10 junho 2014

Alimentação: curiosidades & castores

O site inglês List 25 publicou um artigo que está a ter sucesso: são notícias surpreendentes relativas a determinados alimentos que consumimos mais ou menos normalmente.

Algumas não passam de curiosidades, outras obrigam a reflectir acerca dos nosso hábitos alimentares.
Eis a lista:
  • As cenouras originalmente eram roxas. Hoje, depois de uma longa selecção, são exibidas em cor de laranja. As cenouras pequenas muitas vezes são derivadas do processamento de cenouras feias, tortos, não adequadas para as montras.
  • Grande parte do wasabi, a pasta verde muito picante que podemos encontrar em qualquer restaurante chinês, geralmente é na verdade rábano (raiz-forte) colorido. Isso por que cultivar o verdadeiro wasabi é extremamente caro.
  • A cada segundo são vendidos 75 hambúrgueres do McDonald's.
  • A água de coco pode ser utilizada como plasma sanguíneo.
  • Os amendoins são legumes (eu pensava fossem "fruta seca"...).
  • O gelado de água (Portugal) ou picolé (Brasil) foi inventado em 1905 por uma criança de onze anos, Frank Epperson, que numa noite gelada tinha deixado fora da janela um copo com água, soda e um palito de madeira.
  • O pepino é um dos alimentos mais hidratantes: 96% é água.
  • Existem 7.500 variedades de maçãs. testa-las todas, uma por dia, levaria vinte anos.
  • 70% do azeite vendido nos Estados Unidos é realmente azeite, mesmo as marcas muito caras. A razão é que a máfia italiana vendeu por muito tempo azeite adulterado e o público acostumou-se ao novo sabor. O tráfego de azeite adulterado tem sido comparado ao da cocaína, sem os mesmos efeitos colaterais.
  • Os outros alimentos mais adulterados são: o leite, o suco de laranja e o café.
  • No Brasil, uma das pizzas mais populares é aquela com as ervilhas (peço confirmação aos Leitores).
  • No Reino Unido, as batatas fritas são taxadas. É por isso que a Proctor and Gamble tentou argumentar que os Pringles não são batatas fritas mas "lanches um pouco 'salgado'. O juiz determinou que legalmente são batatas fritas.
  • O chocolate era usado como moeda. Na altura das civilizações pré-colombianas, e bebida de cacau era consumida nas cerimónias mais importantes, por vezes misturado com o sangue dos sacerdotes.
  • O agente de fermentação L-cisteína, também utilizado na preparação do pão, é feito de penas de pato, pelos de suíno e cabelo humano. Por esta razão, alguns argumentam que o consumo de L-cisteína pode ser equiparado ao canibalismo.
  • O Castoreum, utilizado em perfumaria, farmacologia, como estimulante, antiespasmódico e aromatizante em muitos doces de baunilha e produtos de forno, é obtido a partir das secreções das glândulas anais do castor.
  • O ketchup, em 1800, era utilizado como medicamento contra a diarreia.
  • A noz-moscada, se assumida em doses elevadas, tem um efeito alucinogéno.
  • Muitos snacks de frutas são feitos com a mesma cera que é utilizada para os automóveis. É a cera de carnaúba: ceras para pisos, ceras para automóveis, tintas, vernizes, M&M's, Smarties, Tic Tac, Mentos, BigBabol...
  • Em Tóquio é vendido um sorvete com sabor de carne de cavalo...

Baunilha e castores...


Ipse dixit.

Fonte: List25

15 comentários:

  1. pai natal10.6.14

    As cenouras roxas foram extintas?

    ResponderEliminar
  2. Boa pergunta.

    Nunca vi uma cenoura roxa.
    Podemos estar perante um caso de cenourocídio, encoberto pelos media de regime.

    Muito triste.
    Não sei porque, mas vejo a mão dos Illuminati atrás disso, mais um passo cruel a caminho da Nova Cenoura Mundial.

    Vou investigar.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo10.6.14

    As cenouras roxas não foram extintas:

    http://1.bp.blogspot.com/_HM4yBD66lrc/TQoqsBMjGdI/AAAAAAAAH0M/hzZmUS6dvqs/s1600/12114_25.jpg

    Afinal não houve nenhum cenourocidio.

    Tenho de experimentar para ver se são boas!

    Krowler

    ResponderEliminar
  4. Anónimo10.6.14

    Nunca vi uma pizza de ervilhas. Se fosse de calabresa,tudo bem.

