27 março 2014

Insólito: White Horse Hill

O Cavalo Branco de Uffington é um dos hieróglifos mais antigos traçados sobre as colinas da Grã-Bretanha, talvez inspirados das outras figuras presentes na colina de White Horse Hill.

Tem sido demonstrado que a figura foi criada 3.000 anos atrás, na Idade do Bronze: esta descoberta foi efectuada utilizando o método de luminescência óptica estimulada, após exames arqueológicos realizados em 1994.

No entanto, a extraordinária figura, com 114 metros de comprimento e 34 de altura, gravada na superfície do solo com sulcos no terreno profundos um metro, continua a ser um verdadeiro mistério. Nenhum pesquisador pode dizer quem criou o Cavalo Branco e qual a razão. A única certeza é que o cavalo é visível apenas de cima.

Tem sido muito debatido se a figura quer ser um cavalo branco ou outro animal. Mas sempre foi chamada de cavalo, pelo menos desde o século XI. Um rolo de pergaminho de Abingdon, escrito por monges entre 1072 e 1084 d.C., fala do mons albi equi ("o monte de cavalo branco") de Uffington.

Num livro de William Plenderleath (1892)
Alguns estudiosos acreditam que a figura representa uma "divindade cavalo", conectada com a tribo dos Belgas, enquanto outros pensam que seja uma representação da deusa céltica Epona, protectora dos cavalos.

Outros ainda sugerem que a figura represente um símbolo tribal, talvez ligado aos construtores do Castelo de Uffington, uma fortaleza que remonta à Idade do Ferro, mas neste caso as datas não bateriam certas: a Idade do Ferro é mais recente do que a Idade do Bronze: da Idade do Ferro existem algumas moedas que trazem incisa a imagem do cavalo.

Devido ao ângulo de inclinação em que o cavalo é escavado, apenas uma pequena parte da figura pode ser observada  a partir do chão, o que pode indicar um significado religioso ou mágico. O cavalo é a única figura de giz no Reino Unido que os cientistas geralmente aceitam como verdadeiramente "pré-histórica".

Até o século XIX, a cada sete anos, o cavalo era cavado novamente durante uma feira local que
Dragon Hill
ocorria na colina, ao longo da qual havia batalhas simuladas, corridas de cavalos e outros tipos de atracções para as multidões. Quando a periódica "raspagem" for interrompida, a figura escurece rapidamente.

O cavalo é apenas uma parte dum complexo único de restos que estão localizados na mesma colina. Para o leste da hieróglifo encontra-se Dragão Hill, uma baixa colina do topo achatado: reza a lenda que é o lugar onde São Jorge, padroeiro da Inglaterra, matou o mítico dragão.

Em toda a região existem inúmeros túmulos, todos do Neolítico e reaproveitados até a idade dos Saxões. No maior desses, foram encontrados 47 esqueletos humanos.


Ipse dixit.

Fonte: Il Navigatore Curioso

Sem comentários:

Enviar um comentário

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...