18 junho 2014

A Igreja, uma farmacéutica e 800 crianças mortas

Uma das valas em Tuam
É uma notícia que parece incrível.
Mas não é.

Novas revelações, dramáticas, sobre as actividades ilegais nas casas de acolhimento para mães solteiras assombram o escândalo de Tuam, a pequena cidade perto de Galway, na Irlanda.

Há poucos dias, no local foi descoberta uma vala comum, onde ao lado de uma casa para mães solteiras, gerida desde os anos '60 pelas Irmãs de Bon Secours, foram encontrados os corpos de 796 crianças.

Numa primeira fase as suspeitas apontavam para as actividades da Igreja, depois a verdade começou a emergir: em outras de 10 casas de acolhimento, entre 1960 e 1976, um total de 298 crianças foram submetidas a testes de vacinas e 80 crianças ficaram gravemente doentes depois de ter sido lhes administrado acidentalmente uma vacina para gado bovino.

Paul Keenan, editor do Irish Catholic:
A situação é actualmente de grande confusão, os escândalos começam a surgir e as pessoas percebem que a história de Tuam é apenas o começo. Os relatório acerca de como eram tratadas as mães e os seus filhos provocam raiva, as pessoas estão furiosas.
Escavações para procura de outros restos
O governo irlandês anunciou a abertura de uma investigação através da criação de uma comissão
especial. Mas é confrontado com uma realidade que não pára de aumentar.

Começada na casa de Tuam, a procura está a assumir contornos cada vez mais dramáticos, com as alegações de que centenas de crianças foram usadas para testar vacinas.

E haveria já um nome: a empresa farmacêutica britânica GlaxoSmithKline, que poderia ter agido porque na Irlanda até 1987 não havia uma legislação sobre os ensaios clínicos. Pode parecer absurdo, mas esta é justificação proposta até agora.

Já em Junho de 2001 tinha sido iniciada uma investigação sobre os testes realizados em 58 crianças entre 1960 e 1961 e cujos resultados foram publicados no British Medical Journal em 1962. Mas a investigação foi parada porque o Professor Patrick Meenan, autor do estudo, já tinha 86 anos de idade e por causa do estado de saúde não poderia aparecer no tribunal.

Uma sucessiva investigação judicial foi interrompida em 2004. Portanto, se é verdade que o escândalo alastra com toda a sua virulência hoje, no passado algo já era sabido na Irlanda.
Admite Keenan:
O que mais perturba a opinião pública é o significativo papel que a sociedade irlandesa tem desempenhado neste terrível história. Começando pelos pais daquelas mães adolescentes: preferiram esconder as filhas. E acabando com a forma como a sociedade olhava para aquelas mães solteiras, para os filhos "ilegítimos" e como estes foram tratados, o estado de desnutrição, a maneira como foram enterrados, muitas vezes sem nome; são todos elementos que revelam uma desumanidade inominável 
O novo escândalo sobre a vacinação aumenta a raiva. E abre um novo capítulo dum filme de terror que pode ter desenvolvimentos novos e perturbadores.

A Comissão de Inquérito criada pelo governo vai examinar as altas taxas de mortalidade que foram
registadas nas casas de acolhimento no século XX, as práticas funerárias que têm sido utilizadas, as adopções secretas e ilegais, os ensaios de vacinas em crianças.

Estima-se que tenham sido cerca de 35 mil as mães hospedadas em 10 casas administradas por ordens religiosas na Irlanda.

O Ministro da Infância, Charlie Flanagan, disse que é hora de lançar alguma luz sobre este período negro na história do País; segundo ele, é "absolutamente essencial" estabelecer "a verdade, em vez de ceder à especulação".

Reunidos em Maynooth, os bispos irlandeses saudaram a criação de uma comissão especial de inquérito e, numa declaração pública, expressaram um verdadeiro mea culpa:
Infelizmente, lembramos de uma época em que as mães solteiras muitas vezes eram julgadas, estigmatizadas e rejeitadas pela sociedade, incluindo a Igreja. Esta cultura de isolamento e de ostracismo social foi dura e cruel, enquanto o Evangelho manda tratar todos, especialmente as crianças e as pessoas mais vulneráveis​​, com dignidade, amor, compaixão e misericórdia.
Boas palavras que, como é costume na Igreja, chegam sempre depois.
Ainda Keenan:
A Igreja sai de um período difícil durante o qual foi esmagada pelo escândalo de abusos sexuais cometidos no seu interior. Daquele escândalo, a Igreja saiu profundamente danificada, mas a partir dessa experiência, foi capaz de tirar uma lição muito importante. Percebeu que a única maneira de avançar é dizer toda a verdade.
Pois, sempre crianças. Isso deveria fazer reflectir.