    ResponderEliminar
  5. Olá Max,

    Nunca comi pizza aqui no Brasil com ervilhas, o que não quer dizer que não existam, mas não é popular, com certeza.

    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcelo7.9.14

      Ei ! Mas na minha cidade todas as pizzas tem ervilhas !!

      Eliminar
  6. pai natal11.6.14

    Obrigado pela informação anonimo.

    Pelos vistos alem de roxo e laranja existem cenouras de outras cores e cada uma delas é utilizada para tratar diferentes patologias.

    ResponderEliminar
  7. Bah, esta história da pizza com ervilhas é esquisita mesmo...e reparem que o artigo original falava da "pizza mais popular". Eu traduzi como "uma das mais populares" porque ninguém me falou disso até agora e nem vi uma imagem alguma vez na internet.

    Mais: aquela na imagem do artigo original nem é uma verdadeira pizza, mas algo sem tomate, com ervilhas, cebolas e pimento verde.

    Não é por nada, mas com a pizza não se brinca!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  8. Agora entendo porque nunca gostei de baunilha :) Já a história do pão é mais difícil de engolir...!

    ResponderEliminar
  9. Pois, eis uma breve excursão no fascinante mundo da cenoura. Originária do Oriente Médio e Ásia (Irão e Afeganistão), a cenoura pode ser cor laranja, branca, roxa, vermelha, amarela e preta.

    É rica em vitaminas A, B, C, PP, D e E, sais e açucares simples, por isso favorece um aumento das defesas contra as doenças infecciosas.

    Como afirma Pai Natal (o Leitor, entendo, não o outro), cada variante tem as suas propriedades:
    a cenoura roxa ou preta é muito rica em antioxidantes, como aqueles dos frutos vermelhos.
    a cenoura vermelha também tem antioxidantes que combatem o envelhecimento da pele.
    a cenoura amarela contém xantofilla, um regulador natural da tensão sistólica.
    a cenoura branca é alvo de estudos enquanto parece ser capaz de prevenir o câncer.

    A cenoura preta é praticamente desconhecida no Ocidente, onde é utilizada para dar cor aos sucos de laranja vermelha, enquanto na China parece muito mais comum.

    Tudo isso encontrado no site VitamineProteine.com.

    Finalmente, uma notícia que fará a felicidade dos Leitores: não gosto de cenouras cozidas, mas adoro come-las cruas, tipo coelho.
    Parecia-me bem fechar esta curta intervenção com uma notícia tão importante.

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pai natal11.6.14

      Por acaso também nao gosto de cenouras cozidas. Como-as todos os dias, devido ao betacaroteno, em saladas e gosto bastante.

      Eliminar
  10. Olá JJ!

    Foi controlar na internet (após a história da pizza com ervilhas...) e é verdade: o Castoreum existe mesmo e vem das partes menos "nobres" do castor...

    Também a L-cisteína é feita com aquelas coisas. É um aminoácido, presente em grandes quantidades nos pelos.

    Para consolar-se: a maior parte da L-cisteína utilizada na indústria é produzida a partir de cabelos humanos, não dos pelos do porco.
    Por isso, fica tudo em família, por assim dizer.

    Não sei se isso pode ajudar...

    Abraço!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo11.6.14

    O amendoim é, na verdade, uma leguminosa como o feijão, a soja, a ervilha, o grão de bico, a lentilha e a fava. São grãos contidos em vagens ricos em tecido fibroso.
    Nunca vi pizza de ervilha, até deve ter, mas definitivamente não é popular por aqui...

    ResponderEliminar
  12. Na minha opinião, as pizzas mais populares, ao menos no Sul do Brasil, são: Strogonoff, Frango com Catupiry, Napolitana, Califórnia... Na verdade, estas são as que eu mais gosto hehe!

    Max, já comeste a pizza brasileira? Talvez seja uma evolução da italiana (ao menos pelo que me venderam como a verdadeira pizza italiana), comparo com aquelas músicas onde as versões são melhores que as originais, como Gimme Shelter pelo Grand Funk ou A Little Help from my Friends pelo Joe Cocker hehe! Esse assunto vai dar briga, parei por aqui kkk!

    ResponderEliminar
  13. Sem contar esta pizza: http://www.youtube.com/watch?v=AANoGUD2h4A

    ResponderEliminar

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...