29 maio 2014

Insólito: a Nasa e os antigos astronautas

Já ouviram falar da teoria dos antigos astronautas?
Claro que já ouviram.

Mas vamos supor o caso segundo o qual o Leitor nunca ouviu falar disso: o que podemos fazer? Talvez uma breve síntese? Pode ser uma escolha apropriada.

E quem poderia fazer uma síntese melhor de que Leonardo, o meu cão, que além de comer bolachas que nem uma criança é também especialista em assunto astronáuticos?

- Olá Leo.
- Olá para ti e para este blog piolhento.
- Então, podes fazer uma síntese de forma que o Leitor entenda o que é esta teoria dos antigos astronautas?
- Claro que posso.
- ....e?
- Bolacha.
- Fogo, começas logo...toma.
- Então eis a síntese. Segundo algumas teorias, no passado o nosso mundo foi visitado por seres de outros mundos.


- Quais mundos?
- Nenhum em particular, é só uma maneira de dizer.
- Ah, ok. E depois?
- Depois nada, é só isso.
- Acabou a síntese?
- Acabou.
- Poderia dizer um pouco mais...não sei, algo acerca do Culto à Carga... 
- Bolacha.
- Toma.
-  Culto à Carga é um grupo de movimentos religiosos que aparece em sociedades tribais quando entram em contacto com a civilização ocidental, industrializada. Surge com o fato de os nativos observarem grupos industrializados recebendo material por encomendas (cargas), geralmente grupos militares recebendo suprimentos por barcos e aviões. Os nativos acabam não compreendendo a origem destas cargas e atribuindo isto a causas sobrenaturais. Muitas vezes grupos imitam ritualisticamente a forma de andar e se vestir dos grupos industrializados na esperança de receber também a "carga" destas entidades sobrenaturais. Já foram registados grupos que abriram clareiras na selva imitando aeroportos e construindo rádios, fones de ouvido e inclusive falsos aviões de madeira que serviriam como isca para chamar supostas entidades sobrenaturais com a carga. Esse fenómeno já foi observado diversas vezes em casos completamente isolados. O primeiro caso que se tem registo foi o movimento "Tuka" nas ilhas Fiji em 1885, mas outros casos ocorreram periodicamente nas ilhas da Oceania.
- Ená, bolachas bem empregues, pareces Wikipedia!
- E daí que copiei.
- ....................
- Queres que fale acerca do último livro da Nasa?
- É melhor.
- A Nasa acaba de publicar um livro intitulado "Arqueologi, Antopologi end Interstellar Comuniquechion".
- Mas como raio falas?
- Sou cão, não falo inglês
- Archeology, Anthropology and Interstellar Communication
- Foi o que eu disse.
- Sim, tá bom...
- O livro examina em detalhe a questão da comunicação com possíveis civilizações alienígenas. Um dos capítulos mais interessantes trata da possibilidade de ter havido uma qualquer comunicação extraterrestre no passado. Conheces o Professor William Edmondson?
- Não.
- Não conheces o Professor William Edmondson da Universidade de Birmingham?!?
- Já disse que não.
- Nem eu conheço, mas ele considera a possibilidade de que algumas representações de arte rupestre na Terra possam ser de origem extraterrestre.
- Como assim?
- Ele diz que podemos dizer pouco sobre o significado daquelas representações, por qual razão foram gravadas na rocha ou quem as criou. Eles poderiam ter sido feitas pelos alienígenas em todos os aspectos.
- Sim, agora os alienígenas atravessam o espaço para vir a pintar nas rochas daqui...
- Cala-te e ove o que diz Douglas Vakoch
- E quem é este?
- É o director do "Interstellar Messeig Composichon" do "Seti Institiut".
- Interstellar Message Composition, é do Seti.
- Foi o que eu disse. Ele diz isso: "Se um sinal de rádio for detectado por uma experiência moderna do SETI, podemos intuir a existência duma inteligência, mas sem conseguir entender o que eles dizem. Mesmo que nós detectemos uma civilização num dos sistemas mais próximos da nossa estrela, os seus sinais deveriam passar por triliões de quilómetros, atingindo a Terra depois de um longo tempo".
- Então?
- Então é assim: para ir além da mera identificação da inteligência e ter alguma possibilidade de de compreendê-la , podemos seguir o exemplo dos pesquisadores que enfrentam desafios semelhantes na Terra. Como os arqueólogos, que reconstroem a história das civilizações passadas a partir de informações fragmentadas, assim deverão fazer os pesquisadores do SETI para entender civilizações tão longe de nós, no espaço e no tempo.
- Interessante...
- Pois é. Está no livro. Queres uma cópia dele?
- Tomara...
- São 10 bolachas.
- 10 bolachas...tu arruínas-me...mas ok, isso vale a pena. Toma as 10 bolachas.
- Obrigado. Os Leitores podem descarregar o livro neste link.
- E cada um tem que dar-te 10 bolachas?
- Não, o livro é grátis: está escrito "frii". Só tu és tão burro que pagas algo.
- Desgraçado...


Ipse dixit.

Fontes: Daily Mail, Nasa: Archeology, Anthropology and Interstellar Communication (ficherio Pdf, inglês)

6 comentários:

  1. Anónimo29.5.14

    Max, se tu entende inglês, olha só que descoberta legal:

    http://news.sciencemag.org/archaeology/2014/05/invisible-graffiti-angkor-wat

    ResponderEliminar
  2. Sylvio30.5.14

    E que tal isso aqui: http://ovnihoje.com/2014/05/29/declaracoes-sobre-ovnis-e-ets-de-engenheiros-da-lockheed/

    ResponderEliminar
  3. Anónimo30.5.14

    E olha este aqui canino:

    http://thehiddenrecords.com/sphinx.htm

    ResponderEliminar
  4. Caro Max, pergunte ao seu cachorro, o que ele pensa sobre círculos ingleses ( corp circles).

    ResponderEliminar
  5. anónimo 5630.5.14


    A NASA tem plena consciência do que acontece ao redor da Terra, entretanto, pressiona para que tal assunto seja mantido em sigilo. As missões Challenger, Discovery e Endeavor são as que mais foram acompanhadas por estranhas naves discóides de origem desconhecida. Este documentário, apresenta as filmagens intrigantes de UFOs no espaço, com espantosos detalhes. As imagens foram obtidas de um especialista em satélites e radiocomunicação canadense, que interceptou transmissões secretas da NASA e as divulgou a todo o mundo. Através delas é possível saber quem alguém mais, além de nós, freqüenta o espaço.


    http://www.youtube.com/watch?v=cMkNhKCLF8Y

    ResponderEliminar
  6. Anónimo31.5.14

    Finalmente um dialogo Max e Leo, o cachorro sabe tudo! ah ah ah.
    Excelente uma conversa tão surreal como o próprio assunto!
    Parabéns deu para rir, isto sim é sentido de humor.
    Abraço a todos

    Ps:e pergunta ao génio canino quais os números do euro milhões que sairão (não esquecer a(s) muitas bolachas).

    Nuno

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...