Por enquanto, o que sobra são pelo menos mais de 800 crianças mortas, sepultadas à pressa, algumas das quais depois de ter sido utilizadas como cobaias por uma empresa farmacêutica, com a cumplicidade da Igreja e das pessoas "de bem" da catolicíssima Irlanda.


Ipse dixit.

Fontes: The Telegraph, The Telegraph (2), The Guardian 

10 comentários:

  1. Olá Max: a total falta de escrúpulo e hipocrisia pós factun dos altos mandatários da igreja causa tanto nojo quanto a moral das pessoas de bem católicas, capazes de qualquer patifaria, até mesmo contra os seus, para ocultar os supostos delitos dos filhos ao mesmo tempo que os castigam. Mais nojo ainda me dá quando sei que essas mesmas famílias não têm ímpetos carcerários e de assassinato sobre os seus filhos quando estes praticam coisas indignas de fato. Abraços

    ResponderEliminar
  2. Viver em um corpo físico nos sujeita a muita coisa. A grande maioria é somente espectador e vive as leis de quem quer experimentar. Os movimentos de cunho espiritualistas-científicos propõem uma espécie de despertar que trazem esperança de novas e verdadeiras conexões aos humanos...de qualquer maneira este é mais um caso de soberania, de destrato por semelhantes, e digo isto porque em essência não há diferença entre eu e você! A maldade e a ignorância sempre será algo interior e ressoando por você mesmo...

    ResponderEliminar
  3. Chaplin19.6.14

    Somos movidos por valores menores, sociais-capitalistas, onde a hipocrisia, o cinismo e a vulgaridade na maior parte do tempo permanecem ocultos em nosso próprio interior, com o que acabamos reconhecemos apenas projeções e representações de si mesmo e dos outros. Valores humanistas? Nem pensar!!! Corrupção? Existe nos outros e de preferência bem longe...
    Quando 25 mil crianças morrem de inanição todo "santo" dia e passam invisíveis pela total falta de interesse dos media globalizados, distraindo o mundo gentio com sua agenda alienante e dissimulada. Quando deixaremos de se emocionar com o "circo" midiático e começaremos a chorar por elas??? Siga a palavra chave...

    ResponderEliminar
  4. Anónimo19.6.14

    É, realmente, uma desumanidade inominável. É desumanidade, também, o que está acontecendo na guerra do Iraque, da Síria, uma desumanidade o que acontece em muitos países da África, o aborto como arma de extermínio, as barbaridades sem fim que se sucedem pelo mundo, e nós continuamos assistindo sem conseguir parar todo esse horror. Ah, este nosso mundo está um pesadelo do qual não estamos conseguindo acordar. Ótimo artigo, que acrescenta mais horrores à lista infindável... Mara

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19.6.14

    É parte do mundo de pernas pro ar (copiraite Eduardo Galleano) que as grandes corporações sejam vistas como modelos de eficiência e lisura. Ah, se o governo fosse a Apple!

    Poucos se convencem que o objetivo das empresas é somente o lucro. E é somente o lucro, mesmo. Isso quer dizer que qualquer outro valor só pode ser considerado como comparativo ao lucro, que é o centro de todas as medidas. É uma espécie de escurismo. O lucro como medida de todas as coisas.

    O que realmente intriga é como toda a sociedade foi cooptada para funcionar "perfeitamente" neste modelo. Um funcionário que dá a ideia de vacinar as crianças abandonadas talvez seja um excelente pai de família e a ideia possibilitou que ganhasse um aumento ou reconhecimento de seu gerente. O gerente que passa a ideia (como sua) para um alto executivo idem. Um alto executivo que aprova esta ideia é um homem completamente aprovado pela sociedade e é modelo para os mais jovens e aspirantes ao "estrelato" corporativos. É também um modelo indiretamente para todos que têm de se submeter à essa ética corporativa para sobreviver.

