Paulding, no Michigan (EUA).

Visíveis desde 1966, apresentam características muito parecidas com o fenómeno norueguês mas, neste caso, a comunidade científica está dividida.

Em 2010, um grupo de estudantes da Society of Photo-Optical Instrumentation Engineers (Sociedade dos Engenheiros de Instrumentação Foto-Óptica) examinaram as luzes e concluíram que o fenómeno é provocado pelas luzes dos carros que transitam na estrada que se encontra a 7.2 quilómetros de distância. Segundo os estudantes, até é possível recriar o fenómeno, que teria origem numa inversão térmica.

No mesmo ano, o programa televisivo Fact or Faked: Paranormal Files do canal SyFy tentou recriar as luzes, mas a tentativa falhou e estabeleceram que "o fenómeno não é explicável" (mas também a produção de determinados filmes por parte do canal SyFy é um fenómeno inexplicável: vejam o caso Sharknado).

Luzes para todos

Para completar o panorama, eis outras localidades onde é registada a presença de "estranhas luzes":

Gurdon Lights
As Luzes de Gurdon (Arkansas, EUA) são conhecidas desde a Grande Depressão. Não parecem ter sido alvo de investigação.

Marfa Lights
As Luzes de Marfa (Texas, EUA) são as mais conhecidas dos Estados Unidos. Todavia encontraram uma explicação: neste caso o fenómeno é realmente provocado pelas luzes do trânsito da vizinha autoestrada (e pela base aérea militar).

Maco Lights
Visíveis desde 1862 (entre as testemunhas, o antigo presidente dos Estados Unidos Grover Cleveland), desapareceram em 1977, ano em que foram retirados os carris duma antiga linha de comboio: o metal como condutor eléctrico?

Saratoga Lights
Neste caso, as luzes (perto de Saratoga, Texas, EUA) continuam visíveis apesar da remoção dos antigos carris. Entre as possíveis explicações: gases, fogo-fátuo.

Dovedale Lights
Observadas em Dovedale (Reino Unido), por muitos testemunhas, mas ainda sem explicação ou investigação.

Hebron Lights
Observadas também por parte de agentes policias, as luzes de Hebron (Maryland, EUA) parecem estar desactivas desde o final dos anos '60.

Longendale Lights
Possivelmente as mais antigas, dado que os primeiros relatos têm séculos de idade. A localidade de Longendale (Derbyshire, Reino Unido) é também sede de uma variedade de fenómenos inexplicáveis, desde os fantasmas até os Ufo.

Min Min Lights
Do outro lado do planeta, na Austrália, eis as luzes de Min Min, cujos primeiros testemunhas foram os aborígenes. Mas em 1983, o professor Jack Pettigrew da universidade de Queensland encontrou a explicação: uma miragem de luzes invertidas.

Silver Cliff Lights
Neste caso a explicação é bastante simples: as Luzes de Silver Cliff (Colorado, EUA), que já entretiveram centenas de testemunhas, são fogos-fátuos provocados pelo local cemitério.

Surrency Lights
As Luzes de Surrency (Georgia, EUA) têm uma" meia-explicação". Meia porque nem tudo está ainda claro. Surrency foi fundada por cima duma anomalia geológica, descoberta em 1985, pela qual existe um reservatório convexo de líquido cerca de nove milhas por baixo da cidade. Os cientistas estão intrigados com a anomalia, já que o líquido não é suposto ser capaz de formar reservatórios tão em baixo.

Oviedo Lights
Análises forma também conduzidas em Oviedo (Flórida, EUA), para determinar a origem das estranhas luzes que muitos têm observado na zona, sobretudo na Primavera e no Verão. Descritas como uma bolha de luz com uma tonalidade esverdeada que flutua acima do chão, segundo os geólogos tudo não passa de gás do pântano, metano liberado pela decomposição de matéria vegetal. Portanto, um outro caso de fogo-fátuo.

Brown Mountain Lights
E vamos concluir com as Luzes das Montanhas Castanhas (North Carolina, EUA). Conhecidas desde o século XIII (há lendas das tribos Cherokee acerca disso), já mereceram duas investigações do Serviço Geológico Nacional dos Estados Unidos.

Em 1913, a origem tinha sido individuada nas luzes dos comboios; em 1922 a explicação acrescentou os carros como possível fonte da ilusão óptica. Todavia, pouco depois da conclusão do segundo estudo, a zona foi afectada por uma grave inundação, que deixou a área isolada e sem electricidade: e o fenómeno não parou.

Entretanto, as luzes continuam a aparecer ainda hoje.


Ipse dixit.

Fontes: Il Navigatore Curioso, Project Hessdalen, Focus Italia, Wikipedia (várias páginas relacionada com as localidades onde são visíveis os citados fenómenos, versão inglesa), About.com

4 comentários:

  1. Chaplin14.3.14

    O curioso aqui é a predominância quase que total dos EUA e Reino Unido como locais envolvidos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14.3.14

    Não acredito nos pseudo pagos cientistas e especialmente em ufo/ovni(embora e infelizmente já vi algo, e bem grande sem explicação racional, eu o meu paizão e mais 20 ou 30 pessoas). Acho que existe algo e à muita falsidade à volta. Não sei bem porquê? com que fins? Não sei e para ser correcto policamente/deixar andar sem entrar em ficção, vejo 2 saidas: fenómenos provocados(psy ops, grande maioria inventada) e fenómenos ainda sem explicação. e que assim continuarão. Acho que são os dois mas a segunda hipótese é bem tramada(pergunta sem resposta)
    Quem diz a verdade? ...
    Nuno

    ResponderEliminar
  3. Amigo Max, Com a sua conhecida imparcialidade e análise criteriosa, já pensou em postar algo sobre o intrigante caso do avião desaparecido ?

    ResponderEliminar
  4. Sonia Paolillo15.3.14

    Bom dia Max, tbém gostaria de saber sua opinião sobre o Aviao que não é encontrado, com tanta tecnologia, de guerra e tals...meu celulaar tem GPS, acho que até eu, rs, e o avião não aparece.....Obrigada, adorei o post sobre as -luzes- não conhecia....vou compartilhar....

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...