    Max, obrigado por trazer essa notícia, não a tinha visto em nenhum outro lugar.

    ResponderEliminar
  6. Caros, essa história é uma mentira.Foi descoberta e denunciada aqui: http://www.tempi.it/gli-800-orfani-fossa-comune-irlanda-orrore-bufale-in-chiave-anticattolica-giornali.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro,

      "Tempi"? Um diário católico com tanto de oração da manhã? Deve ser bem imparcial.

      Permito-me sugerir um artigo duma fonte um pouco mais próxima dos acontecimentos e um pouco mais recente também (é de hoje): o Irish Time (http://www.irishtimes.com/news/social-affairs/more-than-660-children-died-in-dublin-residential-home-in-seven-year-period-1.1840174).

      Um excerto:
      "Os relatórios também contêm dados compilados pelo secretário geral que mostram como a taxa de mortalidade entre as crianças "ilegítimas" em 1925 e 1926 fosse cinco vezes maior do que a das crianças nascidas dentro do casamento, algo que os relatórios departamentais reconhecem como uma "deplorável perda de vida".

      "Valores separados do Cartório do Registo Geral mostram 796 óbitos infantis e de bebe foram registados na casa de Tuam em um período de 36 anos entre 1925 e 1960".

      Lendo o artigo todo, percebe-se qual o número das crianças mortas nas três casas geridas pelas Irmãs do Sagrado Coração de Jesus e Maria.

      Na casa de Sean Ross Abbey (Roscrea), por exemplo, em nove anos (ate 1941) houve 419 crianças mortas, enquanto em Bessborough (Cork) os mortos foram 238.

      Em Pelletstown, se as mortes de 1925 podem ser atribuídas a uma epidemia, já as 111 crianças mortas em 1927 (num total de 236 hospedadas) não têm explicação.

      Sempre em Pelletstown, houve outras 53 mortes em Março de 1933 e 42 em 1940, com um total de 757 em 18 anos.

      Abraço.

      Eliminar
  7. AlJoLoBaMa23.6.14

    Como em relação a esse lamentável (mais um!) assunto envolvendo a Igreja, ninguém se referiu ao recente filme 'Philomena' baseado na obra 'The lost child of Philomena Lee', Para além de ser deveras oportuno o filme (e muito mais o livro) revela que esses casos agora revelados tiveram outras 'nuances' igualmente dignas de nota. Obrigado pelas excelentes postagens quase todas bem incisivas e reveladoras do descalabro civilizacional que estamos atravessando.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23.6.14



    Para quem quiser dar para o "peditório" da demonização da religião, ou que a Religião é a mãe de todos os males, convém contabilizar também:

    Os Bolcheviques "Ateus" mataram várias dezenas de Milhões, Alexander Soljenítsin fala em 60 milhões , há até quem fale em centenas de milhões. ( entre os quais os Cristãos foram das maiores vítimas.)

    Mas disso a História pouco fala.

    Quanto a outros regimes Comunistas Ateus Asiáticos, não tenho dados, mas devem ser quantidades enormes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pai natal30.6.14

      A maior parte da Humanidade, como imbecil e fraca que é, necessita de uma figura de autoridade para lhe dar "rumo" e "protecção", tendendo a obedecer e a acreditar cegamente no que lhe é dito por essa mesma figura de autoridade. Como exemplos de figuras de autoridade temos os pais, a policia, os medicos, o governo, a religiao. O exemplo que deste, de um regime totalitario, é bastante bem dado, visto que a regra é o seu lider ser visto e adorado como um deus.

      Não esquecer que segundo a bilbia, um bom crente é aquele que quando ouve vozes que pensa ser de deus a dizerem-lhe que faça um ritual de sangue utilizando o seu filho, obedece cegamente, não revelando a existencia de mais de um neuronio no interior do seu cranio, visto que qualquer pessoa inteligente se questionaria, como seria possivel deus, que é tão bondoso, testar a fidelidade dos seus seguidores através de tal pedido. Isso mais parece o tipo de teste que o diabo faria aos seus fiéis. Logicamente um deus bondoso quereria ter como seguidores pessoas que lhe desobedecessem quando lhes fosse ordenado que cometecem atrocidades, provando que nem mesmo a pedido de deus estariam dispostas a se desviar do caminho da luz.

      Eliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...